História My Name Is Park Jimin - Capítulo 39


Escrita por: ~

Postado
Categorias Bangtan Boys (BTS), Fifth Harmony, Got7, One Direction
Personagens Camila Cabello, Harry Styles, J-hope, Jimin, Jin, Jungkook, Lauren Jauregui, Louis Tomlinson, Rap Monster, Suga, V
Tags Jeon Jungkook, Jung Hoseok, Kim Namjoon, Kim Seokjin, Kim Taehyung, Min Yoongi, Park Jimin
Visualizações 77
Palavras 1.783
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 14 ANOS
Gêneros: Crossover, Ficção, Ficção Adolescente, Romance e Novela
Avisos: Bissexualidade, Heterossexualidade, Homossexualidade, Linguagem Imprópria
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas do Autor


Oioi!

Capítulo 39 - Hold Me Tight


Fanfic / Fanfiction My Name Is Park Jimin - Capítulo 39 - Hold Me Tight

Então eu vou te amar como se eu fosse te perder
Eu vou te abraçar como se eu estivesse dizendo adeus
Onde quer que estejamos, não vou te ter como garantido
Pois nunca sabemos quando
Quando ficaremos sem tempo
Então eu vou te amar como se eu fosse te perder
Eu vou te amar como se eu fosse te perder—Meghan Trainor - Like I'm Gonna Lose You (feat. John Legend)

Alice off/ Jimin on

Pesadelos nossa eu odeio tanto ter esses pesadelos onde eu sempre acordo chorando, são poucas vezes que isso acontece, mas sempre é algo ruim.

Me acordei em lágrimas, eu não estava no meu quarto e isso me assustou ainda mais quando senti um mãozinha quente em meu rosto me chamando pude dar um suspiro de alívio ao ver ela ali ao meu lado. A garota de cabelos cinzas e olhos verdes não entendeu o motivo de minhas lágrimas, mas me abraçou foi então que eu pude chorar em seus ombros. Ficamos abraçados até ela avisar que precisamos nos levantar, fizemos nossas higienes e trocamos os pijamas pelos uniformes.

—Jimin—Alice me chama antes de sairmos do quarto, ela me vira e arruma minha gravata.

Fechei meus olhos ao sentir sua mão em minha bochecha acariciando, eu não quero que ela suma igual no meu sonho.

Podem me chamar de egoísta, mas eu a quero só quero que ela fique comigo e que não me deixe. Porque a gente pode perder tudo, por isso eu a puxei para um beijo, eu quero aproveitar ao máximo meu tempo com ela e amar sem arrependimento.

Break of time:

Falta apenas dois dias para as férias e as coisas estão malucas todos estão animados outros estão tipo foda-se esses são os que iriam ficar aqui. Eu havia contado para Taehyung sobre o que Morgana falou, nós estávamos planejando contar amanhã a verdade para Alice já que é sábado, eu estou nervoso, muito, na verdade.

E se tudo der certo eu quero pedir a pequena Styles em namoro antes de sairmos de férias, pois não quero chegar em frente a mãe de Alice e me apresentar como um amigo.

Falando em Alice Styles...

—Quem vai ir falar com ela? —Camila pergunta abraçada a Taehyung que apenas encarava a sua monitora sentada na janela enorme do corredor, qualquer um poderia ver ela ali, mas acho que ela não se importa.

—Eu tentei falar com ela, mas a única coisa que ela disse é que está bem —Digo me recordando de suas palavras, suas lágrimas negavam aquilo.

—Devemos chamar o Harry? —Jungkook pergunta e todos negam rapidamente, se Alice quisesse o seu irmão ela iria até ele.

—Sabe eu posso ir falar com ela —Lalisa sugere focada na garota na janela, encaramos a menina loira e concordamos—Já volto

Observamos a novata ir até Alice e sentar ao seu lado, meu medo de Alice ignorar a Lisa foi ralo a baixo quando a minha princesa abraçou sua nova amiga. Eu vi Alice chorar nos braços de Lalisa e isso me angustiava, Camila e Taehyung tentavam entender por leitura labial o que as duas diziam enquanto Jungkook me abraçou por trás e deixou sua cabeça em meu ombro.

O mais novo murmurou algo como "Ela está bem eu sei disso", ela podia estar bem, mas por que então ela chorava tanto?

Fui desperto de meus pensamentos quando as duas garotas nos olharam e riram, sim riram eu que já estava confuso fiquei mais ainda. Camila correu até as duas e provavelmente perguntou o movo dos risos. Jungkook me guio até elas e claramente eu podia notar que Alice estava bem, já não chorava mais.

—Lice o que houve? —Jungkook pergunta vendo que de minha boca nenhuma palavra sairia, Alice se escondeu no abraço de Lalisa

—Bom essa unnie chorona estava assim, pois uma história que ela acompanha a semanas atualizou e bom ela estava sentimental pelo termino da história —Lalisa responde pela garota tímida em seus braços

Jungkook não se aguenta e começa a rir eu também não aguentei, pois era um motivo tão inesperado. Os meus amigos ainda rindo foram juntos para algum lugar me deixando sozinho com a leitora sentimental.

Alice deita sua cabeça em meu ombro e fecha os olhos, não digo nada apenas seguro sua mãozinha e aprecio o nosso momento de calmaria, algo raro nesses dias já que eu andei meio tenso e ela percebeu isso.

—Eu achei que os personagens não iriam ter um final feliz —Alice murmura voltando a chorar baixinho, abraço de lado a garota

—O que aconteceu no final? —Pergunto tentado acalmar minha garotinha chorona.

—No final os personagens ficaram juntos eles choraram tanto que eu quis entrar na história e os abraçar—Alice diz com sua voz levemente rouca devido ao choro

—amor não chore—Digo a consolando, Alice é a leitora mais apegada a personagens que eu já vi

—Jiminnie pode me prometer uma coisinha?—Alice pergunta calmamente depois de ter se acalmado

—O que você quiser—Digo abrindo meus olhos para poder a encarar, é tão bom saber que quando ela chora eu posso estar ao seu lado a consolando.

—Que se um dia você terminar comigo, prometa que não vai me esquecer e que vai guardar todas nossas fotos— Alice diz com certa tristeza na voz, seus olhos verdes brilham por causa de lágrimas que querem escapar, seguro seu rostinho delicado e encosto minha testa na sua, dou um beijinho de esquimó nela a fazendo sorrir.

—Prometo, e você promete sempre lembrar do garoto mais confuso que você já conheceu? —Pergunto ficando um pouco triste por essas promessas.

Eu não parei para pensar em quando as coisas terminarem, eu apenas segui o sentimento e acabei esquecendo que quando meu tempo aqui acabar eu terei que voltar para minha casa.

E ainda nem assumimos algo sério para terminar.

—Prometo me lembrar de seu sorriso que torna seus olhos linhas, e prometo me lembrar do dengoso que Branca de Neve deixou comigo—Alice diz me fazendo sorrir, a abracei podendo descançar minha cabeça em seu ombro.

Ficamos abraçadinhos por um bom tempinho algo muito bom, não precisamos de palavras quando conseguimos nos entender em silêncio. O silêncio as vezes é necessário, ainda mais quando se ama, devemos entender o silêncio da pessoa amada.

Quando o sinal do café da tarde soou eu a acompanhei até o refeitório, enquanto ela ficou conversando com seu irmão eu pude beber meu café quentinho enquanto a observava.

—Você está muito apaixonado —Jung Hoseok diz e volta a beber seu café, me virei para o observar melhor e vi seu sorrisinho abracei ele de lado e recebi seu aconchego.

Hoseok é um garoto tão legal ele não percebe que todos dependem de sua felicidade, esse garoto deveria ganhar um prêmio pe conseguir fazer todos sorrirem.

Depois do café da tarde eu fui expulso de meu quarto pelo meu hyung. Sim Min Yoongi me expulsou do meu próprio quarto, como as aulas da tarde foram suspensas teríamos um tempinho livre. Tive que bater na porta da minha monitora, nem morto eu ai atrapalhar os outros casais meus hyungs iam me enterrar vivo se atrapalhasse seus momentos melosos. A temperatura caiu e devido a forte chuva com direito a trovoadas e raios deixando o clima ainda mais frio.

Esperei dois minutos até uma Alice com sua típica touca de bichinho uma gargantilha preta simples e uma camisa branca de Jungkook e meias até o joelho abriu a porta.

Assim que entrei ela trancou a porta e correu para a sua cama se escondendo na bagunça de cobertas e ursos. Retirei meus sapatos e meu moletom ficando sem camisa, Alice espiou pela brecha da coberta e pude perceber seu olhar em meu corpo. Deitei ao seu lado e ela logo tratou de subir em cima de mim.

—Quantas vezes vou ter que dizer, você não é um coala Alice —Digo brincando com ela que reclama pela minha falta de sensibilidade.

—Me esquenta Jiminnie está frio, me abrace forte—Alice diz buscando mais contado, realmente estava frio.

—Por que não coloca outra roupa? —Pergunto a ela que me aperta contra sí deixado beijinhos sobre meus ombros.

—Já ouviu falar de preguiça—Ela diz e eu acabo rindo de sua tentativa falha de roubar um beijinho meu—Bobo!

—Quer fazer alguma coisa ou prefere ficar aqui deitada? —Pergunto a ela que se senta e me faz ficar sentado também.

Suas mãos seguram meu rosto e sem eu poder fazer algo ela me beija, minhas mãos vão para suas cintura a segurando fortemente. Quando eu já estava entregue ao seu beijo ela me afastou, resmunguei frustado quando ela saiu de meu colo.

—Vamos dançar, faz um bom tempo que você não dança comigo —Alice diz me entregando o moletom.

Esperei ela trocar de roupa para podermos sair, no caminho algumas pessoas cumprimentavam Alice, é fofo a maneira que ela acena ao outros e volta a se esconder em meus braços.

Quando Morgana passou por nos dois eu fiquei tenso e acho que Alice percebeu tanto que encarou Morgana com o cenho franzido.

Mesmo odiando o fato de saber que Morgana poderia a qualquer momento contar a verdade a Alice eu não a condenava, ela tem uma paixão muito forte por mim e eu de certa forma a magoei. Eu também sou o errado nessa história.

Estava tão perdido em meus pensamentos que nem vi quando Alice me levou para a sala de música. Enquanto ela descia as escadas correndo eu caminhava devagar, eu nunca lidei com os sentimentos de outras pessoas sem ser o meu próprio. Nunca me apaixonei de verdade por alguém e agora ter que lidar com Alice é complicado, pois eu não quero a machucar.

Me sentei no palco enquanto a garota mexia em alguns instrumentos, depois de tanto mexer nos instrumentos a garota senta em frente ao piano, assim como a melodia que ela tocava chegou ao fim eu tenho medo que nossa música termine sem antes ser escutada pelo mundo.

—Jiminnie o que a Morgana te falou naquele dia? —Alice pergunta tocando alguma música desconhecida por mim.

—Nada demais algumas bobagens dela —Minto sem a olhar, eu preciso falar com o Taehyung agora. —Amor agora eu me lembrei tenho que falar com o Tae

—Ok, pode ir, nós vemos no jantar —Alice diz e eu me levanto indo até ela seguro sua mão e a ajudo a ficar de pé—Que foi?

Apenas a abraço deixando ela sem reação aos poucos seus braços me envolvem retribuindo o abraço, seus braços são o lugar mais seguro que eu encontrei para me manter bem é algo tão bom. Depois de muito esforço me separei dela e a beijei com calma.

—Jimin! —Escuto seu grito quando estou prestes a sair do auditório, me virei para ela e pude ver ela fazendo um coração com os braços —EU TE AMO! 


Notas Finais


Sei nem o que dizer sobre isso...
Jimin é tão preciso vontade de guardar num potinho!


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...