História My Neighbor - Capítulo 15


Escrita por:

Postado
Categorias Belo Desastre, Once Upon a Time, Saga Encantadas
Personagens August Wayne Booth (Pinóquio), Capitão Killian "Gancho" Jones, Cora (Mills), David Nolan (Príncipe Encantado), Dr. Archie Hopper (Jiminy Cricket), Emma Swan, Mary Margaret Blanchard (Branca de Neve), Neal Cassidy (Baelfire), Personagens Originais, Regina Mills (Rainha Malvada), Robin Hood, Ruby (Chapeuzinho Vermelho), Sr. Gold (Rumplestiltskin)
Tags Drama, Revelaçoes, Romance
Visualizações 52
Palavras 1.711
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 16 ANOS
Gêneros: Aventura, Comédia, Crossover, Esporte, Festa, Ficção Adolescente, Luta, Romance e Novela, Saga
Avisos: Álcool
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Notas do Autor


Amores da minha vida, demorei um século pra voltar, eu sei, e SORRY !!! 😅 era pra ter postado semana passada! Bem aqui está o próximo ! Espero que gostem Boa leitura !!! 😁💕

Capítulo 15 - Viajar comigo ?!


Fanfic / Fanfiction My Neighbor - Capítulo 15 - Viajar comigo ?!


      Estava terminando de me arrumar pra ir pra faculdade quando a campainha tocou, devia ser Killian querendo me dar carona, não sei se deveria ir com ele, mas já tínhamos  resolvido toda a situação, então é claro que eu aceitaria.
      Depois de medicar Patch segui para saída de casa, abri a porta e me deparo com um buquê de flores, peônias brancas, ele não poderia ter acertado melhor na escolha das flores nem se lesse meus pensamento.
       Killian afastou o buquê de seu rosto alegre e me entregou, peguei as flores sorrindo, constatei que eram perfumadas.
 - Uau! São lindas, obrigada, amei! 
 - Que alívio amor, já estava pensando se você não era alérgica...
- Não sou-  respondi sorrindo - só queria saber que horas acordou pra ter  tempo pra isso.. - disse indicando o buquê com os olhos.
- Segredo... - Killian disse fazendo suspense.
- Então tá-  disse rindo irônica e fui para o carro, a porta do passageiro já estava aberta só entrei, Killian já estava atrás de mim.  Killian entrou no carro e partimos para a escola.
                                                            Xxxxxxxxxxxxxx
   Killian estacionou o carro já na faculdade e desligou o motor, fiquei parada pensando porque raios estava tão aflita em entrar naqueles corredores e encarar aqueles rostos que viram a cena que me deixou de coração partido no dia anterior. Killian deve ter percebido porque colocou sua mão sobre a minha e sorriu encorajador.
 - Não se preocupe eu já disse para os meninos o que aconteceu, e como eles são mais fofoqueiro que os vizinhos da minha mãe... - ri desse comentário - uma hora dessa todos já devem saber, e Rubi que deve se envergonhar do que fez, bem não é segredo pra ninguém que ela da em cima até de quem namora.
   Se Killian queria me acalmar, conseguiu, seu discurso foi tão responsável que quase fiquei boquiaberta, eu era sortuda de ter ele como namorado, nunca imaginei que meu vizinho festeiro e debochado, pudesse saber o significado de compromisso, ele era uma caixinha de surpresa, e eu não me cansava de me surpreender.
  -  Você  tem razão, não vou ficar constrangida, aliás o que aconteceu ontem que eu não lembro? - sorri irônica e Killian sorriu.
  - Uau! minha namorada é tão incrível! - recebi um selinho demorado, saímos do carro e entrelacemos nossas mãos.
    Entremos na faculdade e logo estávamos no corredor, algumas pessoas nos olharam mas não pareciam surpresos, é pelo jeito os amigos de Killian fizeram um ótimo trabalho ao explicar o acontecido.
   Pensando neles os vi numa rodinha a frente e Liam chamou Killian.
  - Vai lá, vou no meu armário, te vejo na aula - falei e estava saindo mas Killian me puxou de volta e me deu um selinho, senti meu rosto queimar estávamos no corredor com dezenas de pessoas doidas por fofoca, agora seríamos eleitos o casal do ano.
  - ok, até daqui a pouco amor - Killian disse sorrindo de lado.
 - até Baby. - Sorri de volta e caminhei rápido sem olhar para os lados até meu armário, avistei Regina do lado dos armários, devia estar me esperando. Me olhava rindo.
- Que foi ? - perguntei desconfiada
- Eu vi isso dona Emma, aos beijos no corredor.
  Senti meu rosto enrubescer de novo, sorri sem graça.
 - Não exagera, foi um selinho.
 - Sei. Ah por que não me contou o que aconteceu ontem? Fiquei sabendo por Neal! Nossa vou matar a vaca da Rubi...
- Calma Re, ela não vai conseguir fazer isso de novo, tive uma conversa séria com Killian, se acontecer tchauzinho pra ele - o rosto de Regina se iluminou.
- Sério? Conta tudo amiga!
- fofoqueira!
- O Que? Só quero ser bem informada sobre a vida da minha melhor amiga.
  Sorri, era muito bom poder contar com Regina pra tudo, meus primeiros dias na faculdade seriam bem mais difícil sem ela, agora então...
   Comecei a contar sobre a primeira DR com Killian e ela estava adorando, seus olhos se arregalavam como se não acreditasse que perdi a paciência com alguém e discuti feio. Mas ontem minha paciência foi esquecida em algum lugar, Killian sempre foi mestre em me tirar do sério, porém, antes era porque o odiava, agora era ao contrário, porque gostava muito dele.
                     Xxxxxxxxxxxxxx
       As aulas terminaram e finalmente estavamos indo pra casa.
- nossa que fome, acho que vou passar em um restaurante, o que acha?  - Killian perguntou me olhando, com cara de quem desmaiaria de fome em poucos minutos.
 - Ah beleza vamos lá, estou com fome também. - a comida do refeitório não estava nos melhores dias, me perguntava se tinham trocado de cozinheiro.
- Alguma preferencia?
- Comida japonesa, você gosta?
- Quem não gosta amor? - Killian me olhou e rimos
 - O que estamos esperando então Baby?!
                                                               Xxxxxxxxxxxxxxxxx
   Cheguei em casa e fui tomar um banho, meu cachorro já estava melhor, acho que ver a dona de bom humor fez bem pra ele.   
Lavei o cabelo sequei e vesti uma roupa leve, um short de flanela e uma regata, desci as escadas para ir pra sala, sentei no sofá e fiquei mexendo nas minhas redes sociais, o almoço com Killian foi ótimo, graças a Deus não tinha visto Rubi hoje na escola, Regina contou que ela estava se consolando com James no estacionamento na saída, bem não me importa o que ela faça desde que não dê em cima de Killian de novo, ou eu juro que...
   Fui desperta de meus devaneios com meu celular tocando, olhei no visor que marcava ser minha mãe.
 - Oi branquinha! - sempre brincava sobre seu nome.
- Como você está flor? - Sua voz calma como sempre perguntou, senti saudades de casa, de sua comida, o restaurante  da vovó perto de casa... minha vida mudou tanto em questões de poucos meses, torço para que minha mãe não perguntasse o temeroso " Como vai os namoradinhos " ela sempre perguntava isso quando ligava, só que agora eu não daria resposta de costume " só estudo mãe, não tenho tempo pra essas idiotices de namorar " uma frivolidade que eu ignorava e olha só pra mim agora, não poderia mentir se o assunto viesse à tona.
- Estou bem mãe e você?  Só costuma ligar nas vésperas de feriado, aconteceu alguma coisa..? - fiquei preocupada que alguém da família estivesse doente - Papai está bem ?
- Claro filha, não posso ligar por estar com saudades? 
- Sim, eu só... Tudo bem acho que estou paranóica..
- Bem na verdade queria te contar algo importante..
- O que?  Vão me dar um carro novo? Meu aniversário é daqui dois meses, mas pode ser um presente adiantado, não ligo... - falei impolgada e minha mãe riu, devo ter soado desesperada, não via a hora de poder trocar minha velha caminhonete por um carro mais moderno, não precisava ser igual o do meu vizinho vaidoso claro, mas enfim...
 - Querida é uma notícia um pouco diferente não sei se vai gostar, mas seu pai e eu conversamos e acabamos tomando essa decisão...
 - Certo mãe, não suporto suspense, qual é as novas?
 - Nós adotamos um menino! Encontramos ele perdido na estrada que vai para Nova Jérsei seu pai tinha uns negócios lá e eu fui junto, nós o encontramos oferecemos ajuda e descobrimos que ele é órfão a dois anos, tinha acabado de fugir do orfanato, então como temos um quarto de visita e você vem só quatro vezes pra casa ao ano resolvemos adota-lo, assim ele pode ter oportunidade de estudar uma faculdade também, ele é muito inteligente..
   Fiquei um pouco ciumada por ter sido " substituída “  mas pensei em todas crianças órfãs que eu sempre quis ajudar, eu estaria a maior parte do tempo em New York pelos próximos cinco anos, era muito legal a atitude de meus pais, acabei ficando feliz pelo garoto ter encontrado um novo lar, pelo jeito havia perdido os seus recentemente e estava abalado.
  - Isso é ótimo mãe, não tenho problemas com isso, acho incrível vocês estarem ajudando alguém assim...
  - Sabia que concordaria meu anjo - minha mãe disse alegre, poderia dizer adeus agora ao carro que eu achei que ganharia, pensei rindo - Por isso resolvemos que você deve vir conhece-lo, semana que vêm é feriado de ação de graças, seu pai pode ir busca-la..
  - Não!  - falei precipitada, a imagem de Killian de jaqueta de couro se apresentando para meu pai me assustou, meus pais não precisavam saber que meu vizinho era meu namorado, isso só geraria um discurso desnecessário que já havia ouvido, a última coisa que eu precisava era um replay. - quer dizer.. é claro que vou ir para o feriado aí, mas vou com meu carro, papai não precisa se preocupar de vim me buscar.
  - Sério !? Ok então, não se esqueça de vir hein, seu que é cheia de trabalhos mas merece um tempo de folga.
- Tudo bem mãezinha não vou esquecer, em poucos dias estarei aí, alias prepare a despensa, quero matar a saudade de sua comida - minha mãe riu alto.
 - Se prepara então que vai engordar uns cinco quilos, vou desligar, seu pai acabou de chegar pra jantar.
- Tá bom, beijos, um abraço, dá um no pai por mim também.
- Ok, tchau querida, beijos.
   Desliguei o celular e fiquei olhando pra frente, tinha acabado de confirmar presença em casa no feriado. Me perguntei se Killian também passaria feriado com seus pais, deve que seria uma festona. Olhei para o celular e resolvi perguntar. Mandei um SMS.
  
" Boa noite Baby! O que vai fazer no feriado de ação de graças?  "
 Dez segundos depois recebi uma resposta.
" Ficar em casa amor, e você tem planos? "
  Fiquei triste por ele, pelo jeito iria passar o feriado sozinho, as famílias sempre se reuniam... seus pais deviam estar viajando..
" Vou visitar meus pais " respondi receosa, ele poderia ficar chateado..
" Posso ir com você ?"
Olhei pra tela, pisquei e olhei de novo, ele queria ir pra casa dos meus pais COMIGO? 
Já haviam se passado cinco minutos e eu ainda estava encarando a tela pensando:  O que eu respondo? 
 
  
 
 
  
              
 
 


Notas Finais


Gostou? Me contam o que acharam!! 😆 dessa vez não vou demorar TANTO pra postar o próximo ! Palavra de escoteira!!! 😂😂 Bye bye! Bjs até o próximo!!! 😘❤👋👋👋


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...