História My new Neighbor - Capítulo 33


Escrita por:

Postado
Categorias Pretty Little Liars
Personagens Alison DiLaurentis, Emily Fields
Tags Emison
Visualizações 224
Palavras 2.323
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Aventura, Famí­lia, LGBT, Policial, Romance e Novela
Avisos: Álcool, Bissexualidade, Estupro, Homossexualidade, Incesto, Insinuação de sexo, Intersexualidade (G!P), Sexo
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Notas do Autor


Eu vou colocar o Gabriel como o Liam, é mais fácil eu achar fts dele. Ele tem olhos castanhos, mas tentem imaginar que são azuis.

Capítulo 33 - Cap. 32


Fanfic / Fanfiction My new Neighbor - Capítulo 33 - Cap. 32

Segunda-feira


"Viver é enfrentar um problema atrás do outro. 

O modo como você o encara é que faz a diferença."


07 de Fevereiro


Alison narrando....


Meu corpo trava assim que meus olhos vão de encontro a Emily, minha garganta fica seca e meu coração acelera. Com tanta turma pra mim, eu cai logo na da minha namorada!? Não posso dizer se isso é sorte ou azar, meu Deus! E pra completar é a das meninas também, Hanna, Spencer e Aria me olham surpresas e o Caleb?


Que diabos o Caleb faz aqui?!

-Por favor os que estão em pé... Sentem! -digo sorrindo

Um rapaz que está ao lado da Emily me olha e sorrir, vejo Emily fechar a mão com força e olhar seria pra ele. Já vi que terei problemas!

Espero todos se arrumarem e fico em pé proximo a mesa, me apoio nela deixando minhas mãos pra trás e olho sorrindo pra turma.

-Como eu falei antes, me chamo Alison DiLaurentis e vou ser a professora de vocês... -digo e vejo um rapaz no fundo levantar a mão- Pode falar.

-A senhora é daqui mesmo?

-Não, eu nasci em Miami cheguei em Rosewood tem algumas semanas.. Bom! Como hoje é o primeiro dia eu quero só conhecer vocês! -digo e escuto uma menina suspirar de alívio

-É solteira?!

O rapaz que estava ao lado de Emily pergunta e eu respiro fundo, vejo Emily fechar a cara e bater na mesa.

-Eu acho que a minha vida pessoal não é algo que lhe diz respeito, mas tirando a sua dúvida e a de outros que se interessaram... Não! -digo forte e Emily sorrir- Eu sou comprometida!

-Arrasou! -Hanna diz e eu pisco pra ela- E eu me chamo Hanna Marin! -diz e eu me seguro pra não rir

-Obrigada! -digo e viro pro engraçadinho- Seu nome?

-Elliott Rollins, mas pode me chamar só de Elliott! -diz sorrindo

-Obrigada.. Senhor Rollins! -digo forte e ele engoli a seco- Vamos continuar?!

[…]

Apesar deu estar dando aula pra minha namorada, eu amei a turma. Eles são ótimos de se trabalhar, tirando o Elliott. Por falar no diabo, ele tá levantando a mão.

-Pode falar... -digo já sem paciência

-Seu namorado tem muita sorte! -diz mordendo o lábio

-Namorada! -digo forte e ele levanta uma sobrancelha- E ela me disse isso hoje antes deu vim trabalhar! -digo- Voltando ao assunto importante, nós vamos...

-Aceita sair comigo?

Sua pergunta fez Emily perder totalmente a paciência, ela bateu na mesa e levantou virando pra ele com o cara de raiva.

-Que desgraça! Caralho! Tu não já ouviu que ela é comprometida?! Vai ficar dando em cima da mulher DOS OUTROS na frente de todo mundo é?! Vai tomar no cu primeiro e depois procurar alguém solteira pra você viado! Vai gostar de estragar relacionamento dos outros assim longe... Porra! Nem bonito tu é!

Emily diz tudo forte sem se importa com nada, seu peito sobe e desce rápido de mais. Suas mãos fechadas com força e sua mandíbula travada. Caleb segura sua mão e puxa pra ela sentar, mas ela chegou no limite. As meninas me olham surpresas e eu me sinto encurralada, não faço a menor ideia do que fazer.

Levanto meu olhar e vejo o idiota sorrindo, um sorriso de orgulhoso. Como se ele tivesse realizado o que ele mais queria e ele realizou, tirou Emily do sério.

-Ele sabe... -digo pra mim mesma

-Ficou muito nervosinha Fields... Não confia no seu pa...

-Basta! -falo alto e ele se cala- Senhorita Fields eu acho bom você se sentar! E você senhor Rollins eu quero que pare com suas gracinhas pro meu lado, eu fui clara?! -pergunto seria olhando em seus olhos

-Sim... Alison! -diz e eu fecho minha mão

-É professora DiLaurentis! -digo rangendo os dentes

-Qual foi.. Temos quase a mesma idade! -diz sorrindo

-Você poderia ser dez anos mais velho, aqui eu sou professora DiLaurentis e exijo seu respeito! -digo e ele levanta as mãos em rendição

-Certo tia!

-Senhor Rollins eu vou falar mais uma vez e dessa vez será a última! -dou um passo pra frente e vejo Emily morder o lábio- Aqui! Nesta faculdade o senhor me chama de Professora DiLaurentis, eu sou sua professora, não sou sua tia, não sou sua coleguinha.. Eu quero, na verdade, eu exijo respeito a minha profissão e a minha autoridade na sala! E se o senhor estive achando ruim...

Caminho até a porta e abro ela.

-Pela mesma porta que o senhor entrou pode sair e ir na direção pedir pra trocar de sala.. Ou pode dá uma queixa contra a minha pessoa! Mas pense bem no que irá falar, a direção vai levar bem mais enconta as gravações das câmeras que estão nessa sala! Então..

Toda a turma olha pra ele, Elliott dá de ombros e senta direito em sua cadeira. Volto pra perto da mesa e olho pra Emily.

-Senhorita Fields? -chamo e ela levanta a cabeça

-Sim professora?

-Eu espero que esse tipo de comportamento também não se repita, em parte eu agradeço a sua defesa.. Mas não quero que isso se repita, eu fui clara?

-Sim senhora! -responde seria

-Ótimo! -digo e me viro pra turma- Peço desculpas se assustei alguém, mas foi só pra deixar claro certas coisas para o senhor Rollins e a senhorita Fields..

Digo calma e vejo muitos concordarem. Volto a dar a aula normalmente, aula na verdade não, somente umas apresentações sobre os assuntos.

-Nos vamos começar com Contabilidade Básica, alguém sabe o que é Contabilidade? -pergunto e Noel levanta a mão- Diga!

-É um instrumento da função administrativa que tem por finalidade controlar o patrimônio, apurar o resultado e prestar informações sobre o patrimônio das empresas! -diz orgulhoso e eu dou risada

-Não olhou no google não né senhor Kahn? -pergunto rindo e ele fica vermelho

-Não! Claro que não professora! -diz rápido guardando o celular no bolso, dou risada de seu desespero

-Certo! A resposta está certa! -digo e ele comemora- Alguém sabe me dizer o principal objetivo da Contabilidade?

-Patrimônio das empresas! -Spencer diz e eu sorrio

-Exatamente! A Contabilidade Administrativa tem o objetivo de controlar o patrimônio das entidades e prestar informações. -digo e uma menina no fundo levanta a mão- Sim...

-A senhora falou entidades, eu não entendi... Desculpa! -diz vermelha

-Tudo bem! Quando eu falar entidades estou me referindo as empresas.. -digo e Caleb levanta a mão- Pode falar!

-Com todo respeito, mas... A senhora disse que não ia da aula ia ser só apresentações...

Sua fala fez todos rirem, nego com a cabeça olhando pra ele que só faz rir. Minha mãe falava algo bem assim "Dê dinheiro, mas não dê intimidade!" Caleb tem intimidade de mais, vou passar a dá dinheiro pra ele.

-Sua coragem é invejável! -digo e ele rir- Turma vocês estão liberados..

O primeiro a levantar é o Elliott, enquanto todos guardam suas coisas ele desce a escadinha olhando fixamente pra Emily. Vou andando até o outro lado da minha mesa e espero ele.

-Oh Fields.. -diz batendo em seu ombro- Se não confia no seu pau o pro...

-Senhor Rollins eu acho que deixei bem claro que não quero isso em minha sala! -digo alto e muitos alunos param o que estão fazendo pra olhar

-Sua aula já acabou! Você mesmo disse! -diz e eu sorrio

-Eu ainda estou na sala! Quando eu estive nessa sala eu quero você longe da senhorita Fields, eu estou sendo clara? -digo e ele concorda- Ótimo!

-Não acha que tá usando de mais sua "autoridade" aqui não? -fala chegando perto de mim

-Esteja a vontade para dá uma queixa na direção, meu nome é Alison Lauren DiLaurentis! Pode ir lá falar. -chego perto dele

-Sabe quem paga seu salário?! Sou eu! -pergunta se achando

-Como é que é?! -pergunto seria- Você já viu minha conta bancária? Sabe por que eu trabalho? Porque eu amo! Porque eu amo dá aula! Amo ser professora, ensino por isso e não porque eu preciso do salário! -digo e viro

-Duvido que não precise do salário! -diz e eu respiro fundo

-Alejandro e Sinuhe Cabello, você conhece eles? -pergunto e vejo ele arregalar os olhos

-São os donos do maior hospital de Miami.. -diz baixo

-São os meus pais! -digo e todos me olham surpresos

-O que? -ele pergunta baixinho surpreso

-São meus pais, você ainda acha que eu preciso do salário? -pergunto pegando minha bolsa- Tenha um excelente fim de dia senhor Elliott e espero que amanhã seu comportamento esteja melhor! -digo sorrindo e olho pros outros alunos- Até amanhã turma!

Saio da sala e vou andando até a sala dos professores, esse menino testou meu limite. Serio! Eu nunca sentir vontade de bater em um aluno antes, Elliott conseguiu me fazer um ranço dele que nem eu sei explicar.

A sala dos professores está vazia, ne sento num sofá e passo a mão em meu cabelo respirando fundo.

-Ele sabe... -digo me referindo ao meu namoro com a Emily- Merda!

Passo a mão em minha aliança e faço menção de tirá-la, mas paro assim que meu celular toca. Ezra!

-Como foi o primeiro dia? -pergunta animado

-Temos que conversar Ezra! -digo seria


[…]

12:30HS Escola do Liam


Depois de sair da faculdade eu vim pegar o Liam na escola, meu pai mandou eu pagar um transporte escolar pra ele, mas não me sinto segura com isso. Jason pode fazer qualquer coisa pra pegar o Liam e eu não quero arriscar. 

-Liam DiLaurentis.. -digo pro porteiro e ele sai

Me escoro na parede e respiro fundo passando a mão no cabelo, enquanto o Liam não aparece eu olho pro outro lado da rua e vejo algo estranho.


Elliott e Maya conversando, os dois dão risadas e apertam as mãos; olho o jeito deles e parecem que são melhores amigos. Uma viatura policial para próximo a eles e Lorenzo desce, não me controlo e tento ir até o outro lado, mas Liam aparece.


-Mamãe! -diz agarrando minhas pernas


-Oi meu amor! -digo pegando ele no colo e beijo seu rosto- Como foi a aula?


-Foi legal! Eu fiz um desenho, mas só vou mostla quando chega em casa! -diz e eu concordo


-Então vamos logo!


Olho uma última vez pro outro lado e vejo Lorenzo me olhando, ele acena pra mim, mas não respondo.


Coloco Liam na cadeirinha dele e aperto seus cinto. Ele sempre reclamar de vim na cadeirinha, diz ser muito alto o que é verdade. Liam é muito alto pra idade dele, não parece ter quatro anos.


-Segurança! -digo quando ele faz um bico

-Udo bem! -diz e eu beijo sua testa

Dou a volta no carro e entro. Estou dirigindo com calma, esse horário tem muito movimento de carro. Olho pro Liam e vejo sua boca toda suja de preto. 

-Liam o que você fez na boca? -pergunto e ele rir 

-Isso! 

Ele levanta um batom preto, que não é meu por sinal. É da DJ ou da Vero, não sei como veio parar nas minhas coisas. Balanço a cabeça rindo e entrego um lenço umedecido pra ele, que rapidamente limpa a boca.


-Mamãe? -ele me chama


-Oi amor... -digo olhando ele pelo retrovisor e rindo de sua cara suja


-Pol que eu não tenho um ilmão?


Me assusto com a pergunta dele, olho pra ele e vejo seus olhinhos confusos. Ele está apertando seus dedinhos gordinhos e balançando as perninhas.


-Por que essa pergunta? -pergunto nervosa


-Hoje a tia mandou desenha a família e meus coleguinhas tinham ilmaos e eu não.. -diz e abaixa a cabeça


Sinto meu coração se apertar e mordo meu lábio, paro o carro no sinal vermelho e viro pra ele.


-Você vai ter um irmãozinho! Um dia você vai ter, só não posso dizer quando! Eu prometo que você vai ter um irmão...


Digo e ele sorrir animado, me viro quando escuto buzinas atrás de mim. Eu sei que não posso mentir pra ele, mas os olhos dele brilham quando toca nesse assunto, ele fica todo empolgado. Liam ama bebes e sei que sonha em ter um irmão, mas infelizmente eu não posso dá.


Ele e Emily combinam de mais disso, Emily sonha em ter um filho dela! Um pedaço dela! Ela sonha em ter uma miniatura dela correndo pela casa, sonha em ter alguém com seus olhos ou seu nariz...


E infelizmente eu não posso dá isso a ela!


-Eu sou plotege ele igual a mamãe Em faz! -diz me fazendo rir- Mamãe?


-Diga amor! -digo virando o volante


-Como os bebes vão pla baliga das mamães? 

Começo a tossir com sua pergunta e ele rir alto, pego uma garrafinha d'água na porta do carro e bebo pra ajudar a me acalmar. 

-Por que essas perguntas hoje?! -pergunto e ele sorrir


-Eu quelo sabe! E a titia DJ falou que não é pela cegonha! -diz e arregala os olhos- Mamãe mentiu pra eu? -pergunta e eu respiro fundo


-Filho o bebê é uma sementinha, sabe? Uma sementinha de amor! Quando duas pessoas se amam, elas... -fico nervosa e paro o carro no acostamento, me viro pra ele e sorrio- O bebe é uma sementinha de amor, duas pessoas que se amam se juntam e uma sementinha é plantada na barriga da mamãe.. Aí ela vira o bebê, bebê é fruto de amor!


-Legal! -diz sorrindo- Então eu sou um fluto do amo?


Sua pergunta me acerta em cheio, sinto meu coração se apertar e meus olhos se enchem d'água; seu sorriso me parti no meio.


-Você... Você.... -gaguejo e respiro fundo- Sim! Sim você é! -digo e ele sorrir largo


Viro pra frente e aperto o volante com força, sinto uma lágrima escorrer em minha bochecha e eu limpo rapidamente. Ligo o som do carro e vejo ele começar a se balançar, ligo o carro e volto a fazer nosso caminho pra casa.

Falta pouco pra chegar em casa, mas um carro aparece do nada em minha frente. Aperto o freio, mas parece que ele apertou também. Com o impacto bato minha cabeça no volante e apago.

Continua?.... 



Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...