História My (not) dear anonymous friend. - Capítulo 10


Visualizações 33
Palavras 929
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 16 ANOS
Gêneros: Aventura, Drama (Tragédia), Ficção, Fluffy, LGBT, Romance e Novela
Avisos: Álcool, Bissexualidade, Heterossexualidade, Homossexualidade, Linguagem Imprópria, Spoilers, Violência
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas do Autor


oi? KKKKK

Capítulo 10 - Japan.


- Irá me escutar, Dong? - pergunto ainda segurando seu braço, mas logo solto, deixando-o escolher se iria ou não sair dali. Ouço ele bufar e se aproximar.

- Seja rápido, ou eu vou sair. - Faço que sim com a cabeça e olho para baixo.

- Eu sei que estão me culpando por tudo isso que aconteceu, mas eu não tive total culpa. Aquele dia eu havia chamado ela para sair e ela estava brava comigo por conta de um trabalho da escola, e ela disse que não iria, e eu deveria chamar uma amiga minha. E eu chamei o Chittaphon. Ele pode provar para você com todas as palavras que eu estava bêbado e ela se atirou para cima de mim. - Sicheng iria falar algo, mas interrompi rapidamente - Eu sei que foi culpa minha retribuir, mas logo eu percebi o que estava fazendo e me afastei, obviamente foi tarde demais, mas eu NÃO vi ela lá. Se eu tivesse visto eu prometo que iria atrás e faria ela se divertir aquela noite. - Respiro fundo.

- Tá bom, Nakamoto. Mas você faz noção de como é perder alguém tão especial para você? A pessoa que você mais se dá bem? Porra, ela era meu mundo, Yuta. A gente conversava sobre tudo, eu nunca tive a segurança de falar o que eu falava para ela com mais ninguém...

- EU SEI COMO É A SENSAÇÃO, SICHENG. - Grito com lágrimas nos olhos, assim como ele. - Você acha que não aconteceu comigo? - Sussurro, mas em um tom que ele pudesse ouvir.

- Hãn?

- Eu tinha uma pessoa na qual eu contava tudo, ele me contava tudo e a gente NUNCA se afastou, eu confiava mais nele do que na minha própria família. Ele era filho do melhor amigo do meu pai, então conheci ele nos primeiros anos de minha vida, e desde então nunca nos afastamos. Ele era meu tudo, assim como ela era para você. Mas sabe o real motivo de eu vacilar tanto e ter me afastado da tua irmã? - solto um riso triste. - Eu queria um tempo, porque ele também se suicidou. Ele tinha depressão e eu nunca percebi. Então eu precisei me afastar um pouco, já que ele havia me contato tudo sobre a vida dele, mas eu nunca prestei atenção. - Começo a chorar, mas rapidamente limpo as lágrimas e levanto.

- Quem era? - Dong pergunta com a voz falha.

- Você já me viu com ele, eu acho. Kim Jonghyun. - Sicheng faz um "aaah" mudo. - Te contei hoje, porque amanhã vou ir para o Japão ficar lá por pelo menos um mês. - Sorrio fraco e saio de lá, ignorando a voz de Sicheng me chamando.

-> At home.

Quando chego em casa, meus pais nem me dão oi, então subo direto até meu quarto e começo a arrumar minhas malas, enquanto caem algumas lágrimas silenciosas. Acho meu diário e escrevo algumas últimas palavras nele, o deixando em cima de minha mesa.

Assim que arrumo quase tudo, pego meu celular e vejo a conversa fixada: "My everything". Estava sem foto, sem nada. As mensagens que mandei não estavam recebidas. Mando mais algumas avisando sobre tudo. Era meu diário virtual. Provavelmente ele lê no céu.

~~~~~~~~~~~~~~~~~

Entro em um grupo com Chittaphon e Jungwoo.

Estrangeiros e Jungwoo

Gente, eu vou voltar para o Japão amanhã. Vou ficar lá por um mês. Vamos sair agora para conversarmos pessoalmente antes de eu ir?

Logo, os dois respondem e nos encontramos na sorveteria.

Ficamos o dia todo passeando, e no fim entrego algumas coisas para eles, incluindo meu diário.

- Guardem bem esse, eu usarei quando voltar. Logo estarei de volta para encher o saco de vocês, prometo. - Sorrio e abraço eles.

- Me manda mensagem quando chegar lá amanhã. - Respondo um "Tá bom" e sigo meu caminho para casa.

Praticamente deito em minha cama e fico lá, pensando em tudo que aconteceu nesse tempo.

-> Dia seguinte.

Acordo muito cedo e termino de arrumar minhas coisas, para quando a hora chegar eu estar pronto. Pego meu celular para ver a hora e vejo uma mensagem de Sicheng.

Sicheng

A gente vai continuar conversando?

Nakamoto

Se você quiser, sim. Mas agora tenho que ir, te chamo quando chegar.

Sicheng

Tudo bem. Boa viagem ♡

Bloqueio o celular e meu pai me leva até o aeroporto. Dou tchau para ele e, quando ouço a chamada para o embarque, respiro fundo e entro no avião, sentando no fundo, perto da janela e pensando em tantos momentos bons que passei por lá.

- Japan.

Após algumas horas de viagem, chego no aeroporto de Osaka e vejo meus tios me esperando. Vou até eles e os cumprimento. Conversamos um pouco e vamos até o carro para eles me levarem até a casa deles.

- Nós iremos sair agora, você já conhece o lugar, então pode ir. Aqui está a chave, nós já voltamos. - Concordo e saio do carro, logo entrando na casa e conectando meu celular na internet de lá. Arrumo algumas coisas no quarto onde eu ficaria e pego meu celular em seguida, avisando os garotos que já havia chegado. Passo a tarde toda falando com eles e com meus tios, colocando os assuntos em dia, até chegar a hora de eu ir "dormir". Entro no quarto e fico até duas e pouco da manhã no celular, mas logo vou dormir.

          -> dia seguinte.

Acordo e logo pego meu celular, já que iria continuar na cama por mais tempo. Respondo algumas mensagens, mas havia uma que eu simplesmente não conseguia acreditar no que li. Era do Sicheng.

"Eu li seu diário."


Notas Finais


espero que tenham gostado, até quarta que vem


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...