1. Spirit Fanfics >
  2. My Oh My - Sycaro. >
  3. Ahm?...

História My Oh My - Sycaro. - Capítulo 2


Escrita por:


Notas do Autor


bem... Aproveitando minha vontade de escrever essa delícia, lá vem o próximo capítuloKQKAK
não consigo esperar :(

espero que gostem ♡

Capítulo 2 - Ahm?...


Fanfic / Fanfiction My Oh My - Sycaro. - Capítulo 2 - Ahm?...

Ycaro acordou, seu cabelo estava todo bagunçado por não ter prendido ontem á noite. Ele se levantou com a menor vontade do mundo, se dirigiu ao banheiro e encarou seu reflexo no espelho, estava estampado em sua testa "Quero ir para escola. Quero ir para escola. Quero ir para escola.", repetidas vezes. Feito sua higiene matinal, andou até a cozinha e se sentou na mesa, logo comendo o cereal que a sua mãe havia servido.

— Filho, não esquece de passar na loja de conveniências na volta, compre ovos e leite. Do jeito que é, 'vo ter que anotar essas coisas. — Sua expressão estava como de uma mãe comum, irritada logo de manhã. Estava lavando a louça. — E acorda sua irmã, por favor.

— Sério? Ela é mais velha que eu e ainda nem acorda sozinha, 'medeus viu. — Se levantou da mesa meio irritado e se dirigiu ao quarto da irmã.

Abriu as cortinas e a janela e tirou a coberta de cima da garota. Gritou algumas coisas falando pra ela acordar e garota apenas ficou resmungando algo enquanto apertava o travesseiros sobre sua cabeça.

— Bora, tem que trabalhar, 'vamo. — Batia palmas enquanto olhava a irmã, mas olhou ao relógio e viu que estava quase na hora do colégio, soltou um sorriso bobo e ignorou a irmã. — Bem, isso não é problema meu. — E saiu do cômodo.

— Ué. — A garota se sentou na cama, relembrando a cena e associando os fatos. — Hmm... ÔH MÃAAE O YCRO TÁ APAIXONADOOOO~~~~~! — Riu alto.

— TÔ NÃO, CALE A BOCA TROÇO! — Gritou irritado do quarto.

No colégio - 11:30.

Ycaro estava no terraço do colégio, enquanto bebia um suco de caixinha e se apoiava no ferro que o impedia de cair de lá. Estava pensativo e suas bochechas estavam rosadas, por isso já dá a se perceber o quê está pensando.

— O quê estou fazendo na escola tão cedo?... Eu devo estar ficando louco. — Ri nasalado.

— Ei. — Um garoto de cabelos negros e boné rosa aparece ao lado de Ycaro, sua expressão mostrava um pouco de irritação. — Não se aproxime mais do Saiko, okay?

— Éh? Por quê? — Inocente e confuso perguntou ao, provavelmente, mais velho.

— Porque não, porra! Apenas isso. — Estava irritado de graça e o loiro não entendeu o porquê daquilo, mas, mesmo que seja bem burrinho, entendia que era sobre seus sentimentos.

O garoto que brigou com Ycaro abriu a porta do terraço e se deparou com Tawan, que subia as escadas depressa mas logo parou ao ver a pessoa o olhando, mas estava bem irritado. Acabou que deu ombros para o maior e desceu as escadas apressadamente, ele ficou mais confuso que cego em tiroteio mas ignorou, indo de encontro aonde Ycaro estava.

— Mas que porr-? Quem era aquele? — Perguntou, se escorando de costas na grade de ferro.

— Não faço a mínima idéia. — Vagava com o olhar perdido pela paisagem.

— Vala, mas eae, como que tá seu amigo? — Sorriu maliciosamente olhando Ycro, que corou subitamente.

— E-Ele tá bem, man. Eu falei com ele sobre as coisas que tu disse. — Apertou a caixinha de suco, mas continuou a segurando para não jogar no chão. — A-Acho que você estava certo...

— Claro né, o imigrante ilegal do Peru tem muitas experiências. — Disse num to pouco narcisista e sarcástico, como sempre.

— Imigrante ilegal do Peru, ahãm. — Riu de como seu amigo se dominava e apenas ignorou, pensando no horário e o chamando para ir á sala de aula.

As aulas foram extremamente chatas como sempre, principalmente as duas seguidas de matemáticas, Ycaro não mandava muito bem nessa área. Ele olhava constantemente para fora da janela, já que tinha um acento ali, mas ele não conseguiu ver o Saiko; de acordou com ele, estava apenas entediado e não queria ver o garoto, fufufu~~. Estava entediante até tocar o sinal, finalmente, o intervalo é o melhor horário para o loiro, ele pode ficar sozinho, ler algum livro, comer, ver o Sai- Cof. Tawan nunca está perto dele no intervalo, já que é ocupado com assuntos do clube como vice-presidente, além que é um clube de literatura.

Ycaro pegou uma maçã que havia colocado na mochila e também uma HQ que estava quase terminando de ler e se dirigiu para seu lugar favorito, onde podia ficar sozinho e aproveitar sua própria pres- SAIKO???!

Ycaro pov's.

Que que ele tá fazendo aqui? E dormindo?! Ah, ele faz tão mal ao meu coração, colocando a mão sobre meu peito dá pra ver as batidas nada cincronizadas. Bem, eu deveria apenas ignorar? Veja, ele parece estar desconfortável... Nah Ycro, para de se preocupar besta, já já vai estar que nem uma garota apaixonada, se já não está... Bem, foda-se, eu vou tentar ignorar.

— Err... Okay. Fica calmo, eu vou ler em paz. — Esfolhiei o livro até a página marcada e comecei a ler, meu coração estava batendo forte e eu queria que aquilo fosse apenas um sonho. Mas, se acalmou um pouco após ler algumas páginas. — Eu devia comprar a nova saga logo...

— Nova saga de quê?

Off.

— vALA MEUDEUS MENINO ABESTADO CREUNDEUSPAI-- — Ycaro sente a respiração do mais velho em seu pescoço e se afasta rapidamente, jogando o livro longe e se encostando na parede ao seu lado. Percebendo a pessoa, corou rapidamente.

Saiko riu com sua reação exagerada, retirou uma carteira de cigarros do seu bolso e acendeu um. Ycaro o observava imóvel.

— Que reação foi essa? Eu não vou te morder sabe. — Puxou e soltou a fumaça pela boca, continuava olhando o mais novo com um sorriso de canto.

— H-Hmm... D-Desculpa, você m-me assustou. — Riu sem graça, arrumando seu cabelo solto atrás da orelha. Relaxou e se sentou com os joelhos dobrados. — Desculpa te atrapalhar. — Até a ponta de suas orelhas estavam avermelhadas.

— Ah, tudo bem, de qualquer forma o sinal já vai tocar. — Olha para a janela que havia ali ao lado. — Se bem que eu não quero ir pra aula... Hmm... — Ficou um pouco pensativo, enquanto voltava a fumar o cigarro. — Ei, vamos nos divertir hoje!~

— D-Divertir?! Mas ainda t-tem aula, e também eu não posso falt- — É interrompido pelo maior que o colocou contra a parede.

— Por favor~~. — Fez uma cara de cachorro pidão enquanto sorria feito uma criança, parece que passou despercebido a vergonha de Ycaro.

— Ah- T-Tá, tá! Agora sai! — Ycaro o empurrou um pouco e colocou a mão sobre seu peito, sentindo seus batimentos e pensando como não morreu, ali ele realmente teve certeza que estava apaixonado.

— Vamos então! — Segurou a mão do loiro e se pôs a correr pela entrada de trás, passando despercebido pelas pessoas.

E lá foram eles, passaram em uma sorveteria, depois em uma lan house e então se sentaram no banco de uma praça. Estavam felizes, e Ycaro estava envergonhado mas havia se divertido muito naquela tarde, ainda mais com a pessoa que estava apaixonada. Estava com um pouco de medo, e sentia que a qualquer palavra, gritaria 'Eu gosto de você' para Saiko, um amor bobo á primeira vista, se sentia em uma música da Britney Spears.

O silêncio entre eles não estava lá desconfortável, observavam as arvores coloridas que havia lá e sorriam com a presença um do outro, mas de certa forta estava constrangedor. Ycaro olhou para o garoto, suas bochechas, ponta do nariz e orelha estavam rosadas.

— Eu gosto de você. — Saiko disse, o barulho envolta pareceu cessar.

— Ahm?...


Notas Finais


uYEEE, gostoso.
não sei quando vai ser o próximo capítulo ahsuha, mas é issae 😎

me desculpem pelos erros ortográficos :(


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...