História My Old School Friend - Capítulo 12


Escrita por:

Postado
Categorias Bangtan Boys (BTS), TWICE
Personagens Chaeyoung, Dahyun, Jeon Jungkook (Jungkook), Jihyo, Jung Hoseok (J-Hope), Jungyeon, Kim Namjoon (RM), Kim Seokjin (Jin), Kim Taehyung (V), Min Yoongi (Suga), Mina, Momo, Nayeon, Park Jimin (Jimin), Sana, Tzuyu
Tags Bangtwice, Bts, Romance, Twice
Visualizações 22
Palavras 1.265
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 16 ANOS
Gêneros: Crossover, Ficção, Shoujo (Romântico), Universo Alternativo

Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas do Autor


Oi, sei que faz tempo que eu posto, mas é porque eu fiquei sem ideia pra continuar a Fic, espero que gostem pois estou com falta de criatividade esses dias, as provas destroem o psicológico kkkkk.
Vou deixar essa foto mesmo na fic, pq eu formatei meu celular e perdi a foto de capa, mas ela está no PC (fiquei com preguiça de pegar, já são 4h AM kkkkk) depois eu troco.
Boa leitura!

Capítulo 12 - Os Espinhos do Ciúmes


Fanfic / Fanfiction My Old School Friend - Capítulo 12 - Os Espinhos do Ciúmes

Sete dias... Sete longos dias sem ver a pequena Dahyun, a menina que deixava um sorriso no meu rosto até quando estava brava, que me fazia doer o coração quando chorava.

Maldito seja o dia em que eu pedi para que ela entrasse em minha vida... Eu não estaria sofrendo o horrores que estou passando agora, mas... também não conheceria a maravilhosa pessoa que Dahyun é.

Aish! Preciso colocar um fim nisso.

Sexta-Feira - 8:26H

Decidi ir tomar café da manhã na cafeteria mais próxima de casa, peguei meu celular, dinheiro, as chaves de minha casa e logo parti para o estabelecimento.

O clima estava agradável, estava sol, porém um vento frio amenizava o calor que os raios solares traziam. Uma coisa estava estranha: A cidade estava meio vazia...

Adentrei a cafeteria e percebi que não havia muitos clientes, apenas um homem sentado no balcão, decidi me sentar no mesmo. O balcão de madeira dava elegância ao lugar que era pintado de amarelo e marrom com pouca luminosidade dando assim um "Ar de Aconchego" para o estabelecimento.

- Olá, Senhor! O que gostaria?

- Vou querer àquele ali! - Apontei para um cartaz atrás do atendente.

- Um Caramel Macchiato saindo. - O garçom se retira.

Olho para o lado e percebi que o homem ao meu lado segurava uma espécie de bolsa de couro vermelho pequena, devo admitir que era muito bonita, mas o que mais me chamou atenção foi seu acabamento dourado, o design da bolsa me lembrava o livro de Dahyun.

- Gostei da sua bolsa. - Decidi elogiar

- Ah... Obrigado. - O rapaz perecia meio envergonhado

- Onde a comprou?

- E-Eu quem a fez... Sou artesão.

- Uau! Que legal! E você tem uma loja ou algo do tipo?

- Mais ou menos... Eu tenho uma linha de produtos.

- Sério? E qual é o nome dela?

- 1890 Style

- Ah! Que legal... Espera... O que você disse? 1890?

- Sim...- O homem me olha confuso.

- P-Porque você deu esse nome para seus produtos?

- Hmmm... Não sei se posso contar. - Ele tinha um sorriso bobo no rosto.

- Ah... Qual foi? O que tem de tão precioso que eu não possa saber?

- A gente nem se conhece. - O rapaz da risada.

- Min Yoongi! Prazer! - Estendo minha mão para comprimenta-lo.

- Prazer! Hoseok. - Ele aperta minha mão.

"HOSEOK? SERÁ QUE É ELE?"

- P-Por acaso seu nome é Jung Hoseok?

- S-Sim... Já ouviu falar sobre mim?

"É ele mesmo? Uau! Não achei que encontraria tão cedo."

- A-Ah... Sim, eu li um livro que você escreveu...

- Livro? - O rapaz parece desconfortável.

- Sim, este aqui. - Retiro o livro que apesar de ter ficado encharcado aquele dia, ele ainda estava inteiro.

- Eu achava que nunca veria esse livro de novo, mas parece que ele me persegue...

- Como assim?

- Aish! - Ele suspira.- Bem... Como posso te contar isso?

- Me contar o que?

- Olha só, garoto... O que eu te contar aqui, não deve ser dito a ninguém. Ouviu bem?

- S-Sim. - Esse cara está começando a me assustar.

- V-Você deve ter conhecido a Dahyun, não é?

- VOCÊ CONHECE ELA? SÉRIO ISSO? COMO?

- Shhhhh! - O garoto põe a mão em minha boca para evitar chamar atenção das pessoas ao redor, que por acaso eu nem havia percebido que chegará. - Sim... Eu conheço ela.

- Mas... Como?

- Bem... Enquanto eu escrevia o livro eu ouvi uma voz falar comigo...

Flashback On:

J-Hope P.O.V

Eu estava escrevendo meu livro quando de repente ouço alguém me chamar.

- Hoseok.

- Hã?

- Hey! Hoseok!

- Q-Quem está aí? - Eu olhava a minha volta procurando por alguém.

- Você não pode me ver, mas eu preciso que me escute...

- Ou eu enlouqueci ou eu estou tendo uma conversa com um espírito maluco.

- Você não está errado, sou o espírito da ordem.

- Espírito da ordem? O que é isso?

- Eu nasci da crença das pessoas, Hoseok. Fui criado por que as pessoas queriam ver ordem na humanidade.

- E o que você quer de mim?

- Preciso que você ajude a vida de uma garota...

- M-Mas porque eu?

- Conheço o coração de cada ser vivo nesse mundo, Hoseok... O seu é perfeito para isso.

- T-Tudo bem, mas... O que eu tenho que fazer?

- Preciso que escreva um livro sobre ela... Ela precisa de um parceiro em sua vida.

- Mas... Um livro? O que isso vai ajudar?

- Ela é de 1890, mora na França, mas tem a descendência Sul-Coreana e seu nome é Kim Dahyun.

- 1890? Essa garota nem deve existir mais... Por que eu devo escrever algo sobre ela? Para ajuda-la agora?

- Você só vai entender com o tempo, Hoseok...

Flashback Off.

- E como você conheceu ela?

- Promete não dar risada?

- S-Sim...

- Bem, depois daquele dia em que eu ouvi a voz do espírito eu... Eu fiquei curioso sobre como poderia será garota. Então no dia do meu aniversário eu pedi para que a visse pelo menos uma vez.

- Entendo... - Eu realmente entendia o que ele falava, era como se eu estivesse ouvindo minha história.

- Pois é... No dia seguinte eu acordei em um lugar diferente e...

- Era a casa da Dahyun.

- C-Como você sabe?

- Por que aconteceu a mesma coisa comigo...

- SÉRIO?

- Shhhh! - ponho meu dedo em seu lábio. - Sim, mas foi meio diferente, Dahyun que veio parar em minha casa.

- Uau! Parece que se repetiu, mas com você...

- Sim, mas você ainda não me disse porque do livro te perseguir.

- É... É pelo simples fato de eu não o ter terminado.

- M-Mas como assim? O livro tem início, meio e fim.

- Não, Yoongi... Ele tem um fim, mas ele não tem "O" fim.

- O que quer dizer com isso?

- Lembra qual o propósito do livro? Dar um parceiro para Dahyun... Para que ela seja feliz, não?

- Mas... O livro como conta que ela termina sozinha.

- Bingo!

- Mas por que você não deu um parceiro para Dahyun?

- Aish... Não é tão fácil fazer isso, ok?

- Você pode criar uma pessoa nova no livro, não? Crie a pessoa perfeita.

- Aí que está o problema... Não quero que Dahyun fique com ninguém.

- O-O QUE? POR QUE?

- Bem... Eu acabei gostando da Dahyun e chegou um ponto em que eu queria vê-la sozinha do que com outra pessoa sem ser eu...

- Você é idiota? - Digo espontaneamente.

- O-O que?

- Perguntei se você não tem vergonha de fazer isso com uma pessoa, a fazer sofrer apenas pelo seu ciúmes.

- Não é ciúmes...

- É O QUE ENTÃO? AMOR? - Bati a mesa no balcão chamando atenção de toda a clientela.

- T-Talvez...

- TALVEZ? ESSA É A COISA MAIS IMBECIL QUE EU JÁ OUVI! SE VOCÊ A AMASSE, NÃO A FARIA SOFRER POR UM CIÚMES BOBO!

- Acho que você tem razão... Se me dá licença, eu preciso ficar um pouco sozinho. - O rapaz sai do estabelecimento.

- Aish! Que droga! Como alguém é capaz de fazer isso?

...

Fui até o caixa pagar pela refeição.

- Cobre a refeição do rapaz ao meu lado, ele saiu sem pagar...

- Tudo bem. - A moça simpática me responde. - Da um total de 14.000₩ ( Aprox. 13$ )

- Aqui está. - Dou o dinheiro e saio do local.

Vejo que o rapaz está sentado na praça em frente da cafeteria, ele está com um livro nas mãos e parece anotar algumas coisas nele.

- É... Hoseok... Me desculpe pelo tom de voz que usei com você.

- Não esquenta a cabeça. - Ele fala sem tirar os olhos do livro.

- Quero que saiba que não foi proposital...

- Qual seu nome inteiro mesmo?

- O que? Por que? Min Yoongi...

- Ótimo, espero te ver em outro lugar Yoongi, tenha um belo dia. - Ele levanta faz uma reverência e vai embora.

" Mas o que acabou de acontecer aqui? "


Notas Finais


Espero que tenham gostado, vejo vocês próximo capítulo! S2
Deem view para Dance The Night Away!!! Bjs


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...