História My omega. - Pklango (ABO) - Capítulo 4


Escrita por:

Postado
Categorias Alan Ferreira (EDGE), Felipe "Febatista" Batista, Felipe Z. "Felps", João Victor Negromonte Queiroz "Jvnq", Lucas "Luba" Feuerschütte, Matheus Neves "Pk Regular Game", Rafael "CellBit" Lange, TazerCraft, Thiago Elias "Calango"
Personagens Alan Ferreira, Felipe "Febatista" Batista, Felps, João Victor Negromonte Queiroz "Jvnq", Lucas "LubaTV", Lucas Olioti, Matheus Neves, Mike, Pac, Rafael "CellBit" Lange, Rafael "Guaxinim" Montes, Rodrigo "Saiko" Ximenes, Thiago Elias "Calango"
Tags Cellps, Jvtista, Mitw, Pklango, Youtubers
Visualizações 20
Palavras 907
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ação, Crossover, Drama (Tragédia), Fluffy, Hentai, Lemon, Luta, Romance e Novela, Shonen-Ai, Slash, Violência, Yaoi (Gay)
Avisos: Homossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Sexo, Tortura, Violência
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas do Autor


povinho vai ter personagens originais sss

Capítulo 4 - Four


Pk observa a cama e vê que Calango não está, o mesmo vai até a sala e não o vê. A única pessoa que viu foi Cellbit mexendo no celular. Ele queria puxar assunto, mas parece que o loiro não quer puxar assunto. Pk se senta no sofá e perguntou a Cellbit receoso:




— Cellbit, você viu o Calango?



O mesmo parecia ter ignorado o ômega, que se irritou e disse:




— Caralho Rafael, que porra tá acontecendo?




Cellbit desliga o celular e responde:




— Primeiro, eu não sei onde o Calango está e não preciso saber. Segundo, não tem nada acontecendo. Só quero que tu vá tomar no cu e me deixar em paz.




O loiro voltou a mexer no celular e Pk bufou. Até que a porta é chutada e surge Calango com dois garotos sendo carregados pelo alfa. Um garoto era baixinho com óculos e cabelos negros, ele usava um casaco com a bandeira do Reino Unido e uma calça moletom azul. Já o outro usava um casaco verde e uma calça moletom também azul. Os dois forsm jogados no chão e Calango os prendeu numa algema. O alfa perguntou:




— O que estavam fazendo na floresta da vila?



O baixinho parecia ser corajoso e disse: 




— Estávamos caçando. Agora tira essa merda!




O alfa se irrita e dá um tapa na cara do menor, o outro ao seu lado quebra as algemas e soca a cara do alfa. O garoto do casaco verde disse:




— Retire suas mãos de alfa de cima do meu amigo!




O garoto arranca as algemas do garoto pequeno. Todos ficaram surpresos com a atitude do garoto ao defender o menor, pareciam namorados. O alfa se levanta e tenta atacar o garoto, mas foi impedido por Pk. 




Cellbit desligou o celular e perguntou aos dois garotos:




— Primeiro, qual o nome de vocês?




O menor disse:




— Eu me chamo Gabriel, o outro alí é o JP. Uh, afinal, nós podemos sair?




Todos se entreolharam e os dois garotos saíram da mansão. Pk disse:




— Não que eu me importasse mas.... Eles são apenas adolescentes, devemos abrigá-los, não?




Cellbit deu de ombros e Calango responde:




— Talvez, mas eles parecem se cuidar, principalmente um do outro.




Pk ignorou o que Calango disse e chamou os garotos, os mesmos foram e se entreolharam. Pk disse:




— Então, eu e meus amigos estávamos pensando se vocês poderiam ficar com a gente.




O menor hesitou um pouco e perguntou:




— O seu alfa autorizou?




Pk afirmou com a cabeça e os dois entraram. JP olhou para o alfa com rancor e se sentou no sofá com Gabriel. JP bufou e disse:




— Então vai começar o interrogatório? Vou começar, sou um lobisomem de 14 anos, nasci no Reino Unido, mas vim para o Brasil com 10 anos com uma falsa identidade. Foi aí que conheci o Gabriel. Viramos melhores amigos, e ele me falou que era um lobisomem, e bem, eu era um humano. Deixei ele me morder e me transformar em um. Basicamente entramos um na vida do outro muito rápido, por isso estamos fazendo 4 anos de amizade. Mais alguma coisa?




Pk só queria saber de uma coisa, se eles namoravam. Porque eles eram muito agarrados. O ômega perguntou receoso:




— Vocês.... estão namorando ou só estão na amizade?




JP bufa e responde:




— Não é porque sou um ômega que preciso sair lambendo o pau de todo mundo. Me poupe disso, ok?




Gabriel murmurou para JP dizendo para ele parar, o mesmo não ligou muito. Gabriel bufou e disse:




— Esperem um pouquinho, já estou voltando... Com o JP.



Gabriel pega o braço de JP e abre a porta, jogando JP contra a parede. O menor fecha a porta e disse irritado:




— Dá pra você parar de ser um cuzão na casa dos outros? Eles ofereceram uma mansão para nós, vamos ser pelo menos gentis com eles, porra!




JP deu de ombros e foi em direção a floresta. Gabriel bufou e pegou o braço de JP, o mesmo jogou o menor no chão e foi para a floresta, sem dizer nada. Gabriel desperta do transe e se levanta, percebe que JP não está. Gabriel hesita um pouco em voltar para a mansão, mas foi mesmo assim. 




Pk conversava sobre os garotos com Calango, até que Gabriel abre a porta tristonho. Ele se senta no sofá e Pk olha para ele. Gabriel disse:




— Bem, eu sei o que você quer perguntar, então vamos lá. 



Flashback On (S/N: Leiam esse flashback, será importante para a história)



Gabriel e JP dormiam num hotel qualquer da cidade, até que JP acorda e pega uma faca, que começa a se cortar, fazendo cortes profundos no seu braço e pulsos. Saía lágrimas dos olhos de JP, mas continuava fazendo cortes profundos. O ômega sabia que iria regenerar, mas ele gostava daquilo, gostava do sangue escorrendo a cada corte profundo. De repente, subiu uma raiva por dentro do ômega, não sabia por quê e como, mas, só queria quebrar tudo e que tudo desmoronasse. O garoto começou a socar a porta com raiva. 

Gabriel acorda e vê JP socando e socando a porta, também vê os pulsos cortados de JP e vai até ele. O menor segura JP com força pra ele parar. O maior se acalma um pouco e se senta na cama. Gabriel quis perguntar, mas ele parecia muito estressado para responder perguntas. O menor abraçou o maior, que retribuiu.




FlashBack OFF



Pk bota a mão no ombro de Gabriel e disse:




— Relaxa, ele vai voltar. Eu espero né.




Vou zerar south park, eu prometo um cap de 2k palavras




















Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...