História My one-sided Love - Capítulo 3


Escrita por:

Postado
Categorias Itazura Na Kiss
Tags Dorama, Romance
Visualizações 53
Palavras 799
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ação, Comédia, Famí­lia, Fantasia, Ficção Adolescente, Romance e Novela, Violência
Avisos: Álcool, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Sexo, Violência
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Notas do Autor


Aqui estou eu com mais um capítulo!!! <3

Capítulo 3 - Discovery


_ Vou tocar o interfone, me espere aí dentro. _ Papai falou saindo do carro.

Eu o obedeci. Depois de alguns minutos uma mulher e um homem saíram para fora.

O papai e esse homem se abraçaram como se fossem irmãos que não tinham mais tido contato por uns cinquenta anos. E a mulher era tão gentil, ela tinha um rosto típico de mãe, aquelas que se preocupam com os filhos, estava usando um vestido rosa, e por cima um avental amarelo.

_ Filha saia do carro, venha cumprimentá-los. _ Papai me chamou.

Assim que desci do carro essa mesma mulher me abraçou.

_ Uau, você é mais bonita pessoalmente Kotoko!

_ Obrigada, mas... você já me viu antes?

_ Eu dei uma passadinha na sua escola hoje cedo. E te vi com suas amigas.

_ Ahh sim, compreendo.

_ Prazer Kotoko. Estou muito feliz em te conhecer, seu pai e eu fomos grandes amigos. _ O senhor careca e barrigudo me cumprimentou.

_ Ela é adorável! _ A mulher falou. Eu corei.

_ Precisam de ajuda com as malas? _ O homem perguntou. _ Vou chamar meu filho, minhas costas estão doendo, não poderia ajuda-los, nessa idade isso é um grande problema. _ Ele falou rindo.

_ Kotoko fique aqui, eu vou entrar com algumas malas, e você traga o resto. Espere o filho deles chegar.

Eu assenti. Peguei uma das minhas malas, a minha mochila, ela estava muito pesada.

_ Você precisa de ajuda? _ Alguém perguntou.

_ Ah sim. _ Eu estendi a minha mochila para esse alguém pegar, sem nem virar o rosto.

Sua voz me era familiar, virei a cara e...

_ V-v-você!!! O que faz aqui??? _ Me dei de cara com o Min Kwan.

_ Ah é verdade, você não pediria minha ajuda nem se estivesse na rua. Tem certeza disso? Parece que agora você está precisando de uma ajuda.

Eu tomei a mochila da mão dele e entrei na casa. E ele entrou em seguida.

(...)

Todos estavam reunidos na sala de estar.

_ Kotoko! Você já conhecia meu filho? _ A mulher me perguntou.

Eu congelei.

_ Sim... quer dizer... não, somos de turmas diferentes, nunca tínhamos nos falado antes.

Ele me olhou com uma cara de tipo "Aé?" E deu uma risadinha tosca sem som.

_ Ele é muito inteligente, não deve ter muitos amigos lá, aposto que as meninas odeiam ele. Ele é tão frio e rabugento, não sei quem foi que puxou. _ A mulher voltou a falar.

_ Ah... Claro, as meninas odeiam ele. _ Falei sendo irônica, quase resmungando.

Depois de um tempinho conversando, um menininho desceu as escadas.

_ Oh! Esse daqui é o meu filho mais novo. Cha Engjo se apresente.

_ Anyohaseyo! _ Ele nos cumprimentou sendo fofo. Mas logo fez uma cara amedrontadora para mim, veio em minha direção com um livrinho nas mãos.

_ Você poderia me ajudar? Não estou conseguindo ler. _ Ele pediu com jeitinho.

Olhei para o livro e era do sexto ano, ele estava aprendendo os provérbios coreanos, eu acho que nunca aprendi isso na vida.

_ Ah... _ Ri sem graça._ Você é bem inteligente também não é? Esse livro é três anos acima da série que você esta. _ Ri de desespero.

_ Leia o que está escrito nessa imagem! _ Ele apontou para um círculo vermelho com um monte de sinais.

_ Essa sílaba significa que o leite está fervendo, essa outra significa que o homem quer comprar leite, então se juntar os dois fica " O homem que quer comprar leite quente". _ Quando terminei de falar todos começaram a dar risada, menos o Min Kwan e o Engjo.

_ Burra! _ Engjo falou.

_ Que falta de respeito filho, peça desculpas! _ A mãe o reprendeu.

_ Me recuso. _ Ele me mostrou a língua.

_ Não ligue para ele Kotoko, ele está de mal humor. _ A mãe o olhou bem brava.

Engjo entregou o livro para o irmão que estava sentado na sua frente.

_ O que está escrito aqui irmão? 

_ Essa sílaba significa que a primavera está chegando, essa letra, que as flores estão prestes a desabrochar, e essas duas aqui mostram que elas precisam de alguém ou algo para viver. Juntando todos esses símbolos a frase quer nos dizer que a primavera é igual um amor, as duas partes precisam desabrochar, assim como as flores dessa imagem.

_ Uau, seu filho é realmente muito inteligente, você deve ter muito orgulho.

_ Sim, ele é a estrela da família. _ O homem falou.

O menininho me olhou feio e subiu as escadas.

_ Não se preocupe Kotoko, vocês vão se dar bem! _ A mulher me acalmou. _ Vamos lá pra cima, quero apresentar o teu quarto.


Notas Finais


O que vocês estão achando? Quero saber a sua opinião! <3 <3
Obrigada e até o próximo capítulo!!!


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...