História My one-sided Love - Capítulo 5


Escrita por:

Postado
Categorias Itazura Na Kiss
Tags Dorama, Romance
Visualizações 4
Palavras 1.152
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 16 ANOS
Gêneros: Ação, Comédia, Famí­lia, Fantasia, Ficção Adolescente, Romance e Novela, Violência
Avisos: Álcool, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Violência
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Notas do Autor


oiiiie gente!!! Aqui está mais um capítulo. Espero que vocês gostem, tenham uma boa leitura. <3

Capítulo 5 - Goal 50 Best


_ Sim senhor! _ Revirei os olhos.

Seguimos nosso caminha até a escola. As duas primeiras aulas se passaram voando, ninguém da minha turma estudava, e como eu estava mesmo querendo vencer aquela bendita aposta, eu tentarei meu melhor, preciso muito estudar até chegar ao nível do MinMin. Pela primeira vez na vida eu comecei a tentar prestar atenção no que o professor estava dizendo, mas de nada adiantava, aquilo não estava resolvendo nada.

Durante a terceira aula, enquanto eu tentava encontrar nos meus livros alguma anotação útil, ouvi alguém bater na porta da sala de aula... 

_ Com licença professor, poderia me emprestar a Aihara por alguns minutos? _ Pera ai, eu conheço essa voz, não pode ser...

_ Claro, claro! Fique a vontade. _ Meu professor respondeu apontando para mim. 

_ Aihara! Traga sua mochila por favor, e me siga. _ Min Kwan me chamou com os olhos fixados em mim.

O que será que ele queria comigo? Apenas assenti com a cabeça, e fiz o que ele tinha pedido. Ele me levou até o jardim da escola, onde não estava muito movimentado, percebi que os alunos da minha sala estavam todos espiando lá da janela de cima, mas eu não me importei, o que me interessava naquele momento era o MinMin.

_ O que você quer? _ Perguntei curiosa e animada.

_ Seu uniforme de educação física! _ Ele falou pegando minha bolsa.

_ O meu uniforme de educação física? _ Perguntei ainda sem entender.

_ Está começando a ficar cada vez mais difícil conviver com você Aihara. Mamãe deve ter feito isso de propósito.

Quando olhei para o meu uniforme na mão dele, eu me toquei do ele estava falando, nossos uniformes estavam trocados, naquela hora tive  melhor ideia de todos os tempos.

_ Bom... Você não precisava ter se incomodado, poderia muito bem usar meu uniforme! _ Falei. _ Já está acostumado não é? _ Resmunguei.

_ Você perdeu o juízo? O que é que está falando? _ Ele me olhou com uma expressão preocupada.

Peguei a foto que a tia tinha me dado de dentro do bolso da minha jaqueta, e mostrei para ele. Ele fez uma cara de assustado e tentou tomar da minha mão, mas eu saí correndo e dando risada feito uma criança, e ele correu atrás de mim.

_ Pare com isso! Me dá essa merda AIHARA! _ Ele gritou bravo.

_ Tudo bem, tudo bem. _ Falei parando de correr. _ Porém só vou lhe dar com uma condição.

_ AAhhh, sem chance, ás suas condições são as piores. _ Ele falou virando as costas.

_ Me ajude a ficar entre os 50 melhores.

_ Eu não consigo fazer milagres Aihara. _ Ele falou com uma cara de deboche.

_ Que pena... Então acho que vou mostrar essa foto para todos os alunos dessa escola. _ Falei mostrando e pulando com a foto na mão para as pessoas lá de cima que estavam nos espionando pela janela.

_ Ei, ei, ei. _ Ele falou me empurrando para uma árvore grande que tinha no jardim. _ Porém eu tenho uma outra condição, você vai ter que cancelar o beijo que eu te daria caso você tirasse uma nota boa.

Eu o olhei decepcionada, mas assenti com a cabeça ainda com o coração partido.

Ele pegou o dedo indicador e ergueu meu queixo, ficando aproximadamente  três centímetros perto de mim, me coração parecia que ia explodir, meu Deus do céu, que sensação é essa? Ele olhou fixamente para os meus olhos, aqueles olhos escuros e profundos me hipnotizaram completamente.

_ Não é como se você fosse conseguir passar sozinha de qualquer jeito, não iria acontecer mesmo. _ Ele deu risada. _ Depois do jantar começaremos. _ Ele me soltou e foi para sua sala me deixando sozinha no jardim ainda em choque.

_ Kotoko o que foi que aquele pivete estava falando com você? _ Hiro me perguntou desesperado, seu rosto estava todo vermelho, dava pra ver a raiva estampada na cara dele.

_ Ele decidiu aceitar seus sentimentos? _ Ninka perguntou animada.

Todo mundo começou a me perguntar várias coisas ao mesmo tempo.

_ Não é nada disso pessoal, ele queria passar um recado que o diretor tinha pedido pra mim fazer. Agora preciso ir estudar, avisem o professor por mim.

É claro que eu sabia que minha resposta não tinha convencido eles, porém falar aquilo me deu tempo para sair correndo para biblioteca sem fazer com que eles me esgotassem com perguntas de novo.

(Hiro P.O.V)

_ A Kotoko está muito estranha ultimamente! _ Ninka falou.

_ Está mesmo, essa é a primeira vez que eu a vejo estudar tanto. _ Falei. _ Falando nisso, você sabe onde é a casa do tal amigo do pai dela?

_ Não, não sabemos, mas ela disse que era perto da estação de metrô. _ San- Haa falou fazendo uma cara pensativa.

_ Sei lá... estou com um mau pressentimento. _ Minjoom falou.

_ Eu também estou caro amigo, mas eu acho que sei exatamente o que está acontecendo. _ Falei.

_ E o que é? _ Ninka perguntou.

_ Aquelas pessoas da casa onde ela está morando está abusando dela, maltratando ela, e estão fazendo-a estudar e limpar o chão da casa feito uma condenada. A pobrezinha da Kotoko está vivendo como uma Cinderela num porão escuro cheio de teias de aranha.

_ Para de dizer besteiras, que bela imaginação hem! _ Ninka falou me dando um tapa.

_ Ela só está ansiosa para ter um beijo do Min Kwan. _ San-Haa falou.

Ouvir aquilo me deixou mais com raiva do que antes, eu preciso encontrar logo um emprego pra pedir a mão da Kotoko em casamento, não deixarei que ela sofra nas mãos daquele pivete engomadinho a besta. Desde a quinta série eu fui atencioso com ele, ás vezes pensei até em desistir, mas lembrei-me toda vez, que Desistir não está no meu dicionário. Vou descobrir o que está acontecendo e vou salvá-la.

( Kotoko Aihara P.O.V)

_ Kotoko por que está comendo tão depressa? _ Papai me olhou preocupado.

_ É que eu preciso ir estudar para as provas. _ Falei terminando de comer.

_ Mais tarde levarei um lanchinho pra você! _ A Sra Lee ( Mãe do MinMin) falou.

_ Leve dois por favor. _ Min Kwan falou surpreendendo todo mundo que estava sentado a mesa.

_ Vocês estão estudando juntos? _ O pai do Min Kwan perguntou surpreso.

_ Sim. _ Ele respondeu. _ Prepare lanches com ovos, peixes e frutas, ou qualquer coisa leve que tenha bastante proteína, para manter a concentração dessa aí.

_ P-pode deixar. _ Sra Lee respondeu recolhendo nossos pratos.

Min Kwan foi o primeiro a se levantar, eu o segui, iriamos estudar no meu quarto, quando chegamos na frente da porta do meu quarto, ele parou de andar e ficou me encarando. 

 

 


Notas Finais


Amanhã posto mais um capítulo, espero que estejam gostando!!! Gostaria de saber a opinião de vocês, um comentário não demora menos de cinco segundinhos para mandar, dessa forma vocês vão estar me incentivando a postar mais... Bjss, tenham uma boa noite <3 <3


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...