História My Only Love - Markson - Capítulo 7


Escrita por:

Postado
Categorias Got7
Personagens BamBam, Jackson, JB, Jinyoung, Mark, Youngjae, Yugyeom
Visualizações 131
Palavras 1.648
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Drama (Tragédia), Lemon, LGBT, Romance e Novela, Shoujo (Romântico), Yaoi (Gay)
Avisos: Álcool, Bissexualidade, Homossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Sexo
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas do Autor


Boa leitura, my babies 💜🖤

Capítulo 7 - Capítulo sete


Jackson voltou a beijar o mais velho, Mark passava a mão no membro dele e o massageava, fazendo uma ereção se forme alí, não demorou muito para que Mark sentisse ele pulsar em sua mão.

– Tá animado, Daddy?

– Huhum...

– Vem... Vou tirar essas suas roupinhas...

Mark puxou Jackson e ele se levantou do sofá, o mais velho tirou a camisa dele e começou a passar a mão pelo seu peitoral e abdômen enquanto espalhava alguns beijos por lá.

Ele logo se abaixou e tirou a calça que Jackson usava, vendo aquele volume quase rasgando o pano fino da boxer. Mark espalhou uns beijinhos e umas mordidinhas por alí enquanto o mais novo ainda estava com a boxer.

– Tá grande, Jack... Tão gostoso...

– Eu queria que você tirasse essa sua roupinha pra mim...

– Claro, Daddy... -Ele se levantou e ameaçou tirara a camiseta

– Calma... Eu quero que você tire ela enquanto dança pra mim...

– Um pedido desse não pode ser negado... -Mark sorriu

Ele pegou o celular, colocou uma música pra entrar no clima, fez Jackson se sentar no sofá e começou a dançar na frente dele. Mark ia tirando a roupa e jogando pelos cantos. Quando ele tirou a boxer, a Jogou para Jackson, ele a pegou e a cheirou enquanto passava a mão em seu membro, sentia o cheiro de Mark e o desejava cada vez mais.

O mais velho rebolava praticamente no rosto de Jackson, ele apertava a bunda de Mark, dava uns beijinhos nela e a mordia as vezes.

– Jackson-ah... Não fique só me provocando...

– O único que provoca aqui é você... -Ele sorriu

Jackson tirou a boxer que usava e puxou Mark para o seu colo, logo o penetrando com um movimento forte e rápido.

– Ah~ Daddy... -Ele gemeu de forma manhosa e mordeu os lábio

–O que foi, meu baby? Algum problema? -Jackson perguntou de modo irônico

– Não... Problema nenhum...

Mark começou a rebolar de forma intensa sobre o membro dele e arrancava alguns gemidos do mais novo. Jackson apertou a cintura dele e o incentivou a quicar alí, assim Mark fez, se movimentou com força e com uma vontade incomparável. Ele sentava com força e os dois gemiam juntos.

– Ah! Daddy! Jackson!

Não demorou muito para que ele puxasse Mark dalí e o colocasse de quatro no sofá, ele penetrou o mais velho com força e as estocadas brutas tomaram um rítimo só.

Jackson puxava os cabelos de Mark e o fazia gemer cada vez mais alto.

– Jackson-ah! Mais... Mais forte!

O mais novo deu um tapa extremamente forte na bunda dele e o fez gritar. Não demorou muito para que ele chegasse em seu ápice e gozasse dentro de Mark. O mais velho se deliciou com aquilo, aquele líquido quentinho dentro de si, ele amava sentir aquilo.

– Ah... Jackson... Isso é tão bom...

– Hm... Você gosta? -Jackson falou enquanto espalhava alguns selares pela costa, ombros e pescoço dele

– Eu gosto muito...

– Vem... -ele sorriu- vamos pro quarto...

Jackson sorriu e se levantou, Mark estendeu os braços para ele.

– Quer colinho?

– Huhum...

O mais novo pegou ele no colo e Mark entrelaçou as pernas na cintura dele e Jackson o levou para o quarto, os dois foram para a cama, se deitaram e se cobriram.

Jackson abraçou o mais velho por trás e vez cafuné nele até que os dois começaram a conversar.

– Mark...

– Hm?

– Queria te contar uma coisa...

– O que?

– Eu nunca tinha ficado com um homem antes de você...

– Não?!

– Não... Eu... Sei lá... Sabe... Eu só tinha ficado com mulheres...

– E por que você fez todas essas coisas comigo?

– Eu gosto de você...

– Eu via você com umas mulheres aqui em casa... Sua última namorada... Mas achei que você também já tinha ficado com homens...

– Você foi o primeiro...

– Você né fodeu tão bem que nem parecia que era a primeira vez que comia um homem... -Mark riu

– Mark... Eu não era virgem antes de transar com você... Seu muito bem como foder uma pessoa de um jeito bom e gostoso... -Ele riu também

Os dois sorriram e se olharam por alguns segundos.

– Devo te pedir desculpa porfazer você esquecer as mulheres?

– Nunca deve me pedir desculpas por isso... Acho que isso foi uma das melhores coisas que aconteceram... Eu... Eu te amo, Mark... E você não deve me pedir desculpa por me fazer enxergar isso...

O mais velho sorriu e beijou Jackson de forma carinhosa, os dois ficaram alí por um tempo até que sentiram fome.

– Amor... Tô com fome...

– O que quer comer?

– Não sei... A gente pode sair pra comer fora? Em um fast food?

– Podemos... Claro que podemos....

– Bom... Acho melhor a gente se vestir então... -Mark riu

– Também acho...

Os dois se levantaram da cama e foram se arrumar, eles vestiram umas roupas mais quentes já que estava um pouco frio na rua e saíram.

Eles foram para um lugar perto de casa, comeram e ficaram bem satisfeitos. Eles deram uma volta por um parque depois de comer e foram para casa quando já era tarde. Ao chegarem, Mark se pendurou na costa de Jackson e os dois foram para o quarto juntos. Eles tomaram um banho e se deitaram para dormir.

No dia seguinte, Jackson acabou acordando antes do mais velho, ele se levantou da cama com cuidado, se trocou e desceu para fazer o café da manhã.

Não demorou muito para que ele sentisse umas mãozinhas em volta da sua cintura e deixasse um sorriso brincar com seus lábios.

– Bom dia, amor...

– Bom dia... O que está fazendo?

– Nosso café da manhã...

– Hm... Quer ajuda?

– Nem precisa... Já tô acabando

Nesse momento, Jackson ouviu seu celular tocar, mas ele estava na sala.

– Amor... Pega lá pra mim por favor?!

– Hurum... -Mark foi até a sala e pegou o celular

– É sua Omma...

– Atende aí... Fala que eu ligo pra ela daqui a pouco...

Mark atendeu o celular e ouviu uma voz não muito boa da mãe de Jackson.

– Filho...?

– Não... Aqui é o Mark... Tá tudo bem?

– É com você mesmo que eu queria falar... Estou perto do Jack?

– Sim... Ele tem aqui do lado...

– Então saia daí... Preciso falar com você... Preciso te pedir ajuda...

Mark saiu da cozinha de fininho e foi para o quarto, trancou a porta e foi para a varanda, aonde Jackson não conseguiria ouvir nada.

– Pode falar...

– Preciso que conte uma coisa pro Jackson...

– O que?

– O pai dele sofreu um acidente...

– Mas ele tem bem?

– Ele faleceu... Eu estou no hospital... Acabei de receber a notícia... Conte para ele... Por favor... Eu sei que sou a mãe dele e deveria dar essa notícia, mas eu não aguento... Ele sempre foi muito próximo do pai... Meu bebê vai sofrer demais com isso... Me ajude, Mark... Por favor...

– C-claro... Eu vou falar com ele... Só não garanto que vai ser agora... Vou achar o momento certo pra isso...

– Tudo bem... Fico muito grata por isso... 

Os dois conversaram por mais um tempinho até que Mark voltou para a cozinha em estado de choque.

– O que foi, amor? Que cara de essa? Parece que viu um fantasma... 

– Não é nada... Vamos comer?

– Vamos... 

Os dois se sentaram á mesa e começaram a tomar o café da manhã.

– Amor... Tava pensando em ir no cinems um dia desses... O que acha?

– A gente pode ir semana que vem... 

– Mas essa semana acabou de começar... Vamos essa semana...

– Semana que vem.

Jackson o olhou meio espantado mas aceitou o que ele disse. Os dois terminaram de tomar café em silêncio, Mark tinha uma tarefa muito difícil em mãos, ele não queria ter que dar uma notícia dessa para seu namorado, mas sabia que era melhor falar do que ficar escondendo.

Ao terminarem de comer, eles arrumaram a cozinha e foram para a sala, Jackson se sentou no sofá e Mark logo se deitou no colo dele, o mais novo o abraçou, fez cafuné e lhe encheu de beijo, Mark fazia o mesmo com ele mas os dois ficavam em silêncio. 

– Jackson... Você confia em mim?

– Confio... Por que?

– Nada... 

– Mesmo?

– Sim... Só queria saber se você confia em mim e sabe que eu vou fazer de tudo pra cuidar de você...

– Eu sei disso... -Ele sorriu

– Que bom, meu bem... 

Os dois ficaram alí por umas duas horas, assistindo TV, até que decidiram ir para o quarto, eles subiram juntos e se deitaram no quarto escuro e bem aconchegante.

– Amor...

– Hm?

– Preciso te contar uma coisa...

– O que?

– Sabe quando sua mãe ligou?

– Hm...

– Então... Ela me pediu pra conversar com você sobre uma coisa que aconteceu...

– E o que aconteceu?

– Seu pai... Ele sofreu um acidente...

– Mas ele tem bem né?! Ele tem em casa com minha Omma... Né?!

– Não, Jack... 

– Como não? Aonde ele tá? -Jackson perguntou com os olhos cheios de lágrimas

– Jack... Ele não voltou pra casa... Ele não resistiu... Faleceu no hospital...

Jackson começou a chorar e não conseguia parar, ele não falava nada, apenas chorava pela morte de seu pai.

– Por que? Por que tinha que ser justo dele? Meu pai... Meu pai morreu! -Ele falou aos prantos

– Jack... Não fica assim... -Mark abraçou ele

O mais velho sabia que o pai de Jackson tinha sido uma grande influência para ele, os dois sempre foram extremamente próximos, o Pai de Jackson que cuidou dele sempre, que fez com que ele se tornasse a pessoa que é hoje. 

Mark viu que ele não conseguia chorar, então foi para cima dele e o abraçou com força, Jackson retribui o abraço enquanto sentia Mark fazer cafuné nele. 

Os dois ficaram alí por muito tempo, Jackson chorava e dizia que não queria ter perdido seu pai e Mark fazia de tudo para tentar acalmar ele, Jackson acabou por se render ao sono e dormiu abraçando Mark entre suas diversas lágrimas. O mais velho passou a noite acordado, pensando no que poderia fazer para ajudar, mas parecia que a noite inteira não era o suficiente.


Notas Finais


Gente, eu sei que sumi por uma semana e deixei de postar dois capítulos dessa fic, Talvez vocês tenham estranhado pois isso nunca aconteceu... Mas eu tive uns problemas... Eu estava quase surtando... E eu estava realmente muito triste, por isso resolvi "descansar" um pouco para não prejudicar as fics... Nesse tempo eu nem entrei no Spirit... Não sei se perdi favoritos por conta desse tempo que me afastei mas sábado eu vi que tinham muitas notificações de gente dando favoritos e comentando as fics...
Agradeço aos que falaram cmg e entenderam o meu lado nesse tempo... Também peço desculpas pra todos por ter me afastado sem falar nada...

Espero que tenham gostado

Até o próximo capítulo

Kisses 💜🖤


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...