História My Only Obsesseion - Capítulo 4


Escrita por: e Emillykimtae

Postado
Categorias (G)I-DLE, Bangtan Boys (BTS), Big Bang, Black Pink
Personagens D-Lite (Daesung), G-Dragon, Jennie, Jeon Jeongguk (Jungkook), Jisoo, Jung Hoseok (J-Hope), Kim Namjoon (RM), Kim Seokjin (Jin), Kim Taehyung (V), Lisa, Min Yoongi (Suga), Minnie, Miyeon, Park Jimin (Jimin), Rosé, Seungri, Shuhua, Soojin, Soyeon, T.O.P, Taeyang, Yuqi
Tags @xxeletaban
Visualizações 4
Palavras 2.030
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ação, Crossover, Ficção Adolescente, Literatura Feminina, Romance e Novela, Violência
Avisos: Álcool, Heterossexualidade, Insinuação de sexo, Nudez, Sexo, Violência
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas do Autor


Voltei! Mais uma atualização, hein!
Enfim. Boa leitura 🍵

Capítulo 4 - Jennie and Julián


Fanfic / Fanfiction My Only Obsesseion - Capítulo 4 - Jennie and Julián



        No capítulo anterior...


Jennie sempre me alertou de que até mesmo casado, alguma mulher poderia interferir e deixar a minha cabeça confusa, e só conseguir pensar nela. Noona diz que quando você ama um alguém incorreto, você comete o pior erro de sua vida. É como se fosse algo sem volta.

          • • • •




ㅡ Ela sabia que nosso Appa teve um caso com a minha Omma? ㅡ Perguntei curiosa, e estranhei ao ver o mais velho balançar a cabeça em forma negativa.



ㅡ E como ela sabia que eu sou sua irmã, Kook? ㅡ Ele mal conseguia me dizer, tentava mas os soluços e a frequência de seu choro impediam.


ㅡ Ela também é sua mãe...

        • • • •




ㅡ Quero uma ajuda sua. Eu quero a Jennie de volta. ㅡ Ele vira o copo e depois me encara a espera de uma resposta.

ㅡ Está de brincadeira, não é?

            • • • •








                Jennie - On

E mais uma vez, a vida amorosa me da um pontapé pelas costas. Parentes do Kai encontraram ele morto no chão de sua casa, ferimentos profundos de facadas. Um dos rapazes que serve para a polícia, descobriu que para mata-lo de uma vez, o criminoso usou um dos travesseiros para fazer com que ele ficasse sem ar.

A dúvidas que surgiram na cidade toda, por qual motivo o mataram e quem teria cometido o assassinato. De maneira alguma eu podia ficar me isolando e lamentando a morte dele. Por mais que goste do Kai, ele é casado, não tinha as menores chances que fossem.

          ° ° ° °








ㅡ Jaggi? ㅡ SeokJin abril um pouco a porta, mas ainda não toda. ㅡ Posso entrar? 


ㅡ Pode. ㅡ Disse sem pensar muito. Meu corpo estava paralisado, jogada na cama de braços abertos e olhos lacrimejados.

ㅡ Sei o quanto está sendo difícil. ㅡ Ele mexia aleatoriamente em objetos em cima de minha cômoda.

ㅡ Por incrível que pareça, está sendo mais fácil. Me acostumei a ter sempre a mesma coisa. ㅡ Me "encolho" na cama e fecho um pouco os olhos.

ㅡ Jaggi, eu lamento profundamente tudo isto. ㅡ Se deitou na cama ao meu lado, e eu me virei para o mais velho.

ㅡ Eu pareço está sofrendo? ㅡ Perguntei sem demostrar nenhum tipo de reação.

ㅡ Por fora não. ㅡ Simples e verdadeira resposta. SeokJin sabia, sempre que por menor coisa que fosse eu escondia meu surto para mim mesma.

ㅡ Sabe que suas palavras já não servem. ㅡ Sorri de lado, minha respiração falhava e meu coração se manteve calmo ao derramar uma lágrima.

ㅡ ... Por isso que não sou eu que te salva de coisas assim. ㅡ Jin direciona seu olhar para uma foto que estava em cima de minha mesa.

ㅡ Como assim? ㅡ Olhando para imagem e depois para Jin, não entendia nada do que ele queria dizer. ㅡ Jin.. Por qual motivo esta olhando para a foto do... ㅡ

ㅡ Você sabe mais que qualquer um. ㅡ Simplesmente SeokJin saio do quarto sem da mais uma palavra. ㅡ


ㅡ Jin? Jin! Volta aqui! ... Quem eu estou querendo enganar. ㅡ Levantei da cama e fui tomar um banho para sair de casa. Sendo mais certa, sair a procura de alguém.

       • • • •







                 Sasha - On


ㅡ Aigo! Quantas vezes eu vou ter que fazer isso, Jeon? ㅡ Disse quase sem fôlego, me apoiando nos joelhos para não cair de uma vez no chão.

ㅡ Até você aprender! Não existe só o revólver como uma arma! ㅡ Respondeu me pegando e depois me colocou nos braços.

ㅡ Mas eu não uso só o revólver. Você não sabe, mas eu ando 24 horas com um canivete entre as roupas. ㅡ Deitei minha cabeça no seu ombro enquanto ele andava.

ㅡ Então gosta de canivetes e facas? ㅡ Ele me olhou risonho.

ㅡ Sim. Gosto de chamar de "arma silenciosa". ㅡ Fechei os olhos por um instante e sorri como uma criança boba.

ㅡ Interessante. Consegue adivinhar por qual motivo eu te fiz correr 200 metros o mais rápido que pudesse? ㅡ

ㅡ Você quer quebrar minhas pernas e trabalhar sozinho como ladrão. Acertei? ㅡ Disse irônica fazendo ele rir alto.

ㅡ Eu não sou tão mau assim ao ponto de te fazer correr isso tudo só para quebrar as pernas! Foi uma questão de estratégia.

ㅡ Me diz, em que correr 200 metros vai nos ajudar? ㅡ Levantei a cabeça e o encarei.

ㅡ Quando você perceber me avise. ㅡ Ele sorriu e logo me colocou de volta no chão. ㅡ Quer apostar corrida? ㅡ

ㅡ Até chegar na sua casa! ㅡ Me preparei junto a ele. E o encarei desafiadora. Por mais que estivesse quase dando de cara com o chão.

ㅡ Quem perder terá que fazer oque o vencedor quiser, feito?ㅡ Seu sorriso de lado não me engana. Pervertido.

ㅡ Feito.

         ° ° ° °






JungKook sempre vencia de mim nesse tipo de brincadeira, o que me irritava muito. Mas dessa vez, quem acabou chegando em casa primeiro tinha cido eu.


Na metade do caminho eu via que JungKook estava ficando cansado, seu rosto revelava que ele não aguentava mais. E com isso sentia o pfazer em ganhar, era como se meu corpo já estivesse acostumado correu aquilo tudo.



ㅡ Parece que eu ganhei! ㅡ Pulava de alegria em meio de respirações fortes a procura de um fôlego, nunca havia ganhado assim fácil antes.

ㅡ Acho que já deve ter percebido. Eu vou entrar para tomar um banho, quando eu voltar você diz o que vai querer que eu faça pra ti. ㅡ Entrou quase caindo e subiu as escadas com dificuldade.

ㅡ O que ele tem? Normalmente costuma ser bem elétrico e com bastante agilidade!ㅡ Voltei meu olhar para fora da casa e vejo um homem de máscara e boné me observado a uma grande distância.




Começo a andar em direção do rapaz e ele vai dando passos para trás, acelero mais meus passos e o garoto começa a correr, e então eu fui atrás.


O mascarado entrou em um matagal que se assimila com um labirinto gigante. Mas então eu o vejo indo em direção da casa de JungKook. Mais ele não entra ali nem que o próprio Kook deixe.


Só entra quando eu quiser! Corri mais uma vez e dessa vez mais rápido atrás dele, ele olhou para trás e eu já estava colada em suas costas, o peguei pela gola da camisa e derrubei o maior no chão, ficando por cima de seu corpo. Prendo uma de minhas mãos no seu pescoço e com a outra retiro o boné com a máscara.



ㅡ Por favor não me machuca! ㅡ O rapaz implorava como um garotinho. Mas então reconheci seu rosto.

ㅡ Espera! Eu te conheço! Há! Senhor Kim TaeHyung! Que prazer te ver aqui! ㅡ Disse com um sorriso nos lábios. ㅡ O que faz me seguindo? Sabe que não deve!

ㅡ Eu não estava te seguindo! ... Talvez. Mas isso não importa! Me deixa ir embora! Eu não volto mas aqui, eu juro! ㅡ

ㅡ Como eu posso saber que você não vai me entregar para as autoridades? Você sabe aonde meu irmão mora! ㅡ Perguntei retirando a minha mão de seu pescoço.

ㅡ Devia confiar em mim, Sasha Jeon! ㅡ Ele sorriu provocativo.

ㅡ Eu não me dou nem um pouquinho bem com homens do seu jeito! ㅡ Levantei minha mão e a fechei pronta para dar um soco na cara do mais velho.

ㅡ Sasha! Nem pense nisso! ㅡ JungKook segurou meu punho e me puxou de cima do rapaz.

ㅡ E quem é esse? Seu namorado? ㅡ Perguntou TaeHyung que ainda se recuperava de uma leve falta de ar.

ㅡ Pra quê quer saber? ㅡ Perguntei irritada arrumando minha blusa.

ㅡ Sasha! Eu te conheço rapaz, seu nome é Kim TaeHyung, deseja entrar por um instante? ㅡ Ele ajuda o rapaz a ficar de pé e logo entram dentro de casa.

ㅡ Você deveria aprender mais com ele! Assim que se trata um homem do meu jeito! ㅡ Ele disse me provocando.

ㅡ Sasha vá tomar seu banho! Eu irei cuidar do nosso visitante. ㅡ Ele fechou a porta e pediu para TaeHyung que se senta-se.

ㅡ Eu mereço! ㅡ Rolei os olhos e voltei a subir as escadas indo em direção do meu quarto.

         ° ° ° °





Após me trocar, vou saindo do meu quarto, e no caminho em direção a escada piso em cima de um canivete, tenho quase certeza que deixei cair quando subi as presas. Guardei no meu bolso e segui até em baixo.

Na sala só estava JungKook de costas no balcão, ele parecia está mexendo com alguma coisa. Peguei em seu ombro e ele voltou seu olha pra mim.

JungKook tinha nas mãos pedaços de cordas, e em cima do balcão estava um rolo de fita adesiva. O que esse coelho fez? E onde está Kim TaeHyung?



ㅡ Onde você prendeu ele, seu idiota? ㅡPerguntei retirando as cordas de sua mão e depois as guardei.

ㅡ Sasha, acha que eu vou mesmo deixar ele sair daqui como se eu não soubesse que vai nos entregar pra polícia!ㅡ Ele anda a porta velha que leva até o porão.

ㅡ Você prendeu ele aí dentro? ㅡ Me assustei quando ele abriu a porta e dava pra ouvir os gemidos de socorro do rapaz.

ㅡ Tenho uma ideia bem melhor que essa de aprisionar ele! ㅡ Disse fechando a porta que leva ao porão e puxei JungKook até a sala.


        [...]


ㅡ ... Sua ideia é simplesmente ruim!ㅡ

ㅡ Então fique aqui e seja preso. ㅡ

ㅡ Porque será que eu te odeio? ㅡ


ㅡ Não, não. Você me ama! Agora vem! Vamos soltar ele.


         ° ° ° °







           Jennie - On

Um dos prédios mais altos que existe nesta cidade, era aqui que ele sempre costuma vir. Espero que hoje não falte. Ele nunca falta.

Me sento em uma das pontas do grande edifício e fico olhando para o chão, lembro que foi aqui que ele me conheceu, eu estava a beira da morte por causa de meu primeiro amor.

As vezes sinto que aqui eu não posso me jogar e simplesmente me destroçar lá em baixo, algo me impede de ter essa vontade, mas nunca soube o que era.

De olhos fechados deixo a brisa fresca bater em meu rosto, era uma sensação de liberdade de todos os problemas. Abri os olhos ao senti que lançaram os braços em meu pescoço.


ㅡ Quem?! ㅡ Levantei e empurrei seja lá quem estava atrás de mim. ㅡ Julián? Me desculpa, você me assustou! ㅡ

ㅡ Não, está tudo bem! Quem deve pedir desculpas sou eu, caso tenha te assustado! ㅡ Ele sorriu envergonhado.

ㅡ Sem problemas. E-eu, não sabia que ainda vinha aqui. ㅡ Encarei o maior com curiosidade em saber por qual motivo anda ali. Justo hoje. ㅡ

ㅡ Certo. Você sabe mais que qualquer um que oque eu fiz foi um erro inaceitável para um mulher como você. E querendo ou não eu já soube da triste notícia do Kai, e sei que você não o via como somente um amigo!ㅡ Ele ficou cabisbaixa.

ㅡ Sim. Está em todas as partes. Sabe de alguma coisa? ㅡ Perguntei me aproximando.

ㅡ Não, apenas que... Você era "amiga" próxima dele. Mas... Tenho suspeitas de um alguém. ㅡ Ele apontou para um cartaz jogado no chão, onde tinha escrito: "Procura-se Sasha Jeon"

ㅡ Como pensou nessa possibilidade de ter cido ela? ㅡ Pegando o cartaz do chão, olhei fixamente para a foto da garota.

ㅡ A duas ou três semanas atrás ela roubou um restaurante, dias depois o irmão dela assaltou uma conveniência! Não acha que tem chances? ㅡ

ㅡ Mas... Por que o Kai? ㅡ

ㅡ Eu não sei. Se quiser ajuda, eu estarei aqui. Posso te dar um abraço? ㅡ Ele abre os braços sorridente.

ㅡ Pode sim, seu palhaço! ㅡ Disse com um sorrisinho de canto e logo me confortei em seu forte abraço.

ㅡ Senti sua falta. ㅡ Julián disse em seu tom manhoso.

ㅡ Eu também. 







Notas Finais


Julián não me cheira a coisa muito boa não, viu! Oque será que fizeram com o rapaz TaeHyung? Gostei, gostei. Hahaha

Obrigado por sua atenção de sempre e um beijo enorme para quem quiser!

Me siga lá no meu perfil para não perder futuras atualizações!



Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...