História Desabafos e manuscritos de uma mente caótica - Capítulo 113


Escrita por:

Postado
Categorias Histórias Originais
Personagens Personagens Originais
Tags Depressão, Drabbles, Drama, Droubbles, Originais, Poesias, Punk4eve, Textos
Visualizações 30
Palavras 277
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Drama (Tragédia), Fluffy, Poesias, Romance e Novela
Avisos: Bissexualidade, Drogas, Estupro, Heterossexualidade, Homossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Mutilação, Nudez, Suicídio, Tortura, Violência
Aviso legal
Todos os personagens desta história são de minha propriedade intelectual.

Capítulo 113 - Jean can't anymore


[23/5 16:22] Hj eu quase não consegui entrar em casa

Quando eu cheguei da escola

Eu tava na metade das escadas

E de repente eu travei

Eu n consegui mais subir

E eu comecei a chorar

Por pouco eu n sai correndo embora


Jean subia as escadas hesitante. Ainda haviam três lances, mas dessa vez esse não era o problema. Ela não queria ir. Não queria voltar para casa. Os seus passos ficavam cada vez mais pesados e difíceis de serem dados, até que ela não conseguiu mais subir. 

Travou na metade da segunda escada. Suas pernas cederam, e ela sentou. Quando se deu conta seu rosto já estava molhado, e de sua boca já saiam soluços - que ela rapidamente colocou a mão para abafa-los. 

A mochila pareceu muito mais pesada do que o habitual, e sua música estava muito mais alta do que ela havia notado antes. Tudo parou por um segundo, e ela viu todas as discussões que teve com sua mãe na última semana. A cena do tapa voltou, as palavras ruins voltaram, as vezes que chorou no banho também, e as tonturas e dores pelo estresse não foram esquecidas. 

Jean se sentia horrível. Se sentia impotente. Fraca. Nem parecia a garota sorridente do início da semana anterior. Parecia que aqueles dias em que estava tão bem havia sido há meses, e não na semana passada. 

Ela quis correr embora. Quis buscar conforto nos braços da avó, ou talvez das irmãs - mas essas últimas se encontravam muito longe. Tudo que ela pode fazer foi juntar forças para se levantar e voltar a subir as escadas, mesmo que naquele momento chegar até o seu destino fosse o seu maior medo. 



Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...