História My Policeman (Imagine Jeon JungKook) - Capítulo 22


Escrita por:

Postado
Categorias Bangtan Boys (BTS), Black Pink, EXO, Got7, HyunA, Red Velvet, TWICE
Visualizações 167
Palavras 780
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ação, Aventura, Comédia, Crossover, Drama (Tragédia), Famí­lia, Ficção Adolescente, Hentai, Policial, Romance e Novela, Shoujo (Romântico), Suspense, Violência, Yaoi (Gay), Yuri (Lésbica)
Avisos: Adultério, Álcool, Bissexualidade, Heterossexualidade, Homossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Sexo, Violência
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Capítulo 22 - Capitulo 22 - Oppa


Fanfic / Fanfiction My Policeman (Imagine Jeon JungKook) - Capítulo 22 - Capitulo 22 - Oppa

JungKook On

Posso dizer que hoje foi um dos melhores dias da minha vida. Saiu tudo como eu planejava, menos as provocações daquela anã pervertida. Pensei que ela fosse  anjinho!

Acordei mas ela ainda dormia tranquilamente, olhei para seu rosto angelical e lembrei de tudo que ela fez comigo. Vai ter volta, ah se vai.

Vi no relógio e se passavam das 11 horas então resolvi sair e comprar algo para comer. Comprei dois lanches, um pra cada e resolvi ir visitar meu amigo no hospital, aquele que tomou o tiro. Assim que cheguei, aquela recepcionista ficava dando em cima de mim e eu tava quase mandado ela tomar em todos os lugares possíveis mas preferi ficar quieto. Ela me levou até o quarto dele onde o mesmo estava deitado com cara de tédio.

- Eai Jung! Ta melhor?

Jung: Eai Capitão. To sim, valeu de novo por me trazer a tempo.

- Hoseok não fica me chamando de capitão. Me chama de JungKook, afinal somos amigos certo?

Jung: Com certeza. Como tá lá na delegacia?

- Deram 5 dias de folga para os que participaram da missão. 

Jung: Que bom, e... JungKook, minha irmã já sabe que eu tô aqui?

- Não sei. Quer ligar para ela?

Jung: Ok.

Ele pegou seu celular e discou o número de sua irmã, Yeri. Mesmo sendo irmã de um dos meus melhores amigos, não é de minha confiança te-la por perto. Já que não passa de outra maluca como a Rosé. Ela é apaixonada por mim desde que éramos crianças mas eu só a vi e vejo como amiga e ela ainda não sabe que eu namoro a S/n, que era uma de suas melhores amigas mas nunca soube dessa paixão. Como conheço a Yeri, creio que não seria bom se ela soubesse sobre eu e a S/n já que tenho medo do que ela pode fazer com minha pequena. Jung falou com sua irmã e disse que ela vinha para cá.

- Melhor eu ir. A S/n deve ter acordado.

Jung: Não sabia que a senhorita certinha era de acordar tarde. Estou bem surpreso!

- E ela não é. Mas depois de ontem a noite ela merece dormir bastante.

Jung: Achei que ela fosse santa. - Ele sorri malicioso enquanto eu ando até a porta.

- Mal sabe você o que aquele anjinho faz em quatro paredes. Até mais Jung.

Jung: Até mais seu safado.

Nós sorrimos e eu sai do quarto. Voltei para casa logo e esquentei os lanches, logo sentindo braços rodearem minha cintura e me abraçarem.

S/n: Bom dia meu amor.

- Bom dia! Acordou feliz hoje né?

S/n: E como queria que eu ficasse?

- Isso depende de você. Gostou de ontem?

S/n: Muito. O que o senhor faz de tão cheiroso nessa cozinha?

Ela se solta de mim e para ao meu lado.

- Sai e comprei um lanchinho.

S/n: Pelo cheiro deve ser bom.

- Com certeza é.

S/n On

Ele abre o microondas e tira dois belos e grandes hambúrgueres, coloca as batatas fritas e fecha-o novamente. Ele pegou o prato e levou até a mesa e eu fui o seguindo como se estivesse hipnotizada pela comida.

Ele sorriu e voltou a cozinha para pegar o resto, eu me sentei a mesa e logo que voltou fez o mesmo. Comemos e conversávamos sobre coisas aleatórias.

Jeon: Amor, se lembra do Hoseok?

- Claro. Ele era meu melhor amigo depois de você, faz tanto tempo que não o vejo, estou com saudades.

Jeon: Quer visita-lo?

- Sim.

Jeon: Então vamos após terminamos aqui.

- Ok.

Terminei rápido de comer e fui escovar os dentes e tomar banho. Coloquei uma roupa confortável e voltei a sala, onde Jeon me esperava. Saímos de casa e subimos na moto, poucos minutos depois ele parou na frente do hospital.

- Está bem Kookie? Por que estamos aqui?

Jeon: Você não disse que queria ver o Hoseok? Ele está aqui.

- M-Mas por que....?

Jeon: Ele foi o soldado que eu carreguei aquela noite. Consegui salva-lo a tempo dele viver.

Sorri feliz pelo meu namorado ter salvado uma vida, mas como será que o Hobi está?

Entramos no hospital e uma enfermeira nos guia até o quarto onde vejo o mesmo deitado em uma maca.

Hobi: S/n?! Que saudade!

Ele tenta se levantar mas se senta novamente, colocando a mão sobre o abdômen.

- Não se esforce! Pode ser pior...

Hobi: Eu tava com saudades de você.

- Eu também.

Nos abraçamos por um tempo e logo escutamos alguém tocir atrás de nós. Assim que nos separamos, braços se envolvem em minha cintura, olho para trás e vejo um Kookie com a cara fechada.

Hobi: Não se preocupe JungKook, eu sei que eu sou um galã mas não irei rouba-la de você.

Jeon: Acho bom.

Ele sorri sem mostrar os dentes e apoia a cabeça no meu ombro. Depois de alguns minutos conversando alguém entra no quarto fazendo um mini escândalo.

??: OPPAAA?!






Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...