História My Possessive Boyfriend-(Vkook) - Capítulo 10


Escrita por:

Postado
Categorias Bangtan Boys (BTS)
Personagens Jeon Jungkook (Jungkook), Jung Hoseok (J-Hope), Kim Namjoon (RM), Kim Seokjin (Jin), Kim Taehyung (V), Min Yoongi (Suga), Park Jimin (Jimin)
Tags Bangtan Boys, Bts, Flex, Jungkook, Lemom, Seme, Tae, Taehyung, Taekook, Vkook, Yaoi
Visualizações 419
Palavras 4.900
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Comédia, Drama (Tragédia), Ficção, Fluffy, Lemon, Mistério, Romance e Novela, Shonen-Ai, Shoujo (Romântico), Slash, Universo Alternativo, Violência, Yaoi (Gay)
Avisos: Álcool, Homossexualidade, Insinuação de sexo, Nudez, Sadomasoquismo, Sexo, Tortura, Violência
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas do Autor


Huhum .... Boa leitura meus bebês! Espero que gostem!

Capítulo 10 - Capítulo 9


Fanfic / Fanfiction My Possessive Boyfriend-(Vkook) - Capítulo 10 - Capítulo 9

Jimin 

Suga hyung está doce hoje e isso é raro.

Acho que ele não percebe quando está carinhoso assim, do mesmo jeito quando não vê que é muito bruto algumas vezes.

Ele sempre se preocupou comigo, na maioria das vezes ele exagera na proteção, fazendo parecer que sou indefeso, mas isso não me incomoda, na verdade, eu até aproveito esses momentos quando o hyung está atencioso.

Ele dormia no meu ombro profundamente, um leve bico se formava em seus lábios, parecia tão fofo que me contive para não mordê-lo, deixando apenas um selar carinhoso em sua testa.

Estávamos nem na metade da viagem quando meus olhos começaram a pesar. Pausei a música e guardei o celular junto com o fone em minha mochila. Escutei uma conversa baixa, vindo das poltronas de trás, onde Jungkook e Taehyung estavam.

- Para, Jungkook-ah! - Taehyung sussurrou enquanto ria.

Escutei alguns estalos e então arregalei meus olhos, o som era igual aos de beijos.

Eu estava tão surpreso e ao mesmo tempo tão feliz que até congelei. Do nada tudo começou a fazer sentido em minha cabeça.

Hoje mais cedo, assim que nos reunimos na cozinha para o café da manhã, Hobi hyung questionou do porquê de Taehyung dormir fora do quarto noite passada, então, quase que na mesma hora, ouvimos uma porta ser batida. O maknae e o V desceram as escadas juntos, ambos sonolentos. Vi Namjoon e Jin hyung trocar olhares, mas nem me reparei tanto, afinal, eu tinha que subir rapidamente para me arrumar.

Agora eu saquei o que estava acontecendo.

Eu não esperava que os dois poderiam tentar algo nesse sentido algum dia, por isso a surpresa. Mas a amizade deles era tão linda quanto a minha e a do Suga foi - na verdade, a nossa continua, e pra mim isso é excencial - que realmente é possível sim suspeitar.

Decidi não olhar para trás, eu estragaria o clima deles e os deixariam sem graça. Mas imaginar eles juntos parecia tão bonitinho que quase não aguentei.

Fechei meus olhos ainda com um sorriso esboçado em meu rosto e encostei minha cabeça no mais velho que dormia nos meus ombros.

~~~~



Jungkook 

Subi com os hyungs para a balada. A bebida fez um pouco de efeito no meu corpo, me deixando elétrico.

Taehyung dançava sensualmente, sem fazer gracinhas. Ele estava sério, realmente tentando seduzir. E conseguiu.

Peguei em sua mão e o levei para um corredor vazio do local, onde ficavam os banheiros, sem falar nenhuma palavra sequer e ele também nem questionou.

Encostei ele na parede e observei todos os detalhes de seu rosto perfeito. Ele me olhava como se pedisse um beijo. O lábio inferior estava entre os dentes dele, fazendo-o parecer sexy.

Eu avancei atacando sua boca com desejo, mas mesmo assim carinhosamente. Taehyung soltou seu copo com bebida no chão, se rendendo por completo à mim.

Abaixei minhas duas mãos na cintura do mais velho e ele entendeu o recado, entrelaçando suas pernas na minha cintura.

Dei atenção para o pescoço saboroso de Taehyung, sugando e mordendo-o, enquanto o ouvia gemer abafado.

Minhas mãos foram para dentro de sua camisa, passeando pelas costas macias dele e descobrindo seu abdômen pela primeira vez. Eu o senti arrepiar.

Minha ereção só ficava mais dolorida e quando pressionei o hyung mais ainda na parede, pude perceber que ele também estava do mesmo jeito.

Juro que se não tivéssemos em um local público, eu faria certas coisas sem nem pensar duas vezes.

Voltei para a boca de Taehyung, onde deixei uma leve mordida, fazendo-o sorrir. Ele me beijou ferozmente, puxando meu cabelo com prazer.

Ficamos nessa troca de carícias por muito tempo já, iriam sentir nossa falta na pista.

Finalizei aquele momento com um selar macio nos lábios de Taehyung e o abracei novamente pela cintura, encaixando minha cabeça nos ombros do mesmo e sentindo o seu perfume.

Voltamos de mãos dadas para a balada e foi depois de nosso ato que a vergonha veio. Pude vê-lo corar sem graça e eu também me senti um pouco tímido.

Eu estava com saudades daquele gosto que só Taehyung possuía, me fazendo ficar maluco.

~~~

- Garotos, já são 22:00. - Namjoon hyung falou alto batendo com os dois dedos em seu relógio de pulso. - Não é uma boa ideia passarmos disso hoje.

Assentimos e fomos descendo. A van já nos esperava.

Eu estava cansado, mas mesmo assim muito realizado. O dia foi ótimo além de divertido.

Eu queria me jogar na cama do apartamento e dormir infinitamente, mesmo sendo impossível.

Tentei ao máximo manter meus olhos abertos até que chegássemos no apartamento, mas estava sendo difícil. Encostei minha cabeça no ombro de V hyung e dormi facilmente.

~~~

Eu estava com dúvida sobre o que os fãs achariam da possibilidade de eu interagir com algum membro além de Jimin hyung, já que sempre fomos muito amigos mesmo e não deixavamos de demonstrar nosso carinho um pelo outro em público.

É uma sensação incrível ouvir os gritos dos fãs de delírio por nossa causa e era por isso que fazemos frequentemente, para que eles gostem.

Hoje no fanmeeting eu decidi fazer um teste. Aproveitei que a câmera estava focada em mim e fui até o Taehyung.

Fiz um coração com meu corpo, me mantendo muito próximo dele e ouvindo um ''o que você pensa que está fazendo?'' do hyung que já estava todo corado. Logo em seguida vieram os gritos satisfatórios da multidão.

Os fãs começaram a gritar repetidamente ''vkook'' assim que eu me afastei do mais velho e eu ainda estava sorrindo. Não pude ficar mais feliz por tudo aquilo, afinal, aquela voz única se tornou mais alta, dominando todo o auditório.

Assim como eu, eles também nos apoiavam.

Finalizamos nossa última apresentação do fanmeeting e nos despedimos de todos os fãs.

É tão legal a forma como nós nos comunicamos com os armys. A gente sempre conversa de forma geral, como se eles fossem um só e não 8.000 de pessoas juntas. Eles respondiam em uníssono, mostrando seu carinho e o quanto nos acompanhavam durante toda a carreira.

Eu ficava tão orgulhoso por saber que éramos adorados por tantas pessoas assim. Às vezes até me emociono pelas coisas que conquistamos, principalmente pelos armys.

Voltamos pela última vez pro apartamento para podermos tomar banho e trocar de roupas para voltar confortavelmente pra Seoul, além de organizar nossas malas novamente.

Eu estava tão cansado desses 3 dias que não via a hora de voltar para nossa casa.

Eu gostava muito do Japão, mas eu já estava sentindo saudades da Coreia e do frio reconfortante que fazia lá.

Eu saí do meu quarto com tudo já pronto e fui pra sala, dando de cara com um Taehyung deitado no sofá mexendo no celular com a mala ao seu lado, no chão.

Me sentei na poltrona e suspirei, cansado.

- Que foi Kook-ah? - o moreno desviou seu olhar da tela do celular.

- Estou cansado. - falei encostando minhas costas no assento.

- Então deita aqui. - ele disse.

O mais velho se sentou de pernas cruzadas e colocou uma almofada no meio das mesmas, dando leves tapinhas.

Me levantei e deitei no colo do meu hyung, deixando com que ele fizesse cafuné no meu cabelo.

Fechei meus olhos e me concentrei naqueles dedinhos ágeis entre meus fios negros. O carinho estava tão gostoso que eu era capaz de dormir ali mesmo.

- Meninos, vamos indo, a van já está lá embaixo nos esperando. - ouvi a voz grossa do líder entrar na sala. - A nossa equipe já resolveu tudo sobre o hotel.

Me esforcei para sair daquela zona de conforto. Eu teria que entrar dentro de um avião novamente e viajar por horas. Que falta de coragem!

Descemos e adentramos na van. Estávamos indo de volta para Seoul.


Seokjin 

Fomos deixados exatamente 19:03 em frente ao nosso prédio, em Seoul.

Quando abrimos o apartamento, me veio um cheiro nostálgico. Já vivemos tantas coisas nesse lugar que o que não falta são  histórias para contar. Não sei se algum dia conseguirei me mudar dali.

Como era bom voltar para nosso lar.

Subi diretamente para o meu quarto e me joguei na cama, sentindo aquela maciez acompanhada pelo cheiro tão familiar meu e do Namjoon.

O mesmo entrou com um pouco de dificuldade, alguns minutos depois, com as duas mãos ocupadas por malas e com o celular apoiado pelos ombros.

- Sim, sim. Chegamos bem. - ele deu uma pausa. - O que? Agora!? - Moni parou onde estava, largando as malas. - Tudo bem, estarei aí em 20 minutos. - disse desanimado, logo desligou a ligação.

Ele se sentou na cama e suspirou.

- Quem era? - perguntei deitado, enquanto o olhava.

- O manager hyung. - o líder falou. - Ele quer conversar comigo.

- Sobre o que?

- Ele não quis falar. - Namjoon me olhou. - Mas acho que não é nada grave.

- Quer que eu vá com você?

- Não tem necessidade. Você pode descansar aqui. - foi então que vi o tamanho de seu cansaço.

Meu coração apertou ao vê-lo assim, tão exausto. Mas o que ele podia fazer? Ser líder era uma grande responsabilidade mesmo.

- Vem, vou te levar até lá em baixo pelo menos. - sorri enquanto o puxava. Talvez acompanhá-lo até a recepção o traria um pouco de animação.

Descemos de mãos dadas pelo elevador e eu fiquei junto à ele esperando o táxi chegar.

- Será que você volta a tempo para o jantar? - perguntei com um bico assim que vi o táxi estacionar em frente ao prédio.

- Eu vou tentar, hyung. - ele colocou os cabelos de minha franja para o lado. - Qualquer coisa eu mando mensagem. - Namjoon piscou pra mim assim que entrou no automóvel.

Eu subi pelo elevador pensativo. Eu esperava que não fosse mais um puxão de orelha por conta de nossa falta de juízo.

Fui direto para a cozinha preparar uma deliciosa macarronada de molho vermelho, afinal, eu estava com preguiça de fazer algo mais completo.

Fiz o suco e montei a mesa. Os garotos assistiam à um filme na sala, todos juntinhos em cada sofá.

Olhei pela última vez no celular para ver se Namjoon conseguiu sair de lá, mas não havia mensagem alguma, então decidi chamar os membros para jantarem logo.

Quando estávamos nos sentando, ouvimos a porta ser destrancada.

- Moni! - me levantei e fui abraça-lo. - Achei que não viria para o jantar.

- Desculpe não avisar, hyung, mas vim o mais rápido que pude. - ele disse.

- Não tem problema. - falei. - Vem comer.

- Eu gostaria de avisar algo antes. - o mais velho ficou inquieto. Seu olhar estava abaixado e ele não parou de mexer em seus dedos.

- O que foi, hyung? - Taehyung perguntou preocupado.

- É que... - ele deu uma pausa. - Vamos viajar amanhã de novo! - exclamou todo animado.

A cara de desânimo dos meninos foi tão engraçada comparado  com a alegria do líder que eu teria gargalhado, mas eu também estava perplexo.

- E por que você está tão animado, hyung? - Jungkook perguntou frio.

Todos nós começamos a reclamar ao mesmo tempo.

- Como assim amanhã? - perguntei incrédulo.

- Mas nós nem chegamos direito. - Taehyung falou triste.

- Eu nem desfiz as malas e vou ter que fazê-las novamente? - Suga estava estressado.

- Poxa, eu tenho um monte de dorama pra colocar em dia. - Hoseok falou desanimado.

- Esperem ele terminar. - Jimin revirou os olhos. - Para onde nós vamos, hyung?

- Obrigado, Jiminnie. - o líder falou. - Vamos para uma pequena cidade litorânea vizinha.

- E você acha que vai vender ingressos? - Suga perguntou sarcástico.

- Nós vamos para descansar, hyung. - Namjoon falou calmo. - Vai ser uma viagem de férias, paga pela Big Hit. Ficaremos em uma casa de praia por 10 dias. - esclareceu. - Foram semanas de trabalho árduo, não acham necessário uma folguinha?

Estávamos tão incrédulos que eu pagaria pra ver novamente a cara de surpresos do pessoal.

Eu senti um alívio por saber que descansaríamos um pouco da nossa rotina, afinal, ficariam só nós membros. Seria 10 dias sem maquiadores, estilistas, cabeleireiros. 10 dias longe de câmeras, scripts e ensaios. 10 dias com meus garotos, seguindo nossas próprias regras.

Não havia notícia melhor do que essa, eu estava ansioso para a viagem de amanhã.

Jantamos mais animados, longe daquela amargura de minutos atrás. Acho que ficamos tão cansados com toda essa correria que o mal humor se fez presente por alguns minutos.

Mas isso não importava agora, teremos descanso de absolutamente tudo.

- Então, meninos, arrumem suas malas hoje porque amanhã sairemos daqui bem cedo. - avisou Namjoon. - A empresa vai nos emprestar a van.

Foi aí que a ficha caiu. Todos subiram as escadas correndo, animados por causa do dia seguinte, afinal, seria importante ter um descanso.

 

~Dia seguinte~

Jungkook

Acordei animado, troquei de roupa e desci as escadas apressadamente para tomar o café da manhã. A viagem seria demorada até a outra cidadezinha.

Jin já estava organizando nossas coisas no porta malas quando terminei de comer. Fui correndo buscar minha bagagem.

Amo viajar com os meninos, ainda mais de van. Sempre colocamos músicas pra tocar durante a viagem, não resistindo em cantar e isso tornava o caminho divertido.

Taehyung estava ao meu lado e parecia estar muito feliz. Mesmo sendo cedo, ele estava muito sorridente. Seu sorriso retangular brilhava, deixando seus olhos miúdos.

Depois da nossa reconciliação, eu e ele ficamos mais próximos ainda. Continuamos super amigos, cuidando um do outro do mesmo jeito, só que agora nós nos beijavamos.

Acho que podemos nos considerar ficantes.

Não sei se Taehyung tem planos ao meu lado e não tive tempo pra pensar se seria possível existir um futuro onde nós dois estaríamos juntos nesse sentido.

Por mais que seja algo que quero muito, infelizmente não dependia só de mim.

Eu dormi no ombro do hyung e só acordei quando ouvi Seokjin dizendo que havíamos chegado.

A fachada da casa era simples, mas bem arrumadinha. Guardamos a van na garagem e Namjoon hyung abriu a porta.

Adentramos nela e nos surpreendemos.

Na sala tinha uma TV enorme que me deixou louco para usa-la porque sei que parecerá que eu estávamos no cinema.

Seokjin abriu os armários da cozinha. Mesmo sendo uma casa de férias, nossa equipe  reabasteceu todos eles com comidas.

A casa era composta por 2 banheiros, um simples e outro com uma banheira enorme, e 4 quartos, todos eles com apenas 2 camas de solteiro.

Seguimos para o quintal, onde tinha uma área de lazer com uma churrasqueira, piscina e um telão branco, que julgo ser para assistir filmes.

A divisão entre nossa casa e a praia era apenas a cerca do quintal.

Seria simplesmente a melhor férias que já tive.

Por ser já a hora do almoço, o sol estava muito forte, então decidimos fazer comida e ir para a praia mais tarde.

Eu, Taehyung e Hoseok jogamos jo-ken-po para ver quem ficaria no quarto sozinho e Hobi hyung ganhou. Não pude deixar de corar, afinal, eu nunca havia dormido junto com o V em um quarto onde só tinha a nós dois.

Fomos na van buscar nossas coisas para já arrumarmos no quarto e eu percebi que Taehyung também estava com vergonha.

Jin hyung avisou que o almoço estava pronto e nos juntamos na mesa redonda que havia na cozinha.

Depois de comer, todos nós continuamos na mesa e definimos o que faríamos hoje. Seokjin hyung deu a ideia de, como era nosso primeiro dia, fazer um piquenique na praia. Todos concordaram e foram trocar de roupas.

~~~

Com a cesta de comida já feita e todos nós já vestidos adequadamente para um dia de praia, saímos juntos em direção à mesma.

Como o ponto da praia onde a casa da empresa fica era um pouco afastado, tinham poucas famílias tomando sol.

Esticamos o lençol na areia e eu tirei minha camiseta, já indo em direção ao mar.

- Rm rm. - Taehyung pigarreou. - Onde pensa que vai Jungkook? - ele falou balançando o protetor solar em suas mãos.

- Aish, hyung. - falei voltando desanimado.

- Duvido que vai querer passar todos esses dias queimado. - ele disse já passando um pouco do creme nos meus ombros.

Quando me virei e ele começou a passar em meu rosto, coloquei minhas mãos na cintura de Taehyung. Ele passava tão delicadamente que quando acabou, não me contive em beijá-lo. Nem me preocupei com os outros hyungs, mas ele sim.

- Kook-ah! - brigou todo corado e eu apenas ri.

- Vamos lá, Jungkook? - Suga apontou com a cabeça para o mar.

- Vamos ver quem chega primeiro. - Namjoon hyung saiu em disparada e eu e Yoongi tentamos o alcançar, rindo.

Dei um mergulho naquela imensidão azul, me sentindo refrescado. Sem querer, minha boca se abriu um pouco e eu pude sentir o gosto salgado da água. Foi então que percebi que fazia muito tempo desde a última vez que entrei no mar.

Era tudo tão relaxante. Aquele sol, a água fria em meu corpo, os meninos na areia. Eu poderia ficar assim o dia todo.

- Ei, gente. O que vocês acham de pegar os meninos e trazer pra cá? - Namjoon deu a ideia com um sorriso ladino.

- Boa! Eu carrego o Jiminnie e você o Jin hyung. Jungkook pode pegar o V. - Yoongi disse.

- Pode ser. - falei.

Saímos do mar e fomos em direção para onde eles estavam.

Taehyung estava deitado pegando sol em uma das pernas de Hoseok, que estava com óculos escuros lendo um livro.

Jimin e Seokjin hyung estavam ambos deitados no pano com as mãos atrás da cabeça. Jimin ouvia música.

Nós nos aproximamos como se estivéssemos cansados, então eles nem suspeitaram.

Namjoon pegou o Jin no colo logo em seguida, sem dificuldade alguma, e foi o levando em direção ao mar.

- Me solta, Namjoon! - os dois riam bastante.

Jin gritava e se debatia, mas nada adiantava, Namjoon era muito forte.

Ele foi jogado na água e quando subiu para a superfície, praguejou. A água batia acima de sua cintura.

O mais velho reclamava do sal enquanto tirava o excesso de água do rosto. Logo em seguida Namjoon foi ao seu encontro. Jin subiu no mais novo e entrelaçou suas pernas na cintura dele, ficando de frente para o mesmo, beijando-o. Namjoon tinha suas mãos na cintura de Seokjin.

Um casal que eu realmente admirava era aqueles dois. Se um dia eles terminassem, eu deixaria de acreditar no amor. Eles dão tão certo e são felizes juntos.

Foi uma cena muito agradável que fez todos rirem.

Agora foi a vez de Yoongi.

- Por que você está rindo se o próximo é você, Jiminnie?

- Hã? Não, hy-. - Jimin gritou, mas já estava no colo do Suga e lutar contra ele seria inútil.

Suga o carregou para o mar, onde jogou o mais novo. Depois de subir para respirar, Jimin não queria abrir seus olhos porque estava com medo de arder, então Yoongi hyung entrou junto com ele, rindo muito.

O ruivo tinha medo de entrar no mar e é por isso que grudou no Yoongi, mesmo estando chateado. O mais velho quase o sufocou com um ataque de beijos porque Jimin estava com raiva e um biquinho fofo formava em seus lábios.

Eles pareciam estar tão felizes, outro casal muito amável.

Olhei para Taehyung, ele estava olhando-os maravilhado, meio voado.

Logo o moreno percebeu meu olhar sobre ele e quando decifrou o que meus olhos diziam, falou rindo:

- Nem pense nisso, Jeon Jungkook. - ele levantou seu indicador, mexendo-o de um lado para o outro em sinal negativo.

- Agora é a sua vez, Kim Taehyung. - falei ameaçador.

- Ah, não mesmo. - ele se levantou e começou a correr, tentando fugir. Eu fui logo atrás dele.

V hyung correu em torno do pano onde estavam nossas coisas, se esquivando agilmente de mim. Quando cansou de correr em círculos, ele tentou ir em outra direção, pra longe, mas eu consegui o alcançar.

Eu e Taehyung caímos na areia e começamos a rir. Eu fiquei por cima do hyung, colocando os meus joelhos ao lado do seu corpo. Estávamos ambos ofegantes.

Ele tentava me tirar de cima dele, mas logo segurei suas mãos com as minhas, fazendo-o ficar imobilizado. Ele ainda tentou usar suas pernas, mas foi em vão.

Ele parecia tão impotente, tão frágil. Seu sorriso mostrava o quão indefeso era e eu não pude me conter mais.

Eu o beijei profundamente, o que fez ele sossegar, rendendo-se à mim. Sua língua quente brincava com a minha de um jeito prazeroso.

Senti um suor escorrendo no canto do meu rosto e parei com o beijo, olhando os olhos meigos de Taehyung, que pareciam nem se importar se os garotos estavam vendo tudo aquilo.

Eu ajudei ele a se levantar da areia, puxando-o pela cintura e selando carinhosamente nossos lábios. Consegui arrancar um sorriso bobo do hyung.

Me abaixei um pouco para que o mais velho conseguisse subir nas minhas costas e ele o fez. Eu o levei para o mar e entramos juntos.

Taehyung se encaixou em mim na mesma posição de Seokjin e vez ou outra eu e ele trocávamos alguns beijinhos.

Fiquei me perguntando se também parecíamos um casal fofo assim como meus hyungs.

- Pessoal, e o Hoseok hyung? - sussurrou Jimin ainda nos braços de Suga.

- Ele odeia entrar no mar, acha a água muito salgada. - Taehyung interveio, ele agora estava em minhas costas novamente.

- Quem disse que precisa gostar? - Seokjin disse.

Seokjin e Namjoon hyung saíram da água e foram para onde Hobi estava, um pegando-o pelos braços e o outro pelas pernas, trazendo ele forçadamente para o mar.

Rimos muito de seu desespero, que logo foi cessado quando afundou no mar.


Jimin 

Depois de uma longa tarde de praia acompanhada com os petiscos deliciosos preparados pelo Seokjin hyung, decidimos voltar para a casa. Todos nós estávamos no nível máximo de exaustão e acho isso tanto por causa de hoje, quanto pela viagem pro Japão.

Recolhemos nossas coisas e fomos de volta.

Como haviam apenas 2 banheiros na casa, a lógica seria jogarmos jo-ken-po para saber quem iria primeiro, e eu rezava para que eu ganhasse. Minha cueca estava cheia de areia, o que me fazia ficar incomodado.

Eu ganhei o banheiro simples e o Hope hyung o chique, com banheira e tudo mais.

Separei minha roupa e procurei minha toalha. Entrei no banheiro cantarolando feliz por ter ganhado.

Decidi tirar a bermuda no box, afinal, eu não queria sujar o banheiro com areia.

Eu já estava debaixo do chuveiro quando ouvi a porta se fechando novamente. Foi então que percebi que eu havia esquecido de trancá-la.

Era Yoongi.

Eu assustei e comecei a rir. Ele estava completamente sério, ainda de bermuda e sem camisa.

- Meu Deus hyung, que susto! - falei rindo com a mão no coração, ainda debaixo da água quente. - Bata antes de entrar pelo menos.

Ele não falou nada, apenas me olhou de cima a baixo com muito desejo, mas nem liguei. Eu imaginei que ele estava procurando por algo no banheiro e continuei com meu banho.

A presença de Yoongi enquanto estou nu não me incomodava, afinal, namoramos tem 2 anos, já tínhamos nossa vida sexual ativa, além de termos uma intimidade de invejar.

Eu observava todos seus movimentos pelo vidro transparente do box, que já havia começado a embaçar. Yoongi, ainda sem dizer nada, se virou e trancou a porta. 

O mais velho caminhou até a abertura do box e o abriu mais ainda, entrando e ficando debaixo do chuveiro junto comigo.

Eu o olhava confuso até o momento em que ele se aproximou mais e criou uma caminho do meu pescoço até minha boca, depositando vários selares. Seus dedos estavam entre meus fios de cabelo, onde deixavam leves puxadas, me arrepiando por completo.

Começamos com um beijo calmo que depois se intensificou. Não sei se eram os toques dele ou a água quente que começou a me esquentar, só sei que o clima ali estava prestes a pegar fogo.

Minhas mãos estavam na cintura de Suga hyung, apertando-as. Eu já estava completamente excitado com aquele beijo. Quanto mais eu o mantinha perto de meu corpo, mais minha ereção chocava-se contra sua pele. Aquilo estava me enlouquecendo.

- Hyung, tem certeza que quer aqui? - sussurrei.

- Eu já esperei demais, Jiminnie. - ele disse firme.

Como percebi que não adiantaria - até porque era o que eu queria também -, decidi agir. Era hora de trancar minha sanidade.

Eu me abaixei, ficando de joelhos, e já fui tirando sua bermuda junto com sua box, que estavam completamente encharcadas por conta do chuveiro ligado.

Seu membro já estava ereto, esperando por esse momento.

Acariciei levemente a cabecinha rosada com meu polegar, preparando-a para minha boca.

Deixei um selinho na glande e coloquei até o limite de minha garganta, logo comecei com os movimentos de vai e vem.

Uma de minhas mãos estava parte da qual eu não consegui colocar na boca, masturbando-a.

As mãos de Yoongi passeavam por minha nuca, ombros e costas, acariciando-os, até que parou em minha cabeça, onde puxou meus fios alaranjados e começou a ditar os movimentos.

Olhei para cima e vi que o hyung estava com a cabeça jogada pra trás, tentando ao máximo conter gemidos. Aquela imagem me deu tanto prazer que acelerei os movimentos, fazendo alguns sons sôfregos escapulirem da boca do mesmo.

Ouvir seus gemidos me deixava mais excitado. O lábio inferior de Suga estava entre os dentes, ajudando-o a se conter.

Fui mais rápido para que ele pudesse ceder, mas não adiantou, ele se segurava muito para não soltar nenhum som.

A velocidade foi diminuindo de acordo com meu cansaço, mas Suga parecia cada vez mais disposto. Ele me afastou de seu membro e deu um sorriso malicioso enquanto acariciava meu rosto. Seus dedos pararam em meu queixo, puxando carinhosamente para cima, mostrando que era para eu me levantar.

Ele me olhou satisfeito e eu o beijei, fazendo com que ele sentisse seu próprio gosto.

Suga deu impulso e me pegou no colo, me apoiando na parede.

Ele apertava minhas nádegas enquanto tomava domínio de meus lábios. Minha ereção chocava-se contra sua barriga.

Ele posicionou seu membro em minha entrada e começou a penetrar devagar. Um grito de dor escapou entre o beijo.

Eu o abracei apertado para ver se o que eu estava sentindo passava, mantendo meus olhos fechados com força. Acho que ficamos tanto tempo sem fazer amor que eu desacostumei.

- Quer que eu pare, Jiminnie? - ele sussurrou preocupado.

- N-não, hyung. - falei ainda o apertando forte.

- Certeza?

- Sim. - gemi baixo.

Ele continuou a me penetrar lentamente.

Nem percebi e ele já estava todo dentro de mim. Yoongi começou a estocar devagar, tentando me fazer acostumar com a dor.

- Relaxa pra mim, meu bem. - ele sussurrou no meu ouvido.

Tentei não retrair meus músculos  e senti que melhorou tanto pra mim quanto pra ele.

- Mais rápido, hyung. - pedi quando senti que eu havia acostumado.

As estocadas foram acelerando, trazendo consigo o prazer. Eu tentava conter meus gemidos, mas houve uma hora que Yoongi conseguiu acertar minha próstata e sem querer saiu um gemido alto.

Parece que isso só o animou, porque todas as outras vezes ele acertava o mesmo lugar. Eu nem me importava mais em evitar os gemidos.

Ele deixava selares e leves mordidinhas em meu pescoço, além de apertar minhas coxas com força.

Eu estava chegando no meu limite e sabia que o hyung também estava porque ele aumentou mais ainda a velocidade de seus movimentos.

Logo senti o líquido descer por minhas nádegas e na mesma hora que o meu atingiu o abdômen do mais velho.

Nos desfizemos juntos.

Ele saiu de dentro de mim e me ajudou a ficar de pé, afinal, minhas pernas estavam bambas.

Yoongi hyung me deu um banho, tirando todo o cansaço junto com a sujeira. Ele sorria realizado  enquanto sussurrava um ''você é lindo'' pra mim.

Ambos estavam sentindo falta disso, na verdade, estava passando da hora de acontecer.

Colocamos nossas toalhas na cintura e fomos direto para nosso quarto.

Nos vestimos e fomos para a cozinha saber sobre a janta, afinal, depois de um momento prazeroso como esse, era impossível você não sentir fome.

--"Caraca, mas vocês demoraram no banho, hein!? Tive que ir lá na ducha fria dos fundos tirar a areia de minha cueca." - reclamou Jungkook assim que pisamos na cozinha. 

" Vocês fizeram barulho demais, viu. - disse Taehyung colocando uma mão para segurar seu riso.

-" Vocês não podiam esperar, meninos? - Namjoon parecia nervoso. - Sei lá, à noite e no quarto de vocês teria sido melhor pra todos nós, não acham? Falta muita gente para tomar banho ainda, vocês enrolaram demais. - ele brigou. - Nem o Hoseok hyung saiu do outro banheiro ainda.

Eu estava morto de vergonha. Eu  sabia que tinha sido alto, mas não ao ponto deles ouvirem.

- Aigoo, vocês são bem desantenados. - Suga falou com tédio. - Não sabem que a água do mundo está acabando? O recomendado é tomar banho sempre juntos. - brincou Yoongi olhando pra mim e segurando minha mão, me dando segurança. Ele conseguiu nos fazer rir.

- Calma Moni, deixa as pessoas se amarem. - Jin hyung revirou os olhos. - Não se preocupem meninos, mais tarde desestresso ele. - Jin deu uma piscada pervertida para Namjoon, que sacou na mesma hora, mudando de humor imediatamente. 

Todos nós rimos e fomos comer. Jin cozinha muito bem, a janta estava maravilhosa.





Gosto o jeito que você se despe dos costumes.

O jeito que assume que o negócio é se arriscar.

Eu tinha prometido não ceder à compulsão,

Mas é uma agressão dizer pra um bicho não caçar.

E do nada sua mão ocupa minha cintura.

Fica uma quentura demarcando o lugar.

O seu olho jura, eu já saquei que essa noite.

De um jeito ou de outro a gente vai se entrelaçar .

De repente a gente nessa dança muito doida.

Rolando, suando, nunca para de pulsar.

Lá se vão as horas, ninguém conta mais o tempo.

O arrebatamento não demora a chegar.

O bom é que depois, o final

É a pequena morte lenta de nós dois.

Pequena Morte - Pitty



Notas Finais


Huhum ... eu falei que estava preparando a lemonada. Confesso que fiquei rindo nessa parte, mais não foi de vergonha ... Sou Santa 😇!

Outra fic que vai está disponível em breve. "A última gota" vocês nem imaginam como foi que eu tive a ideia para fazer essa fic hahahhahaha^^

O que acharam do lemon? Dêem palpites e opiniões. Eu sempre tento melhorar com as dicas de vcs!
Beijos meus benzinhos, até a próxima vez ( que ainda não sei a data )
BEIJAAAAAO.


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...