1. Spirit Fanfics >
  2. My prince is strange - Hwang Hyunjin >
  3. I like you, too

História My prince is strange - Hwang Hyunjin - Capítulo 14


Escrita por:


Notas do Autor


Oi oi, pessoal! 🌷
Como estão? Eu postando um cap seguido do outro? Que milagree! Kk 😄
Mas estou aproveitando os últimos dias de paz e tempo livre para postar os caps LEVES da fic... ( opa , opa! Sem spoilers para vocês 😂)
Bem, espero que gostem do cap, e acredito que ele esteja bem maior do que o último. Então, boa leitura! ❤

Capítulo 14 - I like you, too


           


               S/N povs




De manhã, acordei com o som irritante das batidas na porta e a voz estridente de Minho. O que será que esse cara veio fazer justamente na minha porta, uma hora dessas?

Resmunguei, me espreguicei. Tomando coragem para me levantar, fui ao banheiro tomar um banho e escovar os dentes.

Depois de pronta, abri a porta e avistei o mesmo, ainda ali parado. Ele estava com um semblante de cansado e irritado, e eu me culpei por deixá-lo esperar tanto.


— Bom dia, Minho. – dei um sorriso leve.

— Bom dia, senhorita. – retribui, ainda com a cara “fechada”. – O príncipe ordenou que eu viesse chamá-la ao jardim junto de seu irmão, príncipe Jeong-in.

— Para o quê? – pergunto, com as sobrancelhas arqueadas. – Ainda é tão cedo...

— Sim, eu sei. – ele suspirou. – Mas o príncipe disse que você perderia os Gyelyong.

— Como? – questiono em confusão. Que diabos era um Gyelyong? – Bem, estou indo.

— Me acompanhe, senhorita. – ele fez um sinal para que eu o acompanhasse e se afastou para que eu saísse do quarto.


O acompanhei até o jardim, onde Hyunjin e Jeong-in estavam sentados na frente do castelo. Eles se viraram notando minha presença e sorriram em harmonia.

— Bom dia, S/N! – disse Hyunjin, vindo em minha direção. Ele se dirigiu para Minho, agora. – Obrigada, você pode ir agora.

— Bom dia. – eu sorri – O que é tudo isso? – eu bebi a visão da frente do castelo, onde no meio do jardim, havia uma pequena mesa com três lugares repleta de variedades para o café. Jeong-in já estava em seu lugar. – Ei, Jeong-in! – gritei, acenando – O que é tudo isso, oppa?

— Simples, é um café da manhã ao ar livre. – Hyunjin explicou sorrindo, enquanto Jeong-in ainda estava sorrindo bobo sem ao menos me responder. – E você não perderá a atração principal: Os Gyelyong's.

— E o que seria um gyel-sei-lá-o-que? – perguntei arqueando uma das sobrancelhas, rindo em seguida.

— Você não sabe mesmo? – ele fez uma careta.

— Não. – ri em constrangimento.

— Bem, podemos dizer que... hum...– ele coçou o queixo – algo como mini dragões? – ele riu com sua interpretação simplificada. – Eles são mais vistos empurrando e transportando “carros” reais.

— Bem, legal. – sorri. – Mas o que eles fazem aqui? Não há nenhum carro para empurrar.

— Bom, nós faremos isso. – ele sorriu. – Hoje eu levarei você para dar uma volta em um carro real, um passeio por Arthsaenee.

— Sério? — arquiei uma sobrancelha, mas em seguida dei pulinhos de animação com as mãos juntas. – Vai ser incrível! Jeong-in virá?

— Não. – ele disse, despreocupado. – Só eu e você.

— P-porque? – questionei, contendo meu nervosismo.

— Eu quero ficar com você, S/N. – ele se aproximou, e percebi que seus olhos caíram para meus lábios.

— V-vamos comer! – eu gritei, caminhando para a mesa. – Parece ótimo!

— E está! – Jeong-in retrucou animado.

— É o que parece. – sorri e me sentei para a refeição matinal.




          ~~~~~~~~~~~




Hyunjin tinha razão. Aquelas criaturas se pareciam com dragões, mas beem menores. No entanto, eles tinham a força de transportar um carro real, o que me surpreendeu muito. Eles não eram feios, nem bonitos. Mas, de alguma forma, adoráveis.

O trasporte real era como um cubículo, com dois banquinhos um à frente do outro e janelas grandes, com cortinas tapando tudo. Ele me levou para conhecer vários lugares e criaturas em Arth, alguns encantadores, já outros, muito assustadores. Eu vi Gumihos, mais Gyelyong's, ddokkebi's e dragões maiores. Foi incrível. Mas, ainda não havíamos terminado a excursão, e não havíamos pronunciado uma palavra sequer, até aquele momento.


— O que você está achando? – Hyunjin se pronunciou, com um meio sorriso.

— Bem, é tudo incrível. – me endireitei para olhar para ele e sorri. – Algumas coisas me assustaram, mas não deixaram de ser incríveis.

— Sério? – ele se aproximou e arqueou uma sobrancelha.

— Claro. Tudo aqui é maravilhoso.

— Então por que não fica aqui comigo? – ele disse sério, se aproximando mais e fazendo meu coração bater.

— Porque... Tenho uma vida lá fora. – suspirei – E ainda tenho medo de, você sabe o quê, acontecer.

— Eu vou encontrar um jeito para tudo, eu prometo. – ele sorriu e segurou meu rosto. – Tudo por você.

— P-por que? – engulo o seco.

— Você sabe. – ele deu um sorriso ladino e se aproximou mais, nossas bocas a centímetros de distância. – Eu realmente gosto de você.

— Eu posso contar um segredo? – sussurrei, sentindo sua respiração quente contra meu rosto.

— Sim.

— Eu tam....


Ele não me deu a chance de terminar a frase, seus lábios voaram contra os meus. Ele me deu um beijo apertado e eu levei as mãos aos seus cabelos. Suas mãos desceram lentamente para minhas costas e ele me puxou para mais perto, depois me deslocando para o seu colo. Nos separamos por falta de ar e ele me abraçou , em seguida.


— Eu gosto tanto de você... – ele sussurrou em meu ouvido esquerdo e me causou arrepios. – Tanto, tanto...

— Beije-me novamente, então. – provoquei e sorri contra seus lábios que se encontraram novamente com os meus.


Nós nos beijamos até o carro real fazer uma parada e Hyunjin descer para checar o que havia acontecido.



Droga, eu literalmente estou me apaixonando pelo filho de Yeomna....


Notas Finais


Beeem, eu sei, eu sei. São dois caps seguidos de beijo. Masss, só estamos finalizando as partes leves da fic, amores! 🥺
Então não se enganem com essa doçura e com as chatices da Seol-hee 😏
Mas não se espantem, bbs! ❤️
Bom, vejo vocês no próximo cap, fui! ❤✊


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...