História My Problem - Capítulo 2


Escrita por:

Postado
Categorias Fairy Tail
Tags Gruvia, Nalu
Visualizações 30
Palavras 1.861
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Comédia, Ficção, Hentai, Magia, Romance e Novela, Shoujo (Romântico), Violência
Avisos: Álcool, Bissexualidade, Heterossexualidade, Sadomasoquismo, Sexo
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Notas do Autor


YO,então,meio que saiu né,o negócio é que o probleminha da Lucy da a ela a vantagem de ter uma imaginação top,enfim

APROVEITEM #perdoaosvacilos

Capítulo 2 - Sonhos dão medo,e esse me trás ansiedade


O sino badalou três vezes e por três vezez se ouviam as vozes no centro da cidade.
Longe dali havia uma garota com as suas botas surradas em seus pés e seus cabelos castanhos claros caindo sob seus olhos,ela olhava admirada para o nada enquanto as pessoas gritavam em sua mente inocente seus desejos mais pecaminosos,o dia havia ficado frio e as nuvens no céu estavam a dispersar.

-As núvens parecem estar tão distantes agora,como se o céu soubesse que tudo está pra partir -Um certo rosado brotou pela vasta rua

-Pode ser,mas isso não muda o que acontece aqui sir. -A loira respondia em um tom sereno.

Ambos se olhavam de uma forma fixa,na realidade ver o Sir.Dragneel na sua frente era maravilhoso,segundo a jovem que vestia seus trages formais como; suas meias brancas,seu vestido dourado com estampas rústicas cor vinho e seus sapatos meio alto.Não se comparava nem chegava perto do seu Sir,que usava uma elegante camisa branca,uma calça social,e um sobre-tudo que antes do que nunca o cobria,deixando a desejar a ver partes ''explicitas'' do mesmo,seu calçado chique e suas luvas brancas o deixavam cada vez mais charmoso,mas pobre jovem que caiu no encanto de um homem perigoso e misterioso.

-Está perdida jovem dama? -Sir perguntou de maneira respeitável aos olhos da jovem moça.

-Não,estou andando sob o luar que está tão arduo quanto eu desejava -A loira respondia de forma dócil.

O homem que tão pouco era ''alto'' se aproximou e puxou a jovem pelo braço de uma forma possesiva a levando para longe daquela rua que estava lotada com danças e fólias da época.

-Aonde estamos indo? -Perguntou a moça de forma inocente

-Para um lugar especial -Respondeu o homem que sorria de forma fechada.

A jovem que antes não reparará observou os dentes do homem que antes pareciam como dentes de lobos totalmente furiosos,pobre mulher que se assustou mas não conseguia sair dos braços daquele ser misterioso ao seus olhos.

-Sente medo minha querida? -Perguntou o homem que antes seguia calado

-Nem um pouco -Respondeu baixo

Ambos pararam de andar e o homem que antes havia a puxado se afastou de forma lenta e segurou no queixo da garota que o olhava de forma vibrante,o homem abriu a boca mas nenhum som saiu,seus lábios se aproximaram dos lábios da moça mas se desviaram em um pulo e foi parar de em seu pescoço,inalou e inalou aquele cheiro doce de alecrim e limão.

-O que está fazendo Sir? -A menina loira perguntou observando pelo canto dos olhos o tal homem

-Apenas aproveite mi angela -Falou de forma calma no ouvido da moça

Os dentes perfuraram o pescoço da jovem que gruniu em forma de luto,seu corpo sentia um espamo ótimo e seus pés perderam as forças,suas pernas bambearam e o homem a segurou mas não deixando de sugar a jovem moça que foi fechando os olhos de forma lenta,o homem tirou seus dentes afiados da moça e a olhou em seu deleito que apontava a canseira do seu corpo,um tormento como pesadelo mas não para ele,que olhava o rubor da moça quase sumir; sim,ele era o bicho papão dos sonhos das moças de Londres.

-LUCY LEVANTA LOGO ! -A loira pulou da cama esfregando seus olhos

''Foi um sonho?!''

-Aigoo que burrinha! cai no sono -Me revirei na cama pegando meu caderno do chão

''Parecia tão real!''

Coloquei as minhas mãos no meu pescoço e suspirei de uma forma pesada enquanto pensava em cada detalhe de Natsu em meu sonho.

-Juvia precisa saber! -Peguei meu celular e pensei muito antes de discar.

São 6:48 da manhã e eu aqui pensando em minha ficção sem sentido,acabei desistindo e joguei meu celular em cima da escrivaninha,levantei meus braços me desbruçando e voltei a me jogar na cama,tudo isso foi culpa do meu livro favorito,cujo é Drácula inspirado na obra de 1985 da televisão.Mesmo que esse seja o caso me incomoda o fato que Natsu estava nele,e que eu era a vítima abduzida até o penhasco,em outras palavras me sinto frustada pelo meu sonho me deixar a desejar o cara mais popular do colégio.

''Maldito sonho!''

-Vai se atrasar se continuar pensando -Minha mãe adentrou no quarto me olhando de uma forma cansada -Vá logo se vestir

-Ok -Me levantei de uma forma preguiçosa e andei até o banheiro.

Na sugestão minha mesma acabei colocando um jeans velho e uma blusa totalmente preta,meus cabelos estavam soltos de uma forma natural o que transparecia minha bagunça,sorri feliz com o resultado e calcei meu all-star cor vinho.

-Pronta! -Peguei a bolsa em cima da escrivaninha e sai correndo

Fui até a cozinha e roubei uma maça,passei pela minha família e me despedi com um aceno de cabeça,sai novamente em disparada e fui ao encontro de Juvia e Wendy,mas não estavam na esquina como de costume,acabei ficando ''isolada'' em mim mesma e fui para a escola em passos largos.

''Isso é péssimo''

Pensei enquanto seguia em rumo a escola,entrei sem ánimo algum e fui direto pra sala mas para a minha surpresa estava fechada,pensei bastante mas não cheguei a lugar nenhum,suspirei cansada e dei meia volta pronta pra ir embora mas senti uma mão em meu pulso.

-Perdida? -Perguntou Natsu me virando para si.

-N..Não,só estou tentando encontrar minhas amigas -Respondi me concentrando em não gaguejar

-Úe,no dia de limpeza? -Natsu me largou e sorriu -Não ficou sabendo né?

-Não,infelizmente -Disse a mim mesma -Sendo assim hoje as aulas são a tarde 

Falei a mim mesma enquanto suspirava,Natsu enlaçou os braços dele em meu ombro e foi me puxando

-Então hoje você irá participar da reunião do conselho -Natsu disse todo alegre

-Mas não sou do.. -Natsu colocou o dedo na minha boca

Por segundos me lembrei do sonho e todo aquela ''molesa'' voltou me fazendo suspirar o que fez Natsu tirar o dedo da minha boca e sorrir de forma sincera.

-Chegamos -Ele parou e abriu a porta 

Entrei sentindo meu corpo todo se arrepiar,o ar estava muito frio ali dentro,a ruiva estava sentada de um modo impaciente e o outro menino olhando fixamente para o nada,tinha uma garota de cabelos brancos que estava jogando poker com o vento.

-CHEGUEI PESSOAL -Natsu entrou todo feliz e fechou a porta -Essa é a Lucy,a primeira secrétaria do nosso conselho

Fiquei abismada e olhei Natsu de uma forma incrédula,a ruiva se levantou de uma forma grosseira e veio na minha direção,achei que ia apanhar então fechei os olhos,mas ao em vez disso recebi um abraço,espera..

''abraço?''

Abri meus olhos e observei a ruiva me olhar com um sorriso

-Bem-vinda! espero que não desista do conselho -Ela disse calma -Somos estranhos mas somos do bem

-Para de falar asneiras -A albina se levantou -Sou Mirajane,a coordenadora da escola,esse esquisito é Gray vice-presidente,essa ruiva amavél é a Erza membro de confiança e cá temos o presidente,estavámos pensando em quem colocar aqui mesmo,que bom que veio até nós

Fiquei confusa e pisquei meus olhos,olhei em volta e tudo estava bem organizado sorri e me aproximei devagar das mesas vazias,olhei todos me observando e suspirei,acabei curiosa.

-Mas aqui há quatro cadeiras vazias -Falei a eles -Vocês não classificam os alunos?

Mirajane sorriu mínimo e Natsu veio até a minha frente me encarando de uma forma acolhedora

-Te classificamos Lucy -Ele disse calmo - Cada um de uma forma diferente,mas mesmo assim entramos em um acordo.

-MAS NEM NOS CONHECEMOS -Disse alto até demais

-Por isso mesmo boba -Natsu me abraçou de lado -Fique calminha ok?

-Ok.. -Disse soltando todo o ar do meu pulmão de uma vez.

Revirei meus olhos sentindo meu coração dar um pulo que me fez sentir quase todas as minhas forças irem embora.

-Lucy tá tudo bem? -Perguntou Natsu me segurando firme -Você parece estar com febre.. -O rosado colocou as mãos no meu rosto -Irei levar ela para enfermaria

Natsu me pegou estilo ''batata'' e me arrastou até a enfermaria,estava vazia então ele me sentou na primeira cama que viu,senti meu rosto esquentar e me deitei com uma dor pequena pelo meu corpo.

-Você vai ficar bem,prometo -Natsu se sentou ao meu lado segurando nas minhas mãos -Sei que não somos tão íntimos nem para sermos colegas mas espero que goste de estar conosco

Fechei meus olhos respirando profundamente enquanto sentia as mãos de Natsu apertar as minhas,acabei cando em um sono quase profundo, o que me fez voltar para o Mundo de Londres.

-Jovem moça desperte-se -A loira que antes repolsava se levantou rápido até demais 

-Sinto muito por adormecer -A jovem se desculpou e se sentou de uma forma apropriada -P..Preciso ir

O homem que antes aguardava na cabeceira da cama se aproximou lentamente prensando a garota sob a parede,seus olhos cor mel ganhou tons avermelhados o que fez a moça abrir a boca pensando no ocorrido de mais cedo.

-Não tenha medo jovem dama -Falou o homem -Sou um conde bem dado se é que me entende

A jovem moça entendeu de primeira,aquilo não era tão ruim mesmo que não soubesse com o que estava lidando.

-Qual é o seu nome? -A jovem que antes afastada do corpo do homem agora estava quase colada

-Pode me chamar de Sir Drácula -Falou o homem -Mas para ti minha amada..poderá ser também


-LUCY -Pulei da cama e observei Juvia na porta com Wendy 

Olhei em volta e ainda estava na enfermaria,infelizmente Natsu não estava mais ao meu lado e Juvia havia entrado pulando com saltinhos igual uma gazela,ela me abraçou e Wendy se aproximou tirando uma pequena toalha da minha testa.

-Oi meninas -Disse um tanto entediada -Acabou as aulas? -Me sentei na cama novamente e elas se aproximaram

-Sim,o Natsu meio que pediu pra te entregar a sua bolsa e vir te acordar,ele parecia apressado -Disse Wendy pensativa -Mas bom,fico feliz que esteja melhor

-É mesmo -Juvia concordou -Nem nos avisou que viria cedo!

Sorri meiga a elas e me levantei da cama pegando a minha bolsa,saimos da escola quase que correndo,estava escurecendo e a minha mente permanecia fixa nos meus sonhos.

-Anda muito quieta em -Juvia bagunçou meu cabelo -Sonhando acordada?

-Não é isso -Disse baixo -É que andei sonhando com o Drácula

Wendy deu risada e Juvia me olhou meio desacreditada,no final a reação delas foram pensar que eu estava me envolvendo no Mundo das drogas,porém eu entendo,sonhar com algo assim é bem estranho,nem na ficção parece normal.

-Lucy tome cuidado viu,vai que o seu amado te morda! -Juvia e Wendy me deixaram em casa e sairam andando

Fiquei pensando enquanto a minha mão deslizava para a maçaneta.

''E se Natsu me mordesse?''

Afastei esses pensamentos e adentrei em casa correndo para o meu quarto,minha mente em flash lembrou-se das mãos quentinhas de Natsu e da sua expressão de preocupação,do outro lado da minha mente havia um sorriso sombrio com um olhar perigoso

''Natsu está me cercando?''

Me joguei na cama tirando meus sapatos de forma desajeitada enquanto sentia meu corpo inteiro cansado,bocejei mas a minha mente continuava fixa na comparação de ambos.

-O que eu estou pensando? -Disse a mim mesma de modo que eu ficasse quieta mentalmente

''Sonhos me dão medo,e esse sonho me dá ansiedade''


Notas Finais


Perdoa os erros,e gente,leiam com atenção se não vocês buga.


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...