1. Spirit Fanfics >
  2. My problems are worse than yours >
  3. Quinto Capítulo

História My problems are worse than yours - Capítulo 5


Escrita por:


Notas do Autor


Yahooooo seres humanos, como vivem?

Trago aqui mais um capítulo lindo para vocês, espero muito que vocês gostem

Desculpem pelo horário, mas só terminei de escrever o 7° cap agr, então...

Capítulo 5 - Quinto Capítulo


Os raios do Sol entravam pela janela e batiam no rosto de Blue, que ia despertando aos poucos

Ela abre os olhos de pouquinho em pouquinho e se depara com uma cena estranha, o rosto do moreno, bem perto do seu

A castanha se surpreende e cora, ela pensa que ele tinha se agarrado com ela durante a noite, mas rapidamente ela nota que ELA que tinha agarrado ELE

Ia se soltar, mas ela parou para olhar o rosto do moreno e, nossa, ele era muito lindo. Principalmente, sem estar com aquela máscara sem expressões dele

Além disso, ela gostou de ficar daquele jeito com ele, mesmo sabendo que era errado com o Green, mas ele fazia ela se sentir protegida de um jeito que nunca se sentiu com o namorado

-Vai ficar me encarando por quanto tempo? –Ash pergunta, secamente e abre os olhos, assustando Blue

-V-Você está acordado? –ela pergunta enquanto se afasta do menino

-Sim, a alguns minutos, mas se me mexesse ia acordar você, então decidir esperar –Ash responde, se levantando –vai tomar banho?

-Vou, nada de tentar me espiar, ouviu? –Blue fala e o moreno arqueia uma sobrancelha

-Como se eu fosse fazer isso com você –Ash responde e a menina fica triste –o que foi?

-Então eu não sou bonita? –a castanha pergunta e Ash fica confuso –eu vou chorar

-Mas eu não disso isso –ele fala, com uma gota

-Mas disse que não me espiaria no banho, logo não me acha bonita –Blue fala e o moreno arregala os olhos

-Qual a lógica que vocês, mulheres, usam para distorcer a minha fala? –Ash pergunta

-Eu vou chorar –ela fala chorando e Ash respira fundo

-Blue, eu te acho linda sim, te acho gostosa, certo? Mas eu não faria isso porque eu respeito você –Ash fala como se fosse a coisa mais óbvia –eu te acho muito legal também, a única coisa chata é essa sua mania de se menosprezar e de chorar o tempo todo, coisa de idiota

-E-Entendi, obrigado, eu acho –ela agradece e entra no banheiro, levando uma muda de roupas e sua toalha

-Eu vou endoidar com essas meninas –Ash fala e pensa na falta que sente de ficar sozinho, em sua casa

TOC TOC TOC

Ao escutar as batidas, Ash vai em direção a porta e se depara com White e Dawn na porta do quarto

-Blu... Você? –White fala, surpresa

-Ele tá dormindo no quarto da Blue, esqueci de falar isso –Dawn fala, sorrindo, ela olha para Ash, que a encarava, e ele rapidamente vira o rosto

-O que vocês querem? –Frio, Ash fala

-A Rosa está aí no seu quarto? –Dawn pergunta e o moreno fica confuso

-Não, ela não dorme com essa daí? –Ash responde, indicando White com a cabeça

-Eu tenho nome –a castanha responde

-O qual eu não sei –Ash fala, secamente e a menina fica com raiva

-O nome dela é White e ela é prima da Rosa –Dawn apresenta a menina

-Essa é uma das que não gosta de mim, não é? –Ash pergunta

-Sim, eu sou uma delas –White responde, mas quando Ash olha para ele, ela treme

-“Ela tem medo de mim” –Ash nota e analisa a menina de cima para baixo, parando em seu braço, onde havia alguns curativos em seus pulsos –enfim, era só isso?

-Sim, ela não está em nenhum lugar –a azulada fala

-Onde foi que aquela idiota se meteu? –White fala, preocupada

-Eu acho que eu sei onde –Ash fala e White olha para ele

-Onde? –As duas perguntam ao mesmo tempo

-Ontem ela saiu com um menino, Nate eu acho –ele diz e as duas tremem –o que foi? É o namorado dela, não é?

-Ele viu vocês dois juntos? –White pergunta e Ash fica sem entender

-Sim, por quê? –Ash pergunta

-Não, não, não –White fala e olha com raiva para o moreno –você tem noção do que fez?

-Não, mas vindo de vocês, eu não espero nada –Ash fala, secamente

-O Ash não tem culpa, Rosa sabia de como o namorado era e ela pode ter amigos –Dawn defende o moreno –além de que, o Nate pode não ter feito nada com ela, só ficado com ciúme

-Vocês podem me explicar o que está acontecendo? –Ash pede

-O namorado da Rosa, Nate, ele é muito ciumento –Dawn explica –tipo, muito mesmo, eles já acabaram várias vezes por causa dela falar com outros meninos, mas nada de agressão ou nada

-Mas toda vez que eles acabam a Rosa fica triste e fica uma semana sem sair do quarto –White explica, revirando os olhos –sendo que eles sempre voltam no outro dia, ela é bem trouxa, na verdade

-Você chamando alguém de trouxa é bem hipócrita, White –uma voz diz, pelas costas deles, se virando eles vêm Rosa, entrando na ala dos dormitórios, a menina mancava e andava se apoiando nas paredes

-Parece que a noite de alguém foi animada –Serena fala, pervertidamente, saindo do seu quarto, já pronta para ir para aula

-Foi, bem animada –Rosa força uma risada que parece convencer as meninas, mas Ash não se engana

-Como você está? –White pergunta, ajudando a prima

-Cansada e, ai, dolorida –a menina fala, se apoiando em White

-O Nate acabou com você, amiga –Dawn brinca, enquanto ajudava a levar Rosa para o quarto –mas vocês estão de boas, não é?

-Estamos sim, ele não ficou com ciúmes, nem nada –Rosa diz, tranquilizando a amiga

Ash olhava para cara de Rosa, estranhando tudo aquilo. A menina sorria, mas não do mesmo jeito que no dia anterior, era algo forçado, como se quisesse apenas tranquilizar as amigas

-Opa, desculpa –White tinha tropeçado e quase derrubou a prima, mas conseguiu se equilibrar de volta

Porém, no pouco tempo que Rosa tinha quase caído, sua camisa tinha descido um pouco e, perto do seu pescoço, dava para ver algumas marcas roxas, junto de uma alça do seu sutiã preto

As marcas podiam ser, facilmente, chupões e ela tinha transado com o namorado, a possibilidade de ser só isso era alta

Essas marcas, porém, não se pareciam com chupões normais, pareciam mais com apertões e marcas de dedo

Como se tivessem batido nela...

-Eu não vou para aula hoje não, digam para Alexa e as outras que eu estou mal, certo? –Rosa pede antes de entrar no quarto e suas amigas assentem

Ash entra no seu quarto e fica pensativo, dessa vez ele sabia que estava mudando, antes, se ele visse uma cena assim de uma amiga ele não ia ligar

Bem, antes ele não tinha amigas...

E mesmo que se negasse a admitir, estava gostando da sua recente amizade com Rosa e, talvez, com Blue

Agora, ele estava preocupado, sabia que tinha algo de errado com Rosa, aquelas marcas...  Traziam um mal pressentimento para Ash

-“Eu não posso ser bonzinho, não posso me importar” –Ash pensa, se lembrando de algo

 

FLASHBACK ON

Ash estava andando pelas ruas de Pallet, com uma camisa cinza e uma calça jeans preta

Ele tinha se fechado muito ultimamente, se isolado e perdido vários amigos, desde que aquilo aconteceu...

Poucos haviam restado, mas ele era muito grato. Estivera a ponto de entrar em uma depressão e de se matar, mas graças a eles, principalmente ela, não tinha feito isso

Ele já tinha mudado um pouco sua personalidade, raramente sorria, raramente se animava ou fazia piadas

A única coisa que não tinha mudado, foi seu jeito de se importar com tudo e todos

Mas isso estava prestes a mudar...

O moreno parou de frente a uma casa, não era uma casa grande, mas também não era pequena. Ótima para duas pessoas morar

Ele entra, sem bater na porta, queria fazer uma surpresa para a pessoa que morava ali

No maior silêncio possível, ele sobe as escadas da casa e vai em direção a primeira porta, que estava escancarada

Estava prestes a entrar, porém escuta um gemido vindo de dentro, seguido por uma voz masculina

-Ele não faz ideia que foi você? –o homem fala, Ash reconhece sendo um dos seus melhores amigos

-Claro que não, eu fui treinada para não deixar nenhuma prova –uma menina fala e o coração do Ash pesa, o que eles estavam falando?

-E ele nem desconfiou de nada? –o rapaz pergunta, rindo muito

-Não, ele é muito trouxa, nem sonha que eu quem fiz –a menina fala e ri

-Você acha que tem como ele descobrir? –novamente, pergunta o rapaz

-Duvido muito, enquanto ele se preocupar com tudo e todos e não pensar em si mesmo, não vai descobrir –ela fala –vamos mais uma?

Nesse momento, Ash desiste de tudo, entra no quarto irritado, surpreendendo os dois e...

FLASHBACK OFF

 

Desde esse dia, Ash deixou de se preocupar com as pessoas e, definitivamente, mudou seu jeito de ser

-“Eu não vou ser o idiota que eu era, não voltarei a ser trouxa, se importando com as pessoas” –Ash diz, se escorando na porta –“não posso ser a mesma pessoa de antes”

-“Não vale a pena viver no passado e esquecer de viver seu presente Ash, lembre-se disso, talvez isso ajude você” –a voz da azulada vem mais uma vez na cabeça do menino

-Sai da minha cabeça –Ash fala, um pouco baixo

-Ash? Você está bem? –Blue pergunta, o moreno não tinha percebido quando ela saiu do banheiro, mas ela já estava toda pronta para as aulas

-E-Estou sim –Ash gagueja rapidamente, mas responde a menina

-Quem que está na sua cabeça? –Blue pergunta, curiosa

-A Dawn –o moreno responde e Blue sente uma pontada no peito

-Na D-Dawn? –ela pergunta, incrédula

-Sim, ela me falou uma coisa e eu não consigo tirar da cabeça –o menino fala, não tinha motivos para esconder isso

-E-E o que ela falou para você? –Blue pergunta, secamente, algo que surpreendeu os dois. Ash não espera por isso e não entendia o porquê ela estava sendo seca com ele. Blue não sabia dizer o motivo de estar com um pouco de raiva dele e de Dawn

-Por que você... –Ash ia falar, mas pensa em algo –você está com ciúmes?

-Óbvio que não estou, eu namoro –Blue fala, mas parecia tentar se convencer disso também

-Então por que...  Quer saber, foda-se –o menino diz, seco

-N-Nossa, d-desculpa –Blue diz com lágrima nos olhos –eu vou chorar

-“EU ODEIO MINHA VIDA MANO” –Ash pensa, enquanto Blue chorava, novamente

 

...

 

Rosa estava em seu quarto, ela tinha tomado um banho e estava deitada, sozinha no seu quarto

A menina chorava, ao se lembrar do momento que teve com seu namorado, quando lembrava disso, sentia as mãos dele passando pelo seu corpo

 

FLASHBACK ON

Eles tinham acabado de se despedir de Ash, Rosa sabia do quanto seu namorado era ciumento, mas achava que ele iria entender que Ash era um garoto com problemas, assim como suas amigas

Incrivelmente, ele não tinha surtado quando conheceu Ash, Rosa tinha ficado assustada de primeira, mas depois o namorado não tinha reagido mal, apenas fez uma cara de ciúme, nada anormal

Eles ficaram em silêncio até chegarem na casa do menino, quando o mesmo abre a porta, ele fala

-Esse Ash, quanto tempo vocês se conhecem? –Nate pergunta, calmo

-Nós nos conhecemos hoje e eu estava tentando ajudar ele com o trauma –Rosa explica para o namorado que sorri para ela

-Tudo bem, eu confio em você –ele fala e abraça Rosa, que abraça de volta e beija ele, mas ela sente que o abraço vai ficando mais forte, até que machuca ela –N-Nate, tá machucando

-Você sabe que eu te amo, não sabe? E confio muito em você –ele fala enquanto aperta ela –mas eu não consigo entender, por que você mente para mim

-Eu menti para você, Nate? –Rosa pergunta, indignada

-Sim, mas eu sei que você não me trairia, não é, Rosa? –ele fala apertando os ombros da menina com força, provavelmente deixaria marca –você não mentiria, NÃO É?

-N-Não, não mesmo –Rosa fala, já com lágrimas nos olhos

Nate solta o ombro e Rosa suspira aliviada, mas o sentimento de tranquilidade rapidamente some, quando ela sente Nate a empurrando contra a parede e rapidamente tirando sua roupa

Antes que a menina pudesse reagir, ele segura os dois pulsos dela nas costas e, com a outra mão, tampa a boca dela

-Agora você vai aprender a não mentir mais para mim –Nate sussurra para ela e joga a menina na cama

-N-Nate, p-por favor –ela pede e depois da um gritinho, ao sentir o namorado enfiar seu membro de forma agressiva

Eles ficam por um tempo daquele jeito, com ele batendo na bunda dela com violência e, de vez em quando, apertando outras partes do seu corpo com muita força

FLASHBACK OFF

 

A verdade ainda não tinha caído, ela não tinha absorvido a realidade. O seu namorado, que ele tanto amava, havia estuprado ela

Ela havia sido estuprada

Seus olhos finalmente se abriam quanto o cara que era seu namorado. Ela entendeu que não era um namoro dos sonhos que ela vivia, mas sim um relacionamento abusivo

Era uma cadela, a cadelinha do Nate. Ele sempre fora ciumento com ela, sempre fizera idiotices com elas, e ela sempre perdoava e voltava para ele, só para ser usada sexualmente mais uma vez

Mas, mesmo sendo tratada igual uma cadela por quase dois anos, Nate nunca tinha feito algo assim

Ela não sabia o que iria fazer quando encontrasse seu namorado novamente, Rosa não sentia mais nada por ele, nada além de nojo

Lágrimas escapavam dos olhos da menina, ela queria que alguma das amigas estivessem com ela ali, mas, ao mesmo tempo, não queria preocupar nenhuma delas

Não queria ficar sozinha, queria que alguém tivesse alguém com ela, alguém que não fizesse perguntas, que não quisesse saber o porquê ela estava daquele jeito

TOC TOC TOC

Rosa treme ao escutar as batidas, será que era a Diretora indo perguntar o motivo dela estar matando aula?

Relutante, ela abre a porta e sorri ao ver quem estava lá, mesmo sendo quem ela menos esperava, era a pessoa que se encaixava perfeitamente na descrição do “alguém” que ela queria no momento

-Sinceramente, acho que precisamos conversar –Ela fala, friamente, mas abre um sorriso, que faz Rosa corar

 

 

 

CONTINUA... 

 



Notas Finais


1) Gostaram do Capítulo?
2) E a cena AshxBlue?
3) Ash vai enlouquecer nessa nova escola?
4) E esses flashback hein?
5) Quem era a menina na porta?
6) Recados?


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...