História My, psychopaths, friends - Capítulo 3


Escrita por:

Postado
Categorias Satsuriku No Tenshi (Angels Of Death)
Personagens Personagens Originais, Rachel, Zack
Tags Catherine Ward, Cathy, Danny, Eddie, Edward Madson, Heller, Heller Gardner, Isaac Foster, Rachel Gardner, Ray, Zack
Visualizações 8
Palavras 375
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ação, Aventura, Comédia, Drama (Tragédia), Famí­lia, Fantasia, Festa, Ficção, Ficção Adolescente, Fluffy, Harem, Hentai, Lemon, Literatura Feminina, Luta, Mistério, Romance e Novela, Saga, Shoujo (Romântico), Suspense, Terror e Horror, Universo Alternativo, Violência
Avisos: Heterossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Sadomasoquismo, Sexo, Suicídio, Tortura, Violência
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Capítulo 3 - It was my cat...


Fanfic / Fanfiction My, psychopaths, friends - Capítulo 3 - It was my cat...

Após o término das aulas, eu e Ray fomos, com Danny, para a clínica, de seu pai. Quando chegamos, fomos recebidos pela secretária. Danny falou que iriamos fazer umas pequenas avaliações, sem hesitar, nos guiou até a sala.


Olá filho. Essas são as suas amigas? - Perguntou o Doutor.


São sim! Essa é a de olhos calmos do céu. - Disse olhando para Ray. - E essa é a olhos lua de sangue. - Disse virando para mim.


Prazer em conhecê-las. - Disse, o pai de Danny.


O prazer é nosso. - Eu disse.


A Heller precisa checar o grau do óculos dela. - Disse Danny.


Isso é um pouco demorado. - Disse ele.


Após 2 horas, FINALMENTE, saímos da clínica. Quando saímos do edifício, Eddie estava nos esperando com buquês de flores.


Flores para duas flores. - Disse ele.


Uau... Essas orquídeas são lindas Eddie. - Disse Ray.


Obrigada pelas dama-da-noite. - Eu disse pegando uma e colocando em meu cabelo.


De nada. - Ele disse. - Vamos? O jardim tá quase pronto. 


Ok. Vamos. - Eu disse pegando a mão da Ray. - Temos que ir até a nossa casa, tenho que alimentar o gato. 


Ok, posso ir também? - Pediu o ruivo.


Pode. - Disse Ray.


Após, uns 30 minutos, chegamos em casa. Minha vó foi nos atender com um semblante triste. Eu não entendi então resolvi apenas a abraçar.


O... Nino... Morreu... Ele era tão bonzinho... Por quê tão jovem? - Ela disse chorando em meu ombro.


Ele... Morreu? - Perguntei me soltando.


Morreu... Foi atropelado... - Disse ela fazendo com a mão, um sinal para a seguirmos.


Quando vi o corpo sem vida do meu animal de estimação, só me ajoelhei em sua frente e comecei a chorar, Ray e Eddie vieram me abraçar.


Sei que não deveria perguntar mas, posso fazer o enterro dele? - Perguntou Eddie sorrindo tristemente.


Pode... Você é o melhor pra isso, além de que se dependesse de mim nem iria fazer nada... - Eu disse chorando.


Ele era meu gato... Meu único e melhor gato... Meu amigo do desabafo... Ray... Podes costurar a ferida dele? Não quero enterrá-lo assim... - Perguntei à ela.


Posso, e devo. - Disse ela.






Me perdoe Nino, não pude estar aqui para lhe proteger mas, mesmo assim... Obrigada por ter sido meu companheiro... Ninguém irá te superar... Nunca irei me perdoar... 


Notas Finais


Gente... É verdade... Meu gato na vida real também se chamava Nino, ele tava ofegante, não comia, bebia e nem nada... Ele sumiu ontem... Minha mãe viu que alguns gatos somem para morrerem e não deixarem rastros... Eu só queria ter me despedido dele... 😭😭😭


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...