História My reason - Capítulo 52


Escrita por:

Postado
Categorias Bangtan Boys (BTS)
Personagens Jimin, Jungkook
Tags Jikook
Visualizações 170
Palavras 1.743
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Drama (Tragédia)
Avisos: Álcool, Homossexualidade, Linguagem Imprópria, Suicídio, Violência
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Capítulo 52 - Cap 51 - matt?


Depois que Jimin foi expulso da sua própria casa, ele e Jungkook tiveram que dormir na casa de Taehyung. 

A situação estava complicada de verdade, e Jimin estava mais preocupado ainda por Jungkook estar aqui, agora não era cuidar apenas dele, era cuidar dele e de Jungkook. 

Jungkook, já pensava totalmente ao contrário. Ele não tinha como voltar pra casa, só que sua preocupação maior com certeza não era essa. 

Era Jimin. 

Chegaram na casa de Taehyung, e o mesmo levou os dois para o quarto de hóspedes.

Onde eles dormiriam.

O quarto era uma suíte até legal, tinha banheiro e tudo. 

Taehyung saiu logo em seguida implorando para eles não fazerem barulho porque sua mãe estava em casa. 

Jungkook guardava suas coisas, ele estava nervoso porque eles estavam sozinhos entre quatro paredes. 

Jungkook nunca transou com um garoto. 

Jimin estava sentado na cama rindo sozinho até o menor o olhar confuso. 

- Do que está rindo, Jimin? 

- Jungkook, você é virgem? - pergunta enquanto brinca com uma bola de tênis que achou no quarto, a jogando na parede.

Jungkook revira os olhos. 

- Começou com suas safadezas? Até a pouco tempo você estava sendo fofo. 

- Eu só fiz uma pergunta. 

- Não Jimin, eu não sou virgem. Satisfeito? 

- Ah sim, entendi 

Jungkook volta a mexer em suas coisas. 

- Você ainda não transou com um garoto, né? - Jimin volta a fazer pergunta  -- 

- Você por acaso está tentando alguma coisa só porque finalmente estamos a sós?

- Não, não. Que isso, imagina -  ri 

- Vou fingir que acredito. 

Jungkook volta novamente pra o que estava fazendo, mas Jimin se levanta discretamente e tira a blusa sem mais nem menos. 

Jungkook percebe e arregala os olhos. 

- Jimin! 

- O que foi? Eu não troco de roupa desde ontem agora você não quer que eu tome banho, é? 

- Ahh, então vai logo

- Vem comigo? 

- Ah! seu... 

O mais novo tenta bater em Jimin com uma blusa dobrada mas o outro desvia indo pro banheiro rindo

. ..**. .**.**. .**. 

Depois que Jimin saiu do banheiro, Junkook tomou seu banho e vestiu uma roupa confortável. 

Apesar de ser a tarde ainda, eles deitaram pois tinham dormido na praia noite passada.

Eles deitaram de frente um para o outro, tendo a bela visão de seus rostos. 

Jimin começou a acariciar o rosto do jungkook. 

- Posso saber o que faziam com você dentro daquela clínica? -  perguntava Kook. 

- Você não precisa saber, está bem? 

- Preciso sim 

- Shhh...Não precisa.

Jimin cala o kook com um beijo.

 O que começou com um beijo, continuou como uma transa.

Jimin perguntou se era realmente aquilo que Jungkook queria, o moreno um pouco receoso concordou. 

Ele queria aquilo. 

Jungkook viu que o corpo de Jimin era mais bonito do que ele esperava. Park Jimin quando queria falar seus defeitos, inventava até defeito que não existiria. 

Era tudo mentira. 

O que Jimin as vezes dizia ser um defeito seu, era na verdade uma grande qualidade.

Pena que ele não se via assim. Os toques que trocaram, os beijos mais profundos, era surreal.

Jimin beijava o pescoço de Jungkook de uma forma intensa, e a única coisa que o mais novo conseguia fazer era gemer baixinho. Apenas com aqueles beijos ele gemia. 

Jimin também tirava com os dentes a cueca do moreno o provocando cada vez mais.

Tirou o resto de sua roupa, já eram desnecessárias aquele ponto. Beijos eram distribuídos no abdômen de Kook, cada vez mais em baixo. 

Era torturante. 

Até que o jogo vira, Jungkook está por cima e Jimin em baixo.

Jungkook massageia o membro de Jimin, e esse por vez solta um gemido profundo. 

- Taehyung...Você está me torturando! 

- Você me torturou também... Eu fui torturado todo esse tempo estando longe de você... 

- Então fica calado e só aproveita  

Kook dá um sorriso de canto e abocanha o membro de Minie.

O moreno estava ofegante demais. Até que finalmente, Jimin troca a posição e penetra Jungkook.

Estava confortando o menor pois o mesmo nunca tinha passado por aquilo, era algo novo. 

- Jimin... gemia Kook

Tudo bem que doeu, mas foi bom. 

Jungkook não imaginava sensação melhor do que sentir o corpo de Jimin colado ao seu. Jimin pensava o mesmo. 

Eram tantos movimentos de vai-e-vem que o calor podia ser sentido. 

Jimin se jogou do lado da cama, e os dois tentaram controlar suas respirações. 

Jungkook leva a mão pro rosto de Jimin e começa a acariciar enquanto voltava ao normal.

- Garoto, eu te amo muito... - diz Jimin ofegante. 

- Eu juro... Eu juro que quero viver isso pra sempre 

- Pra sempre? 

- Sim Jimin, pra sempre. 

- O amanhã vai deixar isso acontecer, Kook? 

- Eu espero que sim. 

Jungkook puxa o loiro para si e deita no calor de seus braços.

Ta ai um lugar do qual ele nunca mais queria sair.

Agora Jungkook poderia dizer que sua loucura de vir até aqui valeu a pena

. ..**. .**.**. .**. 

Horas depois... 

(Telefone tocando). 

Jm : "Alô?" 

X :  "Jimin? Cadê você?" 

Jm: "Quem é?

X : "Sou eu, o Matt. E por que está sussurrando?" 

Jm: "Ah, você. O que aconteceu?" 

X : "Como assim?" 

Jm: "Você disse que ia me tirar da clínica e não voltou nunca mais, mas já sai então deixa" 

X :  "É, percebi você online. Olha, eu não fui porque eu realmente não podia, eu iria me ferrar" 

Jm : "Ah, está bem sei lá, tanto faz já sai mesmo" 

X :  "Onde você está?" 

Jm : "Na casa do Taehyung

X :  "Me manda o endereço que eu vou ai, preciso falar com você" 

Jm :  "Não, não. Eu não posso falar com você agora, é sério" 

X :  "Por que não pode?" 

Jm :  "Eu estou com o Jungkook" 

X :  "O que?! Como assim?! Ele está aqui em Huntington Beach?" 

Jm :  "Sim, você acredita? Ele que foi me buscar na clinica junto com o Tae..." 

X :  "Que emoção, estou realmente emocionado por você agora me passa o endereço. Se quiser me ouvir, claro" 

Jm : "Ahh, o Kook pede pra eu não confiar em você

X : "Interessante, e ele está certo agora me passa o endereço logo" 

Jm : "Está bem! Mas você não vai entrar aqui! Eu vou ai fora!" 

X : "Eu não quero entrar mesmo..." Ligação encerrada

. ..**. .**.**. .**. 

- Finalmente, achei que nunca sairia dai de dentro -  diz Matt 

- Tá, agora me fala o que fez você vir aqui a noite

- Está bem...Jimin, você sabia que seu pai está devendo pessoas por ai? 

- O que? Como assim? 

- Devendo sabe, do verbo "dever" 

- Eu conheço o verbo! Eu quis dizer que...Como você descobriu? 

- Passei na sua casa mais cedo e vi uns caras lá conversando com ele, e os reconheci. São cobradores da pesada, tá bom? 

- Como você conhece os cobradores? 

- Não é da sua conta, o que importa é que...

A porta da casa de Taehyung é aberta, era Jungkook. 

- Kook... 

- Quem é, Jimin? 

- Meu nome é Matt, você já deve ter ouvido falar de mim - diz o mesmo com um sorriso sínico. 

- É Jungkook, é ele mesmo. 

-Hm - Kook olha pra Matt dos pés à cabeça 

- Com certeza já ouvi falar de você 

- Pois é, ele veio aqui porque precisava me contar uma coisa importante 

- Hm, entendi...Ah, Jimin o Taehyung tava te chamando.

- Sério? Eu não ouvi, depois eu vou 

- Não, ele disse que é a mãe dele que precisa de ajuda agora mesmo 

- Ah, então eu vou lá... Ehh já volto  

Jimi  manda um olhar pra Jungkook implorando pra não falar nenhuma besteira e vai. 

- Então...Você é o famoso Jungkook 

- Eu não gosto de você. 

- Hm, fiquei sabendo já 

- Posso saber porque você não deixar o Jimin em paz?

- Bem direto você hein 

- Responde 

- Porque eu não quero? 

- Mas deveria 

- Porque você tem tanta raiva de mim? 

- Ah, não sei. Talvez seja porque você já tentou dar comprimido pro Jimin se matar, nada demais né? - diz irônico 

- E ele não queria? 

- E você entrega pra ele? Ótimo amigo hein, Jimin tem poucos amigos e quando faz mais um é desse tipo. 

- Está muito nervosinho, quer um calmante?

Jungkook permanece sério. 

- Sabe, eu acho que tudo isso é ciúmes, talvez porque o Jimim da atenção pra mim ou me escuta as vezes? Não sei, mas me parece. 

- Cala a boca 

- Ah, eu soube da briga de vocês por causa da mentira, afinal, quando ele mentiu eu me lembro bem, estava na minha casa 

- Você se mete em assuntos que não é da sua conta 

- Não é da minha conta? Tem certeza? 

- Existe muita informação que estou juntando pro Jimin, você não tem noção do quanto eu to ajudando.

- Então porque não dá logo todas essas informações e VAZA da vida dele? Ele já tem problema demais, não precisa de você pra complementar. 

- Ah, acho que é porque sou meio implicante, você quer que eu saia já faz um tempo e eu ainda não sai, viu? 

- Você é ridículo 

- Pelo menos não fui eu que fiquei pagando de hétero um bom tempo pro Jimin e fazendo ele chorar. Sabe Deus se você foi de fato fiel pra ele esse tempo todo que estava longe desde que começaram a namorar 

- Você acha que o Jimin chorava por causa de mim?

- Você não era o fato principal, mas garoto, influenciava. 

- E você está insinuando que eu traia o Jimin? 

- Eu não sei, nós não sabemos 

- Como tem coragem de falar isso? Olha o que eu fiz por ele... 

- Foi só um palpite, olhei pra você e pensei nisso. 

- SOME da vida dele, eu estou falando sério. 

- Que grosseria, mal me conhece e fica falando assim.

- Você pensa que eu não procurei saber sobre você quando cheguei aqui, né? 

- C-como assim? 

- Eu fui atrás de saber sobre você Matt, você é um garoto triste, mas também muito louco. 

- Jimin também é louco 

- Mas ele não chega ao seu nível de loucura 

Jungkook pisca rindo cinicamente para o outro Matt estava com a cara fechada. 

- Pode ir, eu digo pro Jimin que você foi. 

Jungkook fecha à porta.

Matt fala alguns palavrões aleatórios e finalmente vai embora.





Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...