História My romance with a serial star - Finn wolfhard - Capítulo 5


Escrita por:

Postado
Categorias Stranger Things
Personagens Billy Hargrove, Chefe Jim Hopper, Dr. Martin Brenner, Dustin Henderson, Eleven (Onze), Jonathan Byers, Joyce Byers, Kali "Eight" (Oito), Karen Wheeler, Lucas Sinclair, Maxine "Max" Mayfield / "Madmax", Mike Wheeler, Nancy Wheeler, Personagens Originais, Steve Harrington, Will Byers
Tags Caleb Mclaughlin, Finn Wolfhard, Gaten Matarazzo, Millie Bobby Brown, Noah Schnapp, Sadie Sink, Stranger Things
Visualizações 40
Palavras 2.949
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 16 ANOS
Gêneros: Ação, Aventura, Comédia, Crossover, Drama (Tragédia), Festa, Ficção, Ficção Adolescente, LGBT, Mistério, Romance e Novela
Avisos: Álcool, Bissexualidade, Heterossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Notas do Autor


Olha só quem trouxe um capítulo um pouco mais rápido dessa vez! Eu mesma hehe
Bem espero que gostem de ler! ^-^
Me desculpem se esse capítulo estiver ruim...

Boa leitura...
Leiam a nota final tenho uma perguntinha para fazer

Capítulo 5 - Meu Passado me atormenta


Fanfic / Fanfiction My romance with a serial star - Finn wolfhard - Capítulo 5 - Meu Passado me atormenta

Capítulo 5


Mariana Paker ponto de vista 


Depois de um longo dia de gravação voltamos para o local onde tinha os trailer, quando eu e as meninas tiramos a roupas, logo saimos fui até o Noah, e o abracei.


Noah- O que deu em você em Mari?!


-Nada... só a carência e seu abraço é bom!


Caleb- É que você não experimentou o abraço do Finn 


-É bom?


Millie- Minina nem te conto!


Sadie- Ele só abraça quem, ele quer!


- Então nem vou tentar abraçar dele!


Finn- Vem ca! 


Olhei para ele e ele logo me abraço com um pouco de força.


Natalia- Milagres acontecem amores 



Olhei para o finn meio surpresa e disse.


- Eu sou especial amores.


Millie- Grandes bostas! Eu sou uma das melhores amigas dele 


Finn- Quem disse?


Noah- Dr! Dr! Dr!


Caleb- Para de por pilha muleke!


Gaten- Se acalmem! 


Enquanto todos (menos eu a Winona e a Natalia) estavam a discutir até soltei o finn do abraço. 


Finn- Eii! Volta aqui!


- Continua a discutir ai! Minha mãe ja chegou.


Noah- Ah não fica mais um pouquinho!


- Não posso mas se quiser mais tarde eu passo na sua casa!


Noah- Ta bom! 


Dou um beijo na bochecha de cada um, menos no Finn mas quando ia me afastando quando o mesmo segura meu braço me fazendo o olhar.


Finn- Aonde você pensa que vai sem dar meu beijinho?


- Hã. . . Para a minha casa (?) 


Finn- Sem me beijar?


- Exato!


Finn- A nem! 


Ele me puxou e me deu um selinho.


- Qual é a sua?! 


Finn- A gente fez isso ontem! 


- Eu sei, mas minha mãe não sabia disso! Acho bom você rezar para não ter visto!


Finn- Está bem! Me perdoe!


Dei de ombros fui até o carro vendo minha mãe, me olhando com uma carinha de tipo " safada! Tu vai me contar tudo!" Assim que entrei no carro minha mãe começou a dirigir para casa.


Mãe- Então não vai me contar o que rolou na festa?!


- Em casa eu conto! Eu to cansada agora...


Mãe- Você acha que me engana? 


- Nunca disse isso!


Mãe- ta bom então!


Minutos mais tarde ja tinhamos chegando em casa, sai do carro e fui para o meu quarto, assim que entrei me joguei na cama e fechei meus olhos, quando percebi acabei por dormi.


🕐 Quebra de tempo🕐


Acordei por volta das 18:30 da tarde, me levantei indo para o banheiro tomei meu banho, coloquei meu pijama sai do banheiro vou para sala vendo minha mãe conversar com os pais do Finn. 


- Mãe...


Mãe- Ah oi filha! Dormiu bem?


- Sim... 


Finn- Mari?!


Olhei para a cozinha vi o Finn e o Nick fui até eles.


- O que vocês estão fazendo aqui?


Finn- a gente veio te ver e meus pais querem falar com sua sobre uma viagem da familia dos atores e com os atores.


- Para onde?


Nick- Miami!


- Wow que legal


Finn- Eu já fui muitas vezez lá!


- Eu nunca fui... 


Finn- Se sua mãe aceitar vai ser a primeira de muitas!


- Sério?


Finn- Claro!


- Obba!


Fui até ele e o abracei o mesmo abraçou minha cintura e me deu um selinho.


Nick- Vocês estão namorando?


- Não!


Finn- Por enquanto não! 


- Como assim?


Finn- Nada!


- Quem nada é peixe!


Nick- E o Finn é uma piranha!


Finn - Falou o rei das piranha!


Nick- Pelo menos não sou eu que dou em cima de toda a garota que conheço.


- Ele da em cima de qualquer garota?


Nick- Sim ele já pegou a Millie e a Sadie mas agora só são amigos!


- Wow... - por algum motivo eu acabei por ficar meio triste então me soltei do Finn fui até a geladeira e peguei um pote de sorvete- querem?


Nick- Não obrigado!


Finn- Eu quero! 


- pega na geladeira!


Sai da cozinha indo para sala vendo minha mãe ainda conversando com os pais de Finn me sentei ao lado de minha mãe e comecei a tomar meu sorvete as vezes prestando atenção na conversa que eles tinham.


Mãe do Finn- Então senhora Parker!


Mãe - Me chame de Cherry


Mãe do Finn - Está bem! Então Cherry desculpa a pergunta, mas cadê seu marido?


Olhei para minha mãe que estava com uma cara meio triste e disse:


Mãe - Ele está na Europa com a outra esposa dele...


Mãe do Finn - O que aconteceu?



Ao ver que minha iria começar a contar sai correndo para o meu quarto, entrei no tal cômodo e me tranquei lá começando a chorar, enquanto eu estava chorando alguém começou a bater na porta.


Finn- Mari... 


- O que você Quer?


Finn- Abre para mim por favor!


Suspirei fugando um pouco baixo, sai da minha cama, fui até a porta e abri.


- O que você quer?


Finn- Eu posso entrar?


Dou espaço para ele entrar, fechei a porta e ele me abraçou.


Finn- Por que estava chorando meu amor?


- Eu não gosto de lembrar do meu pai!


Finn- Por que não anjo?


- É uma longa história..


Finn- Quer contar para mim?


- Pode ser..


Fomos para a minha cama me sentei logo depois ele se sentou ao meu lado.


- Bem... tudo aconteceu em 2014..


Flashback on


Foi dois meses depois da audição, eu tinha acabado de acorda quando eu escutei os gritos dos meus pais.


Mãe- EU NÃO ACREDITO QUE VOCÊ FEZ ISSO ADRIEN!


Pai - EU TÔ CANSADO DE VOCÊ E DA MARIANA, VOCÊS ME SUFOCAM A TODO MOMENTO!


Mãe - ELA É SÓ UMA CRIANÇA! 


Pai- UMA CRIANÇA IDIOTA QUE CHORA POR TUDO!


Mãe- ELA É UMA GAROTA SENTIMENTAL! ELA NÃO FRIA QUE NEM VOCÊ SEU FILHO DA PUTA! VAI LÁ FICAR COM AQUELA PUTA!


Pai- EU VOU MESMO! TCHAU PARA VOCÊS! 


Mãe -ACHO BOM VOCÊ DAR UMA PENSÃO PARA A NOSSA FILHA SE NÃO VAI SE VER COMIGO NA JUSTIÇA !


Então ao ver meu pai saindo pela á porta da frente,fez meu mundo cair, naquele momento eu já estava na ponta da escada, chorando com a minha visão totalmente embaçada, na hora eu olhei para minha mãe sai correndo na escada o que ocasionou, em eu caindo da escada e batendo a cabeça em um dos degraus.


Flashback off


- Então 1 semana depois eu acordei do coma que eu entrei... e eu Também tenho uma cicatriz na cabeça que quase não dá para ver..e acabei me culpando pela separação de ambos.


Finn- Seu pai é um idiota! E você não tem culpa de nada disso Mari...


Ele me abraçou fortemente, logo retribui o abraço assim começando a chorar em seus braços.


Um tempinho depois de tanto chorar, Finn começou a tentar me animar, o que acabou acontecendo e me deixou bem melhor.


Mãe do Finn - Filho! Precisamos ir! - disse enquanto via nós dois descendo as escadas.


Finn- Mas já?


Mãe do Finn - Sim amanhã ambos tem escola...


- Pior que é verdade...


Finn - Está bem - Ele se aproxima de mim me abraça e sussurra em meu ouvido- Amanhã a gente conversa, eu venho aqui e te faço companhia para o resto da tarde...


- Está bem... - dei um beijo em sua bochecha- Tchau Finni...


Finn- Tchau gatinha!


Assim que ele saiu de casa voltei para o meu quarto meio deprimida, me deitei na cama e fechei os olhos tentando dormir novamente.


~🖤~🖤 No dia seguinte ~🖤~🖤


Assim que acordei, suspirei fraco lembrando que hoje teria que ir para escola, me levantei peguei minhas roupas entrei no banheiro tomei meu banho coloquei a roupa desci para cozinha e vi que minha mãe não estava em casa.


- mais um dia indo sozinha para escola - reviro os olhos peguei uma maçã e o meu lanche coloquei dentro da minha mochila.


Chegando na escola fui direto para a sala de aula sem mesmo olhar para os lados, mas quando entrei na Sala vi a Millie o Noah o Finn a Sadie o Caleb e o Gaten sentados um ao lado do outro.


- Gente o que vocês vieram fazer aqui?!


Millie - Primeiro oi para você também 


Noah- Segundo a gente vai começar a estudar aqui 


Finn - Terceiro só o Noah e a Millie vão ser da sua sala 


Olhei para eles meio que sem acreditar, mas sorri de canto indo correndo os abraçar. Nós ficamos um bom tempo conversando até o sinal tocar, e na Sala sobrou somente a mim Noah e Millie.


🕡Quebra de tempo 🕡


Depois de algumas aulas deu o intervalo, sai da sala junto dos outros dois e com o meu lanche em mãos.


Millie - Então amiga... o vai fazer amanhã depois do você sabe...


- Nada!


Millie- Então topa fazer uma festa do pijama comigo e com a Sadie?


- Claro tô precisando me divertir um pouco!


Millie- Você é das minhas!


Rimos logos que entramos no refeitório fomos para a mesa que os demais estavam.


Finn- Aí eu disse para o Nick parar de tomar conta da minha vida - olhei para o Finn sorrindo ele me deu um espaço para mim sentar- Você está melhor gatinha? - disse sussurrando em meu ouvido.


- estou sim obrigada Finn 


Finn- Não precisa me agradecer!


- Okay!


Sorri para ele e logo ele voltou a falar sobre algumas coisas de garotos com os meninos enquanto eu e as meninas ficamos falando sobre o que fazer no dia da festa do pijama.


Sadie- Filmes!


Millie- Jogos!


- Comida!


Sadie- Dança!


Millie- Trotes!


- Comida!


Millie- porra tu só pensa em comida!


-Não é verdade!


Millie- Verdade né?! Você pensa no Finn também!


Senti minhas bochechas esquentarem e abaixei minha cabeça. 


- Não! Eu não penso no Finn. . . Penso em doces!


Caleb- Até o apelido que você deu para ele tem haver com sua marca de doces favoritos Mari!


- Finn você contou sobre o apelido que eu lhe dei?


Finn- Desculpa!


- Sinceramente... foda-se! Cansei!


Me levantei da mesa sai do refeitório assim caminhando até o terraço da escola. E fiquei lá tomando meu lanche e enquanto mexo no meu celular.


🕡Horas mais tarde🕡


Depois que a aula acabou sai da sala escutando música, segui a caminho da saida quando alguém segura o meu braço olho para trás e vejo o Finn.


- o que você quer?


Finn - gatinha eu não sabia que eu não podia falar meu apelido


- Está tudo bem...


Finn- Mesmo?


-Mesmo!


Finn- Então me da um abraço?


Abracei ele com força e dei um selinho no mesmo.


- Vem vamos para minha casa!


Finn- Vamos lá!


Saímos da escola, fomos caminhando até minha casa, chegamos em casa entramos e me joguei no sofá.


- Vem cá! 


Disse abrindo os braços vendo o mesmo rir enquanto colocava sua mochila no canto da sala, veio até mim se deitou ao meu lado e me abraçou afundando seu rosto em meu pescoço. Senti meu corpo todo se arrepiar com o ato dele.


- Hey! 


Finn- O que foi?


- Nada - ri baixo enquanto comecei a fazer carinho em seu cabelo- Vamos ir comer?


Finn- Daqui a pouco!


- Está bem!


Ri baixo assim beijando o topo de sua cabeça.


- Finni!


Finn- Diz?


- A gente tem o que exatamente?


Finn- Por enquanto apenas somos ficantes 


- Ah sim... -sorri fraco e continuei a fazer carinho em seu cabelo.


Já havia se passado um tempinho desde que chegamos da escola. Eu estava com a cabeça deitada no peito do Finn, assistindo desenho com ele.


Finn- Eu já disse que você parece uma criança?


- Não! Eu não sou uma criança.


Finn- Mas parece uma!


- Não pareço não!


Finn- parece sim senhora! 


Diz ele me dando um selinho e ficando em cima de mim, até que alguém abre a porta, empurrei o Finn para o chão e me sentei no chão.


Finn - Eii qual é?!


- Desculpa - sussurrei e vi que era minha mãe- Oi mamãe!


Mãe - Oi filha... então... tem alguém querendo te ver!


Percebo o semblante sério e meio triste da mesma.


- Quem?


Pai- Sou eu filha! 


- P-pai?!


Senti meus Olhos se encherem de lágrimas ao ver ele com uma outra mulher ao lado dele.


Pai- Vem aqui me da um abraço.


Vi ele se aproximar de mim com os braços abertos eu saí do sofá ,fui até o Finn segurei ele e o puxei para o meu quarto.


Finn- Gatinha você está bem?


- E-eu não sei..


Finn- Calma! Calma...


Ele vem até mim me abraça e afundei meu rosto em seu peito assim começando a chorar.


Enquanto eu e o Finn estávamos no meu quarto escutamos batidas na porta.


Mãe- Filha... abre aqui...


- Não! Eu não vou abrir!


Mãe- Por favor!


- Enquanto ele estiver na nossa casa eu não vou abrir!


Mãe - Filha por favor... 


- EU JÁ DISSE QUE NÃO!


Finn - Gatinha... não grita assim com sua mãe... 


- E-eu só estou... desculpa Mamãe 


Mãe - Está tudo bem meu amor... mas só deixa a mamãe entrar!


- Tá bom...


Soltei o Finn do abraço fui até a porta, abri a mesma vendo minha mãe entrar.


Mãe - Me desculpa por deixar ele entrar aqui...


- Está tudo bem! Mas o que ele tá fazendo aqui...


Mãe - Pergunte para ele..


- Mãe... 


Mãe- filha ... O Finn pode ir com você... 


- Você vai comigo?


Finn- Claro!


Segurei a sua mão logo sai do quarto com o mesmo vendo meu pai e minha "madrasta" sentados e se beijando.


- SE QUEREM TRANSAR FAÇAM ISSO FORA DA MINHA CASA!


Pai- Não grita Mariana!


- A casa é minha e da minha mãe! Eu grito ou berro como eu quiser e com quem eu quiser!


Pai- Mas eu sou seu pai!


- Se fosse meu pai mesmo, não teria me abandonado a 5 anos e muito menos ter me chamado de idiota quando nos deixou!


Pai- Eu esta-... 


- E nem vem com essa de " Eu estava estressado com sua mãe que não pensei mas palavras!" Eu te conheço melhor do que ninguém Adrien Logde! E fala logo o que você veio fazer aqui pois já já eu e o Finn precisamos encontrar uns amigos nossos!


Pai- Eu vim te ver!


- Por que será que só agora você veio me ver?


Pai- Eu estava sem tempo!


- Mas para ficar com essa puta não né?


Pai- Ela é minha esposa Mariana! 


- E EU SOU SUA FILHA! SOU MAIS IMPORTANTE QUE ELA!


Finn- Gatinha... 


- Finn agora não!


O mesmo se calou logo ouvi um barulho vindo da cozinha segundos depois apareceu um garoto de mais ou menos 15 anos. 


- Quem é ele?


Pai- Filho da sua madrasta!


- Resumindo... FILHO DA PUTA! Fala logo o que voce quer ou então saiam os 4 logo da minha casa antes que eu chama meu avô que é policial!


Pai-Eu preciso de dinheiro!


- E eu com Isso?!


Pai- Meus contatos disseram que você está fazendo parte de uma série e que você vai receber uma grande quantidade de dinheiro!


-E o que você tem haver com Isso?


Pai- Eu preciso ou melhor estou exigindo que você me de esse seu dinheiro! 


- A VAI ACHANDO! EU TENHO MINHA MÃE E OS MEUS PRÓPRIOS DESEJOS PARA REALIZAR!


Pai- Eu tô exigindo esse dinheiro Mariana!


Finn - Me desculpa mas o senhor não tem o direito de exigir nada! O senhor abandonou a Mari e a senhora Cherry a 5 anos e acha que pode ir mandando a Mari te dar todo o salário que ela conseguiu ou que vai conseguir! Se toca!


Pai- Quem você pensa que é garoto?!


Finn- O namorado dela!


Pai- Olha fica na sua! 


Olhei para minha mãe que estava atrás de nos com o telefone na mão.


Mãe - Acho melhor você ir Adrien... eu já liguei para o meu pai... se você fizer alguma coisa contra a nossa vontade você já sabe!


Pai- Isso não acaba aqui!


Logo ele sai com os outros dois embustes nos deixando a sós.


- Como ele tem a cara de pau de vir me exigir dar todo o meu dinheiro que eu nem recebi para ele?!


Mãe - Ele sempre foi assim filha... não se preocupe vou pedir uma medida protetiva para todos nós!


Finn- Não precisa disso para mim senhora Cherry...


Mãe - O pai da Mari é um pouco Finn não quero que nada aconteça com vocês!


Finn- Está bem... muito obrigado 


Um sorriu para o outro logo eu fui para o meu quarto.


Finn- Gatinha?!


O mesmo veio atrás de mim quase que correndo e segurou meu braço.


Finn- Vamos assistir algum filme e pedir alguma coisa para comer 


- Eu não tô no clima Finn...


Finn - Eu sei, mas é por isso que eu quero fazer isso com você... para te animar gatinha!


- Está bem... Mas eu escolho o filme que vamos ver...


Finn- Está bem! 


Ele deu um sorriso fraco me puxou para dentro do meu quarto me sentou ao seu lado na cama e ligou a TV. 


Finn - vou pedir comida delivery... o que você quer?


- Pizza... hambúrguer... bolo de morango com chocolate!


Finn - Tá de tpm gatinha?


- Talvez um pouquinho - ri um pouco- Por favor Finni 


Finn- Está bem!


Ficamos praticamente a tarde toda assistindo filme comendo e brincando. O Finn me deixou bem melhor desde que chegou na minha vida eu realmente amo esse garoto mas não posso revelar isso para ninguém... não mesmo.



Notas Finais


Então a perguntinha é a seguinte... eu percebi que o capítulo anterior muitas pessoas gostaram e tals enquanto eu estava fazendo esse capítulo tive uma ideia, Mas precisa da opinião de vocês meus queridos leitores...
Vocês querem que todos os capítulos tenham mais episódios da série?
Só que iria demorar um pouco mais
Ou preferem que seja somente um capítulo sim e outro não com episódios da série?
O que demoraria menos para ser postado.

Respondam no comentário... e se tiver alguma sugestão fique a vontade para me mandarem mensagem ou dar ideia nos comentários mesmo :3 beijinhos 💞💞


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...