História "My Secret Love" (Imagine G-Dragon) - Capítulo 12


Escrita por:

Postado
Categorias Big Bang
Personagens D-Lite (Daesung), G-Dragon, Personagens Originais, Seungri, T.O.P, Taeyang
Tags Comedia, Drama, G. Dragon, Jiyong, Romance, You
Visualizações 52
Palavras 1.952
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ação, Aventura, Comédia, Drama (Tragédia), Luta, Romance e Novela, Shoujo (Romântico), Violência
Avisos: Adultério, Álcool, Drogas, Heterossexualidade, Homossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Sexo, Violência
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas do Autor


»Boa leitura minhas lindezas {🌚}😇💙

»Leiam as notas finais 😇💙🐰

»{Foto (na verdade gif mais não sei se vai como o tal, muitas vêzes vai como foto kjkkjkk) do nosso baby dragon pra da uma inspirada e servir de colírio para os olhinhos hihi {🌚} 😇💙🐰✨

Capítulo 12 - Capítulo 12


Fanfic / Fanfiction "My Secret Love" (Imagine G-Dragon) - Capítulo 12 - Capítulo 12

My Secret Love. 

Capítulo 12.







{...}




Fazia alguns minutos que havíamos chegado na enorme mansão do Kwon, pergunto-me "Céus por que ter uma casa tão grande se mora sozinho?" só para sair por ai esbanjando o dinheiro que tem, típico de Kwon bobão Jiyong.


Eu estou praticamente entrando em crise de ansiedade, se eu não estivesse acabado de fazer as unhas aposto que estaria roendo elas, mano eu iria conhecer meus sogros, vocês devem pegunta-se "Ah mais nem são seus sogros de verdade, garota"... Tá não são meus sogros de verdades, são falsos, mas mesmo assim são! 


Pense no seguinte: casar do dia para noite com um cara podre de rico —mulherengo, frio, egocentrico, pervertido—, ainda por cima o cara que você passou a noite com ele só por que estava muito bêbada, e agora está prestes a conhecer os pais do seu suposto "marido" é completamente louco tudo isso, me sinto em um filme de comédia versos drama. 


O barulho da porta central só fez meu nervosismo aumentar, poucos segundos depois um senhor e uma senhora —bem vestidos por sinal— entram na sala, o senhor tinha quase todas as características do Jiyong, já a mulher tinha apenas os olhos e o nariz parecido com o de Kwon a tinha face um pouco fechada. 


Seus olhos recaem sob a minha pessoa, agora meu c* trincou. É hoje que eu morro, espero ir pro céu, odeio lugares quente pelo menos lá é frio, é outra se eu for pro inferno desço de tobogã —de tanto pecado que eu tenho—. 




-Quanto tempo senhor é senhora Kwon. —Jiyong diz com seu típico sorrisinho de lado, sem dá tanta importância para seus pais— 




A mulher correr na direção de Jiyong lhe abraçando fortemente. 




-Quem é essa garotinha ao seu lado? —a mesma diz estreita seus olhos me olhando minimamente—


-Essa é Kwon ____, a nora de vocês. —puxar meu corpo para perto de sí— 


-O-olá Senhores. —digo me curvando tentando não gaguejar—


-Então você realmente está casado Jiyong?! —diz o senhor Kwon—


-Claro que sim, já faz um ano como eu disse! Não é mesmo querida? —me cutuca eu apenas afirmo com a cabeça—




Um ano?... Não faz nem um dia direito que nos "casamos".




-De você nunca se sabe o que esperar Kwon. —o pai diz—


 -Acharam mesmo que eu me rebaixaria ao nível de mentir, e contratar alguém para se passar por minha mulher ? —solta uma gargalhada— Me poupem —revira os olhos puxando meu corpo para mais perto do seu— Como vêem essa é minha esposa, foi ela com quem eu escolhi passar o resto dos meus dias, espero que a tratem bem. 




Tanto eu como os pais de Jiyong ficamos boquiabertos, essa simples fala dele me atingiu em cheio, por que meu coração está tão acelerado? Deve ter sido por que fui pega desprevenida. 





-Com licença Senhores, o jantar está servido. —a empregada diz chegando na sala— 


-Oh v-vamos comer senhores. —digo tentando quebrar o clima tenso—




O senhor Kwon iria dizer algo mais sua esposa não deixou e o puxou para a sala de jantar. 



-Você é louco Jiyong. —dou um leve soco no ombro dele—


-Você que está louca garota! —diz me puxando até a sala de jantar também—


-Para quer tanta comida? —digo baixinho me sentando na mesa—




Havia comida para uma dez famílias comerem poxa, tudo isso só para quatro pessoas, tanto desperdício enquanto tem tantas pessoas agora passando fome. 





-Se poder deixar seus pensamentos só para você, eu agradeço. —Jiyong sussurra no meu ouvido—




"Bastardo!"




Eu não vou conseguir comer com esses tantos de talheres... Pego um garfo junto de uma faca corto um pedaço de frango levo timidamente até minha boca, sentindo os olhares do senhor e da senhora Kwon. 




-Não está com tanta fome querida? —pergunta senhora Kwon—


-Oh não tenho muita fome. —dou um meio sorriso envergonhada—




{...}





O jantar ocorreu da seguinte forma, todo mundo comendo calado, vez ou outra falavam de negócios, a mãe de Kwon passou o jantar todo me analisando, o clima estava meio tenso Jiyong parecia não se sentir bem perante a presença dos pais.


 Agora estávamos sentados na sala principal, Jiyong conversava com seu pai enquanto bebiam uísque, já eu estava sentada ouvindo a senhora Kwon falar de como seu filho era na infância, ela parecia ser uma boa mulher apenas estava defensiva. Com certeza por que todas as mulheres que se aproximavam de seu filho era por puro interesse. 




-O que você gosta de fazer ____? —a senhora Kwon pergunta-me—


-Eu gosto de cozinhar, comer, ler as vêzes, ajudar as pessoas necessitadas {pensem nas suas características}... —digo soltando um leve sorriso—


-Hum que Interessante —ela diz— De onde vem? 



"Me sinto em um interrogatório".



-Venho do Brasil. 


-Oh Brasileira, percebi que você não era daqui por causa do corpo. —me olha de cima abaixo—  


-O que as madames conversam? —Jiyong diz se sentado do meu lado colocando uma de suas mãos na minha coxa esquerda apertando levemente a carne da mesma—



"Já tá abusando da boa vontade alheia!"



Minha vontade era lhe arregaçar um tapão bem no meio da cara desse pervertido, mais calma ____, calma você não pode fazer isso... 




-Nada demais filho. —senhora Kwon diz sorrindo um sorriso relaxado— Já está ficando tarde querido, vamos nos recolher sim. —ela pareçe perceber que não estou me sentindo confortável com a situação— 


-Já está mesmo querida, boa noite ao casal. —diz se retirando junto a senhora Kwon—


-Aigo tira essa tua mão daí seu pervertido! —digo tirando com brutalidade a mão dele da minha coxa— Perdeu a noção do perigo. 


-Quem deve ter perdido a noção do perigo é você sua garotinha insolente —segura meus braços— Você é minha "esposa" deve me obedecer bem caladinha, esqueceu que agora temos um acordo e a senhorita depende de mim! —diz em tom de sarcasmo— 




Não é só por que eu preciso do dinheiro desse bastardo que irei tolera calada todas as suas provovcações, eu sou uma boa pessoa mais não pisa no meu calô vou juntando tudinho para uma hora só, quando eu explodir saí da frente, por que a desgraça tá feita. 




-Eu... quero... que... você... vá... se... foder! —digo pausadamente em português me solto de suas mãos e vou em direção as escadas— Aish, onde eu vou dormir mesmo? —sussurro para eu mesma—


-Iremos dormir no nosso quarto. 


-O que? Eu é você no mesmo quarto?!  


-É... —revira os olhos— Fale baixo garota não se esqueça que somos casados,e os meus pais estão aqui. —começa a andar— Se não quiser dormir ai na sala, acho bom me seguir. 



"Abusado!"



Vou seguindo o mesmo até um quarto enorme, as paredes eram em tons escuro —preto— havia uma grande janela que ia do chão até o teto estava coberta com uma cortina vermelha, perto dela tinha duas poltronas vermelhas, no lado oposto tinha uma cama coberta por lençóis é edredons também vermelho, a cada lado da cama tinha um criado mudo preto —em cada um deles um abajur— para combinar com o resto da arrumação do quarto, mais a frente uma televisão de tela plana enorme junto a um sofá de couro em formato L no chão um tapete cinza aveludado —estamos no inferno literalmente por acado? não posso negar eu amei esse quarto é exatamente como eu queria o meu um dia—. Caramba só esse quarto é do tamanho, do apartamento que dívida com as meninas...



"Por falar nelas... Como será que elas estão?"



Desde que eu saí bem cedo do apartamento elas não me ligaram nem ao menos para saber como eu estava Será que elas já tinham visto a carta que eu deixei? Ou simplesmente não se importam comigo. Não sei o que pensar... 



-Não deixe sua baba sujar meu carpete. Esse quarto também é seu, espero que cuide dele bem odeio desordem. —Jiyong diz debochado— 


-Q-que eu não estou babando — limpo os cantos da minha boca— Ah claro acha que eu sou uma porca? —digo com as sombracelhas arqueadas colocando as mãos na cintura—


-Não disse nada de mais garotinha, não coloque palavras em minha boca, estou indo tomar banho primeiro. —dá uns piscadela—


-Hey eu quero tomar banho primeiro. —vou atrás dele— 


-Ah está me seguindo? Queres tomar um banho comigo —morde os lábios— Tirar proveito do meu corpinho nú —passar a mão pelo seu abs despido— 


-E-eu não —merda guaguejei— Não tenho nenhum tipo de interesse no teu corpo,e muito menos em você! Tu que és o pervertido da história. Humm! —empurro ele pra dentro do banheiro e puxo a porta— Que cavalheiro. 




{...}




Jiyong passou quase uma hora tomando banho, esse cara vai acabar com a água do mundo todo. Depois de muito tempo esperando ele saíu do banheiro com uma toalha branca amarrada na cintura, deixando suas tatuagens amostra algumas gotículas de água escorriam pelo seu abs não tão definido —mas perfeiro—.




-Aigo, deixe de besteira ____ não é tanta coisa. —digo para eu mesma baixinho enquanto pego uma toalha—


-Bom banho querida. —Kwon sussurra perto do meu ouvido quando passo por ele— 



"Eu realmente mereço isso?" 



Entro no banheiro —ela era da mesmo cor que o quarto, apenas possuía algumas decorações brancas—. Ligo o chuveiro na água fria entro embaixo do mesmo sentido meus músculos relaxarem, tomo um banho meio rápido —afinal sempre fui economia em água—, desligo o chuveiro me seco. 




-Cadê minha roupa? —me lembro que deixei em cima da cama— Era só o que me faltava —ando de um lado para o outro— Mais nem fodendo que eu vou sair daqui só com essa toalha, aish terei que pedir aquele pervertido... —coloco a mão na testa— Kwon bobão? —abri uma um pouco a porta colocando só minha cabeça para fora do banheiro— 


-O que é? Mudou de ideia tão rápido garotinha? —diz mexendo no celular— 


-Sempre um pervertido —sussuro— Poderia pegar minha roupa emcima da cama? 


-Tá sem roupa? —diz me lançando um olhar malicioso— Pode sair como está, já vi todo o seu corpo. 


-Meu Deus, você é um idiota! —digo com raiva— 


-Idiota que você ama! —diz vindo na minha direção com meu pijama e meu conjunto de lingerie preta em mãos— Faz de propósito não é mesmo, preto é uma de minhas cores favoritas. 


-Nem em seus pesadelos. Anda me dá minha roupa! 


-Peça com jeitinho Jagiya.—diz provocativo—



"Fala sério!"



-Poderia me dá minhas roupas p-por favor? —coro— 


-Agora sim. —me da minhas roupas—



Fecho a porta na cara dele. 



-Cara abusado. 




Me visto rapidamente logo saindo do banheiro. 




-Pijama de coelhinhos? 


-E daí? —digo com desdém me jogando na cama—



"Que cama macia meu Deus". 




Poderia até pensar que estou no céu. Mais o capiroto em pessoa já está vindo na minha direção, apenas de cueca boxer. 




-Onde pensar que vai desse jeito? 


-Vou dormir. 


-Assim? —digo apontado para seu corpo—


-Eu sempre durmo sem roupas —dá de ombros— 


-Fala sério já não basta ter que dormir no mesmo quarto, na mesma cama que você tenho que aturar você quase pelado! —reviro os olhos— 


-Qualé ____, eu sei que você me ama, e me achar um gostoso. 


-Tu se achas demais, cuidado para um dia não se perderes! 


-Você diz isso agora, mais a pouco tempo atrás você estava no meu apartamento dizendo "oppa isso"... " awnn oppa mais rápido" —sorrir de lado—



"Eu já falei que o odeio?!"




-Aquilo só aconteceu por que eu estava completamente bêbada fora de mim, já faz muito tempo até me esqueci, espero que esqueça também —digo dando as costas a ele— Nem pense em tocar sequer um dedo em mim, ou te denuciarei por assédio! —me viro colocando um travesseiro grande dividindo meu espaço do dela na cama— Essa é tua parte. 


-Okay. —apenas disse isso se deitando do meu lado é se enrolando também—















É...

Não vai ser fácil conviver com Kwon Jiyong...










Contínua? 











Notas Finais


»Hello coelhinha(o)s... Já somos "70" favoritos, estou muitíssimo feliz, tudinho é graças a vocês😇💙✨

»Me digam se estão gostando?... Ou se querem que eu mude algo? {A opinião de vocês é muito importante para mim, gosto dos favoritos mais o que me motiva + são os comentários.}🙏💙✨

»O que vocês esperam para o próximo capítulo? {Se tiverem ideias podem deixar nos comentários ou me manda mensagem no direct não tenham vergonha por favor, irá me ajudar bastante. } 🙏😇💙✨

»Como eu já atualizei duas vêzes nesse mês —com capítulos um pouco grandes— vai demorar um tempinho para que eu volte a atualizar peço a paciência de vocês, please. 🙏😅💙✨

»Dêem uma olhadinha na minhas outras fic's↓↓🐰💙🙏

https://www.spiritfanfiction.com/historia/demonic-love-imagine-park-jimin-17641888

https://www.spiritfanfiction.com/historia/i-love-you-imagine-amber-liu-17401526

https://www.spiritfanfiction.com/historia/my-sweet-demon-short-imagine-jungkook-16746503

https://www.spiritfanfiction.com/historia/a-love-of-three-imagine-threesome-jikook-16898431

https://www.spiritfanfiction.com/historia/dear-obsessionimagine-jeon-jungkook-17014097

https://www.spiritfanfiction.com/historia/do-not-leave-me-imagine-kim-jonghyun-17173238

»Se tiverem lido até aqui deixem #Babydragon {🌚} 😇💙🐰

»Desculpem os erros ortográficos 😇💙🙏

»Até o próximo capítulo ou comentários?! 🙏💙😇

»Beijin da @SadgirlkookieII 🐰💋💙


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...