1. Spirit Fanfics >
  2. My Secret Protector - Min Yoongi >
  3. Capítulo 17

História My Secret Protector - Min Yoongi - Capítulo 17


Escrita por:


Notas do Autor


Oi meus amores.
Me desculpem a demorar pra postar kk
E queria dizer também que o capitulo anterior foi editado, porque eu havia esquecido do Holy. Me desculpem, mas não mudou muita coisa.

E também.. estamos chegando no fim.. é o penúltimo capítulo esse.

Me desculpem qualquer erro.

Espero que gostem.
Beijos amo vocês
Boa Leitura💜

Capítulo 17 - Capítulo 17


Fanfic / Fanfiction My Secret Protector - Min Yoongi - Capítulo 17 - Capítulo 17

                  

                        ___________


Mesmo com aquela máscara que dificultava a mim, ele parecia famíliar. 

- Eu preciso fazer um telefonema. Será que pode me deixa fazer uma ligação? - Ele perguntava. Parecia está triste ou algo do tipo.

- Porque veio justamente aqui? - Pergunto. Tantas casas por aqui.. ele veio logo em mim. Suspeito. 

- Eu passei em várias casas aqui, mas quando me viram, fecharam a porta na minha cara. E você foi a única que ainda não fechou a porta em minha cara. - ele parecia preocupado, e apressado.

- Espera um pouco. - Digo e logo ele assente com a cabeça.

Escosto a porta, e vou até o telefone o pegando. E volto até o moço.

- Pegue. - Estendo o telefone. Ele disca os número e logo alguém o atende.

- Oi. Queria faze uma denúncia... - Ele dizia. - Eu quero me entregar.... sim, violência contra mulher... não preciso ser julgado, a vítima está em minha frente, e ela pode confirmar tudo... ah também queria da o endereço de alguém que vocês procuram a bastante tempo... Sr Robert, meu pai... sim sou o filho, Dylan.. não precisa vim correndo, nem vou sair do lugar. - Ele desliga e logo tira a máscara revelando seu rosto com hematomas de queimaduras.

- C-como? Dylan? Você não estava..

- Morto? Nunca estive.. os bombeiros não avisaram vocês que 'não encontraram nenhum corpo na casa? - Ele pergunta sínico. 

Eu ainda não acreditava que ele estava vivo, e ainda se entregou... eu sabia que se ele tivesse morrido, ele ia mudar.

- Não.. a gente prestou depoimento e logo viemos para cá. - Minha voz sai como sussurro. Dylan ta vivo. A casa explodiu. - Porque se entregou? - Pergunto curiosa.

- Simples.. esse tempo que estava "morto" eu pensei muito, e me culpo por todas as vezes que encostei um dedo em você. Então me entreguei, mas não ser preso sozinho.

Logo ouvimos carros da policia chegando, e logo jogam Dylan pra dentro do carro. A última coisa que ouvi de Dylan foi: "Me desculpe".

Quando estava entrando em casa, vi Yoongi chegando com Holy. Ele havia ido busca-lo no pet shop.

- O que aconteceu aqui? - Ele pergunta entrando junto a mim dentro de casa e soltando Holy que saiu correndo.

- Dylan, não morreu. - Digo. Ele teve a mesma reação que eu.

- A casa explodiu.. Dylan, morreu. - Ele insistiu em que Dylan estava morto.

- Você viu viaturas aqui? - Ele assente calado. - Dylan, não morreu. Nós viemos pra cá, antes dos bombeiros falar com a gente, que não havia corpo na casa. Ele veio parar aqui em casa. Fez uma ligação, e se entregou pra polícia na minha frente, e denunciou Sr. Robert também. 

Yoongi abriu a boca, mas não saiu nada. Ele com certeza não tinha o que falar. 

- Por essa eu... não esperava. - Ele disse ainda sem acreditar em nada.


《Autora On》


A viatura com Dylan dentro, corria atrás do lugar de Dylan havia dito pelo telefone.

- Vai mais devagar.. eu passo mal andando de carro. - Dylan, estava sendo preso, e mesmo assim arrumava piadinhas.

- Está sendo preso. Porque esta tão tranquilo? - Um dos policiais perguntou

- Porque eu sei que fiz a coisa certa, e quero pagar pelo que fiz. Pelo menos vou tirar esse peso que carrego nas costa pelo que fiz.

- Estou impressionado. Mas, vai ser preso do mesmo jeito. - O policial disse. E logo deu atenção a estrada.

Alguns demorados minutos depois eles chegarem a grande casa que Sr. Robert estava. Muito bem escondida aliás.

Eles chegaram arrombado tudo. Alguns policias prenderam ao homens de Sr. Robert. E logo depois vinha ele. Sr. Robert.

Colocaram ele dentro do carro, e ele logo viu que seu filho estava ali. Vivo.

Ele logo foi pra cima de Dylan, o abraçando. A "morte" de Dylan, foi uma aula pra Sr. Robert. Valorizar as pessoas que você ama, por que de uma hora pra outra, pode acontecer de você nunca mais vê-la.

Naquele momento, Sr. Robert nem se importou se estava sendo preso ou não. Ele só queria fazer o que devia ter feito a muito tempo. Da um abraço de pai em seu filho.



《Yoongi On》


Ele se estregou. Bom, fez a coisa certa. Tomara que tenha se arrependido mesmo.

Me celular toca. Era minha mãe.

- Não vai atender? - Sn pergunta ao me ver olhando pro celular.

Atendo o telefone e logo ouço a voz de minha mãe. Ele nunca havia me ligado depois do que aconteceu com meu irmão.

- Oi. Mãe. - não sabia o que dizer. Depois de muito tempo, ela me liga do nada.

- Oi filho. Eu sei que te culpei pelo o que aconteceu com seu irmão. Mas eu quero esquecer isso, eu quero te ver, te abraçar. A muito tempo não te vejo. Não quero mais olha você e vê uma pessoa que se culpa pelo irmão, e sim quero te olha e te ver como meu filho. Agora eu só tenho você. Eu quero aproveita com você, o que não pude aproveitar quando seu irmão estava com nós. O seu pai também quer o mesmo... Yoongi? Filho? - O que esta acontecendo hoje? Meu Deus. 

- A-ah.. Oi mãe. - É incrível quando eu não sei o que falar e acabo falando nada com nada.

- Eu quero ir te visitar. Ainde está morando? - Ela pergunta animada.

- Estou morando naquela antiga casa, que a única que a Senhora sabe aonde é. 

- podemos ir amanhã? Fazer o dia produtivo?

- Claro mãe. - Depois de tanto tempo, eu voitei a sentir o que é ter mãe. - Ah, e também tenho uma novidade mas, só ira saber amanhã.

-Ta bom filho. Ata amanhã, Tchau. - Ela desliga. 

- Sua mãe? - Sn pergunta. 

- Sim. Ela irá vim amanhã nos visitar. Irei contar sobre você pra ela. - Puxo ela pra perto de mim, colocando nossos corpos, e a beijo, mas logo nso separamos.

- Estou feliz por volta a falar com seus pais. - Ela riz sorrindo. 

- Eu também. Eu te amo, dês do dia que te conheci, eu sabia que era o amor da minha vida. Eu te amo muito. - digo sorrindo. E dou um selinho nela.

Estávamos nos encarando, quando percebemos que a casa estava muito silenciosa. 

- Cadê o Holy? - Sn pergunta.

- É mesmo né!? Vamos procurar, se ele fica sozinho, ele faz bagunça.

Enquanto procurávamos, nos divertiamos. E ele estava em nosso quarto destruindo meu..

- Meu sapato Holy!? - eu e Sn riamos como duas crianças.




Continua?


Notas Finais


Foi isso kk espero que tenham gostado.
Bom, de qualquer jeito eu tenho que acabar né, então esse foi penúltimo capítulo.

Bom, até o próximo Capítulo.
Beijos❤


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...