História My Sexy Love - Capítulo 31


Escrita por:

Postado
Categorias Alexis Ren, Anitta, Antoine Griezmann, Cristiano Ronaldo, J Balvin, James Rodríguez, Lais Ribeiro, Marcelo Vieira, Neymar, Sara Sampaio
Personagens Alexis Ren, Anitta, Antoine Griezmann, Cristiano Ronaldo, J Balvin, James Rodríguez, Lais Ribeiro, Marcelo Vieira, Neymar, Sara Sampaio
Tags Dinheiro, Drama, Fama, Moda, Romance
Visualizações 235
Palavras 2.129
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Aventura, Comédia, Crossover, Drama (Tragédia), Esporte, Famí­lia, Festa, LGBT, Romance e Novela, Suspense, Violência
Avisos: Adultério, Álcool, Bissexualidade, Drogas, Heterossexualidade, Homossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Sadomasoquismo, Sexo, Violência
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Capítulo 31 - Capítulo Trinta e Um


Fanfic / Fanfiction My Sexy Love - Capítulo 31 - Capítulo Trinta e Um

Madrid, España 

Alexis Ren

Estava colocando o vestido e ainda estava um tanto tensa, se eu soubesse não teria ido até Cristiano, não teria nem ligado, mas enfim, não estou nem aí, só queria ir logo, a maquiadora me ajudou com o vestido, já que ele era trançado atrás nas costas inteira.
- Obrigada - Sorri para ela que sorriu de volta, terminei colocando o salto e indo até a frente do espelho para ver se estava tudo okay, o motorista já esperava, digamos que estou bem em cima da hora, optei por uma bolsa de mão pequena e assim já podia ir, o elevador já estava no corredor e entrei rapidamente descendo até o térreo e indo até para fora onde o motorista esperava ao lado do carro, o dei boa noite e entrei no carro, no caminho ouvia alguns áudios que Manu mandava pelo celular de minha mãe dizendo que estava morrendo de saudades, e deu uma reclamada de não poder vir comigo, durante o trajeto teve um pequeno trânsito mas nada que me impedisse de chegar lá na hora. O motorista desceu e abriu a porta para mim, e ai tem aquela coisa toda do tapete vermelho e os fotógrafos, já de primeira dei de cara com Griezmann que parecia ter acabado de chegar também.
- Olá - O cumprimentei e ele olhou para trás
- Oi - Sorriu e alguns flashs já miraram em nós - Achei que só eu estava muito em cima
- Dei uma atrasadinha também - Fomos andando lado a lado, passando pelas câmeras até conseguir entrar
- Oi gata - Me alegrei por ver Sara
- Oi, faz tempo que não te vejo - Nos abraçamos
- Faz mesmo - Ela deu um pequeno oi para Griezmann que estava do meu lado conversando com outras pessoas - Ja trocou de namorado - Fiz que não
- Eu não tenho namorado, mas que coisa - Nós rimos
- Vem, vamos adentrar esse lugar cheio de pessoas ricas, e que de vez em quando usam umas roupas nada a ver - Olhei em volta e é, é verdade
- Vou concordar com você - Até chegarmos aos nossos assentos, conversamos com algumas pessoas e depois sentamos bem próximas para ver o desfile, que claro, foi incrível, Griezmann sentou um pouco afastado de nós, e ali os fotógrafos estam sempre tirando fotos, tanto das modelos quanto dos convidados, e entre eles haviam pessoas de outras marcas mega famosas, então apenas assistimos fazendo alguns comentários de vez em quando.
------------------------------------------------------------------------------
- Que bom que vocês vieram - Bella Hadid conversava conosco na afterparty, estava junto de seu irmão Anwar
- Foi incrível, você estava linda - Sara a parabenizou pelo desfile
- Estava não, está linda - Disse a ela que agradeceu
- Fiquei sabendo que você também fez um trabalho pra Chanel - Fiz que sim
- Mas isso só no próximo mês, vamos comemorar agora o incrível desfile que você participou - Um fotógrafo pediu por uma foto nossa e nos juntamos para que ele pudesse tirar, na after os fotógrafos tinham alguns minutos liberados la dentro para fotografar, mas logo eles saíram e assim ficamos mais confortáveis já que tudo o que fazemos vai parar na mídia, só que talvez eu esteja à vontade demais ja que bebia muito.
- Quero beber igual a você - Sara se juntou a à mim enquanto entregava uma taça vazia ao garçom e pegava outra cheia
- Na verdade não bebo tanto assim, mas já passei muito estresse hoje, então e dai né - Ela deu de ombros e concordou bebendo junto comigo, Donatella Versace estava lá, e não nego que fiquei feliz quando ela conversou conosco, disse ter nos visto no último desfile da VS e que estávamos incríveis, se eu esperava Donatella Versace me vendo por ai? De jeito nenhum, então, estou realizada.
- Acho que estou bebendo muito - Sinto estar meio tonta
- Então não beba mais - Sara deu risada
- Não - Peguei outra bebida e a bebi rápido
- Vou ao banheiro, você vem? - Sara perguntou
- Não, pode ir - Ela saiu e fui a um lado onde tinha menos pessoas, um lugar mais discreto, la havia um quadro e por um tempo fiquei o encarando - Não entendo nada de arte, isso é um borrão - E ai outro garçom passou a minha frente e adivinha só, eu peguei outra bebida.
- Ai está você - Griezmann apareceu todo embaçado aos meus olhos
- Oi - Disse talvez animada demais - Estou aqui - Deixei o "i" do final da frase longo demais
- Está se divertindo? - Fiz que sim
- Estou me divertindo - Pisquei para ele e senti meu celular vibrar, o peguei rápido de dentro da pequena bolsa e era uma mensagem, mau conseguia ler o nome, mas abri mesmo assim, tinha uma foto, não conseguia ver bem, mas certeza que era Cristiano, e havia duas mulheres, e mesmo não conseguindo ler nada, estava escrito "Segui seu conselho, vou sair com outras mulheres", e agora estou furiosa.
- Algum proble...- Antes que Griezmann terminasse a frase o interrompeu o beijando, é, neste exato momento estou beijando Antoine Griezmann, até que ele beija bem, tem uma boca macia, mas parecia meio enrolado, talvez porque o peguei de surpresa
- Quer sair daqui? - Ele me olhou confuso mas fez que sim
- Tá, eu só preciso pegar algumas coisas, fica aqui - E ele saiu rápido, encarei a mensagem de novo e guardei o celular respirando fundo.
- Vamos lembrar mais uma vez que eu sou meio louca, e que quando bebo crio coragem - Disse para mim mesma e quando vi estava andando para fora de la, sem me despedir de ninguém, já que todos estão distraídos entre si, vou aproveitar esse momento em que não irei precisar parar para falar com ninguém, queria apenas sair dali.
Quando sai para fora descendo as escadas do local, um dos motoristas contratados já estava ali e quando me viu aproximando abriu a porta para que eu entrasse e logo entrou pela frente
- Para onde senhorita? - Ele me olhou pelo retrovisor
- Para a casa do Cristiano - Mau conseguia me sentar direito naquele banco de couro escorregadio, nem sei como andei bem até aqui
- E onde seria? - Ele perguntou
- Onde o Cristiano mora - Minhas palavras saiam meio enroladas
- Mas senhor... - O enterrompi
- Vai logo - Ele ligou o carro dando partida no mesmo sem nem saber para onde ir.

Madrid, España

Cristiano Ronaldo 

Estava sentado no sofá, sai com os caras e nessa saída meio revoltado trouxe duas mulheres pra casa, bom, pelo menos não tem ninguém em casa, e com certeza as duas são lésbicas porque se deram super bem e nem me deram bola, mas e daí, nem se eu quisesse iria ficar com elas, eu fui é louco de traze-las, e ainda mandei foto para Alexis, não acredito.
Me levantei indo até a cozinha e deixando as duas la, nunca bebo, mas talvez agora eu possa dar um gole, coloquei um pouco de Whisky e bebi, só um pouco mesmo porque não bebo, fui ate a porta da cozinha onde o interfone tocava.
- Sim? - Dei outro gole do Whisky
- Você pode por favor abrir? - Engoli o Whisky em seco, rasgando minha garganta, quase engasgando
- Alexis? - Iria ligar a tela da câmera mas nem precisava para ter certeza que era ela
- AGORA! - Ela gritou e destravei o portão da frente, joguei o copo na pia e sai correndo em direção a sala onde tinha um espelho, baguncei meu cabelo, abri o zíper da calça e desabotoei alguns botões da camisa, não demorou muito e ouvi a porta praticamente sendo espancada, e aquelas garotas que eu nem me lembrava os nomes se assustaram
- Podem continuar meninas, está tudo sob controle - Fui até a porta onde ela continuava a bater e respirei fundo tentando não rir e a abri
- Oi, é você - Ela me encarava com a cara fechada - O que faz aqui?
- Você me mandou isso - Jogou o celular no meu peito e eu vi a mensagem
- Mandei? - Me fiz de desentendido - Eu nem me lembro mais - Uma das meninas, a ruiva apareceu na porta meio curiosa
- Quem é essa? - Alexis a olhou furiosa
- Essa é minha amiga Alexis - Agora a outra, a morena apareceu também, Alexis abriu a boca em um perfeito O, fazendo cara de inacreditada que essas duas estavam realmente ali, sem a parte de cima da roupa, apenas o sutiã
- Que susto, por um momento achei que alguém estava tentando invadir aqui - A morena colocou a mão no peito - Não precisamos dela
- Quem você pensam que são? - Ela estava nitidamente com raiva, e assim nos empurrou e entrou na casa batendo a porta, segurei o riso e abri a porta não vendo ninguém e as duas garotas entravam um tanto com receio
- Eu acho melhor vocês se vestirem e irem, tomem cuidado, ela é perigosa - Dei risada andando pela casa a procura de Alexis - Onde você está? Está começando a me assustar também - Andei até a cozinha e nada, nada na sala também, talvez ela esteja lá em cima, então subi os degrais rápido, olhei em alguns cômodos mas nada, quando voltei ao começo da escada ouvi gritos e desci correndo, As garotas corriam para fora enquanto Alexis aparecia da cozinha atrás delas segurando algo que não consegui ver o que era, desci correndo e fui para fora.
- Ela é louca - Uma das meninas gritava enquanto descia as escadas, Alexis jogava as roupas delas pela escada
- Estão ouvindo isso? É o telefone tocando, estão precisando dos seus serviços em outro lugar - Ela iria descer mas a segurei
- Nós não somos putas - A outra gritou recolhendo sua roupa
- Saiam daqui, suas nojentas, ridículas - Estava difícil a segurar se mexendo tanto, mas consegui a levar para dentro - Ai, me solta! - Ela de debatia, continuei a carregar até o quarto, subir a escada foi péssimo, quase cai a levando junto, a coloquei no chão e fechei a porta - Eu te odeio
- Não acredito que veio até aqui - Coloquei a mão na cintura
- E agora ja posso ir embora - Ela tinha a voz arrastada
- Você bebeu? - Ela fez que sim - Agora que está aqui fica
- Não, porque eu te odeio - Jogou um salto em mim - Você é podre, e só serve para atrapalhar minha vida - Jogou o outro salto em mim - Eu não quero mais ver a sua cara - Pegou os travesseiros os jogando também, mas acabou se desequilibrando e caindo na cama
- Para de jogar as coisas - Ela cruzou os braços
- Quero ir embora - Se sentou e ficou de frente para mim
-  Fica - Ela se deitou de novo
- Muito macia sua cama - É, com certeza ela esta bêbada, aproveitei que ela não estava mais tão brava e é a arrumei na cama me deitando do seu lado
- Você é doida Alexis - A encarei rindo, mas logo fiquei sério - Não acredito que preferiu aquele cara
- Não acredito que trouxe aquelas duas pra ca - Me encarou seria também, ainda com a voz embargada
- Me desculpa pelo o que disse hoje - Ela fez que sim
- Obrigada por se desculpar - Dei risada outra vez
- Tomara que elas não te denunciem - Voltei a rir me lembrando da cena
- Elas não são loucas, eu mato elas - Deu de ombros, depois ficou em silêncio
- Você cheirou o meu cabelo? - Mais uma vez ela fez aquele barulho com o nariz
- Não - E mais uma vez ela afirmou que não, olhei seu rosto e ela tinha os olhos fechados
- Está com sono? - Subi meu corpo para ficar na altura de seu rosto
- Não, só estou descansando os olhos - Sorri
- Você é louca - Dava risada outra vez
- Eu sei - Continuava com a voz arrastada, mas agora com um leve tom de sono, talvez ela tenha bebido demais para conseguir ficar acordada, esperei mais um tempo e ela não disse mais nada, acabou adormecendo com o vestido que estava mesmo, a cobri e voltei a me deitar ao seu lado um tanto feliz por ela estar ali, furiosa, porque com certeza foi ciúmes.



Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...