1. Spirit Fanfics >
  2. My sin. >
  3. Alarteascendere.

História My sin. - Capítulo 11


Escrita por:


Notas do Autor


é isto aí, boa leitura!

Capítulo 11 - Alarteascendere.


Duas semanas haviam passado rapidamente, e logo eu me encontrava no dia do meu aniversário. Jisoo havia voltado há alguns dias para pegar o restante de duas coisas, deixando o quarto do meu pai parcialmente vazio. Tudo aconteceu tão depressa, mas consegui me acostumar rápido. Taehyung comemorou o aniversário dele e do Yoongi em um dia, pois Yoongi fazia aniversário um dia depois do Tae. Agora, oficialmente eles tinham 17 anos de idade. Sim, o Yoongi reprovou duas classes também, mas em compensação, Jimin tem a minha idade! Quer dizer, fez 15 um mês antes de nos conhecermos. Nós quatro havíamos nos juntado nesse dia para passar o dia no parque de diversões (aproveitei que meu pai estava com o turno dobrado nesse dia e fui fanfarrar). No final do dia, resultou em uma Dara com uma pelúcia, um Taehyung com uma máscara do Pânico, um Yoongi encharcado e um Jimin cheio de doces. Sim, esse dia foi perfeito, e rendeu muitas fotos com aqueles garotos. E, ah! Esqueci de mencionar, a Chaelin não me mandou mensagem, ela ligou pra mim. Eu nunca fui fã de ligações, mas ela puxou tanto assunto comigo, que acabei me acostumando com sua voz. Faz exatas duas semanas que ela também anda comigo e com os meninos, confesso que nada podia melhorar. Escuto um barulho vindo da porta e guardo o diário no qual eu estava escrevendo embaixo do travesseiro. 

- Pode entrar, pai.

Eu tinha acabado de acordar e estava fazendo um breve resumo dos meus dias, me sentei na cama, a perna dobrada com o pé esquerdo embaixo da minha coxa direita, e minhas mãos fechadas em cima da camisola entre minhas pernas. A porta do quarto se abre e Jungkook entra com sua costumeira roupa de policial. Ele se arrumou tão cedo... Está magnífico, como sempre. Mesmo que roupas de policiais costumem ser meio folgadas, o corpo exuberante dele sempre estava a ser marcado naqueles tecidos. Suas coxas grossas e peitoral firme sempre chamaram atenção, não só a minha, mas a de todos.

- Bom dia, meu anjinho, e feliz aniversário.

O homem se agacha na minha frente e põe as mãos em meus ombros despidos, se inclinando para frente enchendo meu rosto de beijinhos quentes e macios. Não pude evitar conter um sorriso bobo diante de tal ato, o qual foi retribuído com um sorriso ainda mais bonito do mais velho. 

- Estarei lá embaixo te esperando. Amo você, e não demore muito para não perder a hora.

Proferiu as últimas palavras se levantando e apertando levemente o meu queixo, antes de ir embora pela porta do meu quarto.
            Hoje será um dia e tanto!

                                                                                 -·.¸¸.·´ ¯ `·.¸¸.·-

As aulas do colégio se passaram tão rápido, que o intervalo teve que passar voando. Pude acertar os detalhes da minha "festa" com o pessoal e marquei de passar o dia com a Chaelin em um salão de beleza. Já eram 14:00 da tarde e lá estávamos nós.

- Felizmente meu pai concordou, senão eu teria que jogar um charminho pra ele até ele deixar! 

Dara e Chaelin riram, estavam uma ao lado da outra no salão de beleza, fazendo suas unhas. 

- Um charminho, né? tenho certeza de que isso funcionaria. - Chaelin me olhou provocativa, como se estivesse pensando em outro sentido... Oh não.

- Chaelin!!! Não!! Claro que não!!!

Dara sentiu seu rosto queimar de vergonha enquanto sua amiga ria descontroladamente da sua cara. Logo após terminarem suas unhas, foram para o cabelo. Como os cabelos das duas já estavam grandes demais para entrar no colégio, ambas os cortaram na altura dos ombros (sem mentir, cortaram um pouquinho maior, rs). O tempo passou rápido e logo já eram 16:00, valeu muito a pena passar o dia me preparando com a Chae. Nos conhecemos há pouco tempo, mas sito uma energia boa vindo dela. Fico feliz por pensar que tenho uma amiga. Ao chegar em casa, percebo que meu pai ainda não chegou, então dá tempo de fazer uma surpresa. Corri para meu quarto e me tranquei lá, retirando da bolsa o meu elemento X.

Uma tinta de cabelo com efeito temporário.

                                                                            -·.¸¸.·´ ¯ `·.¸¸.·-

Felizmente ainda são seis da noite, acabo de vestir uma camisa branca e uma calça bege, para completar a roupa, coloco uma das minhas jaquetas favoritas, a básica de couro preto. Desço as escadas penteando meus cabelos com as mãos ao ouvir a campainha ser tocada duas vezes. Girei a maçaneta e ao abrir a porta, dou de cara com o homem que viera para entregar o bolo. A primeira parte do bolo, a maior, era literalmente colorida, um bolo arco-íris. Eu sempre soube que Dara queria um daqueles e esperava do fundo do coração que ela gostasse de uma das surpresas. E o bolo menor, em cima do maior, era completamente branco, com dois leves traços negros para indicar olhos alegres, e um chifre de unicórnio dourado o enfeitando junto de tiras coloridas de chantily, simbolizando a crina colorida do unicórnio. Paguei a encomenda e logo empurrei a porta com o pé para que ela fechasse. Assim que pus o bolo em cima da mesa da cozinha, a campainha toca novamente. E ao abrir a porta mais uma vez, me deparo com os amigos de Dara. Sorri para eles.

- Olá, senhor Jeon! - Uma garota e mais dois garotos falam em uníssono, suponho que sejam Jimin, Yoongi e Chaelin.

- Oi tio! - Taehyung se pronuncia, me abraçando alegremente o qual eu retribuo dando uns tapinhas em suas costas.

Dou espaço para que todos eles entrem e em seguida fecho a porta. Dara teria algumas horas com ele até os adultos chegarem e lhes darem parabéns, para me fazer companhia. Ri com a ideia. 

- Bom, só nos falta a aniversariante agora..

- Espera senhor Jeon! Não vá buscar ela, sabe como a Dara é meio dramática, né? Isso não é uma "festa festa" de 15 anos, mas ela ainda quer causar. - Chaelin fala antes que eu fosse buscar minha filha. 

Ao ouvir suas palavras, não só eu como os meninos deixamos escapar alguns sorrisinhos. Ela causa algo até quando ela não quer, pensei. Logo os sorrisos cessam e eu me dou conta do porque, ali está ela, no topo da escada. Como sempre, seu Vans preto está em seus pés, nunca lhe falta um tênis nos pés. Sua pele alva está mais chamativa devido ao curto e negro vestido que está usando, sua pele, principalmente da metade de suas coxas para baixo e no seu decote em V, estão à mostra; lantejoulas escuras, mas coloridas, compõe o vestido para que não fique tão sombrio. Ela está tão linda... Então meu olhar se eleva para seu rosto e minha boca, agora, está mais entreaberta do que antes. Seus cabelos, minha nossa... Os fios levemente ondulados e loiros deram espaço à um tom rosa bebê. Que tipo de anjo eu vejo na minha frente? Ela está sem óculos, usando apenas um perfeito delineado nos seus olhos e um lip tint que está a deixar seus lábios mais vermelhos.

- Meu Deus, garota! Você tá divina! - Chaelin me retira do meu transe, fotografando minha filha várias e várias vezes.

Os meninos a elogiam e assobiam para ela, confesso que isso me deixou com um pouco de ciúmes, afinal de contas eu sou seu pai.. Sim? Contudo, esqueço isso e foco na garota mais linda que conheço vindo até nós. O sorriso em meu rosto está fixo, grandioso de paixão e felicidade. Meu coração parece bater mais rápido, e eu não acho uma explicação pra isso, mas suponho que seja o nervosismo de a vê-la crescer tão rápido... Ao chegar no chão, ela vem ao meu encontro, sorrindo para mim. Jungkook abraçou delicadamente sua cabeça por ela ser pequena, ao se separarem, Dara deixa um breve beijinho na bochecha de Jungkook, próximo aos seus lábios, sem que ninguém pudesse ver.

- PARABÉNS NENÉM. - Os três amigos da garota se juntam a ela em um abraço coletivo, arrancando uma risada alta do meu raio de sol. Por uma fração de segundos ela me olha, e havia algo em seus olhos que eu não via há alguns dias: felicidade.

As horas passaram tão rápido que eu não consegui cronometrar o tempo de chegada e ida dos visitantes, mas houveram coisas muito honradas de se lembrar e guardar na memória. Dara soprou as 15 velas comigo, e o momento foi digno de belas fotos e vídeos do momento em que cantaram parabéns. Quando Namjoon chegou com Lisa, Hoseok e seus filhos Jin e HyunA chegaram em seguida. A família estava completa, Jin e HyunA estudavam em outro colégio devido morarem na cidade ao lado, era demorado para eles virem até onde moramos, mas isso não impediu que todos os garotos conversassem abertamente entre si. Nos momentos de distração eu podia ver Yoongi tentando dar em cima de Dara, ela não percebia, mas eu sim. Um sentimento estranho corria por meu corpo ao ver isso, felizmente, um dos refrigerantes de latinha estourou bem na cara dele, ensopando seu rosto e cabelos. Todos presentes riram, inclusive eu. Mas a melhor parte de tudo... Era poder ver o lindo e estonteante sorriso dela.

                                                                            -·.¸¸.·´ ¯ `·.¸¸.·-

- Tchau, tchau! Até a próxima! Obrigado pelos presentes! Prometo que abrirei todos agora! - Ela sorria enquanto acenávamos para os convidados de partida.

Ao fechar a porta, ela suspira com um "Ufa!" e se recosta nela. Ando com um sorriso pequeno no rosto enquanto pego os pratos descartáveis do chão, assim como os copos dos convidados que ali estavam. Felizmente a casa não estava uma bagunça, era algo rápido de se ajeitar.

- Como foi seu aniversário, filha? Você gostou? - Jungkook pergunta sem precisar alterar o tom de voz, já que sentia menina caminhar até a cozinha, cômodo em que ele se encontrava jogando os descartáveis no lixo.

- Tá brincando? Eu amei! - A voz da garota era eufórica, como se tivesse acabado de sair de um parque de diversões. Jungkook sorri de canto com seu entusiasmo enquanto guardava as talheres limpas na gaveta à sua frente; então, sente braços pequenos e pálidos rodearem a sua cintura. - Obrigado, papai... 

Junguk para abruptamente o que está fazendo e a menina, pensando que há algo de errado, o solta, preocupada. O homem se virar devagar para a olhar. O olhar carinhoso e confuso da menina tenta achar algo no rosto do mais velho, o qual respira fundo antes de colocar sua canhota na bochecha direita da garota, seus dedos fazem um breve carinho ali antes de se afastarem do rosto e se direcionarem mais para trás, em seus fios rosados. Jungkook se inclina para estar mais perto da menina. A menor sentia seu coração acelerar a cada movimento do homem à sua frente, ao tentar dar um passo para trás, esbarra na grande mesa de madeira atrás de si, ficando encurralada. Jungkook olha intensamente em seus olhos. Ele precisava ter certeza.

- Você sente algo por aquele garoto que estava aqui mais cedo? - ele pergunta calmamente, acariciando os cabelos da garota.   

- O Yoongie..? N-não... Somos só amigos... - Ela parecia estar omitindo a resposta da pergunta , o que deixou Jungkook com dúvidas, o fazendo erguer a sobrancelha.       

- Mas.. Se não por ele, você sente algo por alguém?

Jungkook se encontrava muito perto do rosto da garota, seus lábios roçavam na bochecha esquerda da menina de forma perigosa, sua canhota estava no pescoço pálido fazendo um carinho aconchegante no local. A destra do mais velho então pousa no ombro esquerdo da menina, deslizando para trás, tocando com a ponta dos dedos as costas nuas como se fosse o tecido mais caro e frágil do mundo. A respiração da menina estava a falhar, seu corpo sentia pequenos arrepios devido aos toques gentis em seu corpo. "O que está acontecendo?" ela pensava repetidamente, várias vezes. Mas seu corpo ansiava por mais toques daquele, ela queria mais... Como se o maior pudesse ler seus pensamentos, Jungkook por fim, deixa sua mão direita segurando firmemente a cintura da pequena e adorável criatura à sua frente, sua canhota cessa com os carinhos, e sua orbes escuras observam profundamente os olhos da garota por segundos, antes dos seus lábios finalmente se encontrarem aos dela em um beijo apaixonadamente fora da razão.


Notas Finais




Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...