1. Spirit Fanfics >
  2. My sin- Namjin >
  3. Sin of death

História My sin- Namjin - Capítulo 13


Escrita por:


Notas do Autor


>.<

Capítulo 13 - Sin of death


Igreja

Ficou decidido, Jimin ficaria com Abel enquanto Jin ajeitava as coisas na igreja. Era um Domingo de rezas, chamado Domingo de perdões, os fiéis se enfileiravam e um á um davam uma de dracma ao templo e depois pediam perdão por alguma coisa. O homem de branco ainda não tava presente, então Jin teve de ficar no seu lugar. Se purificou pela manhã e desceu até onde era feito as ofertas, tirou uma de dracma do bolso e colocou na caixa, se ajoelhou e pediu silenciosamente esclarecimento, a verdade e paz. 

Depois das suas súplicas, abriu as enormes portas e os fiéis um á um começaram a entrar, como a maioria tinha ido para a tirada, não demorou muito. Meio dia ás portas iriam se fechar novamente, quando a última pedinte foi embora Jin foi fechar as portas, porém, uma voz o fez parar. 

-Olá puritano, ainda dá tempo para eu rezar? -O tom provocativo na voz fez os cabelos da nuca do moreno se erriçarem. 

-Desculpe, mas se tivesse chegado mais cedo daria tempo sim! -O menor mentiu, o que não passou despercebido pelo Kim.

-Mentir é feio... -Ele entrou na igreja sem permissão e andou até a caixa de ofertas. -Olha só... -Uma de dracma tinha caído no chão, ele pegou a moeda e girou nos dedos, logo a colocando na caixa. -Oferta paga. 

-Você não pode fazer isso! Cade as suas de dracma? -O moreno exaltou a voz com raiva.

-Eu não tenho... 

-Só os que se batizam ganham os dracmas. -Murmurou e se virou suspirando. -Faça sua reza. Não vou te atrapalhar. 

O moreno se sentou em um dos bancos e esperou o Kim terminar suas preces, em um último ato de provocação aumentou a sua voz pedindo por carnalidades. 

-Por favor te rogo, dinheiro, fama e um certo puritano. -Clamou por último e se levantou, o moreno o olhava abismado, era muita cara de pau.

-Você deveria era pedir perdão. 

-E você deveria se meter com as suas preces! -Exclamou mas logo se arrependeu ao ver a face tristonha do puritano. -Eu só pedi o que eu queria. -Disse num tom mais suave. 

-Um certo puritano né? -Ele perguntou inocente. O moreno não se achava atraente, muito pelo contrario, uma vez uma das madres lhe disse que era tão atraente quanto uma lesma morta. Aquilo doeu, e muito. Esse pequeno episódio fez com que o Kim crescesse pensando que era realmente como uma lesma morta. 

-Sim... Queria que ele cedesse aos meus encantos. -Sussurrou.

-Bem, tenho que tocar o sino, já são meio dia. -Disse tentando fugir do assunto.

-Eu posso te acompanhar? -O Kim pediu de maneira tão dócil que ficou impossível dizer não. O puritano assentiu e ambos subiram.

Enquanto andavam pelo corredor e a luz da vela iluminavam o rosto do moreno o Kim o observava, lábios vermelhinhos e rechonchudos bastante chamativos... 

-Jin... -O chamou pelo nome.

-Hum? 

-Eu posso... -O moreno se aproximou. - Te dar um... -Tocou o rosto do moreno e acariciou. -Beijo?

-Que? -Os rostos estavam próximos o suficiente para sentir um a respiração do outro. 

-JIN NÃO! -Liliht apareceu e assustou o moreno.

-Mãe? -A chamou involuntariamente, tarde demais, o Kim já havia tomado os lábios do moreno em um beijo carregado de sentimentos, luxuria e pecados. Um pecado que agora ambos dividiam. Liliht se auto repreendia por ter chegado tarde demais, o moreno descobriu que a mulher era sua mãe, Namjoon tomava seus lábios com volúpia Jin estava sem reação, atômico.

As palavras do Kim o enrolavam como uma serpente, os beijos que não cessavam, as carícias, o pecado era tão deliciosamente impuro. O sabor dos lábios do Kim era tão delicioso quanto vinho tinto, tão viciante quanto a bebida. Queria mais, tinha mais. O Kim se separou e o encarou com um sorrisinho. 

Continua...


Notas Finais


Desculpa o cap pequeno... :/

Prometo compensar no próximo.


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...