História MY Sin Namjin - Capítulo 1


Escrita por: ~

Postado
Categorias Bangtan Boys (BTS), Originais
Personagens J-hope, Jimin, Jin, Jungkook, Personagens Originais, Rap Monster, Suga, V
Tags Bangtan, Bts, Drama, Jinmon, Mistério, Namjin, Romance
Visualizações 7
Palavras 847
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 16 ANOS
Gêneros: Ação, Aventura, Drama (Tragédia), Ficção, Ficção Científica, Fluffy, Harem, Lemon, Mistério, Policial, Romance e Novela, Sobrenatural, Survival, Suspense, Violência, Yaoi (Gay)
Avisos: Álcool, Drogas, Estupro, Heterossexualidade, Homossexualidade, Insinuação de sexo, Intersexualidade (G!P), Linguagem Imprópria, Nudez, Pansexualidade, Sexo, Suicídio, Tortura, Violência
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas do Autor


FINALMENTE
Depois de 84 anos
Eu recuperei a senha
E chim esta de volta

Resolvi reescrever essa historia, porque sim.
Espero que gostem

boA leitura

Capítulo 1 - Chapter 1


Fanfic / Fanfiction MY Sin Namjin - Capítulo 1 - Chapter 1

- Me dâ! – O garoto loiro diz esticando as mãos para o queijo longe de seu alcance na mesa, tentava de todas as formas possíveis, porem apenas o que conseguiu foi quase cair da cadeira em que estava. Sua mãe o observava com um sorriso apaixonado e bobo ao mesmo tempo, logo pega a fatia de queijo e entrega nas pequenas mãos do filho. A criança se concentrava e muito em colocar perfeitamente a fatia entre as duas partes do pão enquanto o olhar risinho de sua mãe se trona algo preocupado

-Meu bem, como vai à escola? – O garoto não desvia o olhar para ela, pelo contrario agora se mantinha focado em coloca o café na bandeja o que o fez responder a pergunta com um simples “Boa”

 

A meses a mãe do garotinho notará coisas estranhas relacionadas a escola do filho, Não gostava da quantidade de livros que um garoto de 9 anos levava para casa e lia sem ao menos reclamar, Jin desde que passou a ficar mais horas na escola havia parado de sair, não gostava mais de brincar, apenas ficava no quarto vendo ou estudando. E sempre que perguntava o menor simplesmente dizia que era o mais inteligente da sala e que gostava disso.

-O que você fez ontem nela? – ela volta a o questionar querendo arrancar algo do garoto mas de uma forma não forçada, já havia riscado abuso da lista de suspeitas, já havia levado o loiro em psicólogos, médicos, além de inspecionar bem o corpo do filho, mesmo não aparentando ser nada, algo estava errado!

- Uma prova. – ele responde deixando a bandeja com o lanche e a xícara de café sobre o balcão finalmente parando de se esticar sentando na cadeira

- Todos fizeram?

- Não! Apenas eu!

-E-e porque apenas você? – se aproximou do menor com esperanças de que falaria algo mas ele apenas balança os ombros como “ não sei”. O pouco de atenção que recebia acabou quando o pai de Jin se colocou na cozinha, o menor virou o corpo e correu até o mais velho como um raio

- ah, quanto amor! – o maior fingiu ser atacado e olhou o garoto agarrado em suas pernas

- papai, fizemos seu café!! Olha – ele apontou a bandeja no balcão ao que seu pai sorriu doce o segurando nos braços indo até a esposa lhe roubando um selar rápido, mas lento o suficiente para arrancar uma careta de Jin e um ‘eca’ que logo fez seus pais rirem

- Estávamos falando sobre a escola de Jin! – Ela diz chamando a tenção do marido elevando o tom da voz e o olhando, O pai de Seok não se importava muito com isso, para ele era bom que o filho fosse superdotado, o que irritava e muito a mulher

- A escola? Como ela esta Jinnie? – O maior pergunta colocando jin sobre sua coxa comendo o que o filho e a esposa tinham feito

- A noona disse que sou um gênio!
- A meu bem, isso é ótimo!

- Não, não é Jin me diz filho El- o ambiente ficou em silencio, o estrondo na porta o silenciou, todos permaneceram calados até o próximo som alto chegar como uma bomba em seus ouvidos. Jin agarrou o braço do pai enquanto o mesmo se afastava com ele da li. Logo a porta que era forçada se quebrou, Foi tudo como um sopro, Jin que se prendia a seu pai foi puxado sem delicadeza, enquanto sua mãe gritava tentando o pegar de volta, o garoto chorava  batendo no abdômen de seja lá quem fosse que o levava para fora da casa
Quando se deu em si que não sairia dali mordeu com força o braço do homem que o carregava recebendo um remungo de dor e logo um puxão de cabelo

- SEOK – o grito de seu pai ecoou sobre a casa e logo o barulho de tiro se juntou aos ecos, O homem que o tirava da casa não se importou nem ao menos em não o deixar ver os pais morrendo.

Seok apenas pode ver uma poça de sangue que se estendia mais e mais.
Ainda não tinha dado a conta do que havia acontecido, apenas sentiu um vazio dentro de si que o fez chorar ainda mais em desespero chamando os pais. O homem se pôs a o segurar mais forte entrando no carro no passageiro com o mais novo.

- O cale, odeio choro de crianças! – a mulher que dirigia fala tirando o óculos escuros que usava criando mistério em cima de batom vermelho mahogany que estava em seus lábios.
Com as ordens da mulher o braço de Jin fora segurado com brutalidade mas a dor no peito da pequena criança não o deixou sentir a dor da picada da agulha

E parando de gritar lentamente Jin foi ficando sonolento, mas sem parar de chorar, o carro escuro com tudo fechado foi ficando abafado para o menor e tudo ficou embaçado por um tempo até ele se calar de vez e cair ao couro do banco. 


Notas Finais


Bom, foi isso!

Aviso que os dois primeiros Capítulos serão curtos por serem mais "explicativos"

espero que tenham gostado

Até mais

~chim


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...