1. Spirit Fanfics >
  2. My Slave >
  3. Uma Noite

História My Slave - Capítulo 9


Escrita por:


Capítulo 9 - Uma Noite


Oláaaaa.

Boa leitura <3

 

 

 

****************************************

 

LEVI.

 

Eren aceitou tomar uma bebida comigo, descemos até o -1 onde ficava o bar daquele hotel, saimos em silêncio e caminhamos até as mesas mais afastadas, eu vestia uma blusa social preta e calças jeans e Eren estava com uma camiseta branca da Nasa e calças Jeans azuis marinho com rasgos no joelho, ele poderia ter casado, mas pra mim continuava sendo o mesmo pirralho de sempre.

O garçom veio em seguida

- O que os senhores gostariam de beber? Foi sua pergunta.

Eu olhei pra Eren que parecia muito nervoso para dizer qualquer palavra.


- Eu quero um Sex on the bitch e para ele um Gin e tônica.


Eu finalizei e vi seu olhar focar em mim então eu dei um pequeno sorriso e o garçom saiu.


- Sabe Eren, você não precisa ficar ai como se estivesse acompanhado por um fantasma.Ele piscou e depois pareceu pensar.


- Eh, eu disse que te odiava, é meio estranho agora estar sentado tomando um drink com você.

Uma de suas mãos estavam em sua nuca e ali estava o Eren que eu conhecia.


- Entendo, bem ja faz muito tempo, muita coisa aconteceu, você até se casou.Eu disse aquilo sentindo um bolo na minha garganta.


- Realmente faz um tempo e bem, isso sobre casamento é complicado.Ele disse desviando o olhar, tinha algo estranho ali, Eren não queria ser casado? Será que ele estava forçado?

Nossas bebidas chegaram me tirando dos meus próprios pensamentos.


- Você o ama?Eu perguntei sem ao menos pensar, isso é uma dúvida que eu ja tinha faz muito tempo.


- Ele é um otima pessoa e bom marido.Eren disse meio constrangido, então ele não o ama? Ele acha Farlan uma boa pessoa? Só podia ser piada.


- Isso não responde o que eu perguntei.


Eu o encarei.


- Você falou serio quando disse que me amava naquele dia?Ele perguntou me encarando.


Eu tomei um gole da minha bebida sentindo meu coração acelerar mais do que o comum, aqueles olhos verdes conseguiam me tirar dos eixos.


- Se eu responder você me responde corretamente? Eu o fitei e percebi que ele mordeu os labios, isso levou um choque direto pra minha virilha.
- Eu faço! ele disse determinado.

-Todas as minhas palavras naquele dia foram as mais verdadeiras possível, então sim, eu estava falando sério.

Eu disse olhando pra sua boca..Ele engoliu seco e deu um grande gole em sua bebida.
- Eu não o amo.

 

Ele abaixou o olhar, como se não quisesse falar aquilo, como se tivesse vergonha.

Eu peguei uma das suas mãos que estavam em cima da mesa e apertei chamando sua atenção pro meus olhos.


- Eu não estou aqui pra te julgar Eren, ja fiz muita coisa errada nessa vida.

Ele deu um pequeno sorriso e manteve suas mãos nas minhas.


- Quem é Kenny?Ele perguntou e eu fiquei surpreso, como ele sabia de Kenny?


- Ele é um amigo, somente amigo, quando eu fiquei sabendo de você e de Farlan foi um choque muito gande, fiz coisas que não deveria ter feito, vi você escapar pelas minhas mãos e então eu precisei fugir, precisei de um tempo pra mim, pra saber o que exatamente sentia por você e bem, eu te perdi Eren, você casou com outra pessoa, ele Kenny tem me ajudado a manter o controle.


Eu disse e percebi que suas mãos apertaram mais ainda.


- E se somente hoje eu não queria que você se controle?
Ele disse baixo e então eu o olhei verificando se era isso mesmo que eu tinha ouvido, seu rosto estava vermelho e sua boca levemente aberta.


- Tem certeza disso?


Eu perguntei e ele assentiu.

- Bem eu ia perguntar no seu quarto ou no meu, mas como no seu nao dá.. vou pegar outro quarto. 


Eu disse e ele me puxou
- Aqui não, vamos a outro lugar.

Ele se levantou e então eu concordei, fui até o bar, passei o cartão do quarto para pagar as bebidas e fomos em direção ao elevador.Meu coração estava acelerado e quando as portas se fecharam, Eren se aproximou e me beijou, um beijo casto e rápido, mas eu pude sentir seu coração batendo junto com meu.

 

 

Sobre Farlan, seria algo que eu precisava pensar, mas não agora.

 

                                                                                              ***

 

Entramos no primeiro hotel que tinha pelas redondezas da Picadilly Avenue , depois do beijo no elevador eu peguei a mão de Eren e me senti como uma adolescente correndo para sair do nosso hotel e procurar algum outro, ele ria e eu ria, ele me zoou e disse que nunca tinha visto meu cabelo daquele jeito e eu lhe dei um tapa na sua cabeça, onde esse menino tinha perdido o medo? Tudo ali estava tão leve, como eu e Eren nunca estivemos antes, sempre era eu que mandava nele, mas ali nós eramos iguais.


- Vão ficar uma noite? A atendente perguntou.

- Por enquanto sim.

Senti o corpo de Eren tremer um pouco, ele não queria voltar pro apartamento dele e de Farlan não é?
Eu o abracei tentando o fazer sentir seguro, fomos para o elevador em silêncio.

 

***************************************************

 

EREN.

 

Ele veio andando devagarinho na minha direção, seguro, sensual, minhas pernas tremeram de ansiedade, quanto tempo eu não queria isso? Quanto tempo eu não ansiei por suas mãos em mim ao invés das mãos de Farlan?


Sinto o sangue latejar em minhas veias a cada passo que ele dá em minha direção;


- Você tem alguma ideia do quanto eu te desejo Eren? Sua voz soou extremamente sexy.

 

Eu senti toda a minha ansiedade subir para minha garganta me causando falta de ar e meu coração disparava cada vez mais, suas mãos sobem até meu rosto me acariciando, eu fecho os olhos.


- Dessa vez, eu vou fazer direito com você.


Ele afirma se aproxima, colando seus lábios nos meus, então meu mundo para, como se eu nunca mais quisesse sair desse beijo, quente, desejoso, lento, moldando com o meu beijo, suas mãos pegaram a barra da minha camiseta e subindo lentamente enquanto um arrepio subia em todo o meu corpo.


- Vou beijar cada parte do seu corpo Eren, quero deixar em minha mente cada parte sua.


Ele sussurrou ao meu ouvido e minha blusa saiu por entre minha cabeça, seus labios desceram até o meu pescoço fazendo a musculatura da minhas partes intimas vibrarem e ficar cada vez mais excitado e duro.


- Hoje eu sou seu, me faça seu.


Eu suspirei novamente e então novamente seus labios estavam em mim, seu beijo é obestinado, sua lingua encontra a minha, seus braços então me abraça e me arrastam junto com seu corpo em direção a cama.

Ele senta me deixando em pé, seus dedos agéis abrem os botões da minha calça e eu fecho os olhos, sinto o tecido deslizar sobre minhas pernas e uma das mãos do Ackerman passam em meu quadril indo em direção as minhas nádegas ainda com a cueca, ele aperta e eu solto um gemido alto e sinto minhas pernas tremerem. 

Eu o quero, desesperadamente e hoje eu percebi isso.

Ele retira minha cueca e o vendo frio me trás calafrios enquanto sua boca fica perto do meu pau ja molhado de pré gozo, delicadamente eu levo minhas mãos até seus cabelos, ele encaixa meu pau em sua boca e eu suspiro profundamente.

Sua lingua é habilidosa como sempre eu sinto que estou perto, começo a balançar meus quadris mais fortemente em sua boca, ele geme sendo sufocado, meu corpo todo treme em o extase que esta chegando, ele se move mais rapido ainda.

- Puta merda, que saudades de você me chupando.

Eu digo e então quando estou proximo a liberar meu semen em sua boca ele para e levanta a cabeça sorrindo.

- Você não achou que seria tão facil assim não é mesmo?

Seus cabelos todo desalinhado fez com que eu nunca esquecesse essa cena.

- Não seria o Ackerman de fosse facil.

Eu disse sorrindo e ele pegou minha mão me puxando para ele e me deitando na cama, ele começou a desabotoar a camisa dele e eu so pude lamber os labios com aquela visão, minhas mãos subiram para um contato e então eu as parei no meio do caminho, lembrando que Levi não gostava de que tocasse..

Ele para de desabotoar a camisa e me olha, sua mão vem em direção a minha a pegando e levando até seu peito.

- De agora em diante, você pode fazer o que quiser Eren.

Eu sinto seu peito, descendo a mão pelo seu torax, ele leva a cabeça para trás e ele fecha seus olhos.

- Levi. Eu o chamo.

- Hm.. ele cantarola sentindo o meu carinho no seu corpo.

- Quero ver você se masturbando, quero ver como faz pra gozar.

Eu disse incerto que ele aceitaria aquilo.

- Espero que não tire os olhos de mim.Ele abriu os olhos e tirou sua roupa lentamente, meu pau latejava, meus olhos estavam vidrados nele, ele desceu a mão lentamente até seu pau e começou a bombear, subia e descia lentamente, sua boca aberta soltava gemidos baixos e seus olhos nunca me deixavam.

Eu gemi com a imagem e o chamei com a mão.

- Sinto que não consigo continuar sem você dentro de mim.

Suas pupilas dilatam e então ele me empurra e sobe em mim devorando minha boca num beijo voraz, sua mão desce até meu pau pegando o pré semem e levando até a minha entrada, meu deus eu quero isso, como eu quero.

- Levi, me foda.

Eu disse baixo e cheio de luxuria.

- Não Eren, hoje eu vou fazer amor com você.

Aquilo me deu um frio na barriga e então ele estava me beijando pelo pescoço, mamilos, dando mordidas suaves na minha barriga e seu dedo trabalhava la dentro, entrano e saindo bem devagar para me acostumar.

Ele estava me deixando louco, sento minha cabeça girar e ele subir para os meus labios, posicionando seu membro em minha entrada e entrando devagar, eu sinto minha abertura queimando e meu pau tremendo, Levi pega as minhas mãos entrelaçando nossos dedos.

Ja dentro ele comeca a se movimentar lentamente até eu me acostumar enquanto solta pequenos beijos em minha boca, eu abro os olhos e então ele começa a acelerar, cada estocada me faz gemer alto e ver tudo girar, ele sabe muito bem o que está fazendo, eu sinto ele acertar meu ponto G e então meus gemidos ficam em quase gritos de prazer, ele sorri e continua estocando.

Eu sinto como se fosse explodir e então com um gemido alto eu solto meu semem pelos nossos corpos, Levi estoca mais algumas vezes e depois vai diminuindo e eu sinto liquido descendo pela minha entrada e indo pro colchão.

Ele também havia gozado, ele deitou sobre mim deixando seu peso cair. 

-Eu te amo Eren.

Ele sussurrou.

- Eu te amo Levi, sempre foi você.

Eu senti que depois de tudo isso, eu precisava ser sincero com ele, ele tinha sido meu primeiro amor e continuava sendo.

 

***********************************************

 

NARRADOR.

 

- Você tem certeza que seu marido não vai chegar?

 Uma das camareiras estava jogada na cama que Eren e Farlan dividem.

- Eu disse para ele que estava magoado com ele, ele só vai vir quando eu ligar pra ele. Farlan dizia enquanto a beijava.

- Não aguento mais ficar aqui nesse emprego só pra ficar de olho em Levi Farlan.

- Calma Isabel, assim que eu arrancar todo o dinheiro de Levi e matar Eren, você sabe que nós iremos embora e você vivera como uma rainha. 

Ele abriu as pernas da mesma a penetrando, ela sorriu e começou a gemer de prazer.

**************************************************

LEVI.

Eren estava no meu colo enquanto eu o fazia carinho, seus olhos estavam fechados e ele estava sorrindo com os labios fechados.

Eu poderia pintar essa cena, Eren parecia um anjo.

- Hey Levi.

Ele me chamou me tirando dos pensamentos.

-Hmm, eu cantarolei.

- Você acha que sou uma má pessoa por estar fazendo isso? Que sou egoista?

Aquilo me deixou aflito, porque ele estava achando que era egoista?

- Eren, muitas coisas não são o que você acha, não acho que você seja egoista, acho que foi imprudente de se casar, mas você não é uma má pessoa, apenas muito inocente.

Eu beijei o topo da sua cabeça.

- Antes de te ver hoje eu pedi para terminar com Farlan, e ele me falou que eu estava sendo egoista, ele deve estar chorando enquanto eu estou aqui pensando somente em mim Levi.Sua voz era cheia de culpa

.- Eren..

Eu o peguei pelo queixo e abriu os olhos.

- Farlan não é o que você pensa, ele não é o bom moço e muito menos inocente Eren, ele não chegou em você por acaso, ele não é uma pessoa boa, mas eu sei que somente falar isso pra você não vai adiantar, então eu vou mostrar, enquanto isso, nao se culpe.

Eu disse e ele pareceu pensar.

- Quem é ele Levi, porque ele estaria fazendo algo assim? porque ele se aproximou de mim? preciso entender seu pensamento, porque não consigo ver Farlan assim.

- Farlan é meu ex Eren, ele esta fazendo isso para me atingir, ele não gostou de ver eu tão assim de alguém como eu estava com você, eu só não sei o que ele realmente quer, se é so dinheiro e poder ou algo a mais.

Seus olhos estavam prestando muita atenção no que eu falava, mas eu sabia que ele não iria acreditar de primeira.

- Tudo isso é pesado demais, eu não sei em quem acreditar.

Ele se levantou.

E eu peguei a sua mão.

- Eu vou lhe mostrar, só não se coloque em perigo por favor, eu estou de olho em você.

Ele suspirou e voltou seu corpo para cama.

- Por enquanto eu só quero aproveitar que estou com você.

Ele me beijou novamente e então eu ja estava ligado novamente.

 

**********************************************************************

EREN.

 

Acordei assustado com a cabeça no peito do Levi, sua respiração era calma, verifiquei o horário e eram 10:00 da manhã, meu celular que estava na cabeceira tinha 30 chamadas perdidas do Farlan.

- Merda, Merda.

Eu me levantei acordando Levi no processo e procurei minha roupa.

Ele se sentou devagar tirando o cabelo dos olhos e eu parei sentindo meu coração disparar, queria ficar com ele o dia todo na cama.

Suspirei.

- Vai sem tomar café? sua voz estava rouca.

- Já são 10 horas e 30 chamadas perdidas, preciso ir, obrigada pela noite Levi.

Eu subi na cama engatinhando e lhe dei um selinho.

- Eu preciso de um tempo para pensar e ver como irei terminar com Farlan, você pode me esperar? 

Depois de ontem eu acho que não consigo ficar sem você. Eu disse, tudo o que Levi me disse de Farlan vagava na minha cabeça e eu senti que depois de transar incontaveis vezes com Levi, não tem como eu voltar com Farlan, eu realmente não o amava.

- Eu vou te esperar o tempo que precisar, você tem meu numero.

Ele disse e u sorri para ele e sai do quarto correndo, ainda bem que o hotel ficava na mesma rua que o nosso hotel.

Entrei correndo, peguei o elevador e subi até nosso andar, abri a porta devagar, mas em vão, Farlan estava sentado no poltrona com uma cara que eu nunca tinha visto.

- Bom dia.

Eu disse baixo.

- Onde você estava? Eu te liguei 30 vezes.

Sua voz era baxa.

- Eu sai para beber, como você não me ligou eu acabei dormindo em outro lugar, em outro hotel, eu tava muito bebado, desculpa, devo ter apagado na cama, você não me ligou.

Eu engoli seco, ele precisava acreditar naquela mentira.

- Eu estava chateado.

Ele disse baixo.

- Me desculpa por ontem, eu acho que precisava pensar também, acho que preciso de um banho.

Percebi ele se levantar e se aproximar.

- Não tinha banheiro no hotel?

- Eu sai correndo hoje cedo, eu tava preocupado com você.

Eu menti mais uma vez.

- Entendo, muito engracado que o seu quarto do hotel tem o mesmo cheiro do perfume de Levi.

Ele disse e então eu me virei para ele assustado, não deu tempo de reação, ele havia me golpeado no rosto me levando para trás, cai e bati a cabeça no vão da mesa, deixando tudo rodando.

- Você pode fazer tudo, menos me enganar.

Eu estava paralisado, ele havia me batido?

Suas mãos fecharam no meu cabelo me puxando para a cama, eu gritava de dor, tudo girava e minha cabeça doía.



Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...