História My special cupid - Camren - Capítulo 4


Escrita por:

Postado
Categorias Camila Cabello, Fifth Harmony
Personagens Camila Cabello, Lauren Jauregui
Tags Anjo, Camren, Cupido, Demônio, Gregos, Olimpo
Visualizações 107
Palavras 1.065
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Aventura, Crossover, Fantasia, Ficção Adolescente, Luta, Magia, Misticismo, Romance e Novela, Shoujo (Romântico), Sobrenatural, Universo Alternativo, Yuri (Lésbica)
Avisos: Álcool, Bissexualidade, Heterossexualidade, Homossexualidade, Insinuação de sexo, Sexo
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas do Autor


Voltei!

Eu confesso que fiquei desanimada pra escrever, mas resolvi voltar!!

Capítulo 4 - Como saber de verdade? Seria engano?


Suspirei e neguei com a cabeça sentindo um frio no estômago. Lauren é adorável. Principalmente suas bochechas, que vivem coradas.

–Lauren? – Depois de comermos um delicioso strogonoff, nós, na verdade eu, resolvi assistir um filme, e como minha cupida não tinha nada para fazer, se juntou a mim.

–Sim? – Me olhou, eu estava na cama, deitada e quentinha, ja Lauren, estava na poltrona. Se eu ia deixar ela deitar comigo? Não, já basta quando vamos dormir.

–Porque suas bochechas ficam coradas mesmo você não estando envergonhada? – Pela sua cara pensativa, presumi que nem ela sabia, óbvio, ela nunca deve ter se olhado em um espelho.

–Eu…não sei, acho que é porque eu sou um anjo…não? – Dei de ombros voltando a assistir. Mudei de filme duas vezes, até cair em uma comédia de terror, oque me custou belos ouvidos surdos pelos gritos de ninguém mais que Lauren. –Lauren tá com medo…– Entao como um gatinho, ela entrou no meio das cobertas e agarrou minha blusa, escondendo seu angelical rosto no meu peito.

–É só uma paródia de um filme de terror Lauren…– Revirei os olhos, e inutilmente, tentando lhe afastar.

–Medo…– Mas que cupida mais medrosa, quando foi que anjos viraram tão sensíveis e temerosos?

–Ta bem, eu mudo – Sem pressa, coloquei apenas um show na sky –Agora, pode me soltar? – Ela negou, sorrindo sapeca. Ela fez essa cena toda só pra vim deitar comigo? Sério? –Eu não acredito nisso Lauren! – Berrei

–Eu tava com frio camz…só um pouquinho – Bufei, não irá adiantar discutir com ela. Me arrumei melhor na cama sentindo minhas pálpebras pesadas em minutos e meu corpo cansado, era gostoso dormir com alguém, mesmo que esse alguém seja Lauren, tá, ela não é tão ruim, eu só...não sei dizer –Boa noite – Susurrou, mas depois de um tempo em silencio ela me chamou –Camz…

–Que foi…– Digo sonolenta.

–O que é…gostar de alguém? – Franzi o senho, que raios de pergunta é essa?

–Como assim? – Me virei pra ela, seu rosto estava coberto pelo edredon e suas bochechas estavam mais vermelhas que o normal.

–Como sabe que tá gostando de alguém? – Como se fosse possível, suas bochechas ficaram mais rubras.

–Hum…é, bem…quando eu gostei de um garoto, eu senti…um frio na barriga, ficava boba quando ele falava comigo e era muito, mas muito besta por ele – Suspirei, amores não correspondidos, uma merda.

–Foi o Ronald? – Assenti, lembrar dele me fazia revirar os olhos –Como é se apaixonar? – Ela se sentou na cama,me fitando com seus grandes olhos verdes e brilhantes.

–Eu nunca me apaixonei de verdade…sempre teve um que achava estar, que poderia passar o resto se nossas vidas juntos mas…nada…sempre voltava ao início – Me peguei refletindo, até demais, sobre o assunto

–O que é amor?

–Uma merda – Fechei os olhos, focando em tentar dormir

–Camz...tá acordada? – Senti carícias no meu braço e uma respiração quente contra o lado esquerdo do meu rosto.

–Deixa eu dormir, Lauren…– Ela pareceu entender, então se remexeu e se cobriu ficando em silencio.

*-*-*

Escola. Estudar. Testes. Trabalhos. Alunos. Garotos irritantes. Garotos fofos. Shawn Mendes.

–Preparada pra aula de química? – Shawn perguntou do meu lado enquanto eu pensava se matriculava ou não Lauren em uma escola pública, loucura, ela não deve saber nem escrever um número. Mas não custa tentar. –Camila?

–Oh..desculpe, qual a pergunta mesmo? – Virei meu olhar pra ele.

–Preparada pra aula de química bobinha? – Rimos.

–Besta… bom, estou preparada sim, o professor é legal, explica bem, e etc – Dei de ombros.

–Eu odeio química – Com uma careta ele me respondeu. Seguimos juntos, rindo, e alguns flertes da parte dele. Saímos da escola no final das aulas, nos sentiamos livres, sair da escola me da um ar de escravos sendo libertos, exagero, mas verdade.

–Camila…– Chagando na porta de minha casa Shawn me parou –Eu gostaria de…

–Camz! – Lauren saiu de casa, vestida com um casaco e calça moleton ambos pretos e uma touca cinza.

–Oi Lauren! – De maneira falsa, frustrada e irritada, Shawn a comprimento.

–Oi…– O que é isso? Primeiro, ambos estão se encarando como dois rivais, segundo Lauren engrossou a voz, terceiro, eles continuam se encarando, quarto, tudo bom com vocês meus amores? Parem de se encararem!

–Am, pessoal? – Chamei, os fazendo voltar a realidade. Me despedi de Shawn com Beijos na bochecha e entrei em casa acompanhada de minha cupida.

–Eu não gostei dele…ele não é pra você – Desencadeou a falar e revirei os olhos, eu faço muito isso.

–Ele é perfeito pra mim – Dou um sorriso e ela foi rebater mas desistiu e bufou –De quem é essa roupa?

–Minha – Deu de ombros e lhe olhei confusa –Eu tenho truques tá? – Assenti.

–Ta com fome? – Com ansiedade ela concordou –Você é engraçada…uma hora tá fofa, outra tá seria, outra parece um bebê, outra parece uma adolescente rebelde e outra parece…

–Parece? – Dei de ombros, desistindo de dizer "gostosa mandona" não que um goste de garotas só…são bonitas.

–Nada…quer comer oque? — Fui pra cozinha mudando de assunto.

–MACARRÃO! – Agora ela está a fase criança.

–Ta bom… – Soltei um riso e comecei a fazer com a ajuda dela. Quando terminei nos sentamos a mesa, ela não comia apenas brincava –Não quer mais?

–Quero…só…Camz?

–Hum? – Terminei de mastigar para lhe encarar, seus olhos expressivos me encaravam duvidosos, e quando finalmente ela ia me responder, mamãe entra em casa sorridente, até demais.

–Boa tarde! – Cantarolou e beijou a testa de nós duas.

–Aconteceu oque? – Perguntei já esperando o óbvio.

–Conheci um cara hoje! – Revirei os olhos, sabia.

–Legal, mas iai? – Ela riu

–Nos beijamos – Como se não fosse nada, me respondeu.

–Você o conheceu HOJE! – Saltei da cadeira indgnada, e se ele for um assassino? Ou um agente da CIA que só irá usar minha mãe e depois fugir?

–Não tem nada demais, não sou mais jovem pra ficar de cu doce e escolher com quem fico ou não, hellow, tenho quarenta e sete anos, não vou perder meu tempo fazendo coisas de jovens, cu doce é pra burros – Lauren me encarou achando graça.

–O que é cu e fazer cu doce camz? – Mais essa agora.

–É …bem…– Gesticulei, não é tão fácil como aparentão ser.

–Sabe o segundo buraco que você tem? Aquele localizado na bunda? Então, isso é cu, ja cu doce, é aquela pessoa frequenta, que não se decide com quem fica ou se fica – Que vontade de me jogar no lixo depois dessa.


Notas Finais


Bom! Foi isso! Até mais e espero que tenham gostado :3


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...