História Le plus parfait des oeuvres d'arts - Capítulo 7


Escrita por:

Postado
Categorias Ed Sheeran, One Direction
Personagens Liam Payne, Niall Horan, Zayn Malik
Tags Abo, Alfaxalfa, Ziam, Ziam Mayne
Visualizações 193
Palavras 1.223
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Bishounen, Crossover, Drama (Tragédia), Ecchi, Famí­lia, Ficção Adolescente, Fluffy, Hentai, Lemon, LGBT, Romance e Novela, Shonen-Ai, Shoujo (Romântico), Universo Alternativo, Violência, Yaoi (Gay)
Avisos: Homossexualidade, Linguagem Imprópria, Nudez, Sexo, Violência
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas do Autor


Good Reading 🦋🦋

Capítulo 7 - Dança e Decepção


Fanfic / Fanfiction Le plus parfait des oeuvres d'arts - Capítulo 7 - Dança e Decepção

Os dias iam se passando calmamente, sempre sendo regados de brincadeiras e carinhos, e eles podiam jurar que aqueles pequenos momentos eram mágicos, eles sentiam que a cada instante se estabelecia uma conexão cada vez mais forte entre ambos, um sentimento estava aflorando entre eles, uma paixão que os dois nutriam secretamente, e Zayn a cada segundo que passava ao lado de Liam descobria mais razões que o faziam amar perdidamente aquele doce alpha.

O lúpus acordou sentindo a falta de um corpo menor ao seu lado, já que nesses últimos dias Liam aparecia na sua porta para dormir junto consigo por causa de seus pesadelos e era óbvio que ele não negaria nada para ele, e ele particularmente adorava acordar no dia seguinte tendo a visão do seu rosto corado enquanto tinha os seus braços ao redor de si. E ao perceber a falta que ele fazia se levantou preguiçosamente caminhando em direção ao banheiro para fazer suas higienes matinais e quando saiu do banheiro, desceu até a sala sentindo o cheiro delicioso de panquecas vindo da cozinha. Se aproximou sorrateiramente do castanho o ouvindo cantarolar alegremente ao mesmo tempo em que preparava algumas torradas, mas parou ao sentir o aroma do lúpus se espalhar pelo local, então ainda de costas para o moreno não demonstrando o enorme sorriso que habitava o seu rosto.

- Bom dia Zee. - Desejou sentindo o outro se aproximar ainda mais de si e rodear os braços ao redor do seu corpo, e Liam tinha quase certeza de que o Malik tinha um acerta obsessão por tê-lo em seus braços, mas ele não iria reclamar adorava sentir aquela sensação de algo se aquecer dentro de si.

- Bom dia Leeyum. - Falou com o rosto  apoiado sobre o seu ombro próximo ao seu ouvido com a voz rouca de quem acabara de acordar, o fazendo sentir arrepios por toda a parte do seu corpo, esse era o efeito que ele tinha sobre si. Talvez seja um dos sintomas de se estra apaixonado.

- O café da manhã já está quase pronto, você vai experimentar os dotes culinários do cheff Liam. - Comentou orgulhoso.

- Tenho certeza que sim. - Concordou e com muito pesar teve de retirar os braços ao redor do "Cheff" e logo foi ajudá-lo a colocar os pratos sobre a mesa.

Não demorou muito para que eles se dirigissem até a mesa e Zayn em um gesto de cavalheirismo puxou a cadeira para si o fazendo ficar bastante constrangido. 

- Sabe que não precisa fazer isso, não é como seu eu fosse um ômega. - Suspirou frustrado , pois por alguns minutos desejava que aquelas palavras fossem verdades e ele não tivesse que sofrer com o sentimento de impotência que habitava o seu peito e quase nunca o abandonara. O que ele mal sabia era que Zayn o amava de qualquer jeito, sem se importar com a sua classificação.

- Não você não é, é muito melhor que isso. - E assim um sentimento de alegria misturado com felicidade dominou o seu peito, enquanto o café da manhã se passou tranquilamente com Liam ainda pensativo sobre as palavras que o moreno dissera.

[...]

- Lee? - Chamou vendo que Payne estava deveras perdido em seus pensamentos desde a hora do desejum.

- Oi? - Fez uma carinha confusa, o que o moreno achou um tanto fofo.

- Você parecia um pouco pensativo, algo está lhe afligindo? - Era incrível o modo como o castanho se sentia nas nuvens ao ouvir o tom de preocupação que saia de sua voz, o fazia se sentir importante.

- Não, nada, só estava pensando. - Não queria preocupar o moreno com os seus problemas.

- Tudo bem, qualquer coisa se quiser conversar saiba que estarei sempre de braços abertos para você.

- Sei que sim, e é por isso que eu gosto de você. - Apesar de confiar em Zayn ele ainda não se sentia bem para contar com detalhes sobre o que tanto lhe afligia, não tinha coragem de contar a ele sobre o quão fora fraco em grande parte od seu passado, apesar de seu um alpha ele sabia que não era igual a um. Ainda existia uma beirada de medo em seu coração, medo de ser julgado e logo após abandonado por ele, mesmo que ele soubesse que o moreno não era capaz de fazer isso, Zayn era bom para si.

- Fico feliz por isso. Agora o que acha de um pouco de música? - Sugeriu numa tentativa de alegrar um pouco o clima. O que deixou Liam animado.

- Seria uma boa. - Sorriu vendo Zayn se levantar para escolher uma música no pequeno aparelho de rádio que havia trazido consigo, colocando uma música que aparentava pertencer aos anos 50 ou 60, mais que tinha um ritmo calmo e melodioso combinando perfeitamente com o ambiente.

- Aceitaria dançar com esse pobre lúpus? - Ofereceu a mão para o castanho que apenas riu de sua falsa imitação antes de aceitar o convite que havia recebido, observando o belo sorriso pertencente ao  rosto do moreno que o fazia ficar cada vez mais radiante.

- Não conseguiria negar nada a esse pobre lúpus. - Brincou colocando as mãos ao redor do seu pescoço, esse que colocou ao mãos novamente ao redor da sua cintura, como se fossem o típico casal apaixonado de um filme americano em seu baile de formatura.

- Você está lindo sr. Payne. Elogiou o castanho o vendo dar um meio sorriso convencido.

- Igualmente senhor Malik.

 

" Mr. Sandman, bring me a dream 

Make him the cutest that I've ever seen 

Give him two lips like roses and clover 

Then tell him that his lonesome nights are over

Sandman, I'm so alone 

Don't have nobody to call my own 

Please turn on your magic beam

Mr. Sandman, bring me a dream..."

 

- You are my dream. - Zayn sussurou rente a orelha de Liam vendo seu rosto logo ser tomado pela vergonha, e principalmente quando seus lábios se aproximavam cada vez mais até poderem sentir a respiração um do outro batendo em seus rostos, e Payne percebendo que se não intervisse ele poderia acabar cometendo uma besteira que acabaria com a sua amizade com o moreno, se separou bruscamente dos seus braços e simplesmente saiu correndo em direção ao seu quarto de maneira atordoada. Deixando Malik ao som daquela bela música que agora não se parecia tão interessante assim.

Ele se perguntava o que havia feito de errado para ganhar aquela reação vinda do castanho, será que ele não se sentia do mesmo jeito em relação a si? E os carinhos e abraços eram tudo frutos da sua imaginação fértil?

Aqueles pensamentos fizeram que ele e o seu lobo se sentissem bastante magoados, não esperavam uma reação daquelas vindo daquele jeito, mesmo que ele procurasse não demonstrar o seu peito doía como o inferno ao ser tomado pelo sentimento de rejeição.

 

"Sr. Sandman, traga-me um sonho

Faça-o ser o mais belo que eu já tenha visto

Dê-lhe lábios que lembrem rosas e trevos

E diga a ele que suas noites solitárias já eram

Sandman, estou tão sozinha

Não tenho ninguém para chamar de meu

Por favor, use sua varinha mágica

Sr. Sandman, traga-me um sonho..."

- Mr. Sandman - The Chordettes

 



Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...