História My sweet and unbearable Neko - Capítulo 1


Escrita por:

Postado
Categorias Naruto
Tags Narusasu, Naruto, Naruto Neko, Neko, Sasuke, Sasunaru, Yaoi
Visualizações 125
Palavras 1.566
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ação, Aventura, Comédia, Famí­lia, Fantasia, Lemon, LGBT, Romance e Novela, Violência, Yaoi (Gay)
Avisos: Adultério, Álcool, Bissexualidade, Heterossexualidade, Homossexualidade, Linguagem Imprópria, Nudez, Sexo, Violência
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Notas do Autor


Primeiro capitulo amores, aproveitem u.u

Capítulo 1 - Gato insuportável


Fanfic / Fanfiction My sweet and unbearable Neko - Capítulo 1 - Gato insuportável

P.O.V Sasuke

Abri meus olhos e percebi que mais uma vez estava naquele lindo jardim, lembro-me bem dele, um lugar onde minhas mais belas lembranças foram feitas, lembranças onde me via correr com meu irmão Itachi, lembranças onde via minha mãe nos chamando para casa onde um delicioso café com bolinhos nos esperava, lembranças de quando eu não odiava minha vida, lembranças onde eu não tinha perdido tudo, depois daquelas belas cenas, a escuridão surgiu, minha velha amiga, despertei aos poucos, levantei e me sentei na cama, olhando para meu quarto devidamente arrumado, sempre fui perfeccionista. Me levantei, fiz minha higiene matinal, comi alguma besteira e saí de casa, me vesti simples, o dia estava realmente quente hoje, acenei para o táxi que passava próximo ao meu apartamento, lhe dei o endereço ele apenas assentiu e seguiu caminho. Verdade nem me apresentei, me chamo Uchiha Sasuke, tenho 20 anos, sou universitário de direito, vou poupa-los da minha história “triste”, o táxi chegou ao seu destino, paguei e sai, mais uma vez na frente daquele maldito lugar, aquele hospital onde perdi pessoas que eu tanto amava.

Acenei para algumas pessoas ali, todos me saudavam de forma gentil, não me levem a mal, eu não odeio o hospital e as pessoas daqui em si, mas sim toda a sensação de queimação que ele me traz, andei por um longo corredor até chegar a uma porta branca com o nome Itachi Uchiha, respirei fundo tentado manter a compostura, entrei e lá estava ele ligado a tantos aparelhos, parecia tão sereno:

- Ohayo Onii-aan como você está hoje? – olhei, sem resposta como sempre – espero que melhor, por favor – lágrimas começaram a escorrer por minha face, droga eu deveria ser mais forte do que isso – gomen Itachi, eu deveria ser mais forte na sua frente, mas é que eu não aguento mais, tudo ao meu redor me traz mais tristeza e cada dia que passa eu odeio ele mais e mais – respirei fundo tentando me controlar – eu só preciso me livrar dessa dor, você não tem ideia de quantas vezes eu quis acabar comigo mesmo, me ajuda nii-san onegai 

Fiquei mais alguns minutos ali e depois saí rapidamente, afinal eu tinha aula ainda, mas pode ter certeza antes de eu partir, eu vou me vingar, eu vou fazer ele sentir tanta dor quanto eu senti, por que não existe no mundo alguém que eu odeie tanto quanto ele Fugako Uchiha, meu pai.

P.O.V Sakura 

Oi gente, eu sou Haruno Sakura tenho 20 anos e sou estudante de medicina, como nasci em uma família sem muitas condições, tive que ralar mais que o normal para entrar na faculdade onde estou, uma das melhores do país, onde possuo uma bolsa integral, quero ser uma médica tão grande quanto minha sensei, Senju Tsunade, mas tirando isso, no turno da tarde eu trabalho em um café próximo a faculdade, ele se chama cafeteria e lanchonete Neko-chan, nosso chefe Jiraya tem uma rede destas cafeterias, mas sempre está aqui por ser sua favorita, já que foi a primeira, comigo trabalham meus dois melhores amigos, Hyūga Hinata uma garota doce e meio tímida ela cursa medicina veterinária, ela tem 19 anos e é filha de uma família de empresários, os Hyūga são extremamente respeitados por aqui, assim como a família do meu segundo amigo, Uchiha Sasuke, somos melhores amigos desde pequenos, pois minha mãe trabalhou por muitos anos com a família dele, antes de tudo acontecer, Sasuke perdeu sua mãe e alguns anos a frente seu irmão sofreu um acidente que lhe deixou em coma, Sasuke até hoje culpa seu pai, por motivos que não cabem a mim contar, eu o tenho como um irmão e tenho muito medo do ódio e da solidão que crescem todos os dias em seu coração, enfim os dois são pessoas excelentes que quiseram andar com as próprias pernas sem esperar por suas famílias.

Depois de um longo dia de aula, me encontrei com Sasuke no portão para irmos juntos para o trabalho, vi que ele não estava muito bem, mas por hora é melhor não perguntar, fomos conversando calmamente, até chegarmos, Hinata já estava lá abrindo a loja:

- Ohayo Hinata-chan - saudei

- Ohayo Hinata – Sasuke também saudou

- Ohayo Mina-san – sorriu 

- Ohayo jovens – Jiraya-sama surgiu da cozinha com uma caixa na mão 

- Ohayo – Saudamos 

- O que é isso Jiraya-sama? – Hinata perguntou 

- Que bom que perguntou Hina-chan – sorriu, aí tem coisa – este é o novo uniforme feminino que a loja vai estar implementando – sorriu novamente – olhem – a primeira a olhar foi a Hinata que se quer retirou algo da caixa, apenas me olhou mais vermelha que um pimentão 

- O que foi Hina – fui em direção à caixa, retirei um uniforme e era simplesmente ridículo, era uma espécie de fantasia erótica de gata com calda e luvas, tudo muito curto e pelo material apertado 

- O que acharam? – perguntou com aquela velha cara de tarado 

- Velho tarado – agarrei sua gola – shannaro – o soquei fazendo que ele rolasse de volta a cozinha, ele voltou com o rosto inchado 

- Não quer repensar – disse, Jiraya era um homem peculiar, era bondoso, tinha um coração que não cabia no peito, mas em compensação era extremamente pervertido 

- Jiraya-sama eu prometo quebrar cada osso seu se você vier com essa – falei – e é melhor você nem pensar em colocar esse uniforme em outra sede – mostrei meu punho

- Sakura-chan você é tão malvada – ele saiu dali, Sasuke riu um pouco com aquilo 

- Sakura você é a única pessoa que eu já vi dar sermão no próprio patrão – Sasuke falou, até mesmo Hinata se rendeu a risada

- Ei – chamei atenção de Sasuke – tenta não pensar demais nas coisas ok – dei um peteleco na testa dele – e se precisar lembra que eu estou aqui baka – sorri e ele também 

- Arigatou – falou 

P.O.V Narrador 

Depois de um longo dia de trabalho, Sasuke se despediu de suas amigas e começou a caminhar de volta para casa, era um pouco longe, porém ele queria pensar um pouco, precisava limpar um pouco a cabeça, no meio do caminho uma chuva começou a cair, todos na rua começou começaram a correr para se abrigar, menos Sasuke que gostava daquela sensação, as gotas de água escorrendo por seu corpo pareciam limpar sua alma, uma gota de cada vez, ele andava com calma aproveitando cada minuto daquela sensação acolhedora, enquanto passava por um pequeno beco próximo a sua casa, ele escutou um barulho, ele não entendeu o por quê, mas ele se viu levado até o lugar, coisa que uma sã nunca faria em uma noite chuvosa, ele continuo até chegar em um canto onde em meio a alguns jornais ele conseguia enxergar apenas 2 orbes azuis o fitando, ao se aproximar mais, finalmente o ser se revelou, era um belo gato com pelos dourados e profundos olhos azuis, pareciam ler a alma, ele olhou e viu que o felino usava uma bela coleira que parecia cravejada de pedras preciosas, o pingente da coleira era um círculo como um redemoinho, o nome escrito era Naruto, não havia endereço em parte alguma, ele balançou a cabeça, parecia ter saído de um transe:

- Bem com uma coleira cara dessas é óbvio que você tem dono, boa sorte ai – Sasuke começou a andar para longe do gato que começou a miar – Ei o que foi? Nada contra eu só não sou muito fã de gatos 

- Meow

- Já falei gato, vai lá atrás do seu dono – Sasuke andava e o gato insistia em segui-lo – qual o s3u problema gato eu já disse vai embora 

Sasuke continuava sua caminhada na chuva e o gato mesmo se molhando insistia em segui-lo, isso continuou até a porta do prédio o de morava, ele correu e pensou ter despistado o gato, pegou o elevador até seu andar, seguiu até seu apartamento abrindo a porta e trancando-a em seguida, tomou um banho quente, trocou suas roupas por outras mais confortáveis e secas, voltou para sua sala e se jogou cansado no sofá, querendo apenas paz naquele momento, aos poucos ele escutou um som irritante, repetidas vezes, miados, não poderia ser, Sasuke foi em direção a porta e a abriu se deparando com aquele gato:

- Sério – Sasuke falou

- Meow – aquele gato parecia sorrir cinicamente

- Vai embora, volta pra sua casa gatinho – Sasuke bateu a porta, e os miados recomeçaram, ele reabriu a porta – Vai embora por favor, eu não sou seu dono gato insuportável – Sasuke viu ele andar pra longe da porta, pensava estar livre, ele trancou a porta mais uma vez e foi preparar um chá, de repente os miados voltaram, só que dessa vez da janela, o jovem olhou para a janela vendo o felino ali, Sasuke abriu à janela – entra – Sasuke disse já sem paciência

- Nyah – Naruto soltou feliz, pulando cheio de graça, pousando suavemente no chão 

- Uma noite – Sasuke soltou – depois rua – o jovem Uchiha disse apontando o lado de fora, Naruto o ignorou, resolveu andar pela casa – Mereço como se eu já não tivesse problemas o suficiente

Sasuke um ser humano machucado pela vida de diferentes formas, Naruto um gato sem um dono aparente e extremamente abusado, como será a relação deles dois daqui para frente, será o destino os unindo, ou algo bem mais forte e misterioso que isso.

Continua...


Notas Finais


O que acharam? Comentem aí e até o próximo capítulo
Um beijo pra vocês


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...