História My Sweet Dreams Of Love (ABO) - Capítulo 7


Escrita por:

Postado
Categorias Boku no Hero Academia (My Hero Academia)
Personagens Izuku Midoriya (Deku), Personagens Originais, Shouto Todoroki
Tags All Might, Bnha, Enji Filho Da Puta, Tododeku
Visualizações 88
Palavras 2.003
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ação, Aventura, Hentai, Literatura Feminina, Romance e Novela, Suspense, Universo Alternativo, Violência
Avisos: Álcool, Drogas, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Sexo, Spoilers, Suicídio, Violência
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Notas do Autor


HELLOOOOOOOO GENTE EU TENHO DOIS MOTIVOS PARA TER SUMIDO ESSES DIAS!!!!OU MELHOR TRÊS MOTIVOS!!!!


1 --- EU TAVA DE CASTIGO :v

2 --- A MALDITA INTERNET NÃO CARREGA NEM O WHATSAPP >:v

3 --- MEU SPIRIT DEU PROBLEMA E EU TIVE DE FAZER UMA OUTRA SENHA PORQUE EU TINHA ESQUECIDO ANTIGA :3


Bom chega de enrolação,e bom capítulo!!!!


( Foto nada a ver :-:)

Capítulo 7 - My Sweet Dreams Of Love - Chapter 7


Fanfic / Fanfiction My Sweet Dreams Of Love (ABO) - Capítulo 7 - My Sweet Dreams Of Love - Chapter 7

‘ Será que ficarás tudo bem...? ’ penso. A única coisa que espero que não aconteça,é que aconteça o mesmo que na antiga escola...  Bullying.

-Tudo bem aí? - Izuku,pergunta com certo tom de preocupação. - Está meio quieta.

-Só estou pensando... - digo em devaneio.

O que mais se passa em minha cabeça por mais que não pareça...É o sonho estranho que tive nesta noite...Algo lúdico mas ao mesmo tempo tão...‘real’.Havia sonhado com Izuku...Pode ser coisas de minha imaginação,que com certeza está maluca?Pode sim.E com certeza é isso.Mas o que mais me chamou a atenção,foi que...bem...que posso dizer isso sem corar...foi um certo casamento se é que pode se chamar assim,de alguma amiga nossa ( minha e de Izuku),que no final de transformou em uma noite parecida com uma tarde de verão ensolarada aos plenos 43° graus Celsius,de tão quente entre Izuku e eu,se é que me entende...

Sem ao menos perceber acabo por corar violentamente lembrando da cena tão selvagem,e calorosa.Algo tão maravilhoso...Parecia que estava ali,sentindo todas as sensações maravilhosas que a noite nos proporcionou.Óbvio que eu não irei contar para ele sobre o sonho,isso é fato.Mas algo que eu não posso negar é que eu estou levemente excitada até agora.Tudo é tão mágico, tão magnífico, tão estupendo!!

-Vamos lá? - Izuku pergunta me cutucando. - Chegamos a escola.

Bosta!

-Vamos sim...! - digo sem animação.

Abro então a porta do carro,pego minha bolsa e saio do carro fechando a porta do mesmo.Sinto vários olhares sobre mim,e logo um alfa se aproximar com sua presença alta.Mas,a presença,e os olhares nem foram de todo mal.O mal realmente é de quem pertence a presença...

-Lembra de mim docinho...? - o alfa diz me virando para ele com certa brutalidade. - Dessa vez o policial, não está aqui para te proteger kkkk,e agora?Irá ficar escondida por um acaso? - ele diz em puro tom de sarcasmo.

-Me solta,seu desgraçado! - digo tentando tira meu braço das mãos dele;todas em falha tentativa.

-Não docinho.Você vai ficar comigo até segunda ordem! - o alfa diz me puxando pelo braço para dentro da escola.

-Pera o quê?!?!Não mesmo,me larga!! - tento me soltar.

É nessas horas que eu mais preciso que as pessoas somem.Eu sempre me fodo na vida.Será que algum ser do quinto dos infernos jogou macumba para cima de mim,ou praga sei lá?Só digo uma coisa.O que a vida mais gosta de fazer comigo,é fuder.Puta que pariu,a vida ama me fuder.

-Não ouse tentar fugir de mim docinho,eu sou filho do dono dessa escola,ou seja eu mando em tudo.Então,eu lhe aconselharia a ficar quieta e me obedecer.Entendedido docinho? - ele então me leva cada vez mais para dentro da escola,enquanto eu tento me soltar.

-ME SOLTA SEU FILHO DUMA PUTA MAL COMIDA!!!SEU RESTO DE ABORTO,MAL FEITO!!! - começo a gritar enquanto tento,me soltar.

AÍ EU PARO E LHE PERGUNTO MEU CARO LEITOR,POR QUE PUTOS ALFAS DE LIXO GOSTAM DE DAR TAPAS NA MINHA CARA?!EU NÃO SOU PUTA PARA ELES BATEREM NA MINHA CARA MAS QUE PORRA DOS INFERNOS!!!

-CALA A BOCA SUA PUTA!!! - ele grita dando um tapa na minha cara.

-Você...me...bateu? - pergunto retoricamente. - Você...me bateu...? - começo a rir,o deixando confuso. - Se você acha que isso é dor para mim, você está bem enganado.Eu tenho experiência o suficiente na vida,para saber que isso não é dor. - dou um sorriso sarcástico.

Mas acho que a vida não colabora comigo.Por que de todas as formas eu acabo por me fuder.E agora de novo,a vida me pregou outra peça.E me fudeu de novo.Gozando da minha cara.Achando que eu sou palhaça.

-Experiência?KKKKKKK,ISSO VOCÊ NÃO TEM NEM UM POUCO SUA PUTA!! - Ele me joga no chão com força,e começa a rir descontroladamente.Nessas horas eu amo Izuku.

-Você ficaria impressionado em saber o quão você tem que aprender ainda para saber o mesmo que ela,seu arrombado. - Izuku diz chegando, disferindo um soco no rosto do outro alfa.

-SEU FILHO DA PUTA VOCÊ SABE QUEM EU SOU SEU RESTO DE ABORTO?!?! - O alfa grita irritado,enquanto todos ficam olhando para a cena um tanto... ‘cômica’.

-Sim,eu sei.E eu não ligo.Eu estou pouco me fudendo para você. - Izuku diz sorrindo, então eu me levanto,ajeito meu uniforme,coloco minha bolsa em minhas costas e digo para o alfa.

-Como diriam minhas amigas,Luanna Fernandes e Maria Eduarda : estou cagando e andando para você.  - o alfa me olha irritado,e eu retribuo o olhar.

Mas por ironia do destino,Izuku,passa o braço por meu pescoço e fala sorrindo.

-Mexe com ela...e eu te faço se arrepender por ter nascido.

-Ela nem é uma ômega marcada,nem adianta tentar impor limites nela.Qualquer um,pode chegar e fuder ela,eu quero apenas o bem dela. - o alfa fala,claramente se fingindo de santo.

-Foda-se,ela é minha namorada,se algum merdinha do seu grupo chegar perto dela...Bom,nem preciso dizer por que você sabe o fim do último que me desafiou não é mesmo?Hehe,acho que nem preciso te lembrar. - Izuku fala,me abraçando com certa possessividade.

-Está bem...Mas se eu ver ela sozinha por aí,ela vai se tornar minha.E aí de quem impedir. - diz o alfa entrando na escola e indo para um canto qualquer.

Me solto de Izuku,mas logo o mesmo me abraça novamente.“Fica comigo até a sala de aula.Vai ser melhor,e entre nesse pequeno teatro por favor.Mas se quiser sofrer com um bando de alfas imbecis,é só sair.” ele sussurrou em meu ouvido.A única coisa que pude fazer para responder foi,assentir levemente com a cabeça.Izuku me abraçou novamente pelo pescoço e começamos a andar para dentro da escola.Mas paramos logo na porta quando um ser que devo denominar um tanto escandaloso,começou a gritar (N/A: eu na vida gente :'v) chamando por Izuku.

-IZUKUUUU!!!!SEU ARROMBADO JÁ ME TROCOU FOI?!QUEM É ESSA PUTA DE ESQUINA POR QUEM TU ME TRO... - o ser loiro,de cabelo espetado,e olho vermelho,que tem uma cara ligeiramente fechada para de grita e olha para mim. - Até que ela é bonitinha. - “Deve ser um beta...Pela mor de Deus, daime paciência seu senhor do céu,esse aí  precisa ser exorcizado.” penso. - Bonitinha.Ela não é linda igual a mim.Saí dela sua ratazana de esgoto.Sua beta imunda. - o loirinho diz me puxando pela gravata e pelo braço,e logo abraçando Izuku,e prendendo as pernas na cintura do mesmo. - Ele é meu sua beta de lixo.Vaza vagabunda.Puta,vaca,piranha, rouba crush’s.Sai do encalço.Ele já é meu ouviu?

-Oi...? - digo tentando digerir tudo que o loiro falou. - primeiro...Eu acho que você nunca pertenceu ao Izuku para ele te trocar. - no momento todo mundo gritou ‘ooohhh’ o sentido desta merda?Eu não sei. - segundo...Eu não sou puta.Se tu pensa que Izuku é de pegar puta,sinto muito mas você não conhece ele o suficientemente como eu. - mais um ‘ooohhh’,e mais um belo foda-se meu para eles hehe. - Terceiro,se eu sou bonitinha,bonita,linda,feia,ou a puta que pariu que tu pensa,o problema é meu não seu.Quarto,ratazana de esgoto é você fofo,que fica se jogando nos braços dos outros pensando que as pessoas tem que te receber com flores,bolo,e cházinho da tarde,ah me poupe vai.Quinto,espero que entenda uma coisa.Eu sou uma ômega, não uma beta.Então cala a boca,antes de falar algo que não sabe.E sexto,nada que você falar querido me afeta.Eu me recuso a ter de lidar com pessoas assim.Sinto muito.

-E sétimo - Izuku diz tirando o beta de cima dele e vindo em minha direção,e logo me abraçando de lado. - Ela é minha namorada.

-Prove. - disse o beta com cara de ódio. -Prove que ela é sua namorada.Afinal,ela não tem marca.

-Eu lá preciso te provar algo Katsuki?Que eu saiba não.Então pare de graça. - Izuku disse serio.

-Ela não é sua namorada. - disse o beta convencido.

-Ela é sim.Até por quê... - Izuku para de falar e me olha terno,dando um pequeno sorriso. -Nós já estamos morando juntos.

Nessa hora o loiro se deu vencido.Como dizem ‘ a ficha finalmente caiu,não foi? ’.A ficha desse beta finalmente caiu,pelo que parece.Agora espero eu que ele pare de encher o saco.Assim,pelo menos será uma pessoa a menos para me encher o saco.

-É assim então Izuku...? Está bem.Deixa você,nosso relacionamento acabou aqui, tá legal?! - o loiro grita com os olhos lacrimejando.

-QUE RELACIONAMENTO BAKUGOU?!?!- um ruivo grita chegando perto de Izuku e eu,visivelmente alegre,e atento.

-KIRISHIMA!!! - o beta loiro grita correndo para os braços do ruivo,que o abraça girando no ar. - Senti sua falta...

-Também senti sua falta meu anjo. - diz o ruivo dando um selinho no loiro.

-E aí,Kirishima,tudo bem? - Izuku diz e o ruivo fala.

-Tudo bem sim,e com você Iz... - ele para de fala quando me vê.“Será que eu tenho cara de palhaça para as pessoas ficarem me. encarando?” penso. - Quem é ela...?

-A namorada do Izuku,amor. - o loiro diz.“AMOR?!?!ESSA PRAGA FEZ TODO ESSA ESCÂNDALO E AINDA NAMORA?!?!MAS QUE PORRA VAI TOMAR NO MEIO DO TEU CU SEU LOIRO FILHO DA PUTAAAAA” penso,olhando o loiro com certa indignação,que não passou despercebida pelos três maiores. - Que foi? - o loiro pergunta curioso.

-O que foi? Sério? - pergunto indignada. - Você ainda pergunta o que foi?!

-Sim, você fica me encarando aí,desembucha o que foi? - ele pergunta claramente ficando irritado.

“ ELE DEVE DE ESTAR GOZANDO COM A MINHA CARA!!! SÓ PODE!!!! ”

-Foi simples.Você arma um escândalo na frente da escola,dizendo que é namorado do Izuku,e depois começa a fazer o maior showzinho dizendo que ele te traiu,sendo que você namora com outro?! VOCÊ TEM DEMÊNCIA GAROTO?! - pergunto indignada e perplexa.

-Primeiro,que tal a gente se apresentar,hm? - ele diz entediado.

-Boa idéia! - diz o tal de Kirishima. -Prazer,me chamo Kirishima Eijirou,sou amigo do Izuku há uns anos já.

-Desprazer,me chamo,AI!!! NÃO ME BELISCA CARALHO!!! - o loiro grita depois de levar um beliscão do Kirishima.

-Não é assim que se trata uma dama! - Kirishima diz,repreendendo o loiro. - Desculpe o meu namorado.Ele é meio difícil de lidar mesmo.O nome dele é Bakugou Katsuki,ele é um beta bem arretado.

-E você é um...? - digo tentando sentir o cheiro do ruivo. - Desculpe não sinto seu cheiro...

-Não há problema,eu sou um alfa lúpus.E você quem és?

-Todoroki Shouto,prazer.Sou a namorada de Izuku. - digo sorrindo um pouco.

“Como eu queria que esse namorada não fosse apenas atuação...Como eu queria que fosse real...Ahh seria um sonho!!” penso.

-Até que enfim,hein Izuku! - Disse Kirishima,sorrindo malicioso. - Você é uma beta,certo?

-Errado. - digo entediada,sentindo Izuku me abraçar por trás,e colocando sua cabeça em cima da minha. - Folgado,kkkk.Eu sou uma ômega. - digo sorrindo de orelha a orelha,vendo o ruivo arregalar os olhos.

-Como assim...?Uma ômega nesta escola...? - ele diz surpreso. - Isso é novo...

-Legal né? - digo divertida.

-Sim muito! -o ruivo diz alegre.

-Vamos entrar,agora antes que percamos os nossos lugares. - diz Izuku tirando a sua cabeça de cima da minha.

-Vamos... - digo olhando para o mesmo,que me rouba um selinho,me fazendo corar. - Besta...

-Vocês são fofos juntos. - diz Kirishima,nos olhando abraçado ao loiro zangado.

-Desculpa a pergunta mas...ele vai ficar me encarando com essa cara de puta mal comida mesmo? - digo olhando para Bakugou,que ficou ainda mais zangado.

-Aah é normal, não se preocupa.Nada que uma noite de sexo não resolva kkk. - O ruivo fala,fazendo com que tanto eu quanto o loiro corassemos violentamente.

Eu simplesmente agarro a blusa de Izuku e puxo ele pra perto e e afundo me rosto na blusa do mesmo,enquanto coro mais,e mais,ouvindo o ruivo falar coisas maliciosas sobre as noites com o loiro.Por que diabos ele não guarda isso apenas para ele??Mas que porra! Eu tava pensando tão bem no sonho erótico que eu tive com Izuku,e esse ruivo maldito veio falar isso.Mas que merda,agora eu não tenho mais nenhuma lembrança boa desse sonho.Além de estar traumatizada por ouvir coisas das noites de sexo do ruivo com o loiro.Por qual motivos isso me lembra ontem na floresta?Por quais motivos eu quero que aquilo aconteça novamente??Por quais motivos eu me sinto mais confortável estando perto de Izuku,do que de qualquer outro alfa? AAAAAAAAHHHH!!!Tantas são as perguntas...Percebo que os meninos pararam de falar sobre as noites quentes que tiveram e começaram a falar sobres os professores.O que raios os professores têm de tão interessante assim?Essa é uma das coisas mais inúteis para se pensar pelo amor...


Notas Finais


Gente,espero que tenham gostado!!!


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...