1. Spirit Fanfics >
  2. My sweet serpent- jikook >
  3. Capítulo 2

História My sweet serpent- jikook - Capítulo 3


Escrita por:


Notas do Autor


Voltei hehe

*Imagem da capa é como eu vejo o JK(com as tatto)*

Não tá revisado, então desculpa os erros.

Espero que gostem^-^

Capítulo 3 - Capítulo 2


Fanfic / Fanfiction My sweet serpent- jikook - Capítulo 3 - Capítulo 2



- Por que caralhos você bateu nele?- escutava uma voz, provavelmente de Taehyung de fundo.

- Eu não sabia que ele tava com você porra, pensei que ele tava de seguindo mano- outra voz, dessa vez desconhecida se pronunciou.

Comecei a despertar, com um fodida dor de cabeça, quando abri meus olhos, tentei indentificar onde eu estava, sem sucesso.

- Olha ele tá acordado, agora da pra relaxar?- a voz desconhecida por mim, era de um homem alto de cabelos roxo.

- Gente onde eu tô?- Me pronunciei, apalpando meus bolsos a procura de meu celular.

- Ta aqui seu celular- Tae me entregou- e respondendo sua pergunta, você tá na sede dos serpentes.

- Serpentes? como é?- já havia ouvido esse nome, mas não lembrava onde.

-Gangue serpentes? em que mundo você vive em?- o arroxeado falou.

- Ah, então é dessa gangue que você faz parte Tae, tá podendo em amigo.- brinquei, lhe tirando uma risada.

- Certo, tá tudo ótimo com o garoto, agora ele precisa ir, antes que o Jungkook desc- ele parou encarando a porta, aparentemente atrás de mim.

- Descobrir o que Nam?- Esse tal de Jungkook nem tinha se dado conta que eu estava ali.

De repente, todos os olhos se voltaram para mim, e eu simplesmente fingir mexer no celular, é poisé. o garoto deu a volta na cadeira onde eu estava sentado, puxando outra pra se sentar em minha frente.

- Hm, quem é o gatinho?- Me encarou, e eu larguei o foda-se e encarei também.

Ele era um puta gostoso, tatuagens até onde eu conseguia ver, um piercing em seu lábio inferior, trajava uma roupa preta, junto com uma jaqueta que continha uma serpente.

Ficamos nos encarando por um tempo, até eu me dar conta e sair do meu transe.

-Jimin, amigo do Taehyung, cujo também pessoa que levou uma madeirada na cabeça do sujeito de cabelo roxo, e você?

-Jeon, prazer amor da sua vida gatinho.- sorriu cafajeste e lançou um olhar sugestivo, tive que rir.

-Mais iludido que você só o Tae.- peguei meu celular e desbloqueei a tela, mas logo foi tomado de minhas mãos, pelo Gangstar gostoso. Eu lhe olhei e tomei novamente o celular de  sua mão.

- Pega meu celular de novo e eu mato você meu amor- falei logo me levantando- vamos Tae, tô com fome.

- Olha o gatinho é corajoso, vai fazer o que me arranhar? você não teria coragem.- ele falou se levantando e puxando meu braço.

Me aproximei bem perto dele, tipo muito perto mesmo.

-Paga pra ver.- sorri e sai com o Tae.

Escutei apenas seus resmungos e segui confiante e com um sorriso convencido no rosto.

Quando nós saímos, percebi que haviam muito mais gente do que eu pensava, todos espalhados, o local era como se fosse um Casino, tons vermelho vinho e preto, luzes amarelas, mesas de poker, sinuca, entre outros jogos, no qual a máquina sempre ganha.

Me lembrou meu pai.

Depois subimos uma pequena escada dando acesso a saída e também uma lanchonete anos 80, era tudo bem "escondido", deduzi por ser a sede de uma gangue obviamente.

{...}

Saindo daquele lugar, fomos pra casa de Tae, não ficava muito longe dali, o caminho todo foi silencioso, acho que ele já estava esperando minhas perguntas quando chegasse em casa.

-Certo,me fala.- fechei a porta e me joguei no sofá junto com ele.

- O que você quer saber basicamente?- ele perguntou sem muita preocupação.

- Na verdade eu não tenho muita coisa pra perguntar não, só por que você não me disse que fazia parte dessa gangue em específico? porra Taehyung, vocês são uma puta gangue.

- Ah, eu não vi tanta importância em falar qual era, mas você já sabia que eu fazia parte de uma, então não brigue comigo.- falou pegando o controle remoto e ligando em um filme qualquer.- aliás, já decidiu se quer morar comigo?.

- Ah, quanto a isso, eu aceito sim, vai ser incrível cara.- sorri o abraçando.- amanhã eu vou falar com o jiny e você me ajudaria com a mudança?

- Claro Minnie, posso chamar uns amigos pra ajudar também.- ele sorriu também, e me abraçou mais forte.

Acabou que eu dormi lá, na verdade passamos a noite conversando, sobre papo de faculdade, já que ele queria fazer, e eu acabei entrando na onde, eu já tinha feito faculdade de administração, e queria fazer outra, na verdade pra passar o tempo livre que eu tinha.

Ele disse que iria fazer de administração que nem eu, e eu optei por dançar, eu até gosto de dançar, fazia aula na minha adolescência, mas parei, com conta da separação de meus pais.

Falando em meus pais, eu acho que vou ir visitar meu pai, ele hoje em dia mora em Las Vegas, dodo de um puta cassino, meu pai é rico cara, mas eu não, triste realidade. Bom na verdade ele que banca minhas coisa, ele me deu um cartão, para que eu pudesse viver aqui em New York, ou nova Iorque, se quiser pagar de gringo chama de New York.

{...}

Eu acordei por volta das 11:45, tava ansioso com o lance de me mudar pra cá, queria resolver tudo de uma vez.

Tae por outro lado tava quase babando no travesseiro, como eu sou um ótimo amigo, eu acordei logicamente, não iria sozinho nem a pau.

- Bora Tae acorda, anda o projeto de puta.- ele me deu um tapa, com a última palavra.- que bom que acordou meu caro, agora vai tomar banho, temos que ir lá em casa.

-Vai sozinho praga, sabe andar mais não?- o chutei- ai porra!

- Você tem carro mano, me leva por favor teteco.- ele me olhou, e jogou a chave pra mim.

- Problema resolvido.- voltou a dormir.

Suspirei alto, mostrando meu drama, claro. e segui até seu guarda-roupa, filha da mãe tinha umas roupas top, claro que peguei uma de suas blusas de botão, com a cor vinho, e desci.

Peguei uma maçã que tinha ali na cesta e segui até a minha casa.

{...}

Quando cheguei em casa, jiny estava na cozinha preparando provavelmente o almoço.

- Dormi no Tae, esqueci de avisar.- falei o abraçando.- Queria conversar com você sobre algo.

Ele apenas concordou e continuou fazendo o almoço, jiny as vezes é estranho, fica calado do nada, mas eu já sou acostumado então, não é um problema.

Subi as escadas, e fui pro meu quarto, eu realmente amava meu quarto, ele tinha uma parede preta que dava pra escrever com giz, a qual era toda decorada com letras de músicas, e desenhos aleatórios que eu fazia quando tava com tédio.

Taehyung que lute, por que eu vou fazer uma lá também.

Tomei outro banho e vesti uma roupa mais leve pra andar pela casa, e dormi uns minutinhos, até escutar o grito de jiny me chamando do andar de baixo.

Desci desesperado, achando que ele tinha se machucado, mas não o bonito tava só colocando a mesa pra comermos.

- Porra jinyoung, pensei que tava morrendo.- cheguei ofegante, buscando por ar.

- Anda vamos comer, e aproveitamos pra conversar.- Assenti e me sentei a sua frente.

- Então Minnie, eu ia te falar hoje mesmo, eu vou voltar pra Coreia, e ia te perguntar se vai querer ficar com a casa.- ele falou simplista e bebericou o suco de laranja a sua frente.

-Nossa jiny, que coincidência, o Tae tinha me chamado pra morar com ele ontem, na verdade era isso que ia te falar, mas por que você vai voltar?- perguntei-lhe o olhando.

- Sei lá, só tô com saudades, acho que vou voltar a morar com meus pais.- me olhou também- mas não quero deixar a casa aqui sem ninguém, custou caro.

- Ah entendi, se você quiser, pode deixar comigo, e eu tomo conta, mesmo morando com o Tae, Eu tenho um apego a essa casa também- sorri.

- Ah então fechou, quando você vai se mudar?

- Acho q final de semana, vou entrar pra faculdade de dança e tal, quero resolver isso primeiro.- falei colocando comida em minha boca.

- Que bom Minnie, então ok, eu acho q vou quarta-feira, já comprei a passagem, tô só terminando de arrumar uns coisas por aqui.

Ficamos conversando por mais um tempo, até que ele teve que sair pra se eu não me engano, resolver algo relacionado ao passaporte dele.

E eu? fui dormir.

{...}

Acordei com uma mensagem do Taehyung, perguntando se deu tudo certo, e que dia eu começaria a mudança. eu logo respondi e larguei o celular novamente, ligando a televisão entrando no Google e pesquisando meus BL da vida né mores.

Sim eu vejo BL, não gostou faz b.o, melhor coisa criada, tirando os beijos murchos mas enfim, se eu fosse diretor dessas séries, eu com certeza ia mandar um enfiar a língua na boca do outro, e de graça ia fazer uma cena de sexo foda-se.

Ri comigo mesmo, me lembrando de quando eu e o Tae tava assistindo 2gether e chamando a personagem Pam de vagabunda.

{...}

Depois de um tempo comecei a arrumar algumas coisa do meu quarto em caixas, pra já deixar tudo no esquema e depois só levar.

Coloquei uma música, cujo swim, e fiquei sensualizando na frente da parede de espelho que tinha no meu quarto. tirei umas fotos com umas roupas perdidas do meu armário.

Acabou que fiz um ligação de quase três horas com o Samuel, meu amigo da faculdade de administração.

Quando me deu conta eram quase duas horas da madrugada, e como não tinha nada pra fazer fui stalkear os boys, e acabei achando o perfil de quem no Instagram? Jeon Jungkook o Gangstarzinho. E como eu sou um idiota, acabei seguindo ele sem querer e curtindo uma foto, desfiz a curtida como se fosse a coisa mais importante da minha vida, e taquei o celular longe e me deitei pra dormir.

Por que eu sinto que me fudi?


Notas Finais


Até o próximo^-^


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...