História MY SWEET SUGA(R) -Min Yoongi ; Suga long imagine- - Capítulo 10


Escrita por:

Postado
Categorias Agust D / Suga, Bangtan Boys (BTS)
Personagens Jeon Jeongguk (Jungkook), Jung Hoseok (J-Hope), Kim Namjoon (RM), Kim Seokjin (Jin), Kim Taehyung (V), Min Yoongi (Suga), Park Jimin (Jimin), Personagens Originais
Tags Amizade, Amor, Bangtan, Bangtan Boys, Bts, Colegial, Min Yoongi, Originais, Romance, Suga, Yoongi
Visualizações 267
Palavras 1.582
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 16 ANOS
Gêneros: Comédia, Crossover, Ficção Adolescente, Romance e Novela, Saga, Shoujo (Romântico), Universo Alternativo
Avisos: Bissexualidade, Heterossexualidade, Linguagem Imprópria
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas do Autor


VOLTEEEI COM MAIS UM CAP.
Realmente o cao que eu mais demorei pra editar por conta de ter mais algumas palavras.

-O motivo da minha demora se chama provas e trabalhos então espero que entendam que pra mim é meio difícil.

-Não me matem pfv

-E agradeçam uma tal de Dani (KKK) que enche o meu saco todos os dias para postar capítulo, SE QUISEREM AGRADECER ELA NOS COMENTÁRIOS KKKK***

-Quando eu coloco "~" em uma frase é pq a pessoa esta repetindo a letra final tipo: AAAAA
Quando eu coloco "~" em itálico em uma mensagem é o pensamento da S/n

blz? blz

Capítulo 10 - Beijo?!


Fanfic / Fanfiction MY SWEET SUGA(R) -Min Yoongi ; Suga long imagine- - Capítulo 10 - Beijo?!

[...]

-OWW ACORDA!

Acordo com a voz irritante de meu irmão no meu ouvido e espero que ele tenha um ótimo, UM ÓTIMO MESMO, propósito para me acordar em pleno sábado de manhã (pelo menos eu acho que é de manhã).

-S/N!!- Jimin grita mais uma vez e a minha vontade é de dar um tapa nele e mandar calar a boca.

-O QUE VOCÊ QUER?- Levanto irritada e ele como reação direta, da um pequeno passo para trás. -FALA LOGO JIMIN!

-Ta, ta... você tem visitas!- fala e sai do quarto. Levantei e fui até a porta para ver quem era o infeliz que estava fazendo eu levantar.

Abro a porta sem olhar no olho mágico para ver quem era e acabo me apreendendo de não ter feito esse pequeno gesto.

-Oi! - o ser diz e como não tinha mais nada para fazer, tipo fechar a porta na cara dele e sair correndo para me esconder o mais rápido possível e nunca mais aparecer.

-OOI Jin! Tudo bom?- falo sem graça e a maior puxa saco do Jin, fã número #1, se pronuncia para a minha felicidade e infelicidade.

-O Jin ta ai?- grita da cozinha e eu olho para trás pra responder.

-Oi Sra. Park!- Jin faz o pequeno valor e eu dou um espaço pra ele passar.

-Aaa, oi Jin meu querido!- Sério mãe? QUERIDO? Parece até que estou competindo com a mãe pra ver quem fica primeiro com o Jin. -Como você está?- ai que gentil né... não gostei -senta aqui

-Eu estou bem e você?- fala "obedecendo" minha mãe e eu fico parada na porta apenas olhando aquela pequena palhaçada indignada com o que estava acontecendo naquela sala.

-Melhor agora!- MÃE! QUE OUSADIA É ESSA?! -E a mamãe, ta bem?- pergunta e Jin concorda. Jimin estava no mesmo estado de choque que eu.

-Então Jin, o que você veio fazer aqui- Jimin pergunta. Pelo menos pra isso ele serve.

-JIMIN COMO PODE PERGUNTAR UMA COISA DESSAS PRA UM VISITANTE TÃO ESPECIAL- minha mãe grita e Jimin se assusta fazendo eu e Jin rir.

-Imagina Sra.Park, ele tem razão-diz ainda rindo -Na verdade, eu vim falar com a S/n- olha para mim e eu arrumo minha postura. -Já que vocês não conhecem o lugar direito e a S/n implora pra alguém levar ela em uma biblioteca, então pensei em levar ela na biblioteca nacional- termina de falar dando AQUELE sorriso. AHA UM PONTO PRA MIM EM MÃE!

[...]

Jin havia dito que estávamos perto e a minha ansiedade só aumentava mais e mais. Eu sentia que SeokJin queria me matar a cada vez que eu perguntava se nó estávamos perto da tal biblioteca.

-Esta preparada?- pergunta e eu o olho com uma bela "cara de psicopata" feliz. -Ok, você está me deixando com um pouco de medo- diz e começamos a rir.

-Vamos logo~, eu estou ansiosa!- digo quase gritando e ele para de rir e fica apenas me encarando por algum tempinho - O que foi? Tem algo na minha cara? Onde? É um mosquito? AA TIRA, TIRA!- dou um mini surto mas depois paro vendo que ele ainda me encarava do mesmo jeito -Jin? Ta vivo?

-Eu sempre reparei que você é linda, mas agora, parece que está mais linda ainda.- fala e eu fico espantada com um belo de um ponto de interrogação na cara e muito, MUITO MESMO, envergonhada.

Eu não sei se quero que isso seja apenas uma ilusão ou se tudo isso é realmente uma. Eu estou perdida. Eu só vim ver a biblioteca tipo, UMA BIBLIOTECA, não estava psicologicamente preparada para o que esta acontecendo agora. Não que o fato de uma pessoa me chamar de linda significa que eu necessito ter um psicológico forte, mas... é ele. A pessoa que eu tenho uma certa admiração mesmo com o pouco tempo, não é uma coisa comum.

-É... você ta bem?!- digo baixo ainda envergonhada e vejo que ele "acorda" percebendo o que tinha feito e pedindo desculpas.

-Vamos entrar?- fala como se nada tivesse acontecido e eu agradeço muito por isso.

-Precisa mesmo perguntar?- digo e percebo a ansiedade tomar conta de mim novamente fazendo o meu estado elétrico voltar.

A biblioteca é realmente bem grande e eu estou realmente tentando fazer um plano esquematizado para saber por onde começar.

-Por santo Jay Park... Que tipo de idol maravilhosamente maravilhoso é esse?- falo fazendo Jin rir pela minha comparação.

Se tem uma coisa que eu realmente amo, depois dos doramas, são livros. Os livros são como portais que te levam para outra dimensão. A dimensão que eu mais tenho paixão é a do romance. Uma dimensão que realmente me envolve, eu me imagino lá, eu entro no próprio personagem e deixo as palavras dos autores me levar. É como se fosse um refúgio onde eu consigo escapar de tudo e de todos.

Quando eu me vi já estava lá, no meio de tantos livros e na seção que eu mais gostava, a de romance, procurando algum livro que eu ainda não tinha lido, o que pelo menos nessa biblioteca está bem fácil. É como se o meu catálogo de livros fosse atualizado.

Jin estava parado praticamente ao meu lado. Parecia que ele era mais velho que eu. Ele me olhava com um olhar de responsabilidade, o que ele realmente tinha, acompanhado com um olhar clássico (que eu acho que deveriam colocar o meu nome) de um sonhador iludido.

-Se eu soubesse que você tinha praticamente uma tara por bibliotecas eu teria te trazido hámuito tempo atrás- Diz e eu apenas dou um sorrisinho de leve logo voltando a minha atenção em todos aqueles livros que não tinham mais fim.

-Você vai ficar ai parado só me olhando mesmo? COM ESSE TANTO DE LIVRO- digo um pouco alto recebendo um 'shh' de Jin que se aproxima para eu não ter mais que berrar. -desculpa.

-Na verdade, eu queria andar um pouco por aquele parque, lembra? É aqui perto e se você quiser depois podemos ver a Sun Hee

-Ah, é claro. Vou adorar ver a minha dongsaeng favorita!- falo

-Bom saber que ela é sua favorita! Vamos?- Jin diz [[Que? Virou um trava-linguas]] e eu concordo logo depois olhando para uma das estantes que estava estava ao meu lado. -Quer pegar um livro- lanço o meu belo olhar de cachorro abandonado e concordo lentamente -Vai lá, eu te espero la fora- dou o meu mini surto novamente, dessa vez mais silencioso, afinal estou em uma biblioteca né.

Já com o meus belos livros nas mãos (isso ai, no plural porquê se é pra pegar livro pega logo uns 40... obviamente não peguei 40, peguei 41. MENTIRA) estávamos naquele mesmo lugar, naquele em que eu nomeei de 'cantinho do Jin' pela sua breve explicação sobre o lugar praticamente uma semana atrás.

Eu estava olhando exatamente as árvores já que eu não tinha nada para dizer. O silêncio que estava sobre o local, não estava montra incomodando nem um pouco, na verdade estava me fazendo muito bem.

-Eu, posso falar algo pra você?- Jin fala e eu apenas viro pra ele como um sinal de que já poderia começar a falar. -Olha eu só... queria pedir desculpas pelo que houve ontem. Eu sei que não é pra você que eu devo pedir desculpas e sim para Yoongi mas eu precisava falar isso pelo menos para alguém.- choquei

-Você tem razão, não é para mim as desculpas. Bom, eu fico feliz que você esteja com essa intensão de pedir desculpas, achei que eu teria que implorar para um de vocês pedir desculpas. Uma coisa a menos pra eu fazer. Me sinto mais aliviada- sorrio

-Que bom que você concorda- fala e vira para onde eu estava olhando à pouco tempo atrás.

-Estou aqui pra isso. Nunca tive uma posição tão responsável em uma relação de amigos antes.- digo e volto para a mesma posição de antes só que com um Jin ao meu lado.

-Eu nunca pensei que precisaria de uma ser responsável para um relacionamento amigável como uma advogada- da aquela risada escandalosa que eu tanto amo e acabo rindo pela mesma coisa.

-Eu nunca pensei que precisaria ser uma "advogada" de uma relação amigável.- falo ainda rindo.

-Quem diria não é mesmo?!- concordo mesmo sabendo que ele não estava olhando para mim. Aquele breve silêncio começa. Nenhum assunto, nada mais a falar. Até que eu lembro o que Jin disse sobre Sun Hee na biblioteca. -Podemos ver a Hee agora?- pergunto virando para ele novamente e vejo ele concordar -ENTÃO VAMOS LÁ!- grito e ele vira ficando exatamente na minha frente.

-S/n... realmente. Muito obrigada por tudo que você faz por mim e pelos meninos. Especialmente por mim.

E esse é o momento que tudo para, menos um tal órgão mais conhecido como coração que para ferrar mais com a vida, fica lá batendo, batendo, batendo e vai acelerando, e acelera, até o ponto de eu achar que ele iria realmente sair pela minha boca. Como eu já tinha dito, eu não estava psicologicamentepreparada para o que estava acontecendo. Na verdade eu nunca, MAS NUNCA MESMO, imaginaria o que estava prestes a acontecer, o que pelo menos eu achava o que estava prestes a acontecer. Foi real mente um choque de realidade quando eu percebi que estava naquela situação, era como aqueles filmes em que falam "a minha vida inteira passou diante dos meus olhos", fizesse algum sentido agora.

Então ele...

[...]


Notas Finais


NÃO ME MATEM!


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...