História .My Sweet Sweetie Love; - Capítulo 7


Escrita por:

Postado
Categorias Histórias Originais
Personagens Personagens Originais
Tags Colegial, Drama, Originais, Romance
Visualizações 10
Palavras 788
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ação, Bishoujo, Bishounen, Comédia, Crossover, Drama (Tragédia), Ecchi, FemmeSlash, Ficção Adolescente, Fluffy, Hentai, Lemon, LGBT, Literatura Feminina, Orange, Romance e Novela, Shonen-Ai, Shoujo (Romântico), Shoujo-Ai, Shounen, Slash, Suspense, Violência, Yaoi (Gay), Yuri (Lésbica)
Avisos: Adultério, Álcool, Bissexualidade, Drogas, Heterossexualidade, Homossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Mutilação, Nudez, Pansexualidade, Self Inserction, Sexo, Suicídio, Violência
Aviso legal
Todos os personagens desta história são de minha propriedade intelectual.

Notas do Autor


Tá dá, capítulo novo, leiam sem moderação rs

Capítulo 7 - Quem vai começar?


(Gabriel's P.O.V)

Lena e Na saíram da sala, me deixando a sós com o Rafael, eu prefiro não falar nada com ele, só virei e fui em direção a saída, até ele me segurar.

(Rafael) Ei mano, tu vai ficar com essa palhaçada de me ignorar mesmo? A gente estuda no mesmo colégio e tem as mesmas amizades, você vai ter trabalho.

(Gabriel) Eu não ligo.

(Rafael) Cara, ainda tá bolado por causa daquilo? Já fazem dois anos, já te pedi desculpas mil vezes, quando você vai esquecer?

(Gabriel) Eu perdi algo importante por sua causa.

(Rafael) Eu sei, mas eu tô dizendo, eu não sabia de nada! Pô Gabriel, a gente era amigo cara, vamo tentar ser de novo.

(Gabriel) Suspiro Bom, como você mesmo disse, eu não posso te evitar pra sempre, então...

(Rafael) Ae cara, finalmente!

(Gabriel) Eu não disse que te perdoei.

(Rafael) Relaxa, você vai acabar perdoando, vamo? As meninas saíram faz um tempão.

(Gabriel) Verdade, vamos.

(Rafael) Aliás, quem é aquela mina que tava do seu lado? É tua ficante?

(Gabriel) Você sabe que pra mim não existe ficar, e não, ela é amiga minha, assim como a Lena.

(Rafael) Então eu posso dizer, que gatinha ein.

(Gabriel) Você não toma jeito mesmo ein?

(Rafael) É meu charme.

(Gabriel) Hahahaha, sei!

Saímos da sala rindo, eu nunca fui de guardar rancor, mas esse caso foi mais pesado, eu fiquei triste e com raiva durante esses anos, mas, não posso fazer birra pra sempre.

Em direção a saída escutamos a voz da Na, e fomos atrás.

(Anna) EU SABIA HAAAA!!! LENA TÁ IN LOVE! LENA TÁ IN LOVEE!

Eu e o Rafael soltamos um "Tá?" ao mesmo tempo, ele está tão surpreso quanto eu.

(Anna) Olha só, vocês ainda tão vivos, que milagre!

(Rafael) Não troque de assunto, pequena.

(Gabriel) Por quem a Lena tá "in love"?

(Anna) Ér, não, ninguém, eu tava zoando, haha.

(Hellena) É, ela fica me zoando toda hora hahaha.

Eu e o Rafael nos olhamos curiosos, realmente, nem ele estava acreditando nisso.

Será que ela... Ela está apaixonada por alguém mesmo?

Por um momento senti um leve aperto no coração, não sei porquê... Acho melhor mudar de assunto.

(Gabriel) Então, vamos comer alguma coisa?

(Hellena) Eu topo.

(Anna) Eu também!

(Rafael) Vamo lá.

Saímos em direção a alguma lanchonete na cidade, mas não achamos nenhuma aberta por perto.

(Anna) E agora? Tudo fecha às 9h, já tá tarde.

(Rafael) Querem ir pra minha casa? A gente pode pedir pizza de lá, não é muito longe daqui.

(Hellena) Mas se a gente for vamos voltar muito tarde, ai não podemos entrar nos dormitórios.

(Anna) Lena amiga, a gente já não pode entrar mais.

(Hellena) Ah é né? Então, na rua é que eu não quero ficar.

(Anna) Uhuu, vamos, tudo bem pra você Gabes?

(Gabriel) Ah, claro!

Na verdade, não, não sei no que isso pode dar.
Mas é como a Lena disse, na rua eu não quero dormir hoje.

(Rafael) Certo então, vamo lá.

Saímos em direção a casa do Rafael, vamos ver no que dá...

(Rafael) Chegamos!

(Hellena) Nossa! Que casarão! Seus pais são ricos né?

(Rafael) É, podemos dizer que sim, mas eles só me deram a casa, já que não usavam, o que tá dentro comprei com uns trampo que eu tive.

(Anna) Ué, seus pais moram ai sobre suas custas então?

(Rafael) Hahaha, que nada bebê, eu sou emancipado. Mas vamos, entrem!

Fui atrás do Rafael, podendo ver de relance as expressões surpresas da Lena e da Na, realmente não é algo que se vê hoje em dia.

(Rafael) Então, vamo pedir logo a pizza né? Vocês querem de que? Eu pago.

(Anna) Calabresa!

(Hellena) Frango com Catupiry ein!

(Gabriel) Queijo mesmo.

(Rafael) ... Eita!

Todos nós rimos, até a Lena parar.

(Hellena) Vamos entrar num contexto então?

(Rafael) Relaxa gatinha, eu peço quatro. Vocês querem Coca mesmo?

(Anna, Hellena e Gabriel) Aham.

(Hellena) Amigo rico é outro nível ein?

(Anna) Né! Hahahaha

(Rafael) Vocês ein hahaha! Vou pedir, fiquem a vontade.

Ele saiu em direção a cozinha pra pedir as pizzas, então, eu e as meninas sentamos nos sofás, esperando a ligação terminar.

(Rafael) Pronto, vai demorar um pouco, o que querem fazer enquanto isso?

(Anna) Que tal jogar alguma coisa?

(Hellena) O que? Quer que a gente faça uma rodinha e jogue o jogo da garrafa tipo adolescentes de 13 anos?

(Anna) Ótima idéia amiga! Vocês topam?

(Hellena) Quê? Não era isso que eu-

(Gabriel) Acham que é uma boa idéia?

(Rafael) Porque não seria? Ah vamos, pode ser legal! Eu vou pegar uma garrafa.

Ele saiu, logo voltando com uma garrafa de vidro, então sentamos no chão.

(Rafael) Então, quem começa?


Notas Finais


Espero que tenham gostado aaa <3


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...