História My sweet vilan - Capítulo 10


Escrita por:

Postado
Categorias Garota conhece o Mundo (Girl Meets World), Stranger Things
Personagens Maya Hart, Mike Wheeler
Visualizações 13
Palavras 1.558
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Crossover, Festa, Ficção Adolescente, Luta, Mistério, Romance e Novela, Violência
Avisos: Adultério, Álcool, Bissexualidade, Drogas, Heterossexualidade, Homossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Mutilação, Nudez, Sadomasoquismo, Sexo, Suicídio, Tortura, Violência
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Capítulo 10 - Confiança


Fanfic / Fanfiction My sweet vilan - Capítulo 10 - Confiança

Eu prefiro ser um amante que eu lutador...penso demais e odeio isso, estou tão acostumado a estar errado, o amor nunca me deu um lar então eu acho que vou me sentar no silêncio, eu achei paz na sua violência

Marshmello ft. Khalid-silence

Maya.

 Eu acordei e tentei levantar sem acordar Cameron, peguei uma roupa e me lembrei que ia encontrar Anthony então escolhi outra, peguei uma calça preta com rasgos nos joelhos, uma bota de salto e uma blusa curta preta e fui tomar banho, depois me vesti e fui acordar meus irmãos enquanto eles se arrumavam eu voltei para o quarto e passei um batom vermelho, denileador de gatinho, deixei meu cabelo meio preso. 

-Porque está se arrumando tanto?-Cameron perguntou se levantando.

-Para você, amor. Vou fazer cafe, você quer?

-Quero.

-Tudo bem.

Eu fiz o café meus irmãos e Cameron comeram conversando, eu mandei mensagem para Riley e disse que iríamos com ele hoje e ela foi para minha casa. Eu me lembrei que sairia hoje e mandei mensagem para a babá pedindo que busacasse Maddie na escola e cuidasse deles.

-Vamos?-Riley perguntou quando chegou.

Nós deixamos os meninos no ponto depois Maddie na escola e fomos para a nossa escola. Chegando eu disse que precisava ir no banheiro e pedi para Riley ir comigo.

-O que foi? Vocês voltaram? Que aliança é essa?

-Anthony foi na minha casa no sábado e eu ofereci nossos trabalhos a ele, Cameron foi na minha casa e no domingo e eu voltei com ele mas não porque eu o quero de volta mas sim porque meus irmãos querem voce sabe como eles infelizmente são apegados a ele.

-Entao eu vou ver o Jake de novo?

-Jura?

Ouvimos o sinal e eu disse:

-Explica tudo para o Bob e voces dois me encontrem nas arquibancadas depois da aula.

-Tudo bem.

O resto da manhã passou como um eternidade, cada segundo parecia demorar mais, eu precisava sair dali, precisava encontrar Anthony, precisava esquecer Cameron. Eu precisava de muitas coisas naquele momento e nenhuma delas envolvia aula de química. E finalmente toca o sinal e com certeza foi o melhor com que eu ouvi naquele dia. Andei o mais rápido possível para fora da escola e quando cheguei lá meus amigo já estavam nas arquibancadas eu suspirei e fui encontrar eles.

-isso é verdade? Eu vou ver Max de novo?-Bob perguntou se levantando e andando em minha direção.

-Eu não acredito que vocês só pensam em homens.

-A vai me dizer que você não quer ver Alex de novo?- Bob disse.

-Nao, ela quer ver o Anthony.-Riley falou rindo.

-Idiota, vamos logo.-Eu disse os puxando. Eu chamei um táxi e mandei ele me levar ao endereço que Anthony me passou. Quando chegamos o motorista parou em frente a um galpão enorme mas não parecia ter ninguém la. Nos descemos e Riley e Bob ficaram perto de mim.

-Tem certeza que é o lugar certo?-Riley perguntou.

-Eu acho que sim-respondi

-Talvez ele não esteja mais aqui.-Bob falou.

-Procurando por mim?-Anthony chegou falando sabe Deus de onde, junto com Max de um lado, Jake do outro e Alex mais atrás. Todos estavam armados com grandes armas em suas costas menos Anthony. Aquilo fazia ele parecer mais poderoso e eu acho que era aquilo que ele queria.

-Voce disse para eu vir até aqui, eu vim.

-Voce me pediu para trabalhar para mim.

-Eu sei. E entao, o que vai ser?

-Primeiro eu quero me apresentar a quem não me conhece- ele andou Até Riley disse seu nome e beijou sua mão eu virei o rosto revirando os olhos e cruzando os braços, não conseguia evitar e sei que ele percebeu pois pude ver seu sorriso quando se levantou, ele passou por mim e disse no meu ouvido:

-Eu beijo outras partes suas, querida. Não precisa ficar com ciúmes.-Ele passou e comprimentou Bob e depois voltou ao seu lugar.

-Ja se apresentou?

-Esta apressada hoje, querida. Tudo com seu tempo. Max leve o rapaz para conhecer o lugar, Jake, por favor leve a bela moça e Alex, bom vai fazer alguma coisa, eu cuido da loirinha.

-Nao prefere que Alex me acompanhe?

Ele virou sua cabeça sutilmente para o lado mordeu a boca e olhou para baixo quando voltou seu olhar a mim disse:

-Rapazes eu dei uma ordem, por favor, já podem ir.

Rapidamente todos saíram me deixando sozinha com Anthony na frente daquele galpão.

-Espero que seja apenas de enfeite.

-O que?

-A alianca, Maya.

-Nao é, infelizmente.

-Voltou com aquele idiota?-ele disse se aproximando e parando centímetros de mim.

-sim.-Disse abaixando minha cabeça.

Ele colocou uma mão no pescoço e me fez olhar para ele, ele passou seu dedo pela minha boca e por um segundo eu fechei meus olhos e ele se afastou.

-É uma pena, agora anda eu não tenho o dia todo.

Ele não conseguia ser gentil por dois minutos tinha que sempre voltar a ser o babaca dono do mundo de sempre.

-Esse é o meu mundo- ele disse abrindo a porta do galpão e entrando, era enorme e tinha várias máquinas e pessoas imprimindo dinheiro.

-Voces fazem tudo aqui?

-Claro que não, isso é só para esse bairro.

Algo naquilo me fez sorrir. Nós começamos a andar lado a lado por todo aquele lugar e todas as pessoa abaixavam a cabeça para ele mas não como medo, como forma de respeito.

-vamos para meu escritório.-Ele disse pegando minha mão e eu deixei ele me levar. Quando chegamos lá ele pegou um rádio e chamou Max, Jake e Alex para ir encontrar ele. Ele me disse para sentar a sua frente e eu o fiz, logo todos chegaram.

-Bom creio que meus amigos tenham explicado o que fazemos aqui.

-Sim.-Riley e Bob responderam.

-O trabalho de vocês é bem simples, vocês vão lavar esse dinheiro.

-como?-Bob perguntou.

-Grandes lojas de atacado tem uma política de devoluções de até um mês.

-nos vamos comprar coisas com dinheiros falso e quando devolvermos vão nos dar dinheiro de verdade, incrível.-Eu disse.

-É isso mesmo, querida.-Anthony disse sorrindo.

-Queremos trinta porcento.-Eu disse olhando para seus olhos.

-Quinze!-Ele disse sem desviar o olhar.

-Vinte e cinco-respondi

-Vinte.

-Feito.-Disse me dando por vencisa.

-Otimo nós costumamos pagar quarenta.-Ele disse e seus amigos riram menos Alex que continuava sério.-Meninos entreguem o dinheiro aos nossos novos funcionários.

-Pode deixar.-Max disse e eles saíram. Quando Alex ia sair eu disse:

-Espera. -me levantei e fui em sua direção.-Talvez eu não tenha sido tão educada da última vez que nós vimos, toma.-Disse entregando um papel.

-O que é isso? -ele perguntou sorrindo, eu podia sentir o calor do olhar de odio de Anthony me queimar.

-Meu número.

-Voce não deveria fazer isso, Maya. Não está namorando?-Anthony perguntou colocando seus pés na mesa e seus braços atrás da cabeça.

-Nao deveria se meter não é, Antony.-disse olhando para ele e sorrindo.

-Alex vai dar um jeito no cara que tentou nos ferrar.

Alex abaixou a cabeça pegou o papel colocou no bolso e beijou minha bochecha. Eu sorri e ele saiu. Me virei para Anthony que tinha um olhar cerrado em vim de.mim.

-O que foi?

-Para de agir como uma vadia.

-Achei que gostasse de vadias. Só elas querem ficar ao seu lado.

-Entao esta fazendo isso só para ficar comigo? Pois fique sabendo que prefiro vadias que não usam roupas.-ele falou rindo e se levantando indo até mim.

-Voce nunca deixa de ser um idiota.-eu disse e ele continuava se aproximando eu comecei a andar para trás até sentir a parede em minhas costas e ele a alguns milemetros de mim.

-Voce não quer que eu faça isso.

-Como sabe?

-porque você namora e eu prendi você contra a parede e você não fez nada.

-Me deixe sair -disse quase sem força, minha voz saiu como um sussurro.

-Peça com vontade.

-Eu não consigo fingir nesse nível - Eu disse isso e ele me beijou, sua mão estava apertando minha cintura e a outra no meu rosto, ele conseguia ser selvagem e doce ao mesmo tempo, ele era o certo e o errado em apenas um corpo. Passei meu braço pelo seu pescoço e coloquei minha mão do seu cabelo o puxando para mais perto ele me puxou para cima e eu coloquei minhas pernas prendendo  seu quadris e pude sentir o sorriso dele. Ele me levou até o sofá e se sentou me deixando no seu colo, ele começou a descer a alça da minha blusa e beijar meu pescoço, mas fui tirada do meu transe quando meu telefone começou a tocar. Era a babá eu precisava atender, peguei o telefone sem sair do colo dele e ele não parava de beijar meu pescoço.

-Alo? -Disse com o resto de força que tinha em mim.

-Oi, Maya.-Ela estava chorando.

-O que acontece? -Perguntei assustada e Anthony percebeu, ele parou de me beijar e começou a olhar para mim.

-Eu parei de olhar ela por apenas um segundo...-Ela dizia chorando e eu comecei a me desesperar.

-Fala o que aconteceu.-Eu disse quase gritando.

-A Maddie tomou um vidro de remédios que tinha no banheiro e ela está desmaiada eu já chamei a ambulância eles estão vindo. vão leva lá ao hospital.

-Eu tô indo pra lá.-Disse me levantando do colo de Anthony.-Leva meus irmãos para lá também.

-Tudo bem.-ela disse e eu desliguei.

-O que aconteceu-ele perguntou preocupado se levantando.

-Minha irmã tonou meus remédio e está indo para o hospital.-eu disse deixando uma lágrima cair, ele veio até mim e a limpou com sua mão e me puxou para o seu abraço.

-Quer que eu vá com você?

-Nao, fica. Vai ser melhor. -disse  olhando para ele e saindo, eu andei o mais rápido possível para fora dali e chamei um táxi que veio bem rápido e quando eu me dei conta já estava correndo para dentro do hospital.








Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...