História My Sweet Wolf - JeonJungkook - Capítulo 9


Escrita por:

Postado
Categorias Bangtan Boys (BTS)
Personagens J-hope, Jimin, Jin, Jungkook, Personagens Originais, Rap Monster, Suga, V
Tags Bangtanboys, Bts, Jeon, Jhope, Jimin, Jin, Jungkook, Kim Taehyung, Kook, Lobo, Longfic, My Sweet Wolf, Rap Monster, Sobrenatural, Suga, Sweet, Wolf
Visualizações 160
Palavras 2.920
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ação, Crossover, Drama (Tragédia), Droubble, Ficção, Fluffy, Hentai, Luta, Magia, Mistério, Misticismo, Romance e Novela, Shoujo (Romântico), Sobrenatural, Suspense, Universo Alternativo, Violência
Avisos: Álcool, Heterossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Mutilação, Nudez, Sexo, Tortura, Violência
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas do Autor


Oiiii trazendo mais um cap pra vcs.

Estão gostando da história? Comentem sua opiniões.

Capítulo 9 - Threehouse ( parte 3 - final)


Fanfic / Fanfiction My Sweet Wolf - JeonJungkook - Capítulo 9 - Threehouse ( parte 3 - final)


Luna olhou pra Jeon que se levantou espantado, foi até a porta da casa pois o irmão ia morrer de tanto gritar seu nome.


— o que você tá fazendo ai ? — perguntou Jin colocando a mão sobre os olhos para poder amenizar a claridade do sol e ver a irmã que estava lá no alto na entrada da casa de madeira.

— to aqui refrescando algumas memórias e tomando um ar..

— vo subir ai com você então. — o maior colocou seu pé direito na tábua da escada , Luna olhou para Jeon aflita. Mas antes de Jin ousar subir na terceira tábua ela teve uma ideia.

— Jin não suba ! — gritou ao mais velho que franziu o cenho.

— porquê?

— aqui tá cheio de insetos , tem até barata . — no mesmo instante Jin retornou ao chão.

— aí credo, porque você não sai daí ?

— porque eu não tenho nojo . — falou colocando a mão na cintura e rindo do irmão que fazia uma careta.

— tá, eu vou voltar em casa mas você não fica até tarde ai viu. — avisou e caminhou se distanciando dali.

— seu irmão tem medo de baratas? — indagou Jeon soltando um riso.

— ele tem nojo delas , diz que são os bichos mais nojentos da face da terra. — a menina riu ao lembrar de ocorridos de Jin com baratas na infância.

— ele parece um bom irmão.

— é sim. Você tem irmãos?

— tenho um , ele não é um irmão muito próximo , na verdade acho que ele me odeia .

— mas porque ?

— por culpa do meu pai ele cresceu sendo isolado , pois dava toda atenção a mim.Desde criança ele queria mostrar ser o melhor , era como se ele competissem comigo em tudo, talvez isso venha pelo fato de sermos lobos. Mas eu vejo ódio em seu olhar. — suspirou. — sei que ele sente raiva por não ser um alfa puro , já que o papai queria que os dois nascecem assim.

— alfa puro ? — a menina tombou a cabeça pro lado .

— sim , é uma espécie de lobo que já nasce sendo alfa, ou seja não precisou matar pra ser um. Isso faz com que sua linhagem seja vista como nobre e significa prosperidade para a alcatéia que tem um membro com este poder.

— e como se chama seu irmão ?

— ParkJimin.

— espero que ele mude. Você parece ser um bom irmão. — sorriu para o moreno que se via encantado com a doçura da moça. Jeon mesmo tendo dito que era um lobo e explicando sobre o fato , ela não o maltratou e até o escondeu do irmão.

— você é tão gentil. — afirmou a encarando fixamente nos olhos.

— imagina..eu não sou tão boazinha assim , posso te jogar dessa casa aqui em segundos. — falou irônica e rindo o que fez Jeon rir também.

O moreno estava se divertindo muito mais com a humana que ele não conhecia do que com Nadya que há estava a mais de um ano no seu rastro — você não me disse onde mora.

— Eu moro em … — o rapaz vendo que estava prestes a revelar onde morava contraiu os lábios .

— pelo visto não pode dizer. — soltou um riso .

— lobos não podem dizer onde moram , a não ser se forem pra pessoas que realmente confiamos muito.

— você quase disse , então quer dizer que você confia um tiquinho em mim. — Jungguk apesar de saber da proibição de seu lobo de se aproximar de humanos , ele sentia que não queria se afastar da jovem.

Ele nunca tinha visto um humano tão gentil quanto ela, nem tão bonita quanto ela. Apesar de mal se conhecerem sentia-se confortável com a moça e tirou a prova disso quase contanto onde ele morava.

— talvez um pouquinho.

" temos que ir garoto . " o espírito da fera estava inquieta por ver a relação de amizade que se formava entre a humana e JeonJungguk, o lobo sabia as consequências esse tipo de relação poderia trazer.

— está bem. — respondeu ao seu lobo. Jungguk sabia que a alcatéia devia estar preocupada consigo. Luna por outro lado apenas observava confusa o jovem falar sozinho.

— an..com quem você está falando ? — arqueou a sobrancelha .

— com meu lobo. — riu vendo a cara de interrogação estampada na face da menina . — digamos que posso ouvir meu espírito falar.

— ok, isso é bizarro. Na verdade tudo isso é..

— imagino… mas aposto que pra quem ajudou um lobo …logo ira acostuma com o fato…ou não. — riu tendo uma cara entediada de Luna . — bom eu tenho que ir. Agradeço por toda ajuda que me deu. — olhou para a menina e tentou se levantar ainda com uma dor incomoda se pôs de pé, mas no mesmo instante que ousou dar o primeiro passo uma dor alarmante se acendeu em sua ferida, fazendo-o cambalear , Luna em instinto o segurou para que não caísse no chão.

— ei, acho melhor não fazer muito esforço por enquanto. — alertou a menina ainda o apoiando

— lobos costumam se regenerar de feridas, mas essas causadas por pratarias demoram mais .— disse enquanto Luna o ajudava a se sentar novamente.

— se você sabe disso porque se levantou ? — Luna parecia brava com o garoto que apenas dava um riso de lado pela atitude da moça.

— porque eu precisava voltar pra minha alcatéia.

— mas se você fizesse isso neste estado você talvez nem chegaria até ela . — naquele momento até mesmo o lobo no interior de Jeon soltou uma risada grossa e cheia de sarcasmo.

" o que essa garota pensa que somos ? Somos lobos, não humanos fragéis. "

— lobo fique quieto. Luna tem razão, não sinto que chegaria vivo até a alcatéia.

" sabe que só não mato essa humana agora , porque ela retribuiu o favor , nos salvando."

— Seu lobo está bravo ? — falou receosa.

— está, mas não se preocupe.

— acho que você precisa descansar. Vou trazer cobertores e uma roupa pra você .

Já com a chegada da noite Luna depois de levar roupas e o cobertor , escondidos de seu irmão, para Jungguk. Luna estava na mesa encarando o jantar que era servido pelo seu irmão.

— o que tento fazia na casa na árvore hoje ? — perguntou curioso para a mais nova.

— eu gosto de ficar lá sabe disso . E um lugar silencioso e arejado.

— com baratas?

— é com baratas , não me importo com elas lá.

— você é doida .— falou levantou q primeira colherada daquela sopa a boca.

— é talvez eu seja um pouco. Onde está o papai?

— ele teve que ir pra clinica , parece que um animal precisava de cirurgia .— Luna soltou um riso por lembrar que ela praticamente fez uma cirurgia hoje.

— do que ri ?

— nada , só acho que o papai é muito dedicado ao seu trabalho .

— verdade , ele ama o que faz .

Logo após o jantar Jin e Luna arrumaram a cozinha , um lavou a louça e o outro enxugava e guaradava nos devidos lugares . Jin depois de terminar disse que iria dormir porque estava cansado , a irmã por o outro lado disse que ficaria assistindo TV até mais tarde.

Mas antes Luna subiu pro seu quarto para tomar um banho e vestir um pijama confortável. Já pronta para descer pra sala , antes ela resolveu ir até a sacada tomar um ar já que a brisa naquele horario era mais gélida , sua pele se arrepiava a cada toque e seus cabelos se bagunçavam conforme o vento que soprava.

Dali ela podia ver mesmo que distante e com dificultade a casa na árvore . Por um momento ela pensou que Jeon pudesse estar precisando de algo , e sem contar que ele não comeu. Luna lembrando deste fato colocou a mão na testa e desceu às pressas mas sem fazer muito barulho querendo evitar acordar Jin.

A menina pegou um pouco da sopa e despejou em um pote , seguidamente se agasalho com um casaco cor bege e saiu rumo a casa na árvore. Seus passos eram apressados já que ela agora sabia que um lobo a queria morta. Quando finalmente chegou na casa de madeira soltou o ar pesado que se alojava em seu pulmão. Entrou com cautela para não fazer barulho já que Jeon parecia estar em um sono profundo. Ousou erguer um pouco a blusa moletom que o maior vestia para olhar o ferimento. E vendo melhor ela percebeu que o moreno suava muito , ele estava com febre . A menina tocou a testa completamente molhada do rapaz que estava até vermelho devido a mudança de temperatura.

— Jungguk ..ei Jungguk.— falou acordando o moreno.

— Luna..? — abriu seus olhos castanhos puxadinhos.

— você está ardendo em febre . — tocou novamente na testa do rapaz .

— o que você está fazendo aqui? É perigoso andar a noite pela flotesta.

— vou buscar água e um pano pra baixar essa temperatura. — falou sugestiva mas antes de tentar levantar o moreno a impediu segurando o braço da mesma.

— é perigoso . — alertou . Mas Luna não o deixaria naquele estado , afinal ela sentia que devia ajudá-lo já que ele a salvou duas vezes.

— eu vo até o lago então. — pegou o recipiente vazio que ela tinha trazido para Jeon comer a sopa . Vendo que a menina não desistiria da ideia não protestou contra .

Luna foi até o lago retirou o casaco bege e o pijama que vestia, seu sutiã de rendas cor preta foram mostrados as únicas testemunhas que eram a natureza a sua volta. O pijama ela usaria como pano, molhou o tecido no lago e encheu o recipiente vazio com água depois tratou de por seu casaco bege e fecha-lo.

Já de volta na casa de madeira , Jeon se encontrava quase desacordado por conta da elevada temperatura corporal , e sendo um lobo a temperatura dele já era acima do normal porém a febre em um lobo era pior do que uma febre de 40 graus em um humano. E estava notável devido a sua coloração avermelhada e umas veias que traspareciam pela pele alva do rapaz. Luna foi até ele é depositou o pano umedecido em sua testa , ele se sentiu aliviado com o geladinho do pano .

— tira o meletom. — sugeriu achando que o aliviaria mais se ficasse sem o moletom. Porém o rapaz estava com as mãos tremulas e não conseguia retirar a peça. — espera deixa que eu faço isso. — apesar da timidez ela fez para aliviar Jeon daquele desconforto.

— obrigado. — o menino com os olhos semi-abertos falava com a voz sôfrega e ofegante enquanto a menina retirava seu moletom, pra ajuda-la Jeon levantou os dois braços para que a peça saísse com mais facilidade e rapidez ele sentia-se um garotinho de dois anos.

— espero que melhore . — voltou a colocar o pano úmido sobre a testa do garoto, depois começou a passar o pano pelo corpo dele afim de amenizar o desconforto. Jeon não estava aguentando ficar de olhos abertos , então se entregou aos cuidados da jovem e adormeceu.

A claridade que fazia na janela da casa de madeira e o canto de alguns pássaros fez Jeon acordar primeiro. O alfa viu Luna dormindo com a cabeça encostada na pequena estante de madeira velha , que tinha ali perto de si. Seus cabelos longos e negros estavam bagunçados e alguns fios caídos sobre seu rosto , seus olhinhos fechados era algo extremamente fofo de se ver. Dava pra ver que a menina ficou cuidando dele por um bom tempo durante a noite , já que ela praticamente dormiu sentada , aquilo fez o rapaz soltar um leve sorriso de lado. Seu lobo pode sentir que o rapaz tinha gostado daquilo e claro, realmente ele tinha . Nunca viu um humano ser tão bondoso consigo ou com qualquer outro lobo .

Ficou observando a doce humana quando ela ameaçou acordar. Jeon sentiu um nervosismo subir, e então se lembrou que ainda estava sem a blusa moletom , imediatamente se vestiu. Luna bocejou demorou um pouco para se localizar , mas então encarou Jungguk por um tempo até se lembrar da noite anterior.

— você está melhor ? — perguntou tentando ajeitar seu cabelo.

— estou sim, graças a você. — sorriu singelo para a moça que ficava vermelha identica a um tomate.

— acho que você não vai querer sopa no café da manhã. — falou olhando pra sopa que ela tinha trazido ontem.

— oh, você tinha trazido ?

— sim..acho que você passou o dia todo ontem sem comer. Então tinha trazido a sopa— riu sem graça.

— eu não entendo como pode ser tão gentil…com uma fera como eu.

— você que fez a bondade de me salvar, ser gentil é o mínimo que posso fazer. — sorriu para o garoto . — mas então, quer tomar café? — olhou sugestivo enquanto o garoto olhava confuso pra menina de olhos brilhantes .

— você ficou a noite toda aqui, será que seu irmão não notou que você não estava lá?

— oh não , eles não entram no meu quarto essa hora da manhã. Por isso dá tempo de eu ir pra lá e voltar aqui. — se levantou para sair da casa. Luna teria que ir em casa para não darem falta dela.

Luna desceu as escadas enquanto Jeon a obserava ele queria conferir se nada iria se aproximar da garota. A menina logo chegou e viu Jin na cozinha preparando algo, entrou com cautela em casa sem que o irmão mais velho percebe-se , adentrou o quarto e fechou a porta respirando aliviada. Após colocar um shorts e uma regata de cor branca junto ao seu par de tênis favoritos, Timberland. Ela desceu para cozinha indo de encontro com Jin.

— bom dia maninha. — disse se virando pra menor que sorria .

— bom dia.

— senta para tomar um café. — fez o que o mais velho disse. — logo vou ter que sair pra trabalhar . — suspirou .

— cadê o papai ? — indagou Luna não vendo sinal do pai.

— ele não voltou ontem . Ele ligou dizendo que ia fica por lá mesmo.

— coitado. Papai trabalha tanto. — fez uma cara tristonha.

— se tornar adulto é horrível. — disse tomando um gole do café adocicado. Jin sabia de muitas amarguras da vida adulta já que estava passando pela experiência, Luna sabia um pouco já que iniciou a faculdade a pouco tempo.

— nem me diga.

— bom eu já vou , vai ficar bem sozinha ? Se quiser eu deixo você na vovó. — disse pegando uma mochila e a chave pendurada

— não precisa , eu sei me cuidar . — disse crusando os braços enquanto acompanhava o irmão até a porta.

— você não vai pegar ônibus ne? — falou preocupada com o maior.

— não, o JungHoseok vai vir me buscar, ele disse que vai fazer uma entrevista no mesmo lugar que eu trabalho . — suspirou — é muita sorte que eu tenho ne — falou irônico tendo um riso de Luna.

— mas o Hope já não tá trabalhando ? — questionou .

— está, mas ele acha que vai ser demitido logo, logo do outro emprego.

— também ele se atrasa quase todo dia. — Luna revirou os olhos e no mesml instante o ronco e a buzina da moto alertavam que Hoseok havia chegado.

— eu já vou , se cuida viu. Tranca a porta. — falou dando um beijo na testa de Luna e uma última olhada na casa . A jovem acompanhou o irmão até a porta e viu Hoseok do lado de fora, ele trajava uma roupa simples porém aquele capacete o deixava engraçado. Mesmo escondido naquele capacete reforçado seu sorriso radiante ainda era notável.

— bom dia Hope ! — Luna acenou para o rapaz que acenava de volta todo empolgado e sorridente .

— Àquela vaga vai ser minha ! — gritou confiante se referindo a entrevista que o selecionaria.

— vai sim! Boa sorte ! — gritou encorajando e dando mais confiança para o amigo.

— da pra irmos logo ? Não quero ser o senhor atrasado igual você não . — falou debochando de Hope que fazia uma cara entediante pro amigo, enquanto Luna ria dos dois.

— tchau Luna ! — gritou Hope

— tchau! — acenou para o sorridente . — tchau Jin ! Bom trabalho ! — gritou e teve um sorriso ganho do irmão.

Depois deles partirem a jovem retornou para dentro da residência, contente por ter pessoas tão adoráveis ao seu lado. Mas por um momento se entristeceu por pensar que essas , corriam perigo devido às verdade que ela soube sobre seu novo mundo.

Logo batidas na porta a tiraram do mar de pensamentos . Seguiu para abri a porta, no instante que abriu se surpreendeu. Ao ver o moreno de olhos quase negros vestindo a blusa e a calça moletom de cor preta , que ela havia dado antes. Os cabelos dele estavam um pouco desalinhados mas que o deixavam de certa forma fofo.

— Jungguk?


Notas Finais


Capítulo n revisado.

Gostaram ? Odiaram ? Para ou continua ?

Bjs


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...