1. Spirit Fanfics >
  2. My teacher - Imagine Jaehyun >
  3. Jealous

História My teacher - Imagine Jaehyun - Capítulo 6


Escrita por:


Capítulo 6 - Jealous


Fanfic / Fanfiction My teacher - Imagine Jaehyun - Capítulo 6 - Jealous

Cassie

Chang ficou de frente com Jaehyun, e o mais “novo” passou a olha-lo

- Jae: Bom ve-lo hyung. — Ele se curvou

Hyung? Jae conhecia Chang? 

Aish eu estou mais confusa do que na prova de matemática.

- Chang: Posso dizer o mesmo. Como estão seus pais?

- Jae: Estão bem.

- Chang: Ótimo. Porém, o que faz aqui?

Jae me olhou e eu olhei para Chang

- Eu: Ele veio procurar Killan. — Digo super calma 

As formas que eu calculava aquela conversar era grande, eu já tentava ter resposta para tudo. 

- Chang: Interresante...— Ele me olhou

- Eu: Agora, se retire da minha casa.

- Chang: Você é tão mal educada. 

- Jae: Falo muito isso para ela.

- Eu: Não ligo para o que você acha. Apenas saia. — Falei para o Chang 

- Chang: Espero que saiba o que está fazendo. 

- Eu: Sei muito bem o que estou fazendo.

- Chang: Aposto que você não quer ver ninguém que ama machucado né?— Falou baixo 

Ele sorriu, olhei para Jae que nos olhava curioso. 

- Eu: Eu apenas quero que você saia. 

- Chang: Porque? Mande Jaehyun ir embora. Vamos revolser isso de outra forma. — Deu um sorriso sacana

O mais velho tocou meu rosto e eu recuei vendo o olhar de Jae, que eu não conseguia decifrar.

- Eu: Vá embora.

 - Chang: Ok, só está avisada. — Ele passou por mim — Foi bom vê-lo, Jaehyun.

Jae apenas sorriu e eu ouço a porta bater. Senti o olhar de Jae sobre mim e eu já sabia que ele iria me encher de perguntas.

- Jae: Por que ele falou desse jeito?

- Eu: Não sei. — Caminhei até o sofá 

- Jae: Desde quando conhece ele? —Ele insistia 

- Eu: Aish — O olhei — Ele é amigo do meu irmão 

- Jae: Amigo do Killan?

- Eu: Não, De Jack. 

Ele apenas concordou pois não conhecia Jack. 

- Jae: Vamos cuidar desses machucados?— Assenti

Disse onde ficava a caixa de primeiros socorros e então ele foi pegar e se agachou para começar a cuidar dos meus ferimentos.

- Eu: Como sabe onde eu moro? — Essa pergunta veio do nada em minha cabeça 

- Jae: Tenho meus contatos. — Ele disse simplista.

- Eu: Omo, tenho que me preocupar com isso? — Sorriu

- Jae: Não. — Sorriu mostrando as  covinhas 

Ele passou com cuidado os remédios na pequena ferida de meu joelho e de repente parou.

Jae: que história foi aquela? — Eu o olhei — “Vamos resolver isso de outra forma”

Ele formulou a frase com aspas, passei a mão nos cabelos e o olhei. 

- Eu: É uma longa história para nunca contar. 

- Jae: Você e ele já...?— Ele arqueou uma sobrancelha 

- Eu: Ya, não pense besteira. Ele é mais velhos que nós dois. 

- Jae: Ele só tem 32 anos.

Rio e o olho surpresa

- Eu: E seria normal uma garota de 17 anos ter relações com um cara de 32 anos?

- Jae: As garotas de hoje em dia são assim. — Ele ficou estranho depois de ter ouvido as palavras de Chang

- Eu: Você está me comparando a elas? — Franziu a testa

- Jae: Não sei, não posso dar uma resposta dessa sendo que te conheço a pouco tempo. — Ele cruzou os braços

Solto um riu nasal, mordi o lábio

- Eu: Você realmente é muito inacreditável. 

Suspirei e voltei para a cozinha

-Xxx: Senhorita. - Ouvi a voz doce da senhora Park Jina.

Uma senhora de 50 anos, que trabalha em casa como governanta. 

- Eu: Oh, omma pensei que já tivesse ido embora. — Sorriu e me curvei 

- Jina: Não, fiquei para saber se está se alimentando bem.

~ Jaehyun ~

Eu sei que pode ser loucura da minha cabeça, mas tenho certeza que Cassie e Chang já tiveram algo. Mesmo com a diferença de idade como ela disse.

Essa garota escondi algo é como se fosse um segredo guardado a sete chaves. Ninguém repito, ninguém! É capaz de apareceu em um local no outro dia toda machuda, a não ser que tenha sido assaltada...

Passei a mão nos cabelos, tentando raciocíniar como que aconteceu esse acidente de moto. 

Eu não sei o que está acontecendo comigo, não é possível que eu esteja apaixonado por uma aluna. 

Caminhei até a cozinha, parando na estrada e ouvindo Cassie falando com uma senhora.

- Cassie: Oh, omma pensei que já tivesse ido embora. — Se curvou

Conseguia só ver as costas da garota.

- Ajumma: Não, fiquei para saber se está se alimentando bem. Cassie minha querida, não é a primeira vez que eu te vejo com machucados. Eu vi que o Chang-Wook saiu daqui, não quero ter que levá-la a um hospital novamente por causa dele. 

Vejo a mais nova abaixando a cabeça, ouvi seu choro baixinho. A senhora abraçou cassie, que naquele momento mais parecia uma neta da ajumma.

Vejo ela se separa e enxugar as lagrimas.

- Cassie: Não se preocupe comigo hum? Vá para casa e cuide de Myung. 

- Ajumma: Se cuide garota. — Ela saiu  pela área de serviço

Cassie se apoiou na bancada e fungou, parecia está chorando novamente e meu coração se partiu ao ver aquilo. 

Eu sentia algo verdadeiro por ela disso eu tinha certeza. Por isso irei proteja-lá de Chang, mas primeiro preciso saber o que houve entre esse dois.

Fui ao encontro da menor e abracei forte.

- Eu: Nunca deixarem ele te machucar.

ela ergeu a cabeça me observando.

- Cassie: Pensei que tinha ido embora. — Falou baixinho

- Eu: Nunca irei te deixar só depois que brigamos. — Eu já falava pensando no futuro? Mais oque!

- Cassie: Jaehyun — Me chamou e se separou 

- Eu: Ne? (Sim)

- Cassie: Quero lhe conhecer melhor. 

Eu suspirei

- Eu: Eu também quero te conhecer melhor.

Ela balançou a cabeça 

- Cassie: Eu não posso te contar nada de minha vida ainda, me perdoa. Eu escondo algo que infelizmente é um segredo de familia

Ela baixou a cabeça e suspirou

- Eu: Familia? — Assentiu — Tudo bem, eu posso esperar

Sorriu e ela retribuiu 

- Cassie: Vamos assistir um filme?

- Eu: Só se for de terror. — Agarrei-me a ela

- Cassie: Não! — Ela choramingou fazendo biquinho.

- Eu: Vamos logo! — Rio e a puxo para sala.

Cassie fez a pipoca e começamos a assistir um filme de ação: Vigilante da noite.

O celular da mais nova tocou, como notificação e meus olhos foram encararam a tela, vendo o nome Jeno-oppa😍

Ela apenas olhou e ignorou a mensagem, voltando aprestar atenção no filme. 

- Eu: Jeno oppa? — Ela me olhou 

- Cassie: Hum, é assim que eu chamo ele. 

- Eu: Não posso acreditar — A olhei incrédulo 

- Cassie: Omo? Por que? — Confusa a mais nova perguntou 

- Eu: Ya! Você não vê que ele gosta de ti? 

- Cassie: Ãh? O Jeno? Impossível a gente é só amigo. 

Ela realmente é esperta para umas coisas e lerda para outras.

- Eu: Ele gosta de você mais como do que amigos. 

Ela colocou a pipoca na boca e mastigou

- Cassie: Eu não ligo. 

- Eu: Mais eu ligo! 

- Cassie: Porque? — Me olhou 

- Eu: Porque ele falta te devorar! E ainda fica te beijando! — Esbravejo

- Cassie: Ya! Ele só beija a minha bochecha e testa. Não precisa disso!

- Eu: Precisa sim e você chama ele de oppa. 

Ela revirou os olhos

- Cassie: Pare de ciúmes, só tenho olhos para você. 

Ela se aproximou com um sorriso

- Eu: Não estou com ciumes. — Cruzei os braços 

Ela riu e ergueu uma sobrancelha

- Eu: Tudo bem! Eu estou com ciumes. — Riu e abraço

......



Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...