História My Teacher - Capítulo 9


Escrita por:

Postado
Categorias Shingeki no Kyojin (Attack on Titan)
Personagens Annie Leonhardt, Armin Arlert, Bertolt Hoover, Connie Springer, Eren Jaeger, Erwin Smith, Farlan Church, Grisha Yeager, Gunther Schultz, Hange Zoë, Hannes, Historia Reiss, Isabel Magnolia, Jean Kirschtein, Kenny Ackerman, Levi Ackerman "Rivaille", Mikasa Ackerman, Oluo Bozado, Petra Ral, Reiner Braun, Sasha Braus, Ymir
Tags Drama, Ereri, Riren, Shingeki No Kyojin, Yaoi, Yuri
Visualizações 102
Palavras 4.499
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ação, Aventura, Comédia, Drama (Tragédia), Ecchi, Famí­lia, Ficção Adolescente, Hentai, Lemon, LGBT, Luta, Mistério, Romance e Novela, Shoujo (Romântico), Universo Alternativo, Violência, Yaoi (Gay), Yuri (Lésbica)
Avisos: Álcool, Drogas, Estupro, Heterossexualidade, Homossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Sexo, Tortura, Violência
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Notas do Autor


Olá pessoas!

Sorry sorry sorry! Eu sei que demorei muito, mas tenho uma boa notícia: A fanfic agora será postada nos domingos!!

Simmm, eu finalmente consegui organizar os dias para postar a fanfic!

E galera, muitoooo obrigada pelos favoritos e comentários! Eu fico muito feliz em ler eles e responder.

Agora sem mais delongas, let's go!

Boa leitura.

Capítulo 9 - Treta


Fanfic / Fanfiction My Teacher - Capítulo 9 - Treta

Autora POV

As pessoas da sala número treze haviam se retirado do local, e neste exato momento estavam fora do colégio trocando olhares de raiva com os integrantes foi colégio Titã. 

- Larguem a Historia filhos da puta! - Berrou Mikasa. 

- Fica na tua aí, ó patricinha! Eu estou falando com essa gatinha aqui. - Uma garota alta,  cabelos pretos presos num rabo de cavalo baixo, com sardas disse encarando Historia. - E aí gatinha ? Vai vir vem a gente ou vai continuar com esses babacas ? 

- Eu sinceramente não tenho interesse nenhum em ir pro colégio de vocês! Já disse isso milhões de vezes! - Historia protestou. - Não insiste, Ymir! 

- Historia, esse colégio é podre demais para você! Acredite, ele esconde segredos que se você soubesse não iria ficar tão resistente em vir para o nosso! - Reiner disse. 

- Seu cú deve ter inveja da tua boca de tanta merda que ela deixa escapar! Parem de me encher! - Historia falou puxando o braço bruscamente e  indo até os seus amigos. 

- Ei, volta aqui! - Berthold falou tentando a segurar, mas Mikasa o pegou pelo braço com força. 

- Acho que você tá surdo não é ?! Ela disse SOLTA! 

- Vocês tão querendo puxar briga é ?! - Questionou Reiner. 

- Para Mikasa, não vale a pena vamos. - Hisotoria disse tentando puxar Mikasa para longe deles. 

- O que você é da Historia, metidinha ? - Ymir indagou olhando com superioridade para Mikasa. 

- Sou alguém que ela tenha interesse romântico, diferente de você. - Retrucou. - É tão difícil, entender que levou um pé na bunda, feiosa ? 

- M-mikasa! - Historia disse corada. 

- Agora, vazem daqui antes que a cobra comece a fumar pro lado de vocês. - Ela disse se virando puxando Historia pela mão. 

- Quem são esses idiotas ? - Eren perguntou para o pessoal, que apenas observava tudo com receio. 

- Não sei bem, não estamos a tanto tempo assim no colégio. Mas pelo que parece, esses caras com certeza são problema. - Disse Sasha. 

- Só sei que eles vão levar uma surra! Minha deusa, é mais forte que esses três merdinhas juntos. - Jean disse rindo. 

- Quem você é garota ?! - Perguntaram. 

- Mikasa Ackerman. - Ela disse com orgulho. 

Todos esperavam que os alunos do Titã ficassem com as pernas trêmula ou implorassem por perdão, afinal os Ackerman tinham fama na cidade por força, velocidade, inteligência, tudo totalmente sobrenatural. Eram mitos na cidade. Porém, os mesmos começaram a rir. 

- Uma Ackerman ?! O dia não podia ficar melhor que agora! - Ymir disse jogando a franja para trás com um olhar de deboche. 

- Vocês tão afim de morrer ? - Ela perguntou. 

- Já esperava esse ego. Sabe, conhecemos o seu irmão Mikasa... 

- Nem ouse! - Ela protestou. 

- Oh, ninguém aqui sabia ?! - Reiner disse rindo. - Pois todos agora saibam, que Mikasa Ackerman tem um irmão chamado Rivaille Ackerman! 

Comentários do tipo, " Esse não é o professor ? " começaram a rondar. Este era um segredo que somente os amigos de Mikasa sabiam, Levi a proibiu de espalhar isso por motivos que nem ela mesma sabia. 

- E tem mais pessoal! Ela é totalmente desprezada! É a vergonha da família! - Berthold continou. 

- Não liga para eles, Mika. Eles só querem te pirraçar, vamos... - Hisotoria disse caminhando para frente com a mesma, que estava com a cabeça baixa. 

- O irmão dela a odeia! Por que acham que ele manteu isso em segredo de todos ?! Ah, sem contar o detalhe,  que ela é LÉSBICA! Então meninas tomem cuidado, porque ela ataca sem nem pensar duas vezes! - Reiner disse a provocando ainda mais. 

- Cala a boca... - Ela resmungou. 

- Para com essas viadagens, seus cuzões! - Eren se manifestou. 

- Ah perdão, como pudemos esquecer! Eren Jaeger é GAY! Ele fica se pegando com os professores, é só um viadinho do caralho! - Berthold disse. 

- Como é ?! - Eren disse se exaltando e Armin é Jean ficaram tentando o segurar. 

- Seus pais devem ter vergonha de vocês. Não é a toa que você foi rejeitada pelo seu irmão, não é Mikasa ?! Ah, espera... Você não tem mais pais! E, o pai do Eren tem tanta vergonha dele, que está morando na Alemanha só para não ver todos os tipos de homens que ele deve levar para casa dele! 

- FOI A GOTA D'ÁGUA! - Esbravejou Eren.

- CALA A BOCA, CALA A BOCA, CALA A BOCA! - Mikasa se soltou de Historia e saiu correndo assim como Eren para dar um surra neles. 

- Não, Mikasa! É isso que eles querem! - Historia gritou, mas era tarde demais. 

Mikasa e Eren partiram para cima deles, Mikasa foi a primeira a atacar preparada para dar um soco certeiro em Ymir, porém algo inesperado aconteceu. Reiner juntou os punhos e acertou eles nas costas de Mikasa. 

- ARGH! - Ela gemeu de dor. - Acha... Mesmo que só isso vai me derrubar ?! 

Não deu nem cinco segundos, Ymir meteu um chute no olho esquerdo de Mikasa fazendo-a recuar pondo a mão no olho. 

- MIKASA! - Eren gritou. 

Ele foi para cima de Berthold, mas acabou ficando imobilizado pelos braços dos mesmo, que o deu um "abraço" de urso. 

Ele começou a dar cabeçadas em Eren, fazendo com que sua boca começasse a sangrar, ele mal conseguia se mover, pois além das cabeçadas Berthold apertava sua coluna como se fosse uma jibóia. 

Enquanto isso, Mikasa era espancada e pisoteada. Ela tentava se levantar mas quanto mais ela tentava, mais Ymir e Reiner a chutavam, no estômago e na coluna. 

- Essa aqui é a defensora de vocês ?! - Ymir perguntou para todos que ficaram assombrados. 

- PARA YMIR! POR FAVOR PARA! - Implorava Historia. - VOCÊ VAI MATAR ELA DESSE JEITO! 

- Tá mais que na hora dos Ackerman aprenderem que eles são um lixo! 

- Eu não vou ficar aqui vendo meus amigos serem espancados! - Sasha disse brava. 

- O mesmo vale para gente! - Jean e Connie falaram. 

- Você não vem, Armin ?! - Sasha chamou o amigo que estava anestesiado. 

- Eu... Eu... 

- Ah foda-se! Vamos pessoal! 

Eles avançaram para Reiner. Porém, foi tudo em vão. O mesmo pegou Sasha pelo rabo de cavalo e começou a girar, até ela bater fortemente numa árvore, fazendo seu nariz sangrar e seus olhos ficarem roxos. Connie e Jean foram espacandos  milhões de vezes até cuspirem sangue. 

- Tá na hora de botar os bebês na cama! 

Nisso eles pegaram cada um deles e ARREMESSARAM para onde os mesmos estavam antes. Porém, Mikasa e Eren eles fizeram algo pior. 

Pegaram a cabeça dos dois e bateram umas com as outras, depois arremessaram eles no chão. 

- Aprenderam a lição ? 

- Chorem por perdão, e talvez a gente deixe vocês em paz. 

- Vai precisar... Bem mais... Do que... Isso... Para fazerem... A gente... Chorar... - Eles disseram tentando se levantar mas foram chutados para longe por eles. 

- MIKASA! EREN! PESSOAL! - Historia foi correndo até todos. - Por que fizeram isso ?! 

- Para mostrar que está andando com as pessoas erradas, e dar uma lição a essa Ackerman arrogante de merda. 

- Agora, Eren... - Reiner pisou em sua cabeça. - Não morra de tesão por mim hahahahaha. 

- Eu vou matar vocês! - Historia foi impedida por Armin. - Armin me solta! Você devia estar... 

Ele apenas virou a cabeça dela para a entrada da escola. Foi então que ela viu, pela primeira vez na vida, o processo Rivaille com sangue nos olhos de tanta raiva assim como a professora Hanji. 

- Erwin... - Os dois falaram com a cabeça baixa, apertando os punhos. 

- Permissão concedida. - Ele disse. 

Levi ergueu a cabeça. Seus olhos transbordavam raiva e ódio, o modo deus de Levi havia sido libertado. 

- Os Ackerman são fracos, você diz... - Ele disse com o ódio perceptível em sua voz. - Vamos ver o que acontece quando mexe com a família e amigos de um deles! 

- Sabe... Nunca experimentei dissecar um corpo humano... Vou usar vocês como cobaias! - Hanji disse com o olhar louco de sempre. 

- Estão blefando! - Reiner gritou. 

Sem dizer mais nada, os dois avançaram encima dos três. Levi correu até Reiner, pegou a camisa por trás, segurou-a e jogou ele no chão segurando seu pescoço com força. Esse era um golpe Ackerman, muito conhecido e utilizado. 

Hanji, por sua vez deu um pulo em direção ao rosto de Berthold e impulsionou o joelho para frente, dando uma joelhada fortíssima no rosto dele fazendo até um dente sair de sua boca. 

Quando o mesmo recuou para trás, Hanji não perdeu tempo e pulou em suas costas, prendendo as pernas no seu pescoço o sufocando, ou em outras palavras aplicando o golpe "guilhotina".

O mesmo caiu no chão, se sentindo sufocado enquanto Hanji só apertava mais e mais. Voltando a Levi, Reiner tentava dar socos nele porém o mesmo esquivava facilmente. 

- Seu maldito, Ackerman! - Ele abaixou mais achando que conseguiria acertar. 

Foi o maior erro que ele cometeu naquela luta. Quando ele se abaixou, Levi aplicou um golpe muito usado no box, a cotovelada bem na nuca de Reiner. 

Isso fez com que Reiner caísse fatalmente, no chão. Ele ficou imobilizado, se queixando de dores insuportáveis. 

- Morra infeliz! Morra! Morra! - Hanji dizia ao apertar o pescoço de Berthold que já estava roxo. 

- Hanji. - Levi a chamou a despertando do transe psicótico que ela se encontrava. 

- Ora ora, parece que eu me empolguei um pouco hahahaha... - Hanji disse soltando ele e se levantando. - Bem feito filho da puta, tomara que tenha asma. 

- Agora... - Ele disse virando-se para Ymir. - Só falta um verme. 

- Eu não tenho medo de você Ackerman! Muito menos de uma maluca! 

- Ah pois deveria. - Hanji disse rindo. 

 Hanji ergueu a perna direita e lançou na direção do rosto de Ymir, a acertando bem na mandíbula. Totalmente desequilibrada, Levi usou o dedo indicador e médio, juntos, para dar um "soco" na garganta de Ymir. A mesma fraquejou rapidamente botando a mão na garganta tentando recuperar a respiração. 

Depois, eles jogaram os dois no chão, pisaram na cabeça deles. 

- A menos que queiram ir pro cemitério não ousem voltar aqui, entenderam bem ? - Levu disse em seu tomar calmo porém arrepiante. 

- Falem! Vocês entenderam ?! - Hanji gritou. 

- Entendemos... 

Os dois largaram aqueles merdas e foram ajudar os alunos do esquadrão treze. Os outros professores, como Petra, Olou, Gunter e Erd. 

- Oni-chan... - Mikasa disse ao ver, mesmo que de maneira turva o rosto do irmão. 

- Eu tô aqui agora, pestinha. - Ele disse pegando ela e pondo em suas costas. 

- Quer que eu leve o Eren ? - Hanji perguntou, segurando Sasha. 

- Não, deixa que eu levo. - Ele disse pegando Eren e o apoiando no seu ombro. 

Ambos estavam desacordados, na verdade, todos que entraram na briga foram seriamente feridos. E os outros alunos ficavam apenas olhando tudo, assustados. 

- Ok, o "show" acabou. Todos para sala de aula! - Ordenou Erwin e nenhum aluno questionou. 

- Acha que devemos ligar para os pais deles ? - Petra perguntou. 

- Óbvio que temos! Os pais deles merecem saber, agora eu vou ouvir cada sermão desgraçado... - Erwin disse com a mão em sua testa. - Depois, preciso falar com vocês sobre aquela coisa. 

- Entendido. - Todos os professores falaram. 

Após o aviso, Erwin foi para a diretoria, os alunos para as salas e o resto dos professores levando os alunos feridos para a enfermaria. 

~*~

Após ter passado praticamente todo o período de aula, às 16:00 da tarde, Eren acordou. Sua cabeça ainda latejava, e ele mesmo nem sabia como estava vivo. 

- Ai que dor de cabeça do caralho... - Ele disse com a mão na cabeça, até que ele sentiu a faixa em seus cabelos. 

A maior surpresa mesmo para ele, foi sentir a mão macia e gélida de Levi, sobre a sua mão. O mesmo estava cochilando sentando, com a cabeça abaixada, sua franja cobria seus olhos deixando apenas os lábios do mesmo. 

Eren não conseguiu não sorrir com aquela cena, a tentação de beijar Levi era muita porém as coisas terríveis que Reiner falou sobre ele, sobre sua escolha sexual vieram a sua cabeça. 

Eren não costumava se ofender, mas... De alguma forma, isso o afetou dessa vez fazendo com que os pensamentos românticos com Levi se afastassem  de sua mente como o flash. 

- Eren... Você já acordou ? 

- Sim... - Ele ficou relembrando da briga. - Escuta, Levi eu... 

Levi sem dizer nada apenas o abraçou fortemente. Era um abraço tão carinhoso, tão reconfortante que Eren ficou pasmo, chegou até a curar um pouco afinal Levi não era do tipo de dar abraços. 

- Sinceramente, o que deu em você para sair assim entrando numa briga que não podia ganhar ?! 

- Como é ?! 

- Eren. - Levi disse com um olhar do tipo " Você sabe que é verdade " E Eren sabia que era verdade. - Nós dois sabemos bem que você não ia conseguir ganhar aquela briga nem sonhando. 

- Pode até ser, mas... Eu não podia ver minha melhor amiga apanhado daquele jeito e ficar sem fazer nada! - Nesse momento, ele lembrou-se de Mikasa. - Onde ela tá ?! Ela tá bem ?! 

- Foi atendida pelos médicos, só que ainda não acordou. - Ele disse num tom preocupado.

- Perdi aula não foi ? Justamente as suas. - Ele disse maliciosos. 

- Vamos repor nas aulas particulares, Jaeger. - Respondeu o mesmo, que por algum motivo sorriu um pouco. 

- Mal posso esperar. 

- Mas falando sério Eren, nunca mais se meta com eles. São perigosos, se eu não tivesse chegado na hora vocês podiam ter sido mortos! 

-  Levi... O que eles falaram... Eu não consegui me conter... - Eren apertou o lençol da cama. 

- Pirralho, você... - Sua fala foi interrompida por Olou, que chegou no local com um telefone na mão. 

- Capitão, o pai do Eren está no telefone. Ele quer falar com ele. 

- Já explicou a situação para ele ? - Olou assentiu. - Eu vou ver se Mikasa já acordou. 

Levi se levantou, bagunçando os cabelos de Eren indicando uma despedida. Eren teve que conter um sorriso, o calor que sentiu ao Levi fazer isso, a felicidade teve que ser contida completamente por motivo de ser discreto. 

Olou deu o telefone para Eren e se retirou. O mesmo estava receoso sobre as palavras que ia ouvir de seu pai, mas atendeu. 

- Alô, Eren ?! 

- Oi pai... 

- Como você está ? - Ele se surpreendeu com o tom calmo do pai. 

- Eu, tô melhor... 

- Ótimo... - Depois de um suspiro, ele voltou a falar. - Isso que aconteceu foi culpa sua Eren! 

- Culpa minha ?! Se está se referindo a eu entrar na briga eu... 

- Não estou falando disso! Me contaram o que falaram para você entrar na briga, é isso que dá você ser viado! 

- Como ?! 

- Se você escolheu essa barbaridade, não deveria ficar ofendido! Você tem que aprender a tomar responsabilidade pelas escolhas! 

- Pai, eles me ofenderam e falaram calúnias sobre mim! 

- Você mereceu! Quando vai parar com essa fase de ser gay ?! Quantas surras você vai precisar levar para entender que você está causando esse sofrimento todo para si mesmo ?! 

- Eu achei que você estivesse realmente preocupado comigo... 

- Eu achei pouco! Porque parece que você só aprende apanhando! Então se for preciso você ir para um hospital para entender que ficar com pessoas do mesmo sexo é errado, então que assim seja! 

- Pai... 

- Se você fosse hétero eles não teriam te provocado! Se não quer parar com essa modinha, ao menos finja que é hétero! E se eu souber de mais uma dessas Eren, você vai ver só! Agora tchau! 

Eren nem conseguia acreditar em tais palavras, vindas de seu próprio pai. Ele entregou o celular para Olou. 

- Eren, eu... Sinto muito, de verdade. - Ele disse o consolando. 

- Tudo bem... Só me deixa sozinho, por favor. 

Olou respeitou e saiu. Assim que ele se retirou, Eren sentiu o gosto salgado das lágrimas correndo pelo seu rosto. 

- A surra que eu tomei... Era bem melhor do que essas palavras que você me disse pai... 

~*~

Mikasa já se encontrava acordada. Seu olho estava doendo para caramba, mas já estava menos roxo e sua coluna não doía tanto quanto antes. 

- Agora meu olho tá parecendo uma berinjela! - Ela resmungou. 

Quando ouviu os passos de Levi, ela fingiu ainda estar dormindo. A morena estava com medo de encarar seu irmão, não por saber que com certeza ia levar uma bronca, e sim porque ela tinha perdido. O orgulho dela era muito. 

- Mikasa... 

- Shiu, olha o barulho. 

- Anda logo Mikasa. 

- Quem é Mikasa ? - Ela disse brincalhona. 

- Mikasa. - Chamou Levi, mas a mesma não respondeu. - Essa brincadeira de fingir que tá dormindo nunca funcionou e não é agora que vai funcionar. 

- Porra Levi. - Ela disse se virando. 

- Seu olho tá menos inchado, isso é bom. - Ele disse e Mikasa concordou em silêncio. - E você sabe muito bem que precisamos conversar sobre hoje. 

- Levi, olha eu sei que você vai me dar uma bronca daquelas porque me meti em confusão mas eles começaram a falar da mamãe e me xingar só porque eu sou lésbica, eu não me controlei. E sei que como uma Ackerman eu devia ser mais forte e... 

Levi abraçou a sua irmã. A mesma ficou surpresa com o ato, mas não questionou, fazia tempo que ela não sentia o calor do irmão assim tão perto dela. Ela até ficou um pouco corada, coisa bem rara de se ocorrer. 

- Não se preocupa, eu sei que pedir para você não se meter em confusão é quase como pedir para um macaco parar de comer banana. Mas, não se meta com essa gente, eles podiam ter te matado. 

- Levi... Eles sabiam informações demais sobre nossa família... O que você está me escondendo ?! 

- Nada pirralha. - Ele disse dando um soquinho de leve em sua cabeça. - E não se preocupa nessa questão de manter a fama da nossa família, você ainda é inconsequente demais. 

- Só não questiono porque é verdade. E a propósito... CADÊ O EREN ?! 

- Já cuidei dele, ele já acordou. 

- Vocês transaram ?! 

- Vai se fuder. 

- Mikasa! - Historia  disse ofegante. - Ah graças a Deus que você está bem! Eu preciso muito conversar com você. 

- A gente já vai embora, Levi ? - Perguntou Mikasa. 

- Ainda tenho umas coisas para fazer aqui no colégio, e como não posso deixar você sozinha em casa... 

- Eu posso cuidar dela, professor! - Historia se ofereceu. - Pode me deixar lá na casa de vocês, enquanto o senhor cuida de seus assuntos eu tomo conta dela! 

- Em você eu confio, então tudo bem. 

- Ei! Eu sou extremamente confiável! 

- Ah claro! Uma pessoa que quer porque quer quebrar a casa, é completamente confiável! - Ele disse no seu típico tom irônico. - Vamos. 

Ele então a pegou no colo, a botou no carro e foi para a casa deles deixar Mikasa com Historia. 

~*~

A chuva começou a cair. Quando deixou sua irmã em casa com Historia, a chuva caiu com força e agora dentro do carro Levi dirigia em direção à escola para falar sobre os assuntos extremamente sigilosos. 

No entanto, ele ficou surpreso quando olhou pro lado e viu Eren jogando na chuva encarando o chão. Na mesma hora ele parou o carro. 

- Eren ?! - Ele abriu a janela para confirmar se sua visão não estava pregando uma peça nele, e realmente era Eren. 

Na mesma hora, Levi pegou o guarda chuva e caminhou até Eren. O mesmo estava tão concentrado encarando o nada, com o resto baixo que nem notou Levi em sua frente. 

Só estendeu o rosto quando sentiu os fortes pingos de chuva pararem de cair sobre sua cabeça. 

- Levi...? 

- Vai acabar pegando um resfriado se ficar assim na chuva, pirralho. 

- Me deixa... - Ele disse tentando esconder o rosto. 

- Não tô afim de te deixar. Agora, vem para dentro do carro comigo, eu te dou uma carona até em casa. 

- Eu tô bem aqui na chuva... 

Levi logo suspeitou da atitude do garoto e abaixou-se, erguendo o rosto. E era como ele pensava, Eren estava chorando só não queria admitir. 

- Anda logo, pirralho. 

Levi puxou Eren pelo braço e foi o levando para dentro do carro, até que os dois já estavam dentro do mesmo. 

Levi pegou uma toalha, e começou a enxugar os cabelos de Eren. O mesmo estava triste, porém ver Levi sendo tão cuidadoso e atencioso daquela maneira com ele era de fazer seu coração palpitar. 

- Você... Tem de tudo no seu carro né ? 

- Se chama:  Prevenção para qualquer tipo de situação com Mikasa. - Eren deu um sorriso de canto. 

- Entendi... 

Os dois ficavam se olhando por bastante tempo enquanto Levi enxugava os cabelos de Eren. Quando terminou, ele jogou a toalha para o banco detrás do carro. 

- Levi... Por que você... 

Surpreendentemente, Levi puxou a cabeça de Eren e a deitou em seu colo. Ele ficou fazendo carinho nos cabelos do mais novo, o que fez Eren ficar um tanto quanto corado. 

- Está sendo difícil, não é ? - Ele disse. 

Na hora, Eren desabou. As lágrimas teimosas foram escapando de seus olhos, as palavras de seu pai o machucaram muito, muito mesmo. 

- É só que... Eu achei que meu pai fosse me apoiar, me dar suporte! E ele ficou falando que a culpa disso ter acontecido era da minha sexualidade! Eu... Eu não aguento mais isso! 

- Eu sei como é Eren. Sei como é difícil lidar com esse tipo de preconceito estúpido, por isso eu resolvi esconder de todo mundo que eu sou gay. Mas... Você me fez mudar esse pensamento. 

- Fiz...? 

- Sim. Porque, você me fez perceber que a minha felicidade é bem mais importante do que o quê as outras pessoas vão pensar. Como diria a Mikasa, eu taquei o foda-se essa merda. 

- Mas... Você ainda não se assumiu... 

- Ainda é difícil lidar com isso... Entretanto um certo alguém está fazendo com que a minha paixão fique tão incontrolável que acho que em breve vou assumir isso. 

- Ah, entendi... E, quem é essa pessoa ? 

- Uma que está deitada no meu colo neste exato momento. - Os olhos do mais novo se arregalaram na hora. 

Ele tirou a cabeça do colo de Levi imediatamente,  e o encarou para ver se ele não estava brincando, e ele realmente não parecia. 

- Levi... Você... Você tá mesmo falando sério ?! - As lágrimas dele começaram a secar. 

- Não posso dizer que estou cegamente apaixonado por você, mas... Dizer que não gosto de você em sentido romântico seria mentira. Então, não está afim de tentar ? 

- Mas... Você sempre disse que a nossa idade é um problema... 

- Não é pedofilia porque você já tem dezessete anos, mas podemos assumir caso dê certo quando você fizer dezoito. 

- Levi... 

Os dois se encararam e Eren o beijou apaixonadamente, mas de maneira tão intensa que até Levi ficou pressionado no vidro. As suas línguas tinham um contato tão profundo, porém Levi deixava a sua língua meio quieta dando espaço suficiente para Eren explorar cada canto de sua boca. 

- Por que está tão tímido ? - Ele perguntou rindo. 

- C-cala a boca, Jaeger... - Ele disse meio corado. - Para quem estava chorando você está bem animadinho, não é ?! 

- VOCÊ me deixou animadinho. - Ele disse dando um ênfase bem grande no "você". - Obrigada Levi, obrigada mesmo. Eu espero poder superar todos esses ataques de preconceito com você. 

- O mesmo vale para mim, Jaeger. 

- Me chama de Eren... Eu gosto quando você me chama pelo meu nome. - Ele disse sedutoramente. 

- Se saí, que você tá machucado! 

- Levi... - Ele disse manhoso. - Mas eu tô com vontade! 

- Eren, sério por favor... Eu ainda não tô pronto para voltar a fazer sexo contigo. - Ele disse sério. 

- Tudo bem, eu vou te esperar. - Ele se aproximou do ouvido do mais velho. - A-m-o-r. - Levi corou. 

- Não me chama assim, idiota! 

- Já vi que eu vou ser o ativo dessa relação. - Ele disse rindo. 

- Eu estou quase abrindo a porta do carro e te jogando nessa chuva de novo. - Eren riu. 

- Ok ok, eu fico quieto. Levi... 

- Que foi ? - Ele disse já voltando a dirigir. 

- Aquelas coisas que disseram sobre a Mikasa... Sobre a sua família... É verdade ? 

- ... 

- Se não quiser responder, não precisa... 

- Sim, é verdade. Mas, agora não é o momento de falar sobre isso. 

- Desculpa, é que eu... Quero saber mais sobre você. - Levi ficou um pouco surpreso. 

- Também quero saber mais sobre você, pirralho. Olha, qualquer dia eu te conto sobre essa história. 

- Tudo bem, eu vou esperar. 

Em alguns minutos chegaram na casa de Eren. 

- Chegamos. 

- Espera, como você sabia onde é minha casa ?! 

- Na matrícula vem várias informações, incluindo onde você mora ó inteligente. 

- Faz sentido. 

- Agora entra logo e troca de roupa, se não você vai pegar um resfriado. E vê se se cuida. 

- Pode deixar. Ah, e mais uma coisa. 

- O quê ? 

Eren mais uma vez roubou um beijo de seu amado. Um beijo bem rápido, mais ainda sim com bastante sentimento. 

- Amanhã eu quero meu beijo de bom dia, Levi. - Ele sorriu convencido. 

- I-idiota! 

Ele apenas fechou a porta do carro, fez a volta e foi embora. Depois Eren adentrou a sua casa, mas permaneceu como a roupa molhada porque a sua felicidade naquele momento era demais. 

E ele com certeza não era o único que pensava no momento carinhoso que teve com Levi, e como agora eles iriam iniciar um relacionamento sério, porque o mais velho também pensava loucamente nisso. 

~*~

- Perdão pelo demora. Vamos começar a reunião ? 

- Vamos, Erwin dê início. - Falou Hanji. 

- Agora sim, vamos discutir o plano para aquela coisa. 

















Notas Finais


Eita que esse capítulo foi cheiooo de treta, revelações do passado dos Ackerman e avanço dos casais!

Quantos haters o pai do Eren merece ? Eu acho que mais de bilhões!

Gostaram dos momentos yaoi e do capítulo ?

Kisses da Uni e até próximo domingo!


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...