1. Spirit Fanfics >
  2. My Time (Imagine Jeon Jungkook) >
  3. Parte 34

História My Time (Imagine Jeon Jungkook) - Capítulo 34


Escrita por:


Notas do Autor


DEPOIS EU VOU POSTAR OUTRO

Capítulo 34 - Parte 34


Estava passando pelo saguão do hotel quando encontro com Sejin. Ele conversava com um rapaz que eu nunca tinha visto na vida, mas pela sua roupa, devia ser funcionário do hotel.

Ele me viu e pediu licença para o homem, vindo até mim. Esperei que ele viesse, afinal, ele ia ouvir umas poucas e boas agora. Ele tinha sido extremamente irresponsável por deixar que Jungkook chegasse a esse ponto. Tudo bem, eu também não tinha sido a pessoa mais responsável do mundo, mas pelo menos não deixei que ele colocasse sua própria vida em risco.

- Quando me falaram que você estava aqui, não acreditei muito - Ele se aproximou, sorrindo. Não retribui. Pelo contrário, cruzei os braços, o encarando com cara de... Poucos amigos, para não falar outra coisa - O que foi?

- Já foi checar como o seu maknae de ouro está? - Perguntei

-Sim, ele está descansando tranquilamente. 

- Depois de perder todo o oxigênio do cérebro? - Disse em tom sarcástico - Sejin, você noção do que é isso? 

- Hey hey, eu sei, tá? - Ele bufou, passando as mãos pelos cabelos - O que você quer que eu faça? Não posso amarrar o garoto, isso caracteriza trabalho análogo a escravo.

- Sejin, sério - Virei os olhos. Eu sabia que Jungkook era impossível, mas Sejin devia conversar com ele.

- Olha, eu não posso impedir nenhum dos garotos de treinar ou controlar como eles dançam no palco. Eu, os nutricionistas e Deuk, vamos ser mais exigentes quanto à alimentação deles e a rotina, se isso te deixa mais tranquila. Mas não tem muita coisa que possamos fazer. Você sabe, eu mando eles para a cama, e eles continuam acordados. Eles são adultos, s/n, não faz sentido eu obrigá-los a dormir, se eles não querem...

- A culpa é de vocês, por colocarem um show atrás do outro! - Tentei controlar meu tom de voz, mas o recepcionista nos olhou assustado. Não queria fazer uma cena, então mantive a compostura, me acalmando  - Desculpa, só estou preocupada 

- Eu sei, eu também estou - Sejin deu um passo, se aproximando e também diminuiu seu tom de voz - S/n, acho que você está levando isso muito para o lado pessoal. 

Eu não respondi.  Apenas o encarei, sem conseguir esconder que ele estava certo. Ok, talvez eu tivesse levado para o lado pessoal, mas eu não conseguia não me preocupar com Jungkook e com o resto dos garotos.

- Eu só estou preocupada, acho que não tem nenhum mal nisso - Admiti, frustrada e preocupada. No final não tinha muita coisa que eu pudesse fazer - Essa indústria é tóxica… 

- Você sabe, esse é o preço da fama - Ele sorriu de canto e deu duas batidinhas nas minhas costas. - Vamos, tem um carro nosso ali no estacionamento.

Ainda com a mão nas minhas costas, parecendo um diretor aconselhando um aluno, Sejin me acompanhou até a saída do hotel, que dava no estacionamento

-Sua sorte é que eu e PDogg gostamos muito de você. Você praticamente manda em nós. 

Sorri para ele de forma simpática e agradecida. Eu sabia que eles eram tolerantes comigo em muitas coisas. Jungkook era um exemplo delas.

-Sejin… -  Parei na frente dele, com a minha gratidão se misturando com medo e insegurança - O que você fará se eles não quiserem renovar o contrato?

-Porque não renovariam?

-Não sei…

- Eles vao - Sejin forçou um sorriso - Eu tenho ótimos planos, ou você acha que eu sou um empresário de fundo de quintal? 

Fundo de quintal não, mas espero que pelo menos não fosse igual os da YG, pensei comigo. Bom, se fosse por esse lado, qualquer coisa era só debutar outro grupo com sete meninos, assim como a YG tinha feito quando o 2NE1 deu disband e surgiu o Black Pink. E fizeram a Lisa ser uma cópia da Minzy. Aish, como eu fui maldosa. Ela não tinha culpa, era só uma menina tentando fazer fama. S/n, não leve para o lado pessoal.

Sejin abriu a porta de trás do carro e o encarei uma última vez antes de entrar - Cuide deles, ok?

-Pode deixar, eu vou. Te vejo em duas semanas, se não me falha a memória

- Isso - Sorri, concordando - Tchau

-Tchau, s/n. 

 

 

 

xxxXxxx
 

 






 

- Cadê aqueles meninos? - Perguntei impaciente. Eles nem tinham saído do camarim e o show já ia começar.

Eu tinha chegado na tour há uma semana, para gravar algumas partes do álbum e ajudar nas gravações dos áudios para o DVD - o que não tinha muito a ver comigo, mas PDogg pediu gentilmente, porque estavam um pouco perdidos e muito atarefados. Eu só queria que tudo saísse perfeito, então se precisasse limpar o chão, eu limparia. Na verdade, muitas vezes eu e Sejin éramos pegos arrumando alguma bagunça pelo meio do caminho. Literalmente. Claro que eu tinha muitas coisas para fazer no estúdio, mas isso era prioridade.

Encontrei Jungkook andando em círculos no meio do corredor, na frente do camarim, com as mãos na cintura, parecendo preocupado. Ou talvez só estivesse em seus devaneios. Assim que me viu chegando, ele me olhou atento e um pouco assustado. Até quando ele ia arregalar os olhos toda vez que me visse? 

-Não me olhe assim, eu não mordo - Falei um pouco irritada por causa da demora deles.

Já estava me acostumando a ter Jungkook de novo por perto, mesmo que’’distante’’. Não nos víamos muito, e toda vez eu estava muito ocupada e ele também, o que ajudava no nosso convívio. Não era a mesma coisa de antes, definitivamente. Jungkook era quieto e praticava musculação todos os dias, com frequência. Passou até a ler livros, e eu me perguntava se tinha dado algum curto circuito em algum dos seus neurônios depois do desmaio. Ele estava diferente.

-Você me dá medo, parece que vai brigar toda hora - Ele admitiu

- Talvez eu brigue - Bati na porta do camarim, impacientemente - Anda, faltam cinco minutos!

-Eles estão discutindo - Kookie falou com a voz cansada

-Quem?

-Tae e Jin hyung

- De novo? Mas que droga! - Não esperei e abri a porta. 

Namjoon estava no meio dos dois briguentos, tentando acabar com a discussão sobre Jin ter errado seus passos no show anterior. Tae o acusava de não se esforçar o suficiente, enquanto Jin se defendia. Na verdade eu só sabia disso porque eles estavam discutindo desde o dia anterior e eu já não aguentava mais essa história. Naquele momento eles falavam todos ao mesmo tempo e não dava pra entender nada.

-AH MAS QUE SACO, JÁ CHEGA! - Gritei e eles me olharam, em silêncio - Vocês não se cansam de ficar discutindo toda hora?! Parece que estou presa num álbum da Taylor Swift!

Hobi segurou o riso, enquanto Tae escutava chateado. Jin balançou a cabeça e pegou seu casaco do figurino, passando por mim e saindo da sala.

-Anda, vocês tem cinco minutos. Nam, dê um jeito de conversar com Jin - Falei e saí da sala.

Não aguentava mais eles discutindo toda hora. Eles geralmente se resolviam rápido, mas passava meia hora e alguém arrumava confusão de novo, e pior, por coisas insignificantes.

Durante o show o Army não percebeu nada, mas vi Taehyung chorando em um momento, atrás do palco. Eu ficava com pena dele. Ele só queria que todo seu esforço e sofrimento fossem compensados, e ver que os outros membros não estavam dando tudo de si também, o deixava furioso. Mas acontece que eles estavam sim dando o seu melhor, principalmente Jin.

 



Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...