História My Triton (Mark) - Capítulo 18


Escrita por:

Postado
Categorias Got7
Personagens BamBam, Jackson, JB, Jinyoung, Mark, Personagens Originais, Youngjae, Yugyeom
Tags Got7, Imagine Mark, Mark, Sobrenatural
Visualizações 357
Palavras 756
Terminada Sim
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Crossover, Drama (Tragédia), Fantasia, Festa, Ficção, Ficção Científica, Hentai, Lírica, Magia, Misticismo, Romance e Novela, Saga, Shoujo (Romântico), Sobrenatural, Universo Alternativo, Violência
Avisos: Álcool, Bissexualidade, Drogas, Heterossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Mutilação, Nudez, Sadomasoquismo, Sexo, Suicídio, Tortura, Violência
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Capítulo 18 - Mark? Mark!


Fanfic / Fanfiction My Triton (Mark) - Capítulo 18 - Mark? Mark!

(...) Mark paga tudo, e saímos do local, eu entro no quarto, e ele logo em seguida. (...) Chegamos e na porta de casa, estava Yugyeom, assim que o carro para, ele vem correndo em nossa direção. 

Yugy: -S/n!

Eu: -Calma Yugy, estou bem.

Ele sorri.

Yugy: -Obrigado Mark. -Mark apenas assente, eu desço do carro.

Eu: -Obrigado Mark. Mesmo.

Mark: -No que precisar é só chamar. E rimou. -rimos.

Eu: -Tchau. -ele assena com a mão, e dá partida. 

Yugy não parecia preocupado, era como se ele soubesse de tudo que aconteceu.

Eu: -Me leva pra sala. -subo em suas costas.

[Dia da Especiação, 1:00 da Tarde, Submarino]

Eu convenci meu pai, a deixar eu vim! Nesse exato momento, eu estou sentada no chão do Submarino, de frente pra uma grande Janela, olhando a água.

S/p: -S/n, tira o moletom, esta fazendo calor.

Eu nego. 

S/p: -Então tá, qualquer coisa, estou com o Kim. -ele sai.

Eu estou com moletom, pra esconder meus pulsos, eu sonhei com Tuan, e acabei entrando mó na Bad, e me cortando. Mas Ok.

Eu vi uma sombra passando pela janela, como um peixe muito grande, mas se parecia com um homem, e a metade de peixe. Um tritão.

Eu: -Argh, Tritões não existem S/n, papai sempre disse isso. -suspiro. 

Ouço uma voz atrás de mim. Era o Sr. Kim, ele se abaixa a meu lado.

Sr. Kim: -Não deveria acreditar em tudo que te dizem, Tritões existem, Mark, é a prova disso.

Eu: -Mark?

Sr. Kim: -Sim, Mark Tuan. Ele é um tritão. Nunca se perguntou, o porque dele ficar tanto tempo em baixo d'água? Como ele nadava tão bem?

E por um segundo tudo pareceu fazer sentido. 

Sr. Kim: -E ele não está morto. 

Ele simplesmente levanta sem dizer nada.

Eu pensei um pouco e tudo pareceu fazer sentido. Mark Johnson, é o Oppa Tuan.

[4:00 da Tarde]

Eu: -Pai, vou pra casa depois. -digo assim que saimos do Submarino. Ele assente, e eu saio andando, me apoio em umas grades, Pego meu telefone, e ligo, pro Mark.

Ligação On

Eu: -Mark, conhece a praia ______?

Mark: -Eu MORO de frente pra essa praia. 

Eu: -Ótimo, preciso falar com você. -olho ao redor. -Me encontre na frente da Cafeteria Yumi.

Ligação Off

Vou em direção a cafeteria, e me sento na calçada. Olhando pro gesso, daqui a algum tempo, poderei tira-lo. Minutos depois, olho em volta, e avisto Mark se aproximando, com sua roupa de motoqueiro, mas sem o capacete. 

Mark: -Oii. -sorri, mas eu continuo seria. Levanto, e vou até as grade, que tinha vista pro mar. -Oque foi? 

Eu: -Você pode imaginar, quanto senti sua falta? Quanto sofri por você? Quantas lágrimas derramei, por sua culpa?

Mark: -Do que está falando? -se apóia nas grades, que rangeram.

Eu: -Eu sei que você é Tuan.

Ele fica branco.

Eu: -Sei que não é humano. Mark, porque mentiu? Porque Mark Tuan? -bato em seu peito. 

Mark: -Ninguém precisava saber que era eu.

Eu: -MARK, SABE O QUANTO NOSSOS PAIS SOFRERAM? YUGYEOM, JULIANA, LUIZA, SEUS AMIGOS....eu. -sinto as lágrimas descerem do meu rosto. 

Mark: -Eu imagino. 

Eu: -Não, não, você não se importa com ninguém! -Bato forte em seu peito, fazendo ele bater com força, as costas nas grades. 

Mark: -Cuidado, S/n, as grades estão soltas!

Eu: -Você não é o peixinho que sai nadando por ai? Você pode cair ai Mark. -me refiro ao mar, a queda seria enorme. -E se eu morrer que se dane, ninguém irá se importar!

Mark: -Como você viu, que se IMPORTARAM COMIGO, SE IMPORTARÃO COM VOCÊ S/N, E VOCÊ ACHA QUE EU ESCOLHI SER ASSIM? -a rua estava vazia, tipo, nível Hard, então não nos preocupamos em ninguém ouvir. -E VOCÊ AGORA É IGUAL A MIM, O PEIXINHO QUE SAI NADANDO POR AI!

Eu: -NUNCA QUE VOU SER IGUAL A VOCÊ, SOU HUMANA!

Mark: -VOCÊ ERA, ATÉ TRANSAR COMIGO!

Quando ele disse isso, eu o empurrei com toda força, fazendo as grades, cederem, e acabou nos levando junto, a altura era enorme, e eu e Mark só faziamos gritar, as ondas estavam agitadas, e concerteza eu morreria agora.

Senti o impacto com a água, tento subir, mas uma onda me cobre, me fazendo afundar, e assim sucessivamente. Quando de novo vejo que minhas mãos tinham escamas, assim como minhas pernas. Solto a respiração, mas as ondas me faziam afundar mais, e mais.

Ouço os gritos de Mark, me chamando, eu tento subir pra superfície, e dessa vez eu consigo. 

Mark: -Me dá sua mão. -com muito esforço eu a pego, e vejo que Mark, estava como Humano, tipo normalzinho, sem escamas nada. -e vejo ele tirar seu colar, do pescoço, e logo vejo ele se transformar, em um tritão.

Eu: -Wowww.

Continua...



Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...