História My Vampire - Capítulo 27


Escrita por:

Postado
Categorias Bangtan Boys (BTS), Black Pink, Red Velvet
Personagens Irene, Jennie, Jeon Jeongguk (Jungkook), Jisoo, Jung Hoseok (J-Hope), Kim Namjoon (RM), Kim Seokjin (Jin), Kim Taehyung (V), Lisa, Min Yoongi (Suga), Park Jimin (Jimin), Personagens Originais, Rosé, Seulgi
Tags Blackpink, Blackpink Vampiro, Bts, Bts Vampiro, Hentai, Jinsoo, Jirose, Liskook, Lizkook, Romance, Suspense, Taerosé, Vampiro, Vrose, Yoonnie
Visualizações 89
Palavras 1.013
Terminada Sim
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ação, Aventura, Crossover, Drama (Tragédia), Ficção, Hentai, Romance e Novela, Shoujo (Romântico), Sobrenatural, Survival, Suspense, Terror e Horror, Universo Alternativo, Violência
Avisos: Heterossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Mutilação, Nudez, Sexo, Tortura, Violência
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas do Autor


~ Boa leitura

Capítulo 27 - " Somos pais especias "


Kim Taehyung


– Meninos, acho melhor apenas dois de nós ir com o Taehyung até a casa de Sooyoung. – Jin avisou a todos. Já faz alguns minutos em que eu junto aos meninos estamos bem perto da casa de Sooyoung, e Jin como sempre, estava preocupado que algo desse errado.

– Se esse for o caso, a pessoa mais apropriada para isso é você, Hyung. – Yoongi disse em tom calmo encarando o mesmo.

– OK, eu irei! Fiquem atento a qualquer coisa. – Os meninos concordaram e finalmente nos aproximamos daquela casa em que residia a dona do sangue em que eu mais desejo tomar.

– Isso parece até um sonho, nunca imaginei que encontraria ela novamente. – Um enorme sorriso cresceu em meus lábios e sentir a mão de Jin repousar sobre meu ombro me fazendo olha-lo curioso.

– Espero que dê tudo certo, não quero causar problemas. – Seokjin suspirou alto e logo a campanhia foi tocada por meu dedo e depois de alguns segundos uma garota aparecerá na porta com um olhar confuso que logo foi trocado por um surpreso.

– V- Você? – Sua voz falhou e era de se perceber a raiva em seu olhar.

Era de se imaginar que ela reagiria assim, ninguém quer reencontrar o culpado da morte dos seus pais. No caso, eu não tive culpa alguma por não passar de um mero humano sem familia na época em que fui mordido.

– Surpresa por me vê? Ou por eu ainda está vivo e ainda não ter virado um Nivel E? – Tombo minha cabeça para o lado enquanto falava em puro deboche.

– Vão embora! – Quando a Park iria fechar a porta, fui mais rápido que ela e conseguir segurar a mesma porta. – Saiam! Me deixa em paz! Já não basta a desgraça que minha vida virou após eu te morder.

– Eu vou embora, mas antes preciso que termine algo que deveria ter feito, me dê seu sangue e me transforme em um vampiro completo! – Eu estava começando a me exaltar e não demoraria muito para que eu perdesse minha paciência. Apenas quero a droga de seu sangue, apenas isso.

– Que você morra sem ter meu sangue! Vire um monstro pior que já somos e... Ahh! – Um grito agudo rasgou sua garganta após alguém morder seu ombro e a segura-la com força a impedindo de se mexer.

– Jungkook. – Seu nome saiu em quase um sussurro por meus lábios. Assim como o Jin, eu estava surpreso pelo ato repentino do garoto.

– Vamos embora Taehyung, ela não te servirá mais. – O mais novo se separa da garota deixando seu corpo ir de encontro ao chão. Por ser uma puro-sangue, acabou ficando fraca após seu sangue ser tomado por outro vampiro de sua mesma "espécie". Sim, Jungkook era um puro-sangue assim que nem ela, porém poucos sabiam disso por conta dos medicamentos que ele tomava. – O sangue dela já corri por meu corpo, então já será o suficiente para você finalmente se tornar um vampiro completo.

– Muito obrigado Kook. – Curvo um pouco minha cabeça em forma de agradecimento. E antes de sair dali, olho para aquela garota pela ultima vez, com desprezo.


[...]



Não fazia muito tempo em que eu havia chegado em casa com o Jungkook, o resto dos meninos estavam ocupado com algo e não poderiam voltar para casa.

– Tae, está preparado? – Jungkook perguntou enquanto entrava em meu quarto e se aproximava de mim.

– Mais do que nunca! Sabe o quanto esperei por isso? – E novamente, eu não conseguia tirar aquele brilhante sorriso do rosto, não estava conseguindo conter tamanha felicidade em finalmente ser livre de todo essa tortura. – Desculpa se eu passar dos limites, dizem que o sangue de sua espécie é algo maravilhoso. – O mais novo não pode conter uma baixa risada por causa do que eu disse.

Jungkook tombou sua cabeça para o lado e me aproximei da pele do local cravando minhas presas alí e sentindo o delicioso sabor do seu sangue misturado com o daquela mulher.

E lentamente sugava seu líquido vermelho e sentia minha garganta queimar com isso.

Estava começando...

Finalmente eu teria minha transição para eu me tornar um vampiro completo.



Alguns meses depois...



– Quem é a futura mamãe mais comilona desse casa? – Abro a porta do quarto com uma bandeja com seu café da manhã, e só de olhar aquela comida, seus olhos chegavam a brilhar. – Ai amor, nem pra me dar atenção. – Resmungo colocando a bandeja em seu colo e faço um pequeno bico.

– Comida é mais importante, estou comendo por dois. – Rosé logo tratou de atacar uma bolacha enquanto um sorriso sapeca crescia em seu rosto me fazendo ficar boquiaberto. – Tô brincando Tae! Senta aqui. – Bateu sua mão sobre os lençóis e obedeci seu pedido com uma expressão chateada.

– Tá vendo bebê? Sua mãe é má com o papai. – Levanto a blusa de Chaeyoung e coloco ambas de minhas mãos por seu barrigão e sinto o bebê se mexer fazendo um sorriso bobo crescer em meus lábios.

– Foi difícil dormir essa madrugada, ele estava muito inquieto e não parava de se mexer. – Chae disse colocando as mãos por cima das minhas. – Não vejo a hora de saber o sexo, ainda tô chateada por não ser levada para fazer a ultrassom! Estamos em pleno século 21 e você insiste em querer saber o sexo na hora do parto! – Comentou frustada e rir baixo.

– Mas é claro! Somos pais especiais.

– Não quero saber! O que custa... Ai! – Quando eu iria deitar minha cabeça sobre sua barriga, Chaeyoung soltou um baixo gemido de dor me fazendo encara-la confuso.

– Oh dramática! Eu nem fiz força pra chegar a te machucar.

– Idiota! Não foi por isso! Taehyung! Ai! Tá doendo! – Me levanto rápido e percebo sua expressão de dor enquanto abraçava a barriga.

– Rosé, eu não fiz nada! Você é....

– Ô CRIATURA, NÃO ESTÁ VENDO QUE ESTOU ENTRANDO EM TRABALHO DE PARTO?! – Gritou me deixando um pouco assustado.

– Calma não precisa gritar... O QUE? TRABALHO DE PARTO? – Arregalo meus olhos ao deduzir o que a Park havia dito antes. – Misericórdia... – Fingir um pequeno desmaio o suficiente para ser xingado por todos os xingamentos possíveis.

– Nosso bebê vai nascer Kim Taehyung!


Notas Finais


Ai gente como o Taehyung é lerdo😹😹😹

Vooolteei pessoas^^

Vim trazer um péssima notícia... Esse capítulo é o penúltimo e o próximo será o ultimo;-;

Vou vê se eu consigo trazer o ultimo capítulo no dia 08/08 no aniversário de um ano da fic ( E TBM DE DOIS ANOS DO BLACKPINK) ^^

É isto <33 até a próxima pessoal
💜💜

~ bye bye


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...