História My Vampire (Imagine Park Jimin) - Capítulo 2


Escrita por:

Postado
Categorias Bangtan Boys (BTS)
Visualizações 22
Palavras 633
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ação, Aventura, Crossover, Drama (Tragédia), Famí­lia, Festa, Ficção Adolescente, Ficção Científica, Hentai, Mistério, Misticismo, Policial, Romance e Novela, Saga, Shoujo (Romântico), Sobrenatural, Suspense, Terror e Horror, Universo Alternativo, Violência
Avisos: Álcool, Estupro, Heterossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Mutilação, Nudez, Sexo, Suicídio, Tortura, Violência
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Capítulo 2 - Caphter Two


Fanfic / Fanfiction My Vampire (Imagine Park Jimin) - Capítulo 2 - Caphter Two

Jimin p.o.v On

Levo S/N para minha casa e coloco a mesma deitada na cama. Fico a observando. Ela é linda, parece um anjo, pena que não posso ficar próximo dela. Fica alisando seus cabelos e pensando em como vou fazer para explicar o que aconteceu na escola.

— Cuidado para não se apaixonar — Olho pra Jin com cara de cú.

— Não vou me apaixonar por ela, vou só proteger ela. — Olho para a garota.

— O que aconteceu? — ele pergunta e senta na ponta da cama.

— Helena atacou ela — Olho para ele — Acha que ela vai tentar de novo?

— Provavelmente, tem que falar para a S/N ficar aqui com a gente, por que ela não vai estar segura na casa dela.

— Está maluco, Jin? Ela não vai querer ficar em uma casa com sete vampiros e um deles nem sabe se controlar direito — Me levanto.

— Você que sabe — Ele levante e sai do quarto. Vejo S/N se mexer e abrir os olhos lentamente. Ao me ver ela se assusta e senta de uma vez — Calma.

— O-o q-que v-você é? — Dava para ouvir seu coração extremamente acelerado.

— Irei te explicar tudo, mas você terá que ter sua mente bem aberta.

Helena p.o.v On

— Droga — Resmungo entrando em casa e vejo Martina sentada no sofá.

— Achou ela? — Ela me encara e eu assinto — e por quê não a trouxe?

— Por que o Jimin chegou bem na hora — Sento ao lado dela.

— Pois eu quero que você saia procurando por ele e pela garota, traga qualquer um dos dois. — Assinto, me levanto e adentro a floresta. Começo a correr e algo bate contra meu corpo fazendo eu e essa coisa cairmos no chão.

— Aii — Levanto. — Taehyung?! — Ele faz o mesmo que eu e olha para mim de cima a baixo.

— O que está fazendo no meio da floresta, Helena? — Diz limpando sua camiseta.

— Não é da sua conta — Reviro os olhos e ele sorri cínico.

— Claro que não, mas deveria saber que é perigoso andar pela floresta sozinha — Ele se aproxima.

— Não tenho medo.

— Pois deveria ter.

— Por quê? Vai me morder e sugar meu sangue? — Olho para ele e o mesmo abre a boca.

— Como você...?

— Você pode até me achar uma sonsa pelo o que você fez comigo, mas agora. Tudo está diferente, vê se acorda. — Estralo os dedos na frente de seus rosto e saio andando.

S/N p.o.v On

— Espera, v-você é um vampiro? E todos os outros que moram com você também? — Olho para Jimin completamente pasma e o mesmo assente.

— Acredita? — Jimin me pergunta com receio.

— Talvez, mas eu não entendo, quem era aquela garota? — Olho para ele curiosa.

— Helena, minha ex-namorada — Um garoto alto e de cabelos platinados entra no quarto — Namoramos por dois anos, até que eu traí ela com outra e joguei na cara dela que eu estava com ela apenas por achá-la bonita. Isso foi há quatros anos, depois nunca mais a vi. Até encontrar ela na floresta Hoje — Ele bufa.

— Ela não tentou de matar? — Jimin olha para ele que nega com a cabeça. — Que pena.

— Quem é ela? — O garoto olha para mim.

— Taehyung essa é S/N, S/N esse é Taehyung — O mais baixo diz com cara de desinteresse.

— Prazer — Taehyung diz com cara de cú.

— O prazer é meu — digo me arrepiando, esse garoto me deu certo medo, espero que ele não me dê razões para ter mais ainda.



Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...