História My Vampire (Jikook) - Capítulo 15


Escrita por:

Postado
Categorias Bangtan Boys (BTS)
Personagens Jeon Jungkook (Jungkook), Jung Hoseok (J-Hope), Kim Namjoon (RM), Kim Seokjin (Jin), Kim Taehyung (V), Min Yoongi (Suga), Park Jimin (Jimin), Personagens Originais
Visualizações 410
Palavras 4.798
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ação, Aventura, Comédia, Crossover, Drama (Tragédia), Famí­lia, Fantasia, Ficção, LGBT, Luta, Magia, Mistério, Policial, Romance e Novela, Sobrenatural, Universo Alternativo, Violência, Yaoi (Gay), Yuri (Lésbica)
Avisos: Adultério, Álcool, Bissexualidade, Estupro, Heterossexualidade, Homossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Mutilação, Sexo, Spoilers, Tortura, Violência
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas do Autor


A PISTA JÁ TAVA COM SAUDADE DE MIM!!! ÓOOOO QUEM VOOOLTOOOOOOO!!! PRA SACAGEM!!! Ó QUEM VOLTOOOO!!!
Mil perdões pela demora, eu ia postar terça, mas tinha prova, daquelas de arregaçar o cú, e foi assim a semana toda, o terceiro bimestre veio pra me fuder de vez -_-
Mas agora tô de volta ^-^

Capítulo 15 - Visitas indesejadas e ponhando as coisas nos eixos...


Fanfic / Fanfiction My Vampire (Jikook) - Capítulo 15 - Visitas indesejadas e ponhando as coisas nos eixos...

P.O.V Autora

A noite caia, estrelas brilhavam no céu e a lua estava mais bonita que o normal, mas nem tudo estava a mil maravilhas, dentro de um quarto com moveis rústicos, um garoto loiro se debatia na cama, chorando e tentando acordar de um pesadelo...

Pesadelo do Jimin on

Acordei em uma sala escura, ví que era a mesma sala que eu ficava preso, me levantei, notando que a "coleira" estava em meu pescoço, mas não estava presa ao chão, eu usava apenas uma camisa branca e larga, comecei a andar sem rumo, quando pisei em cima de alguma coisa, olhei pro chão receoso, dando um grito ao ver o corpo do meu pai e da minha mãe estraçalhados no chão, levei minhas mãos a boca, começando a chorar, derrepente, tudo fica vermelho, muitos corpos estavam jogados no chão, todos estraçalhados e cheios de sangue, era uma cena horrivel, ví os corpos dos meus amigos, Sook, Yoongi, o Sr. e Sra. Jeon, o Kookie e o mais horrivel de todos, o de Jungkook. Corri até ele, mas a cada passo que eu dava, parecia mais distante. Senti meu corpo ser jogado no chão com brutalidade, e Kusuo apareceu com o chicote, começando a me bater, eu gritava muito, chorava demais, e ele dizia coisas horriveis como: "ele não te ama de verdade", "ele esqueceu de você", "Jimin seu tolo, você é só um brinquedinho dele e do demônio", "acha mesmo que o Jungkook te salvou porque te ama? Ele só te salvou porque precisa do seu sangue". Eu gritava, vendo o corpo estraçalhado de Jungkook enquanto apanhava...

- PARA!!!! - gritei, derrepente, tudo ficou escuro...

Sonho do Jimin Off

Jimin se levantou asustado, olhando em volta com medo, estava tudo escuro, olhou pro lado e encontrou os olhos vermelhos de Jungkook o fitando, o moreno estava ofegante, e rapidamente puxou Jimin, o abraçando forte, acariciando os cabelos do menor e sentindo suas lágrimas encharcarem sua pele exposta.

- meu amor... fica calmo, você está tremendo muito... - fala sussurrando, sentindo Jimin o pertar mais forte.

- Kookie... por favor... por favor nunca me abandone - pediu soluçando - m-me promete?

- claro mas... oque aconteceu? - pergunta preocupado.

- e-eles diziam que você não me amava, que eu era só u-um.... brinquedo... e-eu sou um brinquedo pra você? - pergunta encarando Jungkook com seus olhinhos tristes.

- oque?! Jimin... óbvio que não... não liga pra isso... - pede abraçando Jimin denovo.

- Jungkookie.... eles... diziam que iam me bater até eu implorar pra morrer... e eu quase... quase pedi mesmo... mas ai... eu ouvi sua voz... e.. aguentei... eles queriam me estrupar Kookie... - fala soluçando ainda mais - você não ia deixar eles fazerem isso... não é? - fala chorando mais ainda.

- ah meu Amor, não chore... você sabe que eu nunca deixaria nada acontecer com você... você... foi a luz da minha vida, esse demônio dentro de mim me deixava angustiado, eu me sentia um monstro, achava que nunca seria capaz de ser amado, achava que eu... nunca teria alguém pra me confortar nas horas dificeis... Mas eu achei você... você traz tudo de bom pra mim, eu não me sinto um monstro, eu me sinto uma pessoa normal... eu... te amo Jimin... nunca vou me cansar de você, nunca bou me cansar desse seu rosto lindo, desse seu geito teimoso, muito menos dos seus lábios... céus! Jimin eu... caralho... te amo tanto que chega a doer no peito... esses cinco meses que fiquei longe de você foram torturantes demais... e eu juro! Que ninguém encosta em você... - fala segurando o rosto inchado de Jimim e beijando seus lábios calmamente.

- e-eu...

-shiii pequeno, fica calmo hm? - Jungkook volta a abraçar Jimim.

- não consigo Jungkookie... f-foi muito horrivel... - confessa suspirando e tentando controlar as lágrimas.

- vou te levar em um lugar especial, ok? - fala baixinho.

- u-uhum... 

Jungkook pega Jimin no colo com cuidado, como se o mesmo fosse vidro delicado, que poderia quebrar a qualquer momento. O moreno pula da sacada e corre, passando pelo caminho já conhecido por ele, aquela floresta estava gravada em sua mente, foi onde nasceu, cresceu, brincou e treinou por muitos anos. O mesmo para em um penhasco alto, que dava a vista perfeita da imensa lua que deixava o céu mais bonito que já era, se senta no chão, sorrindo bobo, se lembrando de quando ele, Sook e Yoongi brincavam alí.

- Amor... chegamos - sussurra no ouvido de Jimin, que levanta a cabeça e sorri.

- a lua está linda - diz se levantando.

- o melhor ainda está por vir... - Jungkook rí.

- oque?

Mal terminou de falar, e uma luz atrás deles chamou a atenção de Jimin, que se virou e sorriu encantado, ao ver milhares de borboletas brancas e luminosas que voavam soltas, se separando pouco a pouco, pousando vez ou outras nas flores azul e vermelho que brilhavam em uma cor meio neon. Jimin sorriu como uma criança e andou cautelosamente até lá, sorrindo mais ainda ao ver que as borboletas não eram ariscas, começaram a voar a sua volta, fazendo o pequeno gargalhar, ele estende a mão, vendo uma pequena e delicada borboleta pousar na palma de sua mão.

- sabe Jiminnie, você é como as Sonhos-da-Noite... lindo... delicado... e ilumina tudo a sua volta - Jungkook diz o abraçando por trás.

- Sonhos-da-noite? - pergunta Jimin virando o rosto um pouco pra encarar o moreno.

- sim... lindas né? Tem uma lenda que diz que elas são sonhos não realizados das pessoas que se foram, ou que estão prestes a ir e não tem mais esperança de realiza-lo - diz vendo Jimin acariciar as asas da borboleta em sua mão.

- jura?! - pergunta fascinado e Jeon confirma, fechando os olhos - ow... - diz acompanhando a borboleta que estava em sua mão bater as asas e voar junto das outras.

- eu te amo - sussurra Jungkook bem baixinho - muito...

- eu também... - fecha os olhos e olha pro céu sorrindo.

Jungkook pega na mão de Jimin e o puxa pra perto de algumas pedras, onde algumas borboletas pousavam, ele retira uma pedra encaixada que tinha ali, mostrando uma caixinha escondida.

- Kookie... oque é isso? - perguntou Jimin, vendo o moreno pegar a caixa sorrindo.

- é... pra você - abre a caixa e mostra um colar simples e bonito, feito com corda, o pingente era uma pedra azul clara que brilhava.

- s-sério? É... ow... - Jimin diz sem palavras.

- a pedra brilha no escuro, achei ela e mais outra no fundo de um lago congelado, Sook pediu uma pra ela, mas eu disse que daria só pra quem ei realmente amasse - diz ponhando no pescoço de Jimin, que pegou a pedra de seu colar e ficou admirando.

- e cadê a outra? 

- está em um cordão que eu fiz pra mim, mas nunca o usei, deve estar no fundo do meu guarda-roupa - diz rindo.

O moreno puxa Jimin pra um abraço, que é correspondido imediatamente, Jungkook puxa Jimin pra se sentar na beira do penhasco, que era iluminado pela lua e pelas borboletas, que haviam pousado na pedra, acariciava os cabelos macios de Jimin, observando os olhinhos se fecharem lentamente, o pequeno se aconchega mais no colo de Jungkook, deitando a cabeça no vão do pescoço do maior e se entregando ao sono.

Jimin acordou no outro dia sentindo sua cintura presa, se virou com dificuldade, tendo a visão de um Jungkook com os cabelos bagunçados caindo sobre o rosto, a boca entreaberta e olheiras pouco profundas, deixando bem evidente que o mesmo não havia dormido bem - ou nem dormido - nos últimos dias.

- Kookie... amor... acorda - sussurrou acariciando o rosto de Jungkook.

- hm... você não faz idéia do quanto eu senti falta de você me acordando - diz com voz rouca, abrindo os olhos lentamente.

- Jungkook, você não dormia bem né? - pergunta passando o dedão pelas olheiras do moreno.

- não, na verdade, praticamente não dormia... eu precisava te encontrar, não conseguia tomar sangue, eles tinham deixado uns frascos com seu sangue, mas eu estava deixando pro momento certo, e como eu não tomava, meus pais injetavam na minha veia, e eu passava muito mal, meu corpo não aceitava o sangue, e as vezes eu acabava vomitando - solta tudo de uma vez, suspirando fundo.

- Jungkookie... eu... nunca imaginaria que você estava passando por isso - diz sentindo seu peito se apertar.

- mas isso não importa... não mais, você está aqui, vivo - sorri fofo.

- ainda não acredito que tudo acabou - Jimin suspira.

- acredite Amor - Jungkooo beija a testa de Jimin e se levanta.

Tomaram banho juntos, rolando apenas algumas mãos bobas, mas não passou disso. Jungkook deu a Jimim uma roupa sua e uma box, se vestiram e desceram as escadas. Jimin travou no lugar ao ouvir a risada de seus amigos e a voz de seu pai, olhando apreensivo pra Jungkook, que sorriu e entrelaçou suas mãos.

- tudo bem? - perguntou baixinho.

- tá sim é que... eu não... aish foi tanto tempo.... - diz abaixando a cabeça.

- Jiminnie, eles ficaram tão preocupados quanto eu - pega o rosto de Jimin entre suas mãos - vamos...

Puxou Jimin e juntos adentraram a cozinha, fazendo com que todos parassem de conversar e olhassem pros dois, um silêncio mortal tomou conta do ambiente, todos olhavam estáticos pra Jimin, que se sentiu um pouco intimidado com tantos olhares em sua direção.

- er... gente? - perguntou tombando a cabeça de lado.

- JIMIN!!!! - gritaram seus amigos, se levantando de seus lugares rapidamente e literalmente pulando em cima do loiro, que foi ao chão com o peso.

- puta merda!! - xingou rindo, enquanto Hoseok enchia seu rosto de beijos --mas passando bem longe da boca dele--.

- meu bebê!!! -Jin apertou Jimin assim que eles se levantaram.

- xô! Agora é minha vez! - Tae tirou Jimin dos braços de Jin e o abraçou forte também.

- ai que alegriaaaa!!! - Hoseok pulou em cima de Jimin, que riu alto, se enquilibrando pra não cair novamente no chão.

- que bom que acordou ChimChim - Namjoon o abraça e afaga seus cabelos.

Um pigarreio foi ouvido, fazendo os meninos se afastarem de Jimin, o mesmo olhou pra frente, vendo seus pais parados um ao lado do outro com sorrisos confortantes nos lábios, Jimin rapidamente correu até eles, os abraçando, os três choraram abraçados, dizendo o quanto sentiam saudades.

- ah meu filhote! - a Sra. Park diz beijando a testa do filho - quando a Sra. e o Sr. Jeon disseram sobre o sequestro, quase perdemos a cabeça.

- pera... se eles falaram sobre o sequestro, também falaram sobre...

- sim, tivemos que contar - a Sra. Jeon diz puxando Jimin pra um abraço.

- lindo, lindo, muito maravilhoso, agora solta! - Jungkook diz tirando Jimin dos braços de sua mãe e o abraçando.

- ciumento! - disseram os meminos e começaram a rir.

- não sou ciumento, só não gosto que encostem no que é meu - rebate beijando o topo da cabeça de Jimin.

- cadê a Sook e o Yoongi? - pergunta Jimin, dando a falta dos dois.

- AAAHHH O JIMIN ACORDOU!! - em menos de um segundo, Jimin se encontrava nos braços de Sook.

- t-também é bom t-te ver Sook - diz com dificuldade.

- Sook vai matar o Jimin, e ai o Jungkook te mata - Yoongi diz revirando os olhos.

- exatamente.

- nossa, que amor... - dá a lingua e solta Jimin.

Todos se sentaram na mesa e se puseram a comer, matando a saudade e contando as novidades. No fim do café da manhã, todos foram pros fundos da casa, onde tinha um gramado antes de ser a floresta fechada, todos começaram a rir e brincar como se fossem crianças, Jimin estava radiante, sentia tanta falta de seus amigos que nem se importava com eles o zuando por estar extremamente pálido e magro, ou falando que ele estava mais pequeno que antes. Da varanda, o Sr. Park observava seu filho correr atrás de Hoseok, que tinha dado um pescotapa nele. Jungkook se encostou ao lado do Park, oferecendo uma xícara de café, que foi aceita.

- obrigado... - disse o mais velho depois de ter levado a xícara na boca, tomando o primeiro gole.

- hm? - Jungkook se virou pra ele, o encarando confuso.

- por cuidar do Jimin por mim, ele... nunca mereceu tudo oque eu fiz com ele, eu nunca ligava pra felicidade do meu filho, fazia tempos que ele não sorria dentro de casa... - dá um longo suspiro - eu vejo que você acendeu a felicidade dele novamente garoto, e eu sinceramente não me importo nem um pouco com o fato de vocês dois serem homens, eu só quero ver meu filho sendo feliz... - ponha a mão no ombro de Jungkook, que o encarava um pouco surpreso - cuida dele por mim, Faça meu filho feliz! Você me promete Jeon? - pergunta sério, vendo Jungkook assentir sem hesitar.

- concerteza - diz sorrindo e voltando seu olhar a Jimin, que brincava de lutinha com Taehyung, enquanto os outros faziam a "torcida".

Brincaram um pouco, mas logo Jungkook e Sook tiveram a idéia de caminhar pela mata, e assim foram, mostrando o lugar que conheciam como a palma da mão, mostrando árvores que eles haviam derrubado, pedras que eles havia cravado seus nomes ou desenhos aleatórios, relembrando o passado, sentindo uma nostalgia os atingir em cheio.

Já era hora do almoço quando retornaram, quando estavam a poucos metros da casa, Jungkook sentiu a presença que fez todos os pelos de seu corpo se arrepiarem, junto de uma raiva e um demônio querendo sair de dentro de sí.

- Jungkookie? Oque foi? - perguntou Jimin, vendo o desconforto do moreno

- eles estão aqui - disse entre dentes, ouvindo Yoongi soltar um rugido baixo e Sook estalar a língua.

- eles quem? - pergunta Hoseok perdido.

- a família real dos vampiros - falam os três em unissoro.

- ok, e oque que tem? - perguntou Tae ainda sem entender.

- eles são totalmente contra o casamento dos nossos pais, e tentavam de todo geito fazer meu pai mudar de idéia, mas quando viram que não tinha geito, deserdaram meu pai... - Jungkook suspira.

- você faz parte da família real? - Jimin pergunta arqueando uma sombrancelha.

- sim, porque você acha que eu não preciso de muito sangue pra me saciar? - fala cruzando os braços.

- ah... sei lá - Jimin deu de ombros.

Os três supiraram fundo, entrando dentro de casa e se preparando psicologicamente pro que iria vir, Jungkook segurou forte a mão de Jimin, a detraram a sala, vendo quatro adultos que usavam roupas extremamente estravagantes, jóias enormes e tinham o nariz empinado; sentados no sofá, tinham três rapazes e duas moças, igualmente exagerados e com cara de metidos. Toda a atenção do ambiente se voltou a porta, onde Jungkook, Sook e Yoongi estavam na frente com expressões sérias.

- oh, esses são a Sook e o Jungkook? - perguntou uma das duas mulheres, caminhando até Jungkook, mas parando ao ver os olhos do garoto ficarem vermelhos e os da garota ficarem azul, deixando claro que era pra ela manter distância.

- sim, são eles... - o Sr. Jeon diz com medo, sabendo muito bem que os três não se davam bem com os primos, que devoravam Jimin, Sook, Yoongi e Jungkook com os olhos.

- e quem é esse humaninho repugnante? - pergunta a outra mulher, se arrependendo amargamente quando viu os olhos de Jungkook mudarem drásticamente do vermelho pro completamente negro.

- não ouse falar assim dele!! - disse entredentes, fazendo todos alí sentir um arrepio percorrer a espinha.

- Kookie... se acalma - pede Jimin abraçando o corpo de Jungkook, vendo os olhos do moreno retornarem a cor natural, mas ainda com listras vermelhas na íris.

- s-se lembram de seus primos não é mesmo? - fala um dos homens ainda um pouco desnorteado.

- infelizmente sim - Sook diz suspirando.

- mesmo assim irei apresenta-los pros garotos - diz vendo os meninos entrarem na sala, mas sem se aproximarem.

- Jeon Kwan - diz o primeiro, fazendo os meninos se engasgarem com a própria saliva.

- Kwan?! - perguntam olhando de olhos arregalados pro amigo.

- surpreso Park? - pergunta sarcástico.

- ah mas eu vou dar na sua cara Kwan! - Jimin diz avançando, mas é segurado por Jungkook, que tinha um sorriso de lado ao ver os olhos vermelhos de Jimin.

- voltando... - a voz irritante de uma das meninas chamou a atenção dos presentes - meu nome é Jennie.

- Jeon Hyuna - a outra diz mechendo no cordão que estava em seu pescoço, a fim de mostrar a pedra rara que continha nele.

- Jeon Mi-Chao - um garoto se levanta e se curva levemente, olhando pra Jimin e mordendo o lábio.

- Jeon Jackson - este apenas revirou os olhos, Jungkook se lembrava dele, era o único que era aceito pelos três.

- não vão se apresentar lindezas? - pergunta Jennie sorrindo.

- Park Jimin - diz  sem interesse nenhum.

Todos se apresentam, e depois um silêncio mortal reina na sala, fazendo todos ficarem desconfortáveis.

- vão falar logo oque querem aqui, ou vão esperar a gente adivinhar? - Yoongi diz já sem paciência.

- apenas queriamos saber se estão prontos - diz o homem assumindo uma postura rígida.

- pra...?...

- escolher uma noiva e um noivo pra vocês de casarem - diz sorrindo, vendo os dois irmãos olharem confusos pra eles.

- é oque?! - perguntam em unissoro.

- isso mesmo que vocês ouviram - disse uma das mulheres, tentando não se desesperar ao ver os olhos dos irmãos mudarem drásticamente de cor.

- mas nem pensar!! - dizem os dois juntos.

- vocês não tem que escolher! - o homem disse rígido, fazendo os meninos se encolherem um pouco.

- Amor sobe pro quarto! - Jungkook diz pra Jimin.

- Kookie...

- vai Minnie, eu já subo - diz beijando a testa do menor.

- ok, vamo.. - chama os amigos e sobem as escadas rapidamente.

- oque é isso Jungkook?! - pergunta o homem furioso.

- oque é isso? - pergunta e rí sarcástico - é a pessoa que eu amo, foda-se essa caralha dessas suas tradições imbecis que só servem pra causar desordem na família, se é que vocês podem ser chamados assim!! - diz com raiva.

- você é uma vergonha pra família, assim como seu pai - diz a mulher com nojo.

- vergonha eu tenho de carregar o nome dessa família podre que vocês são, vocês podem fazer parte da realeza, mas estão bem longe de merecerem uma coroa - Sook diz, sentindo seu rosto arder com o tapa que levou da mulher.

Os pais arregalaram os olhos, olhando pra Jungkook apreensivos, vendo o moreno cerrar os punhos e seus olhos ficarem negros, mas ainda assim ele continuou quieto.

- cale-se! Você não está em condições de bater de frente com seus tios, aceite logo seu destino e não seja uma desonrada como seu pai é! - fala vendo o Sr. Jeon abaixar a cabeça - e você Jungkook! Irá abandonar aquele humano inútil e incopetente, e irá se casar com uma de suas primas! - disse o homem, sentindo suas costas se chocarem com força na parede.

- CALE-SE VOCÊ!! NUNCA ouse falar do Jimin!!! Não na minha frente! - diz enforcando o homem, sentindo os pequenos chifres em sua cabeça crescerem, as manchas negras tomarem seu tronco e diversas coisas começarem a flutuar a volta do moreno.

- PUTA MERDA!! - xingou Sook, vendo que Jungkook novamente havia tido um Descontrole Emocional, mas que dessa vez, ele tinha deixado o demônio no controle sem resistir.

- cadê o Jimin quando se precisa dele?! - Yoongi diz se abaixando, vendo agora móveis maiores começarem a flutuar.

- oque tá acontecendo?! - pergunta a mulher.

- é o demônio dele! - a Sra. Jeon diz preocupada.

Logo eles escutam um barulho nas escadas, vendo um Jimin de olhos vermelhos e totalmente ofegante. O loiro atravessa a sala lentamente, vendo os móveis se desviarem dele, deixando seu caminho livre até Jungkook, que ainda enforcava o vampiro com um sorriso de canto nos lábios.

- Jungkookie... - chama, vendo o corpo a sua frente estremecer - Amor se acalma.. - diz abraçando Jungkook por trás.

- ele é louco?! - pergunta Mi-Chao de olhos arregalados.

- confia... - diz Sook revirando os olhos.

Jungkook solta joga o vampiro longe, se virando bruscamente e abraçando Jimin com delicadeza, sentindo seu corpo tenso se acalmar ao sentir o calor do corpo de Jimin junto ao dele, lentamente, os móveis e objetos que estavam voando, foram sendo colocados cada um em seu lugar. Assim que os dois se soltaram, viram os olhsres amedrontados dos vampiros, que se encolheram ao ver Jungkook os olhar com um sorriso de canto.

- mais alguém tem alguma coisa a falar do Jimin? - pergunta alto e em bom som, sem deixar o lado sarcástico.

- e-ele... só pode ser louco de se apaixonar por um demônio como você! - diz a mulher trêmula, vendo Jimin sorrir e abraçar o corpo de Jungkook.

- é, mas eu me apaixonei, e acho que sei porque você está tão asustada quanto a isso - diz se soltando de Jungkook e se aproximando da mulher - é porque você não conhece o amor, você nunca foi amada e nunca teve a capacidade de amar alguém, entãp um "simples humano" acalmar a ira de um demônio só com o amor, é algo totalmente novo pra você - diz ficando a centímetros de distância da mulher, que estremeceu mais ainda ao ver os olhos de Jimin em um vermelho sangue.

- s-seus olhos...

- é... eu sei, é a nossa ligação - diz sorrindo e voltando pra perto de Jungkook.

- ótimo, agora saiam da minha casa - disse o Sr. Jeon se levantando - vocês não são bem vindos nessa casa, já deixamos mais que claro que meus filhos não seguirão essa tradição idiota de vocês, não fazemos parte dessa família!

- Seu... - o homem que tinha sido jogado se levantou e tentou atacar, mas congelou ao ver os olhos da Sra. Jeon ficarem negros.

- SAIAM!!! - grita a mulher com ódio.

- ok, fique com sua família perfeita - dizem desaparecendo.

Após ele sumirem, ficou um clima pesado no ar, todos queriam falar alguma coisa, mas ninguém tinha coragem, a Sra. Jeon estava desconfortável por ter usado de seus olhos, o Sr. Jeon estava decepcionado com sua família, Yoongi tentava acalmar Sook que estava prestes a explodir de raiva, e Jungkook e Jimin estavam abraçados de uma maneira de Jeon tivesse certeza que Jimin não fugiria de seus braços.

- já acabou a treta? - pergunta Tae aparecendo nas escadas junto com os outros.

- sim... - dizem em unissoro.

- ok, quando a gente vai embora? Temos prova amanhã - Jin diz e os outros acentem.

- iremos partir daqui... - Sook olha no relógio - duas horas.

- ótimo, vamo! Todo mundo bora arrumar nossas coisas! - Jin grita empurrando todo mundo.

- Jungkookie, a gente já vai? - pergunta Jimin com um bico.

- sim Amor, os meninos tem que voltar pra escola e... pera! Cadê os Park? - pergunta notando a falta dos pais de Jimin.

- tiveram que ir mais cedo, o Sr. Park tinha coisas a resolver na empresa.

- ah... ok - dá de ombros.

Depois de arrumarem tudo, foram almoçar, o clima já estava bem descontraido, e foi questão de tempo até todos se esquecerem do ocorrido com as visitas indesejadas. Após todos terminarem de comer, foram pro aeroporto, embarcando todos no avião, que logo decolou. Jungkook olhava pra Jimin dormindo com um sorriso enorme no rosto, finalmente, depois de meses seu pequeno estava de volta pros seus braços, e ninguém tiraria eoe dalí....

...

- AAAHHH MINHA CASAAAA!! - Jimin gritou alegre quando Jungkook abriu a porta e deu passagem pro mesmo entrar.

- sentiu saudades? - perguntou rindo, vendo o loiro se jogar no sofá e abraçar com força uma das almofadas.

- uhum... cadê o Kookie? - Jimin pergunta com os olhos brilhando.

- Jimin... ele.... - Jungkook diz assumindo um semblante triste.

- e-ele...?... - perguntou Jimin com a voz trêmula, imaginando o pior.

- tá com a família dele! - o moreno disse rindo.

- aish! Seu idiota!! Que susto você me deu!! - Jimin diz bravo, jogando uma almofada em Jungkook.

- você devia ter visto sua cara - riu mais.

- eu juro, que se não te amasse tanto, eu fazia você engolir essa almofada - diz cruzando os braços e fazendo bico.

- ah desculpa Amor... - Jungkook diz indo até Jimim que mantia sua cara emburrada - me dá um beijinho? - pede se aproximando.

- não... sai... tô tristi... - empurra Jungkook e se vira pro outro lado.

- ah, é assim? - pergunta ameaçador - pois bem, foi você que pediu - diz pulando em cima de Jimin e fazendo cócegas no mesmo.

- ahh..... não!!!.... sai... p-para... Jungkookie n-não faz i-isso...- se contorce no sofá, tentando sair debaixo de Jungkook.

- ah... como eu senti falta dessa risada - para e fica admirando o rosto de Jimin, que finalmente para de rir e olha pra Jungkook.

- Jungkook, me leva pra ver o Kookie? - pede manhoso.

- não, eu vou lá buscar ele e você espera aqui, ele não está mais pequeno - diz beijando a testa de Jimin e sumindo.

O loiro dá de ombros e se levanta, indo pro seu quarto e abrindo a porta, vendo que estava tudo como antes, sorriu e se jogou na cama, sentindo o cheiro de Jungkook misturado com o seu alí, abraçou seu travesseiro com força e se enrrolou em meio aos lençóis da cama, fechando os olhos e cochilando.

Acordou com algo molhado em seu rosto, abriu os olhos lentamente, se asustando com o imenso lobo a sua frente, mas se acalmou ao reconhecer os olhos pretinhos de brilhantes de Kookie.

- AAH MEU AMOR!!! - gritou abraçando a cabeça do lobo, que se deitou em cima dele e rodeou as patas ao redor de seu tronco - que saudades eu tava!!! Gente olha seu tamanho! Tá maior do que já estava!! - diz beijando o focinho de Kookie.

- olha, tô me sentindo trocado - fala Jungkook rindo e cruzando os braços.

- ah que lindo, olha o papai com ciuminho - diz rindo estendendo um de seus braços pra Jungkook, que sorriu e se aninhou alí.

- meus bebês - sussurrou apertando os dois em seus braços.

Depois de matar a saudade, os três desceram pro andar debaixo, onde Jungkook fez Jimin comer dois sanduiches de queijo, alegando que o mesmo estava muito magro e desnutrido, oque não era uma mentira, Jimim havia comido muito mal, a comida que eles davam não era das melhores, fazendo o loiro emagrecer drásticamente. Após o lanche, Jimin e Jungkook foram passear com Kookie, que atraia olhares por onde passava, tanto pelo seu tamanho, tanto pela sua obediência. Pararam em uma sorveteria, onde Jimin fez um sorvete enorme, enquanto Jungkook pegou apenas uma bola de morango, menta e chocolate, com um pouco de calda de limão e uns confeites coloridos. Voltaram pra casa rindo e comendo, Jimin quase explodia de felicidade, olhava tudo como se fosse a primeira vez que via tudo aquilo. Jungkook, que olhava seu pequeno totalmente feliz, parou assim que viu uma menininha na praia junto de um homem que parecia seu pai, ambos eram bem simples e catavam os lixos da praia, mas Jungkook viu que hora ou outra a menininha olhava pro sorvete em sua mão.

- Jungkook? Oque foi? - Jimin perguntou vendo o moreno olhar pra praia com um sorriso.

- hm? Ah, aquela menina está olhando pro meu sorvete - diz apontando com a cabeça pra praia.

- e...?...

- acho que vou dar o meu pra ela - diz vendo o loirinho sorrir.

- manda o Kookie entregar - fala chamando o lobo.

- Kookie, olha aqui, tá vendo aquela menininha lá na praia? - diz apontando pra praia, e o lobo tombou um pouco a cabeça - leva isso pra ela...- diz fazendo com que o potinho flutuasse até a cabeça do lobo.

Os dois olharam Kookie levar o pote até a menina, que se encolheu um pouco ao ver um "cachorro" daquele tamanho se aproximar, mas sorriu ao ver o sorvete na cabeça do mesmo, que se abaixou, fascilitando pra menininha pegar, deu uma lambida no rostinho da menina e voltou correndo pros seus donos, ganhando um singelo carinho no topo da cabeça.

Assim que chegaram em casa, Jimin correu pro banheiro tomar banho, arrastando Jungkook junto, encheram a banheira e entraram juntos. Jimin se deitou no peito de Jungkook brincando com a pedrinha em seu colar, enquanto o moreno contava tudo oque havia acontecido nos últimos meses, e de como havia ocorrido a luta no castelo. Sairam do banheiro com toalhas na cintura, Jeon roubou uma calça moletom e um moletom de Jimin, que ficaram um pouco apertadas, mas nadaque incomodasse. Os dois se deitaram na cama abraçadinhos, com a cabeça de Kookie na barriga de Jimin e o resto do corpo nas pernas. Ponharam uma série qualquer e se aconchegaram mais...

Finalmente as coisas estavam voltando aos eixos...


Notas Finais


Hoje esse capitulo foi mais light pra descontar a tensão que teve no capitulo passado, com bastante Jikook pra voxes ^-^
Olha, essa fic entrou na reta final, programei ela pra ter bastante capitulos, mas a ansiedade me fizeram escrever capitulos mais compridos, consequentemente diminuindo a quantidade de capitulos que era pra ser
Comentem e não sejam leitores fantasmas.
Beijos e até a próxima.


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...