1. Spirit Fanfics >
  2. My Violation >
  3. Two

História My Violation - Capítulo 2


Escrita por:


Notas do Autor


IMPORTANTE
Antes de mais nada quero explicar umas coisas,está Fanfic contém cenas de violência, conteúdo OBSESSIVO e palavras de baixo calão, se não gosta destes gêneros, por favor, EVITE LER.
Quero ressaltar também que, o Jimin não será apenas um interesse romântico da principal, mas também um VILÃO em potencial, muitas atitudes suas serão precipitadas, MAS NÃO SIGNIFICA QUE EU APOIE, INCETIVE OU ROMANTIZE AS TAIS. Antes de mais nada o acompanhamento da história será uma evolução do Jimin e haverá muito desenrolar.

Boa leitura para vcs

Kissus

Capítulo 2 - Two


Fanfic / Fanfiction My Violation - Capítulo 2 - Two

"Quantas vezes
Devo guardar isso dentro de mim?
Eu preciso deixar ir
E eu juro que tentei"

 

feelings Are fatal-Mxmtoon

 

-×-


Só consegui pregar os olhos às duas da manhã e ainda assim mal dormi. Acordei num susto abrindo os olhos de uma vez, a primeira coisa que pensei? Será que o Jimin ainda estava na janela? Respirei fundo e me levantei jogando as cobertas para o lado, me aproximei devagar da janela. Soltei a respiração quando vi que não havia ninguém, o que é bem lógico, quem ficaria numa entrada por tanto tempo assim? Eu estava exagerando.

Prendi meus cabelos e fui em direção ao banheiro tomar um banho. Logo que sai do quarto dei de cara com aquele idiota de primeira, o mesmo parou me encarando e ficamos nisso por pelo menos uns 3 segundos.

-Bom dia- Namjoon sorriu... cínico, pior que cobra, dei um sorriso forçado e fechei a cara. 

-Sai do banheiro preciso usar... Filho da mã... - ele não me deixou xingá-lo

-Sem apelidos fofos essa hora da manhã, por favor- me deu as costas. A culpa é toda dele, ainda vou ter a oportunidade de esfregar umas verdades na cara dele.

Entrei no banheiro e tomei meu banho vestindo o uniforme em seguida. 

Desci as escadas, a medida que eu andava ouvia uns ruídos vindos da cozinha, eles provávelmente falavam algo sobre minha rebeldia da noite passada. Assim que cheguei na cozinha o silêncio reinou. Comi rapidamente aproveitando o café que Yori tinha feito, estava como sempre muito bom, mas não quis elogiar.

 Yori é formada em gastronomia, então ela vive fazendo pratos "exóticos".

 

-Pensei que tivesse saído Hyeri- ela quebrou o silêncio 

-Estou de saída- falei com desdém e não olhei para trás novamente.

1 hora depois


-Escuta aqui Hyeri- Tae corria atrás de mim, por alguma razão eu não estava escutando muito bem ele, tinha que organizar os alunos para ir à quadra, as aulas seriam lá no horário da manhã. Não parei  um minuto de pensar no que aconteceu ontem, não tiro da cabeça aquele sorriso sarcástico, embriagado de malícia no meu jardim

-O que você quer Tae... Estou OCUPADA- Destaquei a parte do "ocupada"

-Quero que coloque o Jin e o YoonGi na nossa sala- ele insistia

-Tae- bufei me perdendo nos papéis- Você sabe que sou apenas uma monitora, não a diretora não é?-

-Mas nosso grupo está incompleto. - realmente sem eles dois na nossa sala ficaria incompleto mesmo, falando nisso eles ainda não vieram para a escola, mas teríamos os intervalos e agora eu estava um pouco ocupada demais para pensar nisso, Jungkook veio em minha direção me dando um abraço apertado e me entregando as redações que eu havia esquecido aqui ontem com um enorme sorriso no rosto

-Jungkook o que eu faria sem você? - dei um beijo em sua bochecha e continuei andando

-Eu também não sei o que faria sem mim... - ele deu uma de convencido

-Sim agora seja mais eficiente e cale a boca do Tae- dei uma gargalhada me distraindo um pouco junto com aqueles dois.

-Você sabe que eu quero falar com você será que podia me encontr...- alguém interrompe ele chamando minha atenção, um garoto pequeno de óculos veio falar comigo ele era da minha sala com certeza, vi Jungkook meio irritado, o que era bem estranho era difícil tirar ele do sério.

-Tem um casal se pegando na sala seis, você devia ir lá olhar- que ótimo, estão realmente avacalhando com minha cara e achando que eu sou a diretora dessa escola, revirei os olhos, Taehyung foi atrás do garoto tirar informações, ele não tinha jeito, Jungkook veio comigo sem dar nenhuma palavra, ele pareceu ficar um pouco chateado, hoje tirei o dia para ver casais se pegando e passando em minha cara seus dias felizes. Parei em frente aquela sala, que me trazia lembranças ruins, foi bem nessa sala que eu peguei o... Não pode ser... não ousei abrir aquela porta, dei um passo para trás tropeçando no Jungkook que estava atrás de mim

- que foi?- ele suspirou

-Nada, eu só acho que não tenho nada a ver com isso- menti na realidade eu estava com medo, realmente não queria abrir essa porta. Jungkook pegou na minha mão me levando para um pouco distante da porta

-Você disse que tinha superado... - ele pareceu meio triste, logo percebendo que eu estava mentindo

-Eu superei Kookie é que... Eu não sei- fui tomada pelos seus braços em um abraço quente, me sentia confortável em seus braços... Até que a porta da sala seis se abre, uma garota ruiva sai de lá ajeitando o vestido... Era a garota da biblioteca... Meu coração deu um pinote quando o garoto sai de lá, Jimin.

Na mesma hora sinto Jungkook me apertar mais em seus braços como se soubesse que eu estava prestes a surtar...
Realmente era ele que estava lá com ela, ele de novo, na mesma sala, ele olhou para mim e sua expressão de felicidade sumiu, parou por alguns segundos, o olhei também sentindo os olhos marejarem, mas não queria demonstrar que foi por causa dele.

Quando penso em finalmente sair dali, sinto minha cintura sendo puxada, minha nuca foi conduzida por mãos grandes, o Jungkook selou seus lábios nós meus, arregalei os olhos, e manti eles abertos enquanto seus lábios ainda fechados tocavam os meus, seus braços se fecharam na minha cintura e então o mesmo pediu passagem com a língua, cedi e sua língua quente e macia começou a explorar a minha boca, meu coração saltou do corpo, e por alguns segundos me senti perdida, porque eu estava beijando o Jungkook? Porque? Antes que eu pudesse quase fechar os olhos e me entregar aquele beijo convidativo, senti um forte impulso e cai no chão, só deu tempo de ver o soco que o Jimin deu no Jungkook, e logo o Jungkook revidou me levantei rápido demais tentando apartar a briga sem saber como foi que em menos de 30 segundos essa cena ocorreu

-PARA JIMIN- fui para frente do Jungkook

-SAI DA MINHA FRENTE HYERI- Jungkook gritou e quando dei por mim eu estava na frente do Jimin tomando quase um soco em seu lugar, Jungkook parou quando viu que iria errar a mira, Jimin continuava tentando atacá-lo tentei segurar os dois, mas era quase impossível

-Por favor, vai embora- falei para o Jimin que parecia que não estava mais lá, lembro-me de tê-lo visto brigando várias vezes e aquilo me causava um sentimento ruim

-Cala a boca Hyeri, nós vamos conversar depois!- Jimin me empurrou para o lado, e eu tombei, a escola tinha câmeras provavelmente alguém iria aparecer logo, mas eu estava torcendo para o monitor das câmeras estar bem ocupado nesse momento

-Quem mandou você tocar nela? Seu merda- Jimin o derrubou no chão, eu não parava um segundo de tentar separar a briga

-Quem disse que ela é propriedade sua... Você perdeu- Jimin foi nocauteado, quando tentei novamente me meter na briga levei um soco certeiro de um dos dois e sai de lá, sem saber de onde tinha vindo, isso que dá ficar no meio de uma briga, sinto como se meu maxilar tivesse saído do lugar, os dois estavam tão raivosos que nem mesmo perceberam que me acertaram... Sentei no chão com as mãos na cabeça... Isso devia ter acabado, porque comigo, por quê? Eles estão se matando

Escuto minha salvação quando o Tae aparece sorridente no corredor trazendo o Yoongi com ele... A expressão dos dois mudou ao ver a cena

-SAI- O Yoongi separou os dois com facilidade, enquanto o Tae segurava o Jimin que logo se soltou limpando o sangue que estava acumulado no canto de sua boca, Jungkook estava furioso, sinto o Jimin me puxar pelo braço enquanto os outros três estavam distraídos. Fui arrastada dali enquanto lágrimas corriam pelo meu rosto, ele me jogou dentro de uma sala vazia e trancou a porta andando de um lado para o outro sem olhar para mim cego de raiva tentando limpar o sangue que não estancava

-Jimin- falei baixinho tocando seu ombro, mas levei um empurrão forte no meu pulso, fui jogada contra um birô

-Desde quando você age como uma vadia?- Jimin gritou limpando novamente o sangue que não queria estancar podia ver seu maxilar ficando rígido, ele pegou meu ombro com força o apertando muito e cerrou as mãos dando um murro na parede acima da minha cabeça

-Você está dando para ele?- ele sorriu parecendo mais um psicopata... Neguei com a cabeça, eu só queria ir para casa- Você está com muito fogo, que tal eu apagar esse seu incêndio em?- ele se aproximou pegando minha cintura com voracidade, sem nenhuma delicadeza, apertou forte minhas bochechas, virei rápido o fazendo errar o caminho de meus lábios..

-Então comigo... É assim?Você não quer?- ele me jogou em cima do birô novamente subindo em cima de mim apertando-me contra seu corpo

-Jimin para!- eu soluçava enquanto ele segurava minhas mãos com força em cima da minha cabeça- Você está me machucando- ele apertou mais meu pulso

-Você não viu nada ainda-  vi que não tinha mais jeito e o encarei ainda chorando, quando ele percebeu que eu havia parado de resistir me encarou por alguns segundos, fitei sua boca, vendo sua raiva esculpida em todos os seus músculos rígidos

-Sabe o que mais me dói?- eu soluçava- Saber que você sempre foi assim, eu nunca vi isso!- falei e ele franziu as sobrancelhas, soltando um pouco a pressão do meu pulso e deixando minhas pernas mais livres... Um suspiro forte foi lançado ele colou a cabeça apoiada no encaixe do meu ombro e do meu pescoço...

-Hyeri... - ele saiu de cima de mim por alguma razão, mas permaneceu segurando minhas pernas agora fazendo as mesmas entrelaçarem sua cintura, pegou minha nuca com as duas mãos... E colou seus lábios nós meus, seu beijo era necessitado, grui em negação contra sua boca tentando fazê-lo sair de perto de mim, o atrito de nossas intimidades mesmo que por cima da roupa me fez arrepiar-me. Sua língua lutava com a minha, era como se ele estivesse ansiando por aquilo por muito tempo.

- Você sabe que é minha... - ele enxugou as lágrimas que escorriam em meu rosto- E que eu ainda causo o mesmo efeito em você- passou os dedos no meu ombro arrepiado.

-Porque insiste nisso, eu não te amo não quero você- eu falei o empurrando

-Nós dois sabemos que isso não é verdade, por enquanto vou te poupar das consequências, mas não pense que eu me esqueci do que aconteceu agora pouco... - ele me encarou

-Eu odeio você- Falei quando ele chegou perto de mim mais uma vez ele ficou rígido, fiquei de pé com dificuldade, ele tinha machucado minha perna com a brutalidade que as segurou...

-Hyeri, se eu ver você com outro cara de novo as coisas não vão ficar boas para o seu lado... Se acha que terminamos está muito enganada. Você não perde por esperar- alguma coisa fez com que ele desistisse, ele saiu da sala me deixando sozinha, ele iria mesmo me forçar? Não posso acreditar nisso... Ele nunca havia feito isso comigo, o que aconteceu com você Jimin? Sentei-me no chão tentando arrumar uma explicação para tudo que estava acontecendo.


-x-


Cheguei a casa parecendo um zumbi, apenas o Namjoon estava em casa ele realmente estava morando lá? O ignorei sem reação nenhuma, ele estranhou, pois sempre que eu chego a casa implico ou solto alguma gracinha

-Quem rasgou suas roupas?- ele perguntou cínico olhando para os três botões arrebentados que eu tentei esconder o dia todo...

-Seu Amigo, idiota- gritei com ele e ele sorriu

-Pelo jeito, foi selvagem, fizeram as pazes mais rápido do que eu imaginei- mordeu os lábios - Pensei que fosse quietinha pequena- ele veio até mim rindo

-Seu filho da mãe, eu sei que a culpa disso tudo é sua! Porque fez isso comigo?- Gritei mais ele se fez desentendido- Seu... - fui gritar mais a Yori chegou na hora e me impediu

-EPA!- ela jura que isso funciona

-Vai a merda Yori, vão a merda os dois- Ela ergueu a mão para me dar um tapa que eu esquivei sem dificuldade subindo as escadas, e ignorando seus gritos escandalosos estava casada. Peguei minhas coisas e fui para o banheiro tentar me acalmar tomando um banho quente, quando meu celular apita no mesmo momento que começou a tocar if you do big bang

"Desculpe Hyeri, simplesmente não aguento ver você sendo tocada por outro homem, você é minha só minha, por favor, não me provoque mais assim"

Ta falando serio? Como ele tem a cara de pau de ainda falar comigo, tomei coragem e enviei uma mensagem para ele

"Não ouse tocar em mim novamente me deixe em paz, cresça! Já faz um ano que terminamos vou seguir minha vida espero que faça o mesmo"

Minha mensagem foi ignorada, pois não tive resposta alguma, liguei o chuveiro e deixei que água fizesse meu cabelo pesar, nem tive a oportunidade de falar com o Yoongi, fui arrastada antes de poder abraçá-lo e dizer o quanto eu estava com saudades, como será que o Jungkook estava? Meu corpo todo se contraiu quando me lembrei do Jimin me tocando, seus lábios, suas mãos. O que estava acontecendo comigo agora? Lágrimas tímidas começaram a escorrer pelo meu rosto... Era como um choque de realidade, eu ainda não acreditava no que estava acontecendo comigo... Fecho meus olhos pensando em seus lábios de novo.

Eu não podia estar recaindo depois de tudo que ele fez principalmente depois de hoje. Eu só fui perceber agora, que ainda não tinha o superado.

"Quantas vezes
Devo guardar isso dentro de mim?
Eu preciso deixar ir
E eu juro que tentei

 

Mas se abrir
Significa confiar nos outros
E isso é demais para mim"

 


Notas Finais


Obrigada por ler. Compartilhem comigo se quiserem, suas críticas construtivas e sentimentos.
Kissus


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...