1. Spirit Fanfics >
  2. My Violation >
  3. Three

História My Violation - Capítulo 3


Escrita por:


Notas do Autor


IMPORTANTE
Antes de mais nada quero explicar umas coisas,está Fanfic contém cenas de violência, conteúdo OBSESSIVO e palavras de baixo calão, se não gosta destes gêneros, por favor, EVITE LER.
Quero ressaltar também que, o Jimin não será apenas um interesse romântico da principal, mas também um VILÃO em potencial, muitas atitudes suas serão precipitadas, MAS NÃO SIGNIFICA QUE EU APOIE, INCETIVE OU ROMANTIZE AS TAIS. Antes de mais nada o acompanhamento da história será uma evolução do Jimin e haverá muito desenrolar.

Boa leitura para vcs
Muitos kissus

Capítulo 3 - Three


Fanfic / Fanfiction My Violation - Capítulo 3 - Three

 

“Eu ofereço um amor bêbado do meu ódio... Caralho ela me odeia, e eu amo isso... Para onde você vai? Não você não vai. Volte.”

-Park jimin

“Só vai ficar ai me ver queimando... Mas tudo bem, porque eu amo o jeito que você mente... Você me machuca tanto... tome distância, não quero me ver em seus olhos, por favor, por favor, me esqueça”.

-Hyeri Shin Hyun-

-x-

Exatas seis horas encarando aquela janela, não conseguia parar de pensar em ontem, tanta coisa aconteceu,  o Jimin, o Jungkook, eu não aguento isso sinceramente é muita coisa para mim, se eu simplesmente parasse de me importar e apenas vivesse, se eu pudesse dar um basta em toda situação com o Jimin, eu... Eu realmente daria? Não posso recair. Remexi-me na cama quando o despertador tocou anunciando 06h30min da manhã, não preguei os olhos, que droga, por alguma razão eu me lembrei de um Jimin diferente desse, o Jimin que me pediu em namoro...

-Flashback On-

Eu e Jimin estávamos sentados naquele parque abandonado, eu estava frustrada, era meu aniversário, meus pais não tinha se lembrado de nada. Aquilo me doeu tanto, eu mal sabia que eles não me ligariam mais, esqueceriam totalmente minha existência. Funguei sentindo o braço do Jimin afagar-me as costas

-O que está fazendo?- disse encostando minha cabeça em seu ombro respirando o ar frio de Seul. Eu não queria parecer fraca então segurei meu choro

-Estou cuidando de você- eu sorri abafado quando ele falou aquilo

-Ta certo, qual a minha pior alternativa?- falei tirando sua mão do me ombro e voltando a tomar uma certa distância

-Hyeri Shin... A sua Pior e melhor alternativa é ficar comigo... - ele disse e eu congelei. Não dava para acreditar que eu estava ali com Park Jimin.

-Como disse?- ele não respondeu minha pergunta. Pegou seu celular e falou algo como “Pode soltar” em um enorme fleche de luz colorido ascendeu àquela enorme roda gigante apagada que se destacou em todo parque, formando uma frase, de pisca-pisca.

“Você quer namorar comigo?”

Meu coração não podia estar mais acelerado, olhei para ele, não é possível, o Park jimin, Park jimin estava me pedindo em namoro? Como eu podia reagir?
- Você está brincando... - sussurrei quase perdendo a voz, ele pegou seu celular novamente com um sorriso no rosto e uma sobrancelha arqueada como se eu o tivesse desafiado.

-Ela não acreditou. Plano B- ele gargalhou com os olhos brilhando, quando pensei que tinha acabado, fogos de artifícios coloriram o céu formando um enorme "POR FAVOR"  meus olhos se encheram de lágrimas eu não sabia o que fazer, ele provavelmente tinha se esforçado muito mesmo para fazer aquilo, além de maravilhada e surpresa, eu tava desacreditada- Eu te amo, preciso de você, estou perdido sem você, Você é meu controle. Não sabia que podia amar tanto como te amo, você me aceita? Por favor- ele disse emocionado e nervoso

-Jimin eu... Não sei- eu o amava tanto, mas ele sempre estava acompanhado eu sabia todo seu histórico, não consegui fazer nada além de chorar e beijá-lo de surpresa. Ele sorriu no meio do beijo-Eu também te amo Jimin, eu não consigo ficar longe de você nem por mais um minuto, promete nunca me deixar?- eu ainda não acreditava, era como se a qualquer momento eu fosse acordar ou como se ele fosse dizer que era uma pegadinha, ele sempre fazia brincadeiras relacionadas a casais comigo... Mas dessa vez era real, a ficha ainda não caiu.

-Eu prometo Hyeri, mesmo que algo aconteça e você não me quiser mais, vou correr atrás de você como um louco- ele disse me abraçando.

-impossível eu não te querer mais- descansei em seus ombros vendo os fogos de artifício e uns caras nas torres de comando dos fogos, agora visível, gritando e comemorando enquanto ele gritava “ela disse sim” parecia até que ele tinha me pedido em casamento e por alguns segundos me senti protegida e quase completa bem ali em seus braços esqueci até que era meu aniversario ouque meus pais tinha se esquecido de mim e da Yori.

-Flashback off-

Droga porque eu me lembrei disso? Me virei na cama de novo, segurando forte meu coração, parecia até que ele ia pular, a dor não era mais mental mas também era física, nem reparei que a Yori estava parada me olhando com as mãos nos quadris e que o despertador tocava loucamente novamente. Levantei-me o desligando ele era realmente muito alto

-Você não esta ouvindo o despertador tocar a mais de 5 minutos?- Yori estava irritada com algo, levantei a ignorando, mostrando que eu ainda guardava vestígios da briga de ontem não acredito que ela ia me bater por causa do Namjoon. Fui em direção ao banheiro a deixando no vácuo. Tomei meu banho e vesti o uniforme, nem notei que já era 07h51min, sai correndo atrasada para a aula.

-X-

Passei o dia inteiro fugindo do Jimin e do Jungkook, eu tinha motivos para fugir do Kookie? Aquele beijo... Droga
Tae já estava começando a ficar irritado de tanto eu puxa-ló do refeitório, do auditório, da quadra até mesmo da sala de aula, eu sentei lá no fundo e como eu sou pequena deu para me espremer entre as pessoas, podia até ver o Jimin me procurando, e o Jungkook passando a vista pela sala, pode até ser que não estivesse me procurando, mas que eu fiquei nervosa quando vi os dois fiquei.

-Pode me dizer o que ta acontecendo? Droga!- Tae gritou perdendo totalmente a paciência, ele também era meu melhor amigo eu tinha que contar.

-o Jimin ele... - o queixo do Tae caiu antes mesmo de eu começar a falar- E o Jungkook me... - Tae agiu bem estranho sua reação foi espalhafatosa

-Por isso que eles estavam brigando ontem?- assenti sem saber o que ele tinha deduzido- Me deixa ver se entendi, o Jimin está tentando voltar com você, o Jungkook finalmente tomou atitude mas foi no momento em que o Jimin estava passando e como ele é bem calmo foi dar um carinho gostoso na cara do Kookie- ele bateu palmas amando a situação

-Mas o menos isso... Como assim o Kookie finalmente tomou atitude... - questionei e o Tae ficou sério de repente

-Como assim? Você ainda não sabe?- eu neguei e ele tentou correr segurei ele- Não posso dizer, é um segredo de estado há três anos

-O Jungkook sente algo por mim Taehyung?- perguntei séria, o Tae do nada arregalou os olhos e paralisou.

-Sinto. - uma voz firme atrás de mim me fez arrepiar por completo... Droga, droga, droga, virei devagar, encarando aqueles olhos pretos brilhantes, aquela boca serrada as sobrancelhas arqueadas dele, ai que droga, ele sorriu e eu me derreti toda, o que ta acontecendo comigo? Ele é meu melhor amigo, Taehyung saiu dali sem que eu percebesse porque quando virei o procurando o mesmo já tinha saído.

-Há... Kookie- tentei falar

-Não precisa falar nada você não é boa com as palavras Hyeri. - ele passou a mão no meu rosto e eu assenti. 
Vi o Jimin de relance sorrindo com uma menina de cabelos curtos, bem pequena, senti uma pontada quando ele devolveu o olhar com aquela cara de “te achei”,  dei um passo para trás e o Jungkook franziu as sobrancelhas- Ta com medo de mim agora? Eu não vou te atacar - ele pausou- a não ser que você queira- ele piscou um olho, mas que? Quem é esse? Porque com certeza não é o Jungkook que eu conheço.

-Claro que não Kookie você é meu melhor amigo, não estrague as coisas com essa atitude- falei afastando sua mão de mim e me virando para ir embora.

-Vou na sua casa hoje, tarde de cinema lembra?- ele falou como se nada tivesse acontecido, realmente tínhamos nossas tardes de cinema e eram bem divertidas, mas eu não sei se era o certo a se fazer agora... Diga não Hyeri, diga Não...

-Claro, porque não? - sorri querendo pular de um penhasco

-x-

Cheguei em casa me jogando no sofá, YoonGi tinha me chamando para sair para ver Jin, já que ele não estava indo para a escola, mas achei melhor vir logo para casa, tomei banho e prendi meus cabelos no topo da cabeça, vesti um pijama leve, e me deitei no sofá, Yori e Namjoon haviam saído e ela nem sequer me mandou uma mensagem. Bufei jogando todo o ar para afastar os fios soltos do meu cabelo

-Que ótimo dia!- gritei para um vácuo e a campainha tocou, ele chegou o Jungkook. Vou agir naturalmente afinal é isso que ele está fazendo.

Abri a porta sem olhar direito, mas quase cai quando vi aquele sorriso, aquele cabelo preto levemente bagunçado, não era o Kookie.

-Jimin. O que faz aqui?- quase sussurrei perdendo a força nas pernas- Vai embora!- eu não estava gritando, estava mansa demais ele segurou a porta antes que ela fechasse, senti vontade de sair correndo.

-Eu vim ver minha namorada linda- ele abriu um sorriso me veio um embrulho no estomago, ele não estava normal.

-Então se enganou de residência, porque não sei se esqueceu, mas eu não sou sua namorada- respondi na mesma hora ele emburacou fechando a porta da casa e me encurralando na própria. Torceu o nariz me olhando dos pés a cabeça e depois sorriu, me senti completamente nua.


- Jimin você bebeu! - senti um cheiro de álcool forte vindo dele. O que me deixou mais nervosa ainda.

-Só o de sempre - ele se afastou de mim um pouco colando uma das mãos na barriga.

-Eu não estou aqui para aturar ex-namorado bêbado, pode sair Park?- Abri a porta novamente apontando para que ele saísse, vi Jimin trincar os dentes, o mesmo empurrou a porta com força fazendo a mesma ecoar um barulho estrondoso, me assustando.

-Não vou embora, até você ouvir o que eu tenho para dizer- ele se sentou no braço do sofá, seu rosto estava com uma expressão de dor e eu não havia percebido seu supercílio machucado, com certeza ele deve ter se envolvido em alguma briga antes de vir para cá.

-Se não sair eu chamo a Polícia, quem você acha que é para vir na minha casa e bater a port...- Fui interrompida por um grunhido dele- Tudo bem! Deixe me ver isto e depois vá embora- falei apontando para sua barriga.

-Isso se você não implorar para que eu fique- ele sorriu malicioso. Subi até o banheiro e peguei o kit de primeiros socorros, eu queria me livrar dele logo. Quando cheguei à sala o mesmo tinha tirado a camisa, fiquei imóvel observando a cena. Como ele tem a ousadia de vir na minha casa fazer isso?

-Não precisava tirar a camisa Park Jimin- olhei seu ferimento era um corte superficial, mas estava com uns roxos ao redor, provavelmente foram chutes. Comecei a limpar com álcool, até o mesmo segurar minha mão. Encarei seu rosto, enquanto ele levava minha mão até seu peito.

-Hyeri, porque você está fazendo isso comigo?- Ele franziu as sobrancelhas- Já faz um ano, porque não me perdoa?-

-Jimin você não tem o direito de me pedir perdão e sabe disso-

-Eu não vou parar de correr atrás de você nem por um segundo e você também sabe disso- ele pausou encarando meus lábios- Você é minha e sempre vai ser- Não vi o momento em que ele me puxou para um beijo apressado, virei o rosto tentando me desvencilhar de seus braços. Eu teria o parado se a campainha não tivesse feito isso por mim.

-Hyeri você está em casa?- ouvi a voz do Jungkook do lado de fora e a campainha tocou mais uma vez. Olhei devagar para Jimin que me olhava furioso, ele empurrou meu braço tentando ir até a porta, mas eu o segurei.

-Não, por favor- peguei seus ombros os puxando para baixo.

-O que esse muleque ta fazendo aqui Hyeri? Eu avisei a você, que se estivesse com outro as coisas iam pesar- Corri para frente do Jimin o parando.

-Jungkook, eu não posso abrir a porta agora, pode voltar outra hora?- gritei para que ele conseguisse ouvir- estou me sentindo meio mal não quero que me veja assim- neste momento Jimin me empurrou para cima do sofá, não consegui me segurar e acabei caindo no chão junto com o Kit de emergência. Jimin parou me olhando

-Hyeri você está bem?- vi a maçaneta da porta girar- Você caiu?- Jungkook estava começando a ficar preocupado.

-Vai embora Kookie- eu disse por último ouvindo seus passos se afastarem, Jimin tinha desistido de ir até a porta quando me empurrou.

-Me desculpe eu não tive a intenção de te machucar- falou parado onde estava

-Vai embora daqui seu bêbado doente, eu não sei o que veio fazer aqui Jimin, se acha que existe a possibilidade de voltarmos pode ir esquecendo- falei subindo as escadas e o deixando na sala, ele sabia o caminho da saída.

Entrei no meu quarto batendo a porta, mas não demorou muito para que o Jimin entrasse vindo em minha direção com os braços abertos em rendição

-Se tocar em mim, eu juro que te mato- falei o observando parar no meio do meu quarto.

-Eu vou embora, mas antes me deixa falar- assenti e ele respirou fundo- Eu preciso que volte-.

-Porque essa perseguição toda?- atrapalhei

-Me deixa falar, caramba! Eu amo você, não vê isso?- ele disse

-Sinceramente, não vejo não- dei de ombros

-Eu to perdendo a paciência com você Hyeri- ele fechou os olhos- Eu não quero fazer nenhuma besteira, é melhor eu ir embora mesmo. Mas saiba que isso não vai ficar assim-

Antes que ele pudesse ir vi o mesmo cair de joelhos na minha frente, fiquei empacada no lugar, não sabia se estava fingindo ou se estava realmente sentindo dor. Respirei fundo e fui até ele. Consegui colocá-lo na cama, ele estava muito mole.

Tratei do seu ferimento e deixei que ele ficasse lá em cima, até melhorar. Eu podia odia-ló, mas não podia deixar que ele saísse assim. Na verdade eu não devia nem me importar com isso. Encostei a cabeça no sofá, tentando repensar o que iria fazer.

A quem eu quero enganar eu não o odeio, eu deveria, mas simplesmente não consigo. Esperei mais um tempo e fui até meu quarto de novo. E lá estava ele deitado, me aproximei olhando para seu rosto, ele era lindo. Dormindo parecia o Jimin que eu conheci

-Quando foi que começou a mudar tanto Jimin?- sussurrei limpando uma lágrima solitária do meu rosto. Seu braço foi posto ao redor do meu pescoço me fazendo deitar em seu peito. Assustei-me a princípio, achei que ele estivesse dormindo.

-Posso voltar a ser aquele Jimin- ele sussurrou de volta para mim.

Levantei a cabeça minimamente para olha-ló e senti seus lábios preencherem os meus de um jeito carinhoso, meu corpo todo ficou rígido, esse foi o primeiro beijo que eu o correspondia. 
Provavelmente estava ficando louca, mas uma parte de mim queria acreditar novamente que ele poderia mudar... Uma parte pequena e quase morta de mim. Ele apoiou sua mão em meu rosto aprofundando o beijo. Passei meus dedos por seus cabelos macios, e me ajeitei ainda mais perto do seu corpo sentido seu calor.

Não 
Eu não podia fazer isso

Parei o beijo franzindo a sobrancelha e o encarando

-Amanhã você pode voltar a me odiar, mas me deixe ficar com você hoje, só um pouco-.

Não respondi só virei para o outro lado na cama, senti um beijo no meu ombro. Fechei os olhos e acabei adormecendo

Eram 3h00min da manhã quando meu celular tocou e eu atendi rapidamente sem ver quem era para o Jimin não acordar e começar um novo showzinho.

Chamada on.

-Hyeri, o que aconteceu com você?- Congelei ao ouvir a voz do jungkook- O Taehyung está aqui quer falar com ele?- ele continuou

-Não- falei simplista sussurrando, meu coração estava a uns 200 por hora estava tendo um ataque.

-Olha eu sei que está assim por causa de ontem, mas não importa o que aquele babaca vai fazer, se depender de mim ele não vai encostar nenhum dedo em você.- ele pausou e eu fiquei calada- Eu te amo Hyeri espero que entenda isso e não fuja de mim. Eu quero ver você feliz. – ele falou, eu não sabia o que falar então apenas desliguei jogando o celular em qualquer lugar da cama e suspirando profundamente, eu puxei tanto o ar que quase me faltou oxigênio.

Isso não pode estar mesmo acontecendo, como eu vou fazer para sair dessa agora?

Chamada of.


Notas Finais


Espero que tenham gostado, até a próxima <3 <3


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...