1. Spirit Fanfics >
  2. My Wish (camren) >
  3. Se você ainda me quiser

História My Wish (camren) - Capítulo 29


Escrita por:


Notas do Autor


Voltei rapidinho com mais um capítulo \o/ e finalmente o momento tão pedido haha :p espero que gostem. Obrigada pelos comentários *-* Boa leitura <3

Capítulo 29 - Se você ainda me quiser


Fanfic / Fanfiction My Wish (camren) - Capítulo 29 - Se você ainda me quiser

Assim que chegou na casa de Demi, Lauren contou o que havia acontecido.

— Não acredito que você amarelou!

— Eu não amarelei, a Camila tava carente e talvez estivesse confundindo as coisas.

— Você devia ter tacado um beijo nela!

— E correr o risco dela se arrepender e nos afastarmos de novo? Jamais! Se for pra rolar um beijo, será quando ela tomar alguma atitude. Eu acho.

— E você acha que ela sendo hétero vai tentar um beijo com uma menina?

— Bom, eu espero que sim.

— É capaz de você estar com 60 anos e ainda não ter beijado ela.

— Você me anima muito, Demi. – A garota sorriu.

— Estou sendo realista, amor. Não são todas as meninas que fazem como eu faço e roubam beijos por aí.

— Então eu não fui a primeira?

— É claro que você foi, mas eu posso roubar algum outro.

— Da Miley, por exemplo? – Elas riram.

— Quem sabe.

Na quarta-feira quando Lauren voltou para o colégio, a primeira coisa que Camila fez foi ir falar com ela.

— Por que não me disse que tinha sido expulsa?

— Bom dia pra você também, Camz. – Sorriu.

— Certo, bom dia, agora responda a minha pergunta, uh?

— Bom, você já estava com mil coisas na cabeça, não quis acrescentar mais uma.

— Você deveria ter me falado.

— E te incomodar com mais uma coisa? Bem capaz! Agora me diga, como está?

— Melhor e você?

— Fico feliz. – Sorriu – Estou bem.

Às vezes Austin tentava uma aproximação, mas Camila não queria e suas amigas a ajudavam. A semana acabou passando rápido e na sexta-feira, Lauren procurou Camila antes dela ir para sua casa.

— Ei, Camz, posso entrar?

— Claro.

— Já está indo?

— Sim, vou mais cedo hoje pra comprar as coisas da festa. Você vai, né?

— Mas é claro! – Sorriu – A propósito, vim te dar o seu presente. Eu sei que é amanhã, mas eu acho que o presente que eu queria dar não vai chegar a tempo, então comprei outro.

— Lauren, não precisa se incomodar com isso.

— Não nega o meu presente! – Camila sorriu – Toma, espero que goste. – Ela entregou uma caixa.

— E o que é?

— Abra! – Assim Camila fez – É um vestido e um laço pra cabelo combinando. Como sei que você gosta dessas coisas.

— Que cor é?

— Preto com a gola branca e o laço é preto também. Desculpa, não sei comprar presentes. – Camila sorriu novamente.

— Eu amei, obrigada. Se a festa não fosse a fantasia, usaria amanhã mesmo.

— Tenho certeza que irá gostar mais do outro presente.

— E o que é?

— Surpresa, né?

— E quando vai chegar?

— Era pra chegar hoje, mas agora acho que só segunda-feira.

— Poxa!

— Não seja impaciente!

— Eu sou impaciente! – Lauren sorriu – Quer ir dormir lá em casa hoje e já ficar pra festa?

— Adoraria, mas tenho umas coisas pra fazer ainda. – Deu de ombro – Mas se amanhã tiver um cantinho pra mim dormir lá, eu aceito.

— É claro que tem, sua boba! Bom, então nos encontramos amanhã.

— Ahãm! Vou indo. – A maior aproximou-se e deu um beijo na sua bochecha – Se cuida.

— Você também.

**

Como combinado as meninas foram dormir na casa de Camila e a ajudaram com os preparativos da festa. No sábado foi a maior correria, mas tudo acabou ficando pronto minutos antes do previsto.

— Finalmente! – Ally disse enquanto se jogava na cama.

— Camila, vai tomar banho primeiro pra poder receber quem for chegando. Eu sou a segunda. – Lucy disse.

— Tá bom, já volto. – A menor retirou-se.

Mais uma hora e todas já estavam prontas. Camila usava uma fantasia de Harry Potter que continha uma saia preta, uma camisa branca com uma gravata listrada e por cima uma capa também da cor preta e de acessório uma varinha. Dinah estava com uma fantasia de mulher maravilha, Normani de mulher gato, Lucy de pirata feminina, Vero de policial, Ally de Super Mário e Troy de Luigi.

Uma hora e meia após o início da festa, Lauren chegou e Camila a recebeu.

— Achei que tinha desistido de vir.

— Jura! – Sorriu e abraçou a menor – Feliz aniversário, Camz.

— Obrigada, amor. – Sorriu e a apertou.

— Você tá linda de Harry Potter.

— Obrigada. Você está fantasiada de que?

— De vampira. Sei que não é nada criativo, mas as outras fantasias tinham saia ou short curto demais e eu não gosto. Essa tem um short curto, mas pelo menos a capa cobre o que ficaria à mostra. – Camila sorriu.

— Deve estar linda.

— Não tanto como você, mas a minha maquiagem ajuda um pouco. – Elas sorriram novamente – Ah, seu presente chegou hoje de manhã.

— Lauren, não precisa me dar presentes.

— Eu acho que você vai mudar de ideia quando souber o que é. Tome. – Entregou uma caixa e Camila logo tratou de abrir.

— Isso é um livro?

— São dois na verdade. Os dois últimos lançamentos do seu autor preferido.

— Almas Gêmeas e No Seu Olhar?

— Exato! E o melhor de tudo é que consegui em braile.

— Não! – Ela sentiu os livros – Caramba, eu amei, Lolo! – A menor a abraçou novamente e dessa vez mais apertado – Obrigada, foi o melhor presente que eu poderia ter recebido. – Deu um enorme sorriso.

— Ainda pensa que eu não deveria ter te dado o presente?

— Tá brincando? Eu nunca falei isso! – Elas riram – Céus, deve ter custado muito caro!

— Não se preocupe com isso, apenas o aprecie, sim?

— Vou passar na frente de todos! Mas vem, vamos entrar. – Camila segurou sua mão e entrelaçou seus dedos nos dela, levando a garota até junto do pessoal.

— Ei, Lauren! Como está? – Alejandro perguntou e a cumprimentou com um beijo. Ele estava fantasiado de Chaves.

— Muito bem e o senhor?

— Estou bem. Andou sumida, senti sua falta aqui em casa. – Ela sorriu – A propósito, você está linda.

— Obrigada. – Suas bochechas queimaram na hora.

— Oi, meu bem. – Sinu a cumprimentou com um beijo também – Nossa, está linda e essa maquiagem destaca bastante seus olhos, são lindos! – Sinu estava fantasiada de Chiquinha para combinar com seu marido.

— Muito obrigada, vocês também estão lindos.

— Bom, vamos deixar a gurizada, né Alejandro?

— Não podemos ficar com eles?

— Dios, Alejandro, você não é mais um garotão!

— É claro que eu sou. – O pessoal ria da discussão deles e logo eles saíram.

A festa estava um tanto dividida, de um lado ficava a família da Camila e do outro seus amigos. Alejandro e Sinu contrataram um DJ e um rodizio de pizza, já que a pequena deles amava pizza. Também havia bebida alcoólica, mas os adultos faziam a garotada maneirar.

— Seus pais são uma figura! – Lucy comentou.

— Nem me fale!

Logo Camila recebeu mais alguns convidados e em seguida se juntou aos seus amigos. Entre uma pizza e outra, eles dançavam ou conversavam. Já passava das onze da noite e a festa ficava cada vez mais animada. Um pouco antes da meia noite eles cantaram parabéns e cortaram o bolo, logo alguns adultos começavam a ir embora.

— Sua família é enorme. – Lauren comentou.

— E olhe que ainda teve gente que não conseguiu vir. – Sorriu – Não vai dançar?

— Ainda não estou bêbada o suficiente. – Elas riram e Dinah e Normani se juntaram a elas na mesa.

— Me acabei nessa música! – Dinah disse ofegante.

— A minha namorada dança muito! – Mani comentou e deu um beijo em seu rosto – E a Lucy e a Vero?

— Sumiram faz um tempinho. – Lauren respondeu.

— Será que vai rolar? – Dinah perguntou.

— Espero que sim, amor.

**

Do outro lado do quintal, em uma parte mais deserta da festa, Lucy e Vero conversavam.

— Por que me chamou pra cá? – Lucy estranhou.

— Eu queria conversar com você.

— Sobre?

— Sobre a Selena. – Lucy respirou fundo.

— Olha, eu só te chamei pra dançar porque estou sozinha e você também e... – Vero a interrompeu.

— Eu não tô com a Selena.

— Eu sei.

— Então, é que... Sabe? Como?

— Longa história, mas sei desde que você beijou ela.

— Então sabia esse tempo todo e não tentou nada?

— Eu disse que queria fazer do jeito certo agora.

— É, fiquei surpresa agora. – Sorriu.

— Eu quero começar certo, ser sua amiga e tentar te reconquistar mostrando que tô mudada e que quero algo sério com você.

— Pra termos algo sério precisamos ficar.

— Sim, mas eu vou esperar o seu tempo, não vou forçar nada.

— Acho que já podemos começar.

— Começar? Tipo, ficarmos? – Vero sorriu.

— Deixa que eu te explico. – Ela se aproximou de Lucy e selou os lábios da garota, iniciando um beijo sem pressa alguma.

**

— Eu já disse que amo essa música que tocou? – Ally perguntou ofegante enquanto sentava junto das meninas com Troy.

— Pelo tanto que você fez o Troy rodopiar, nós percebemos. – Mani disse e as meninas riram.

— Quer mais caipirinha, amor? – Troy perguntou.

— Por favor. – O garoto retirou-se.

— E aí princesas, tudo bem por aqui? – Alejandro perguntou – Eu vou deixar essa cesta com balas, chicletes e pirulitos, pra repor a glicose, entendem? Não deixem de comer e não exagerem no álcool, tô de olho em vocês! – Ele retirou-se.

— Seu pai é muito fofo! – Ally comentou e Camila sorriu.

— E o que é ele indo até o chão? – Lauren perguntou enquanto ria.

— Ele adora chamar atenção mesmo.

— A Lucy e a Vero estão de mãos dadas ou é impressão minha? – Dinah perguntou e as meninas olharam.

— Finalmente saíram do zero a zero! – Mani comemorou.

— E aí. – Lucy disse enquanto se sentava ao lado de Vero.

— E aí a gente que diz! O que significa essas mãos dadas? – Ally perguntou.

— Digamos que a Lucy e eu estamos ficando.

— Que coisa mais amada! – Mani brincou.

— Olá. – Ariana cumprimentou o grupo e as meninas a cumprimentaram de volta – Bora dançar? Os adultos estão dançando mais que vocês!

— Eu acabei de comer, mais tarde eu danço. – Camila respondeu.

— E você, Lauren? Vai me negar uma dança também?

— Eu? – Lauren pensava em uma desculpa.

— Vai, faça minha prima feliz.

— Isso aí, Camilinha! Vamos Lauren?

— Hãm, tá. – Sorriu envergonhada e foi para a pista com Ari.

— Nossa, como a Lauren fica linda de preto. – Dinah comentou.

— Na minha frente? – Mani perguntou e ela a deu um beijo.

— Sem malícia minha ciumenta!

— Como é a roupa dela?

— Ela tá usando um short curtinho, uma blusa de zíper e ele tá fechado um pouco abaixo dos seios dela, deixando bem evidente os peitos, uma capa e a maquiagem preta pra combinar com todo o resto. Ah e tem tipo um sangue escorrendo da boca dela. Enfim, tá toda gostosona! – Ally respondeu e as meninas a olharam – O que? Tô mentindo?

Já passava das duas da manhã e mais da metade do pessoal já havia ido embora.

— Hija, podemos conversar? – Sinu chamou Camila e as duas se afastaram um pouco – O DJ e o pizzaiolo já foram embora, mas ainda tem pizza na cozinha. Seu pai e eu estamos indo com seus tios pra fazenda e amanhã de manhã nós voltamos, vamos deixar você mais à vontade com seus amigos, agora que estão só os que mais conhecemos, ok? Qualquer coisa a nossa empregada e o motorista vão ficar até o final e reparar em vocês.

— Tá bom, mama.

— Não exagere e nem deixa seus amigos exagerarem na bebida, certo?

— Pode deixar.

— Juízo! – Deu um beijo e se retirou.

Camila agora estava mais solta, ela dançava no ritmo da música e por estar bebendo, já nem sentia mais vergonha.

— Ei, branquela! – Dinah chamou e Lauren olhou para ela.

— O que?

— Além do sangue escorrendo pela sua boca, tem baba também. – Elas riram.

— A Camila tá tão linda! – Voltou a olhar a garota.

— Não vai tentar uma aproximação? Ela tá bêbada e bem soltinha.

— Não. – Respirou fundo – Somos amigas e ela já me disse isso com todas as palavras.

— Sorte que ela não enxerga, do contrário já teria notado você secando ela toda. – Lauren sorriu.

— Pelo menos isso eu posso fazer.

Como o DJ havia ido embora, agora cada um escolhia uma música e sempre acabava em discussão, mas todo mundo dançando em seguida.

— Céus, está frio! – Camila reclamou.

— Você parou de dançar, só podia estar com frio mesmo. – Dinah comentou.

— Eu vou pegar um casaco, já volto. – Assim que Camila se levantou, ela teve um pequeno desequilíbrio.

— Eita! Alguém tá bêbada. – Troy brincou e as meninas riram.

— Eu vou com você. – Lauren disse enquanto tentava parar de rir.

— Eu não estou bêbada!

— Não, só eu que estou. Vamos. – Lauren se levantou e elas foram em direção ao quarto de Camila.

— E a Demi não veio mesmo, né?

— Não. Fizemos uns exercícios da fisioterapia hoje e como tá no começo, o tornozelo dela fica dolorido, daí ela preferiu não forçar mais.

— Você é uma ótima namorada.

— Nós não estamos namorando, somos apenas amigas.

— Achei que estavam ficando.

— Ficamos no começo, mas a menina que ela gosta tá se reaproximando dela, então preferimos ficar só na amizade mesmo.

— Hum.

— Chegamos no seu quarto, me fala qual casaco quer que eu pego.

— Está aqui no closet as roupas de frio. – Camila andou para dentro do mesmo enquanto tocava com sua mão a parede, logo ela parou e se encostou nela – Pode ser qualquer um pequeno e fino, tipo uma jaqueta mesmo.

— Vou procurar. – Lauren olhou todo o closet e achou uma jaqueta jeans – Só tem casaco pesado e grande aqui, mas tem uma jaqueta jeans, pode ser?

— Pode. – Ela permanecia encostada na parede.

— Aqui está. – Lauren levou a peça de roupa até as mãos dela.

— Obrigada. – Camila começou a vestir, mas se enrolou com a capa – Socorro! – Elas riram.

— Pera aí que eu te ajudo. – A maior se aproximou dela – Ixi, enrolou aqui perto da nuca, não se mexe.

— Eu acho que não consigo me mexer mesmo. – Sorriu. Lauren segurou com uma mão sua o cabelo dela e com a outra começou a soltar a parte que estava enrolada na capa. Devido a aproximação dos seus corpos, a maior acabou sentindo o perfume de Camila e quando a garota apoiou suas mãos em sua cintura, o frio na barriga se fez presente.

— Tudo bem aí? – Camila sorriu novamente.

— Eu não acredito que me enrolei na jaqueta.

— Só você pra colocar jaqueta usando uma capa. – Elas sorriram novamente – Levanta um pouco o rosto pra que eu possa segurar melhor seu cabelo e ele não entrar na briga. – Assim que Camila levantou seu rosto, sua bochecha encostou na bochecha de Lauren, fazendo seu coração disparar e ela engolir seco – Tá difícil. – Sussurrou.

— Deixa, Lolo, eu tiro ela. – Falou no mesmo tom.

— Só mais um pouquinho.

— Seu coração tá acelerado.

— Deve ser o álcool. – Mentiu e tentava desenrolar a roupa de Camila o mais rápido possível – Mas que cacete! – A menor riu – Encosta mais em mim que não tô alcançando a capa. – Assim Camila fez e a situação ficou pior para Lauren que acabou se desconcentrando e ao se desequilibrar, foi mais para cima de Camila – Desculpa, acho que tem mais alguém tonta aqui. – Elas riram e Lauren conseguiu desenrolar a roupa – Consegui! – Ela ajudou a ajeitar a jaqueta – Melhor assim?

— Acho que alguma coisa tá pinicando minhas costas, pode passar a mão pra mim?

— Claro. – Lauren adentrou a camisa de Camila e passou sua mão pelas costas dela, fazendo a menor se arrepiar – Não tô sentindo nada, será que parou?

— Acho que sim. – Camila fez questão de responder com seu rosto próximo ao dela.

— Acho melhor descermos. – Lauren permaneceu próxima enquanto tirava sua mão de dentro da camisa.

— Tá todo mundo em casal lá, não vão sentir a nossa falta.

— Você é a aniversariante, precisar estar com todo mundo.

— Eu tô bem aqui, não gosta da minha companhia?

— É claro que eu gosto. – Lauren sorriu.

— Então fica comigo, uh? – Agora a maior se sentiu completamente confusa, pensando o que significava esse ‘fica comigo’, principalmente porque Camila ainda estava com suas mãos na cintura dela – Sua respiração tá acelerada. – Falou enquanto levava uma mão sua até os lábios de Lauren que não conseguiu falar nada e apenas assentiu com a cabeça, fazendo Camila sorrir e desfazer o sorriso no mesmo instante – Céus, você me deixa tão confusa, Lolo!

— Confusa como?

— E-eu não sei explicar, é como... – Fez uma breve pausa – Céus, eu preciso disso. – Camila mal terminou a frase e puxou o rosto de Lauren, selando seus lábios.

POV Camila

Era pra ser apenas um selinho, mas Lauren entreabriu seus lábios e como um imã, minha língua foi de encontro a dela. Iniciamos um beijo urgente, cheio de pressa e vontade enquanto Lauren me pressionava mais contra o seu corpo. Céus, é como se o tempo tivesse parado pra mim nesse momento! Me entreguei pra ela e para o beijo, deixando meu desejo tomar as rédeas da situação. Quanto mais ela me pressionava contra a parede, mais minhas mãos puxavam ela pela cintura. Aos poucos o ar foi fazendo falta e fomos parando o beijo, ficando com nossas testas encostadas.

— O que foi isso, Camz? – Ela perguntou ofegante.

— Vontade, Lolo. Só me beija, sim? – Pedi no mesmo tom e ela selou meus lábios novamente. Dessa vez o beijo foi mais calmo e logo ela começou a chupar meu lábio inferior, fazendo uma corrente elétrica passar por todo o meu corpo. Levei minha língua de encontro a dela, mas ela também começou a chupá-la, me causando vários frios na barriga e eu só cravei minhas unhas em sua cintura. Iniciamos o beijo novamente e o clima foi esquentando cada vez mais. Logo ela desceu seus lábios para o meu pescoço e passou a dar beijos de língua ali, me fazendo ofegar – Céus, Lauren! – Levei uma mão até os seus cabelos e os puxei sem cuidado algum e ela intensificou o beijo naquela região.

— Não tá bom? – Perguntou enquanto roçava seus lábios em minha pele.

— Muito! – Senti seus lábios sorrirem e ela passou a dar vários selinhos ali – Só podemos ir devagar? – Ela afastou seu rosto do meu pescoço.

— No seu tempo, ok? – Ela respondeu e me deu um breve selinho me fazendo sorrir – Isso significa que vamos ter mais vezes como essa?

— Se você ainda me quiser.

— Acho que eu quero.

— Acha? – Ela sorriu.

— Você sabe que eu quero, muito!

— Idiota! – Sorrimos.

— Acho melhor descermos agora, vão vir atrás da gente daqui a pouco.

— Tem razão. – Dei mais um selinho nela e resolvemos voltar para junto do pessoal.

**

Um pouco antes de finalizarem o beijo, Dinah havia subido atrás dela, mas ao ver a cena, resolveu não atrapalhar e voltou correndo para junto dos seus amigos.

— Gente, pelo amor de Deus, eu vi! – Dinah falou ofegante.

— Meu Deus, amor, o que você viu? – Mani assustou-se.

— A Lauren e a Camila! – Ela tentava recuperar o fôlego – Elas estavam no closet e se beijando, cara!

— Mentira! – Lucy estava boquiaberta.

— Disfarça, elas estão vindo. – Vero alertou.

— E aí, pessoal. Querem comer? Tem pizza na cozinha ainda. – Camila perguntou.

— Não, estamos bem, obrigado. – Troy respondeu – Por falar nisso, está tarde, vamos indo, amor?

— Vamos, claro. – Ally respondeu – Vocês vão dormir aí?

— Não, a Dinah vai pra minha casa. – Mani respondeu.

— É e a Lucy vai dormir na minha casa. – Vero também respondeu.

— Eu vou? – Lucy ficou surpresa.

— Foi o que combinamos, não?

— Claro, foi sim.

— Quer carona, Lauren? – Troy perguntou.

— Obrigada, eu vou dormir aqui.

— Ah, entendi. – Troy falou tentando não rir – Bom, Mila, estava tudo ótimo.

Logo o pessoal se despediu e cada casal foi para o seu lado. Lauren e Camila resolveram pegar um cooler e ir para o quarto ouvir música lá, mas antes tomaram um banho e trocaram de roupa.



Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...