1. Spirit Fanfics >
  2. My Wolf (Imagine Yoongi) >
  3. Capítulo 16

História My Wolf (Imagine Yoongi) - Capítulo 17



Notas do Autor


Oii gente, olha quem está de volta. Demoramos não? kkkk
Obrigado por todos os cometários, vocês são muitos importantes para mim<3
Boa leitura. Espero que gostem.

Capítulo 17 - Capítulo 16


Não poderia imaginar que meu primeiro beijo com a garota misteriosa – também conhecida como irmã de Jimin – seria na beira do lago tentando salvar a mesma de um afogamento. Ou seria assassinado? De toda forma, precisava me concentrar em salva a garota. Estranho que primeiro tentaram matar o Jimin, com o atestado de óbito já pronto, agora S/n também estava sendo ameaçada dentro do meu próprio castelo. Precisava tirar meu pai do trono o quanto antes!

Enquanto repetia o processo, o pânico começava a surgir em meu peito, ela não estava respondendo. Precisava me acalmar, não tinha como pedir ajudar e voltar para salvar ela. Respirei fundo tentando controlar o frio que sentia e aproximei minha boca da sua novamente, soprando o ar para dentro.

Na última esperança ela acordou tossindo água, acabou virando para o lado tentando tirar toda à água de seu pulmão. Respirei aliviado e olhei preocupado esperando-a terminar de tossir, assim que terminou ela se virou parra mim com os lábios roxos. Ela precisava sair dali.

Peguei a no colo e sair apressado para fora do jardim, queria poder gritar por ajuda, mas minha garganta estava doendo assim como minha cabeça, já sabia que quando isso terminasse iria ficar três dias de cama. Não demorou muito tempo e um dos guardas viu, logo se aproximou sem entender.

—Alteza? O que aconteceu? —perguntou se aproximando, ele guardou a arma e pegou a garota dos meus braços, ele ficou ao meu lado enquanto eu tremia de frio— Se apoie em mim, alteza. Não posso deixa-lo assim no meio do frio.

Tentei sorrir com os lábios tremendo de frio, levantei meu braço e passei pelo se pescoço me apoiando. Caminhávamos para uma das entradas do castelo, o soldado gritava pedindo ajuda – já que não podia usar o rádio – na esperança de alguém ouvir, assim que entramos pela porta dois soldados vieram correndo em nossa direção.

—Soldado Mark, o que aconteceu? —reconheci a voz de um dos soldados perguntando, era o soldado responsável por mim: Wang. Ele pegou meu outro braço e o passou pelo seu pescoço, enquanto o outro guarda tinha pegado a garota no colo e corria para a ala medica.

—Não sei senhor, algo aconteceu com o príncipe e a garota —respondeu o soldado ainda me segurando, os dois andavam rápido seguindo o guarda que levava a garota— O encontrei tremendo de frio carregando a garota.

—Algo está aconteceu, Mark. Primeiro o lobo, depois o menino que sumiu, no mesmo dia tivemos uma invasão contra o castelo, agora isso? —ouvir o soldado falar pensativo, estava quase perdendo a razão quando vi no final do corredor uma enfermeira com uma cadeira de rodas vindo em minha direção— Precisamos descobrir o que está acontecendo. Antes que Yoongi assume o trono.

Assim que sentei na cadeira de rodas – com a ajuda dos soldados – perdi totalmente a razão. Estava cansado de lutar, apenas queria desistir de tudo. Desistir do casamento. Desistir do mistério do lobo. Desistir do trono.

...

Abrir meus olhos assustados, estava me sentindo sufocado, com calor e cansado. Minha cabeça doía e eu respirava com a ajuda do aparelho. Olhei em volta, estava em meu quarto e pela luz que entrava pela janela e iluminava o quarto branco, reparei que já estava de manhã. Me levantei tirando os cobertores que estavam em cima de mim, tirei apressado o aparelho de ar e tentei me levantar. Quase caindo no chão.

—Ei mocinho, onde pensa que vai? —falou uma voz me pegando antes que eu caísse no chão do quarto, ela me ajudou a voltar para cama com cuidado— Você não pode sair assim da cama, a médica disse que você está muito fraco por conta da pneumonia.

—Anne... Obrigado —falei me ajeitando melhor na cama, ela tirou os cobertores de cima da cama e pegou um fino para cobrir minhas pernas, sorriu sentando na cama— Está aqui a muito tempo?

—Não muito, mas tempo o bastante para convencer o Jimin de não tentar te matar de calor. Acredite ele queria colocar mais cobertores —disse sorrindo para mim, Jimin ainda estava aqui? Estranho— Antes que pergunte, S/n está bem, foi atendida a tempo. Ela e você. Tem muita sorte Yoongi.

—Não foi sorte, Anne. Você estava certa —falei a olhando, ela levantou da cama e foi até a mesinha onde tinha uma bandeja, ela pegou duas xicaras e voltou para a cama, sentando no mesmo lugar— Como você sabia?

—Tome Yoongi —disse me entregado uma das xicaras de porcelana, peguei-a e sentir o cheiro invadir minhas narinas, respirei fundo deixando o vapor do chá me dominar— Como eu sabia não importa agora. Só você pode impedir que algo aconteça com S/n e Jimin, precisamos conversar com o grupo todo, mas Taehyung...

—O que tem meu irmão? Anne o que aconteceu? —perguntei depois de beber um gole do liquido, ela parecia incerta de falar a verdade, estava tentando evitar me olhar— Ele piorou?

—Não Yoongi. A médica disse que ele está lutando internamente, não sei o que isso significa, mas parece perigoso ele continuar com isso. Ela disse que ele foi envenenado, e está lutando contra a cura —disse olhando para a xicara em sua mão, parecia preocupada com tudo o que aconteceu. Ela não deveria está assim.

—Desculpa, Anne —pedi colocando minha xicara no criado mudo, peguei a xicara de suas mãos e fiz o mesmo, peguei em suas mãos e ela sorriu docilmente para mim— Você está gravida não deveria se preocupar com essa família, ela é cheia de problemas e nada vai se resolver por agora. E como você disse, precisamos ter fé que meu irmão vai se recuperar.

—Eu estou bem, Yoongi. E eu preciso me preocupar com você, já que nem sua mãe nem seu pai se importa, e antes que pergunte Fillipe está resolvendo algumas coisas não pode vim agora de manhã —falou me olhando sorrindo, do nada ela parou de sorrir e colocou as mãos na barriga arfando. Parecia surpresa.

Não sabia o que estava acontecendo, mas do jeito que minha vida estava indo de mal a pior, imaginei que poderia ser algo ruim. Respirei fundo antes de entrar em pânico de novo.

—O que aconteceu? Você está bem? —perguntei me levantando, me aproximei dela afoito sem saber o que fazer. Ela sorriu para mim e balançou a cabeça em afirmativo para minha pergunta.

Sem falar nada ela pegou minhas mãos e guiou até sua barriga já grande, coloquei minhas mãos lá com suas mãos por cima das minhas. Não demorou muito e logo puder saber o motivo de seu sorriso e espanto, senti um chute forte contra minha mão, fiquei sem reação olhando para a garota que sorria, sorrir ao sentir mais um chute.

Nesse momento eu percebi que a vida era muito mais que meus problemas de rei, eu estava reclamando de algo que ainda nem tinha assumido. Queria ser um rei diferente do meu pai, iria criar um reino prospero e rico, onde todas as crianças poderiam ter a melhor educação e ter um futuro melhor. A vida era mais que problemas e tristezas, e até mesmo tentativas de assassinato, queria ser uma pessoa melhor e feliz. Ao invés de querer ter a vida que meu irmão tinha, iria fazer melhor, iria criar a minha vida. Com um amor de verdade ao meu lado – ao invés de uma princesa doida por um reino – para assumir a responsabilidade de ser rainha, mãe e dona do meu coração, queria ter minha própria família.

—Não doi? —perguntei curioso tirando minhas mãos da sua barriga, me sentei ao seu lado e a observei olhando sorrir para barriga. Ela se virou para mim e respondeu me olhando.

—Um pouco, mas não importo de sentir um pouco de dor se eu sei que irei ser feliz após esses nove meses. Sabe Yoongi, essa foi a primeira vez que o bebê chutou, e saber que uma vida está sendo criada dentro de mim me dá esperança e força para continuar de cabeça erguida, sabendo que algum dia Taehyung vai levantar daquela cama, pronto para mais aventuras ao seu lado.


Notas Finais


Achei que precisava de um pouco de romance, não sei voces mas gostamos desse cap fofinho com Anne.
Espero que tenham gostado, comentem o que acharam (incentiva muito). Compartilhe a história para todas as Armys que conhecem e que gostem de historias sobrenaturais.
Bjos e até o proximo.


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...