História My Wolf Pack - Capítulo 12


Escrita por:

Postado
Categorias Teen Wolf
Personagens Allison Argent, Derek Hale, Lydia Martin, Melissa McCall, Scott McCall, Sheriff Noah Stilinski, Stiles Stilinski
Tags Derek Hale
Visualizações 46
Palavras 3.793
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ação, Aventura, Comédia, Drama (Tragédia), Fantasia, Ficção Adolescente, Romance e Novela, Sobrenatural
Avisos: Álcool, Heterossexualidade, Linguagem Imprópria, Mutilação, Nudez, Sexo, Spoilers, Tortura, Violência
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Notas do Autor


Oiiii

Capítulo 12 - Peter Hale


Fanfic / Fanfiction My Wolf Pack - Capítulo 12 - Peter Hale

Derek estava vivo vivinho e salvou Scott de fazer uma besteira na Lua Cheia. Scott veio com um papo de que Derek disse que se você matar o Alfa que te transformou você pode voltar ao normal, então dois entraram num acordo de matar o Alfa juntos. Agora eu, Scott e o maluco do meu irmão estávamos dentro do camaro de Derek, fugindo de provavelmente caçadores.

-Mais rápido? -Scott pergunta.

-Bem mais rápido -Eu respondo olhando o carro nos perseguir.

-Olha Scott você não capotou o conceito de perseguição de carros -Stiles reclama.

-Se formos mais rápidos vamos morrer.

-Se não for mais rápido, eles não nos matar -Eu digo tentando me segurar, eu olho mais uma vez pra trás- Eles sumiram.

-Todas as unidade suspeito indo na direção da siderúrgica - Stiles liga o WalkTalk que estava sincronizado com o sinal da polícia, nós três no entre olhamos. Ótimo agora temos que salvar o idiota do Derek.

Scott entra por uma passagem da fábrica, eu vejo Derek abaixado atrás de um maquinário.

-Alí - Scott freia, Stiles abre a porta.

-Entra -Meu irmão pula pro banco de trás, Derek entra no carro e Scott acelera.

-Qual parte você ficar na sua você não entendeu? -Scott ralha irritado.

-Eu quase consegui -Derek esbraveja.

-Pegar o Alfa? -Eu e Stiles perguntamos juntos.

-É, ele tava bem na minha frente e a droga da polícia apareceu.

-Pera aí só estão fazendo o trabalho deles -Stiles defende. Derek encarou Stiles irritado.

-É, graças a alguém de decidiu me fazer o criminoso mais procurado de todo o estado- Derek alfineta Scott.

-Será que não dá pra esquecer isso não? Eu cometi um erro já saquei.

-Chega, como você achou ele? -Stiles perguntou intervindo. Mas Derek o ignorou.

-Dá pra você tá um voto de confiança? -Scott pergunta.

-Pra nós três -Eu cutuco Stiles pra ele para de se meter.

-Ou só pra ele, a gente fica aqui só escutando.

- Olha da última ver que eu falei com a minha irmã, ela tava quase descobrindo alguma coisa. Ela achou duas coisas, a primeira era um cara calado Harris.

-Nosso professor de Química? - Stiles e eu perguntamos juntos.

-Por que ele? - Eu pergunto.

-Isso eu ainda não sei.

-E qual é a segunda?

-É um tipo de símbolo -Ele tira um papel do bolso, eu pego o papel tentando entender o que era aquilo.

-Ah -Scott suspira.

-O quê? Você sabe o que isso? -Derek pergunta.

-Eu já vi isso num colar. No colar da Allison.

°

-Vocês sabem que sai ser impossível,né? - Scott perguntou assim que passamos pelas portas da escola no dia seguinte.

-Pede emprestado.

-O como?

-É fácil, você fala "Oi Allison, eu posso seus colar emprestado pra ver se tem alguma coisa nele, ou dentro dele?. Que pode me levar até um lobisomem Alfa que eu tenho que manter pra voltar pra você?".

-Não tá ajudando -Eu cutuco Stiles e me viro pra Scott- Fala logo com ela.

-Ela não quer falar comigo. Sei lá e se ela tirar o colar só na hora do banho?

-É por isso que você tem que levar ela no papo tá bem. Faz as pazes com ela, lembra das coisas boas e aí pede o colar -Stiles da ideia, eu olho para Scott e reparo na cara de idiota dele. Eu levanto a mão e dou um tapa na cabeça dele.

-Tá pensando nela no chuveiro né? -Eu perguntei fazendo careta.

-É -Eu reviro os olhos.

-Olha só Scott foca, você tem que pegar o colar, mata o Alfa, se curar e aí você pode conquistar a Allison. Nessa ordem tá? -Eu digo e me afasto indo pra aula.

°

-Como foi que ele descobriu? -Eu estava chocada, Scott acabou de contar que Jackson sabia que ele era um lobisomem.

-Eu não sei.

-Ele disse em voz alta? A palavra?

-Que palavra?

-Lobisomem. Ele disse "Eu sei que você é um lobisomem"? -Stiles pergunta

-Não, mas ele deu a entender muito bem.

-Talvez não seja tão ruim quanto parece -Eu olho surpresa pra Stiles- Ele não tem provas né? E se ele quisesse contar para alguma, quem ia agredir nele?

-Que tal o pai da Allison? -Eu pergunto obviamente.

-É, não tinha pensado nisso.

-Eu preciso da cura. Agora.

-Ele sabe do pai da Allison?

-Eu não sei.

-Tá, cadê o Derek? -Eu pergunto.

-Escondido, Por que?

-Tá, eu tenho uma ideia. Mas vai precisar de tempo e muita delicadeza -Eu explico- E vou precisar de você -Eu aponto pra Stiles que concorda.

-Mas hoje tem jogo, seu primeiro jogo -Scott lembra.

-Ta eu sei, ele vai estar aqui...eu acho. Já pensou em um plano pra Allison.

-Ela tá na minha próxima aula.

-Pega o colar -Eu puxo Stiles comigo.

°

Eu passei as aulas aprimorando meu plano, na hora do almoço eu me sento de frente pros dois no refeitório.

-E aí ela entregou o colar?

-Não exatamente -Eu suspiro.

-Ótimo, o que que houve?

-Ela me pediu pra mim não falar com ela. De jeito nenhum.

-Então ela não vai te…

-Ela não vai me dar o colar.

-Ta bem, descobriu mais alguma coisa? -Stiles pergunta.

-Só que eu não sei nada sobre as mulheres e que elas são completamente loucas -Eu ergo as sobrancelhas e olho pra Scott. Ele percebeu -Menos você.

-Bom mesmo. Bem, eu e Stiles criamos um plano b pro caso disso não dar certo.

-E qual é o plano B?

-Vai ter que roubar esse colar -Eu e Stiles respondemos.

-Não podemos falar com o Harris?

- Papai botou ele num programa de proteção 24h -Eu explico.

-O colar e tudo que temos, Rouba logo -Stiles apressa. Eu vejo Scott olhar alguma coisa atrás de mim.

-O quê foi?

-Jackson tá olhando pra gente -Scott explica, Stiles olha pro cima do meu ombro.

-Disfarça- Eu digo a Stiles. Scott fica estranho- Que foi?

- Ele tá falando comigo, ele sabe que eu posso ouvir. Agam normalmente, que não tá acontecendo nada. Falem alguma logo.

-Eu não consigo pensar em nada. Acabei de ter um branco -Stiles e eu entramos em parafuso.

-Vocêstiveram um branco? Não conseguem pensar em nada? -Eu olho pra ele aflita.

-Não com essa pressão.

-Tá vendo o cara nem tá mais sentado com elas -Eu digo olhando pra trás.

-Cadê ele? -Eu observo Scott, ele começou a tremer e tinha uma feição super irritada.

-Scott não pode fazer isso.

-Cara não deixa ele ter esse poder sobre você, tá bem? -Scott solta a garrafinha e segura a bandeja, suas mãos tremem mais de nervoso a ponto dela quebrar no meio. Todos em volta se viram para nós por conta do barulho.

°•○●

Depois do ocorrido no refeitório tive que policiar Scott nas últimas aulas pra ter certeza que ele não ia voar no pescoço dele...ou eu. Quando finalmente chegamos em casa me sinto como se um caminhão tivesse passado por cima de mim.

Entro no quarto depois de Stiles e jogo minha mochila na cama.

-Gente? -Eu escuto meu pai chamar?

-Oi...Derek? - Stiles eu perguntamos ao mesmo tempo. Derek estava em pé parado atrás da porta. Ele pede silêncio, Stiles e eu levantamos e vamos até a porta impedindo que meu pai entrasse no quarto.

-O quê vocês disseram?

-O quê? Eu disse "Oi, pai" -Eu dou o meu melhor sorriso falso.

-Seguinte eu tenho que resolver uma coisa hoje. Mas eu vou estar lá, pro seu primeiro jogo - Papai diz a Stiles.

-Meu primeiro jogo. Puxo, nossa...maneiro...legal.

-Eu tô muito feliz pro você -Eu via o quão sem graça papai estava, ele era péssimo em dizer o que estava sentindo- E muito orgulhoso também.

-Obrigado, eu tô feliz e...orgulhoso de mim mesmo.

-Vão deixar você jogar né?

-Vão, pai eu tô no primeiro time. Pois é…

-To muito orgulhoso -Meu pai se aproxima pra abrasas Stiles.

-Ah...abraço.

-Pois né, estamos todos orgulhosos do Stiles...agora, pai a gente tem lição sabe?!...As provas!...-Eu tento dar uma desculpa pra ele sair.

-Claro, claro tô indo -Assim que ele sobe pelo corredor a gente entra no quarto. Derek pega Stiles pelo colarinho e o prensou contra a porta.

-Se vocês disserem um palavra!...

-Ah tipo? "Oi pai, O Derek tá no meu quarto pega a arma?" -Stiles ameaça- É, é isso aí. Se eu vou proteger um fugitivo na minha casa, eu faço as regras - Stiles dá um um tapinha com as costas das mãos no peito de Derek. eu reviro os olhos.

-Ok, todo mundo calmo e sem ameaças. Agora solta ele -Eu seguro o braço de Derek e sorriu falsamente- Solta Derek -Derek me encara e solta Stiles, ele ajeitou a jaqueta do meu irmão de forma bruta e Stiles faz a mesma coisa com um sorrisinho esperto. Stiles se afasta eu estapeio suas costas.

-E você para de com isso. Por que se ele tentar arrancar seu pescoço eu não tenho como impedir -Eu digo entre dentes.

-Scott conseguiu pegar o colar?

-Não, ele vai dar um jeito.

-Mas tem outra coisa que podemos tentar -Eu lembro.

-O quê?

-Na noite que ficamos presos na escola. O Scott mandou um torpedo pedindo pra Allison encontrar ele.

-E daí? -Eu reviro os olhos.

-E daí que não foi o Scott.

-Você pode descobrir quem foi?

-Não...Mas eu conheço alguém que pode.

°•○●

Eu abro a porta sorrindo assim que finalmente  Danny chega, eu o deixo entrar.

-Oi, entra ai. Vamos lá pra cima -Eu subo com Danny pro quarto- Olha que chego.

-Oi Danny -Stiles comprimenta.

-Danny quero te paro e um favor. Você pode descobrir quem mandou um email pra mim?

-Vocês querem que eu faça o que?

-Rastreie um torpedo - Stiles explica.

-Eu vim aqui pra estudar. Foi o que a gente combinou.

-Nós vamos. Assim que você rastrear o torpedo.

-E porque vocês acham me eu sei fazer isso?

-A gente meio que...viu seu relatório da prisão -Eu explico sem graça.

-Eu...Eu tinha 13 anos. Eles tiraram a acusação.

-E daí?

-Não. A gente tem que estudar -Danny puxa a caída e se senta. Eu bufei frustrada.

-Ai...droga.

-Quem é ele mesmo? -Eu e Stiles olhamos pra Derek que estava sentado um uma cadeira no canto da quarto, lendo.

-É nosso primo…

-...Miguel -Eu olho pro meu irmão de senhor franzido...Miguel?

-Aquilo é sangue na camisa dele? -Só então eu reparo na manhã.

-É...ele tem uns sangramentos horríveis no nariz -Eu invento.

-Oh Miguel? Eu não falei que podia pegar uma camiseta minha? -Stiles indica a cômoda do quarto. Derek se levanta de mal humor e tira a camiseta. Eu olho surpresa, Derek tinha uma tatuagem de triskle nas costas. Mas o que mais me deixou surpresa sou que ele era...muito gostoso.

-Stiles? -Derek chama, e ele é ainda melhor de frente.

-Fala?

-Isso aqui, não cabe em mim -Ele segurava um camiseta listrada.

-Então experimenta outra -Eu não conseguia tirar os olhos dele, nem eu nem o Danny.

-Puxa essa ficou legal. O que você acha Danny? -Stiles pergunta.

-Hein?

-A camiseta.

-Essa cor não fica bem né -Isso Danny…Derek olha mais mal humorado ainda e tira de novo a camiseta.

-Você joga no outro time mas disfarça direitinho né Dannyzinho - O idiota do meu irmão brinca.

-Você é um ser humano horrível -Eu concordo.

-Eu sei, nem consigo dormir a noite. Enfim sobre o torpedo.

-Stiles! -Derek chama de novo- Nenhuma cabe -Eu sorrio e olho pra Danny.

-Eu preciso do ISP, do número do telefone e a hora do torpedo.

-Isso...

-Pronto -Danny termina de mexer no comprar. Eu olho confusa na tela, mas eu conheço esse endereço de email- O email foi mandado desse comprar . Esse aqui.

-Tava registrado nesta conta? -Derek pergunta.

-Não não não não não, nao pode ser -O computador era do Hospital e foi mandado por Melissa McCall...A mãe do Scott?

°•○●

-Você recebeu a foto? - Scott pergunta. Stiles, eu e Derek estávamos no jipe com o celular no viva voz.

-Sim, e é igual desenho.

-Ai tem alguma coisa atrás? Um desenho, uma gravação, uma abertura, qualquer coisa -Derek pergunta.

-Não, não tem nada, não abre. Não tem nada dentro dele, envolta  nada -Stiles tira o celular do viva voz, eu me inclino sobre o banco e coloquei a orelha do lado pra tentar ouvir- Onde é que você está Stiles, tinha que está aqui. Você é da primeira linha.

-Cadê o danado do Bilinski? -Eu escuto a voz do treinador.

-Cara, você tem que chegar ou não vai poder jogar -Scott avisa.

-Eu sei...se você vir o meu pai diz pra ele que...diz pra ele que eu já vou chegar, mas vou me atrasar um pouco.

-Tá.

-Valeu obrigado.

-Não vai conseguir -Valeu Derek pela sua torcida.

-Eu sei.

-E não pode contar sobre a mãe dele.

-Não até a gente saber a verdade -Eu digo olhando a fachada do hospital de Beacon.

-A propósito mais uma coisa -Derek se vira pra Stiles.

-Sim? -Eu não consigo impedir. Derek segura Stiles pela nuca e bate a cabeça dele no volante.

-Ai, por que você faz isso?

-Você sabe o por que eu fiz isso.

-A Ann também fez e se aproveitou, sabia? -Eu olho chocada pra Stiles, eu me viro pra Derek que me encarava. Eu dou um sorrisinho e saiu do carro. Stiles me acompanha e eu dou um empurrão nele.

-Belo irmão, me empurrando pros lobos -Eu passo na frente e marchei até o hospital.

°•○●

-Não, não tô achando ela -Eu digo a Derek por telefone. Melissa não estava em lugar nenhum.

-Procura por uma Jenifer ela é quem cuidava do meu tio.

-É mas ele não tá mais aqui também -Eu digo a Derek quando vejo que o quarto do tio dele está vazio.

-Que?

-Ele não tá aqui, Ele sumiu Derek.

-Draga Ann, saião os dois daí. É ele, ele é o Alfa! Sai! -Stiles me puxa pra trás sem. Eu  o olho confusa, então eu percebo o tio do Derek em pé. 

-Vocês devem ser os gêmeos -Eu puxo meu irmão pra corremos, mas um enfermeira aparece atrás de nós.

-O quê estão fazendo aqui? O horário de visitas acabou.

-Você...e ele -Stiles aponta de um para o outro. Os dois estam juntos -Foi você quem...Ai meu Deus.

-Ai meu Deus a gente vai morrer -Eu digo chocada e desesperada. A enfermeira da um passo, mas cai logo em seguida com uma cotovelada de Derek.

-Isso não foi legal. Ela é a minha enfermeira -Eu escuto o Peter dizer a Derek.

-Ela é a psicopata que tá te ajudando a matar pessoas -Derek olha pra gente- Saiam da frente.

-Ah droga -Stiles e eu nos abaixamos.

-Você acha que eu matei a Laura de propósito? Alguém da minha família? -Derek rosnou e seu olhos brilharam. Os dois lobos começam a se enfrentar.

-Vem -Eu puxo Stiles pra trás da bancada do hospital.

-A minha mente e a minha personalidade foram literalmente queimadas -Derek era arrastado pelo pescoço- Eu fui levado por puro instinto -Ele solta Derek e se abaixou pegando alguma coisa no bolso do corpo morto da enfermeira.

-Você quer perdão? -Derek acerta um soco na cara de Peter, mas parece que não faz muito efeito. Peter era muito forte.

-Eu quero compreensão -Derek cai e cola ao receber um chute- Você por um acaso da alguma ideia do que esses anos foram pra mim? Curar célula por célula devagarinho, é voltar a consciência mais devagar ainda. Me tornar um Alfa, tira isso da Laura alavancou muito o processo de cura. Eu não pude evitar -O quê Peter falou deixou Derek mais furioso ainda. Mas Peter era muito forte, Derek acabaria morto...É agora definitivamente- Eu tentei te dizer o que estava acontecendo, juro que tentei. -Peter segura o sobrinho pela jaqueta e o joga pra outra sala pelo vidro.


Eu e Stiles entramos na escola correndo, Derek e Peter tinham sumido...E eu não tinha um pressentimento nada bom sobre isso.

-Cara você tem um problemão -Stiles atira assim que vê Scott.

-Confia em mim...Eu sei.

°•○●

E lá estava eu te novo com Stiles e Scott indo salvar um idiota. Stiles entrou por entre os prédios das fábricas, os carros de Jackson e do Senhor Argent estavam parados em um tipo de pátio.

-Oi.

-E aí?

-Tá tudo bem aí? -Eu pergunto a Jackson.

-Oi Scott, seu amigo teve um problema com o casco. Eu tô dando uma olhada pra ele.

-Tem uma oficina no fim da rua, eles têm um reboque lá -Scott conta.

-Quer uma carona? -Stiles oferece. Jackson estava receoso.

-Qual é Jackson, você tem uma carrinha muita bonita pra ficar aqui sozinho -Eu sorri forçadamente. Jackson concorda e vem até o carro.

-Rapazes -O Senhor Argent chama, ele vai até a parte da frente do carro e gira a chave. O carro liga- Eu disse que entendia de carro -Ele sorri e vai até o carro. Assim que eu vejo o carro sumir de vista, suspiro e me encosto no banco.

-O que foi? Você tá me seguindo agora? -Jackson pergunta ofendido.

-To, seu maluco idiota estúpido. Você quase entregou tudo lá -Scott bate a porta do jipe- Você que entregou tudo lá.

-Do que você está falando?

-Ele acha que você é o segundo beta -Scott explica, porém Jackson é bonitinho mas burro.

-O que?

-Ele acha que vou eu -Scott fica irritado e soca a porta do jipe.

-Opa calma, cara meu jipe -Stiles pede, mas Scott nem o escuta.

-Posso ouvir seu coração bater a um quilômetro, literalmente. Agora ele acha que tem alguma coisa errada, e vamos ter que ficar de olho pra ele não matar você também -Scott tenta bater de novo no jipe mas Stiles o segura.

-Opa opa, que tal ficarmos longe do jipe do Stiles?

-Quer saber? Esse problema é seu e não meu, eu não falei nada. O que quer dizer que você é quem vai me fazer morrer? Tá isso é culpa sua -Jackson empurra Scott contra o jipe.

-Vocês podem para de bater no meu jipe? - Scott e Jackson tentam sair na mão mas Stiles intervém.

-OH PAROO -Eu grito e os dois se afastam.

-Quando eles virem atrás de mim eu não vou poder te proteger. Não posso proteger ninguém -Scott olha pra mim e pra Stiles.

-Porque tá olhando pra gente? -Eu pergunto.

-Quer saber o que eu acho disso? Agora você vai ter que me dar o que eu quero e eu me protejo sozinho -Eu reviro os olhos, como que queria socar o Jackson.

-Você não pode! Confia em mim, isso só vai piorar as coisas -Scott estava certo, o que a gente menos precisava agora era de outro lobisomem.

-Ah é mesmo é? Pode correr o quanto quiser e correr humanamente o mais rápido possível,  parece difícil mesmo McCall.

-É, eu posso correr bem rápido agora, mas na metade do tempo eu tô correndo das pessoas que querem me matar!...Eu posso ouvir coisa como, a minha namorada dizendo pra todo mundo que não confia mais em mim antes mesmo de falar comigo. E eu não tô mentindo! Isso acaba com a sua vida -Eu suspiro.

-Acabou com a sua vida. Quer saber, você tem todo o poder do mundo e não sabe o que fazer com ele. Sabe com o que isso parece? Parece que você fez 16 anos e alguém te deu um porsche e você devia mesmo ter começado com um fusquinha...Eu? Eu dirijo um Porsche -Jackson nos deu as costas indo pro carro e saiu de la.

°•○●

-Não-bebe-o-leite-assim, Stiles -Eu tento tomar o galão de leite das mãos do idiota do meu irmão. Nós já estávamos em casa, Scott tinha ido pra floresta seguir Allison, Stiles e eu voltamos pra casa.

-Chata - Stiles lamber o gargalo.

-Nojento -Eu reparo na sala de jantar, papai estava sentado à mesa, a mesma estava repleta de papéis. Eu bato nas costas de Stiles tentando chamar sua atenção.

-Ai louca -Eu puxo seu braço e aponto.

-Ta fazendo o que? -Eu pergunto e me aproximo da mesa.

-Trabalhando.

-A gente pode ajudar? - Stiles e eu perguntamos.

-Olha se puserem um pouco de uísque pra mim, vai ajudar bastante -Eu torço a boca em desgosto, não gosto que ele beba. Eu nem percebo Stiles sair pra buscar a bebida. Eu balanço a cabeça negando e me sento ao lado do meu pai.

-Alguma pista -Eu tento tocar nos papéis mais recebo um tapinha.

-Ei!

-Foi mau.

-Eu não posso comentar isso com vocês...não muita coisa.

-Certo - Stiles serve o uísque. Eu vejo a cara que ele faz, eu soube na hora o que ele faria, Stiles vira mais um pouco o líquido no copo, quase até a borda.

-Pronto. Toma aqui pai.

-Obrigado…

-Saúde -Eu vejo meu pai virar o copo de uma vez. Mais da metade da garrafa depois e papai já não estava muito bem.

-Ah, o Derek Hale ia ser muito mais facil...muito mais facil -Ele meio enrolado.

-Fácil de pegar?-Eu pergunto entrando na onda.

-Isso. Seria mais facil de pegar se tivéssemos uma foto do cara -Eu fico confusa, eles não tiram foto na delegacia?

-Como é que não tem foto dele? -Stiles perguntou também confuso.

-É uma coisa muito estranha. Toda vez que vamos fazer a foto parece que tem dois raios laser apontado pra câmera - Stiles me mostra a foto que pegou. Parecia dois faróis de carro no lugar dos olhos do Derek.

-Que doideira.

-Oh Meu Deus do céu, esse uísque bateu forte. Eu já falei de mais, é se vocês saírem por aí contando…

-Pai, nós somos seus filhos -Stiles e eu sairemos por ai contando, contando pro Scott, eu tiro uma papeis de uma pastinha.

-Parece que tudo tá conectado. A morte do motorista do ônibus, ele era investigador de seguros encarregado no caso sobre o incêndio da casa dos Hale -Eu e Stiles nos encaramos.

-"Despedido por suspeita de fraude" -Eu leio em um dos papéis.

-Exatamente.

-E quem mais?

-O atendente da locadora que teve a garganta cortada…era criminoso condenado com histórico de incêndio.

-E os dois cara que foram mortos na floresta? -Eu perguntei me lembrando dos dois.

-Tem várias prisões nos registros dele…

-Por incêndio -Eu e Stiles lemos ao mesmo tempo.

-Talvez todos ele tenham a ver…

-Com o incêndio na casa dos Hale -Eu completo o raciocínio.

-Mais uma dose? -Stiles pergunta incentivando.

-Não, não, ja chega…

-Ah pai qual é? Você trabalha duro, você merece -Eu incentivo me sentimento péssima.

-Ai gente, eu vou ter a maior ressaca -Ele aceita.

-Você quer dizer que vai ter uma ótima noite de sono.

-E a gente vai passar a eternidade no pior círculo do inferno -Eu profetizo e Stiles concorda servindo o resto da garrafa.


Notas Finais


Opa, mais um capítulo, espero que tenham gosta do e desculpa a demora.
Bjs.


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...