1. Spirit Fanfics >
  2. My Wolf Pack >
  3. Liam

História My Wolf Pack - Capítulo 61


Escrita por:


Notas do Autor


Oiii

Capítulo 61 - Liam


Fanfic / Fanfiction My Wolf Pack - Capítulo 61 - Liam

Derek estaciona perto do hospital, teve uma confusão com maluco...que era canibal.

-Então Wendigos existem -eu digo surpresa.

-É existem, mas são bem raros -Derek explica.

-Será que tem haver com o Nemeton? Sua ex psicopata acordou ele, Deaton disse que ele viraria um farol pra criaturas sobrenaturais -eu relembro.

-Com certeza tem haver com ele -Derek concorda.

-Ótimo, criaturas comedoras de gente...ótimo jeito de começar o ano -eu reclamo me aproximando do hospital.


Derek seguiu pra dentro do hospital, eu fiquei do lado de fora esperando meu irmão sair. Assim que ele apareceu nós dois fomos até a casa de Scott.

-O que você contou pro seu pai? -Scott pergunta assim que abre a porta.

-Já disse, contei o que pude pro meu pai -Stiles explica.

-Mas não contou sobre o Liam, né?

-Você mal contou pra nós sobre o Liam -eu reclamo.

-O que fez com ele? -Stiles pergunta.

-É...ele tá lá em cima -Scott explica, ele vibrava pura preocupação. Isso não era bom.

-Tá fazendo o que lá em cima? -Stiles perguntou confuso.

-...Tá deitado -Stiles e eu nos entreolhamos confusos. Scott nos levou até seu quarto, pra dentro do banheiro. Liam tinha o corpo amarrado com fita e a boca tampada, ele olha pra gente em pânico. Eu solto um longo suspiro e fecho a cortina do box, nos três nos sentamos na cama.

-Você mordeu ele -eu adivinho.

-Mordi -Scott concorda.

-E sequestro ele -eu continuo.

-Foi…

-E trouxe ele pra cá -eu digo incrédula.

-Eu entrei em pânico.

-Certo…

-A gente não vai acabar enterrando os pedaços do corpo dele no deserto vai? -Stiles pergunta, nós escutamos Liam choramingar e protestar no banheiro.

-Só pra lembrar é por isso que eu e Ann bolamos os planos. Seus planos são péssimos -Stiles reclama e eu concordo.

-Eu sei, por isso eu liguei pra vocês -Scott concorda-  O que a gente faz?

Stiles e eu nos encaramos nada satisfeitos, e olhamos pra Scott negando.

-Peguem ele -eu digo me levantando da cama, Stiles e Scott carregam Liam, o colocando sentado e amarrado numa cadeira.

-Liam, a gente vai tirar a fita da sua boca. Se gritar, ele volta -Stiles explica, Liam olhava pra gente furioso- Se falar baixo, fica sem ela. Entendeu? -Stiles perguntou e ele concordou. Scott e meu irmão ficam se olhando pra ver quem vai tomar a fita, eu reviro os olhos e puxo a fita da boca de Liam.

-Olha só Liam, você viu muitas coisas estranhas acontecendo hoje. E mais coisas estranhas vão acontecer, por causa das coisas estranhas que aconteceram, entendeu? -Stiles pergunta.

-Não muito -Liam responde.

-Que bom, isso é ótimo.

-Também não entendi -Scott comenta.

-Melhor você contar pra ele -eu digo a Scott.

-Me contar o'que? -Liam pergunta.

-Liam...o que aconteceu com você, o que eu fiz com você, o que eu tive que fazer pra te salvar...isso vai te transformar -Scott conta.

-Se não te matar -Stiles completa sem necessidade nenhuma, Scott e eu olhamos pra ele- Não devia ter falado isso.

-A você acha?! -eu reclamo.

-O que?! -Liam perguntou assustado. Eu arregalei os olhos ao ver ele começar a chorar.

-A não.

-Ele tá chorando? -Eu suspiro me abaixando na frente de Liam.

-Eu Liam, tá tudo bem. Você vai ficar bem, você não vai morrer -eu tento acalmá-lo.

-Provavelmente -Stiles diz se abaixando ao meu lado.

-Cala boca! -eu protesto.

-Tá, possivelmente.

-Só desamarrem ele -eu peço, Scott e Stiles comeram a desenrolar a fita adesiva.

-Liam, tá tudo bem? -Scott pergunta.

-Ai, desculpe, foi mau mesmo -Liam deu um passo pra trás no segundo que Liam pega a cadeira que tava sentado, acertando Scott que cai.

-Liam, qual é o seu problema? -Stiles pergunta e toma um soco. Liam passa pela porta, Scott e Stiles se levantaram cambaleando e vão pro corredor

-PEGA ELE! -escuto Stiles gritar, eu saio do quarto e vejo meu irmão e Scott se jogando contra Liam, os três andam aos tropeções até a escada, eu escuto o barulho dos três rolando por ela. Eu ando apressada pelo corredor parando na frente da escada, vejo Liam sair pela porta, e os dois idiotas tentando segurar eles mesmos.


 •⌘•


Depois de Liam sumir, eu apenas voltei pra casa com Stiles reclamando de como Scott era um idiota. Mas sinceramente eu não prestava atenção naquilo, só conseguia pensar em como eu poderia olhar pra Derek se nós víssemos novamente depois que o beijei.


Eu saio do meu quarto e vejo meu pai parado na porta do quarto de Stiles, eu vou até lá, quando me viro pro quarto vejo Stiles e Malia sentados na cama. Meu irmão colocava as algemas que usamos no Scott nela, eu olho pros dois rindo e encaro meu pai.

-Não é o que você tá pensando -Stiles explica, papai parece um pouco chocado.

-Eu nem quero saber -meu pai nega dando de ombros, ele passa por mim indo embora.

-Não tem nada para saber…por que eu...-Stiles nega.

-Temos que ir -eu chamo eles rindo.

•⌘•

Assim que Stiles e eu chegamos na escola, saímos pra procurar Liam com Scott. Nós encuralamos ele no corredor dos vestiários.

-Ai Liam, para aí -Stiles manda.

-Precisamos conversar -Scott pede.

-Ai, eu quero os três longe de mim. Os três -Liam exige afoito.

-Dá pra você me ouvir só um segundo? Por Favor? -Scott volta a pedir. Liam hesita mas acaba concordando.

-Liam...agora nós somos irmãos -nós três olhamos pra Scott confusos.

-Oque?

-Ai meu Deus…-eu reviro os olhos num longo suspiro.

-Vem cá, você é maluco? Nem te conheço e você me mordeu -Liam reclamou irritado.

-A mordida...é um presente -eu arregalo os olhos não acreditando, Stiles eu nos entreolhamos.

-Tá bom, para. Scott para! -eu imploro a ele- Olha só Liam, a gente só tá tentando te ajudar.

-Ae, me sequestrando?

-Só pra ficar claro, o Scott te sequestro. Nós só ajudamos e incentivamos -Stiles explica, e eu concordo com ele.

-Liam, eu já passei por isso antes. Algo tá acontecendo com você, algo grande -Scott explica.

-Nada grande tá acontecendo comigo. Nada! -Liam arranca o curativo que estava em seu braço, não havia mais ferimento nenhum. Mau sabia o Liam que aquilo era algo.


Depois da conversa nada produtiva, Scott, eu e Stiles nos encontramos com Malia, Kira e Lydia do lado de fora, "escondidos" entre os ônibus.

-Não vou dividir meu porão -Malia nega nada feliz.

-Na verdade, o porão é meu -Lydia corrige- E minha mãe reparou que você arranhou ele toda -Lydia conta num tom reclamatório.

-Qual é, ela ainda tá aprendendo -Stiles a defende.

-O Liam fica no ancoradouro. Lá tem várias vigas, a gente amarra ele numa -Scott explica o plano.

-Mas como ele vai até lá, se ele não confia na gente -Kira nós lembra.

-Se for pra evitar que ele mate alguém. A gente anestesia ele com clorofórmio e joga ele no lago -Stiles trama.

-Eu concordo -Malia aceita feliz.

-Ninguém vai matar, ou sequestrar ele...de novo -eu reclamo olhando pra Scott.

-Vamos ser inteligentes, vamos dizer que vai ter uma festa e convidamos ele -Lydia opina, e eu concordo.

-Pera aí, vão convidar um pirralho pra sair? -Stiles perguntou rindo.

-Não, pra mim já chega de adolescentes -Lydia nega veemente- Mas, se é pra gente enganar alguém, vamos usar o trapaceiro -todos nós viramos pra Kira.

-Quem? Eu? Esquece -Kira nega.

-É, você. Sabia que toda raposa é astuta -Lydia explica com um sorrisinho sádico.

-Eu?

-Você consegue Kira -eu incentivo- Seja astuta.

•⌘•

A primeira parte do plano correu bem, Kira conseguiu chamar Liam pra nossa suposta festa. Agora só tínhamos que dar um jeito de levar o Liam pra ancoradouro. Mas nada nunca é fácil pra gente.

-Eu falei com a Kira, ela disse que já tá vindo e que tá tudo bem -Scott conta descendo da sua moto.

-Não é isso -eu nego- Temos que contar uma coisa. Nós nos informamos sobre o Liam, sabemos porque ele foi expulso da porra escola.

-É coisa ruim não é -Scott suspira.

-Então, ele discutiu com um professor, e ele...tem um problema sério de agressividade -Stiles conta.

-Como assim sério? -Scott pergunta preocupado.

-Olha só como fico o carro do professor. Depois dele dar várias pauladas -eu estendo meu celular com a foto para Scott. Ele nos olha chocado.


Não demorou muito tempo pra ouvirmos o carro de Kira parar na frente da casa, escuto os passos, então a porta se abre. Liam é o primeiro a entrar, e quando nos vê não fica nada feliz. Ele se vira para ir embora mas Kira fecha a porta atrás de si.

-Foi mal -ela pede parando na frente da porta.

-Que palhaçada é essa? -Liam questiona.

-É tipo uma intervenção -Stiles explica- Tá com problemas Liam.

-É só nós podemos ajudar você -Scott deixa claro.

Levou um tempo pra Scott explicar tudo pra Liam, sobre o que ele é, sobre o que nós somos.

-Então você é... Lobisomem? -Liam aponta pra Scott que concorda- Coiote, Banshee...raposa?

-Kitsune. Mas pode falar raposa.

-Bruxa -por fim Liam aponta pra mim- E você? -Liam pergunta a Stiles.

-Por um tempinho eu fui possuído por um espírito maligno. Muito maligno -Stiles conta.

-O que é agora?

-...Melhor -Stiles diz sem saber o que responder.

-Isso é pra mim? -Liam perguntou apontando pras correntes em cima da mesa de centro.

-Não, é pra mim -Malia explica mostrando seus olhos azuis brilhantes.

-Como fez isso? -Liam perguntou surpreso.

-Vai aprender. Mas primeiro tem que passar pela Lua Cheia -Scott explica.

-A lua já está cheia -Liam nos lembra.

-É você já tá começando a sentir -eu digo sentindo Liam vibrar vários sentimentos- Não tá?

-O que eu tô sentindo é que eu tô cercado por vários psicopatas -Liam reclama- Vocês são completamente loucos. Eu não sei como você faz esse negócio com o olho, mas eu não quero saber. E eu tô indo embora dessa casa agora, e se alguém tentar me impedir eu juro por deu que eu vou…-Liam tampa seus ouvidos e se curva aparecendo com dor.

-O que foi Liam? -Scott pergunta preocupado.

-Você não tá ouvindo? -Liam pergunta, então vários sons de buzinas soam e luzes de faróis aparecem pela janela.

-Você comentou com alguém? -eu pergunto a ele.

-Meu amigo Mason -Liam explica- Você disse que era uma festa.

-Quem o Mason convidou? -eu pergunto a Kira que está perto da janela.

-Todo mundo -Liam cai de joelhos e suas unhas se transformam em garras, ele começa a arranhar o piso.

-O piso, tira ele do piso -Lydia se aproxima, mas Liam levanta a cabeça e ruge pra ela. Seus olhos estavam amarelos.

-Vamos levá-lo pro ancoradouro -eu digo, e Scott me ajuda a levantar Liam.

•⌘•

Scott, eu e Kira levamos Liam pro ancoradouro e acorrentamos ele contra uma das pilastras. Liam já estava fora de controle.

-Eu seguro ele, amarem as mãos -Scott nós pedes, Kira e eu agarramos cada um dos braços puxando pra trás. Mas Liam se sinta e vai pra cima de Scott, eu ergo as mãos e jogo Liam pro outro lado do ancoradouro. Ele bate contra uma pilastra e cai desacordado.

-Ai céus, eu não matei ele né? -eu pergunto me aproximando.

-Não, ele só desmaiou -Scott diz suspirando cansado. Eu ajudo ele a arrastar Liam e prendê-lo contra a coluna.

-Ele é tão novinho -Kira diz lamentando.

-É, só tem quinze anos -Scott conta.

-O que fazemos com ele? -Kira pergunta.

-Vamos ajudar ele.

-E se ele não quiser ajuda? -Kira questiona.

-Vai querer -eu digo me lembrando de como foi com Scott. Eu via Scott e Kira olharem um pro outro, reviro os olhos sorrindo. Tava tudo indo bem até o momento quando meus pelos se arrepiam e um calafrio subiu pela minha espinha. Uma sensação de perigo parecia pesar sobre mim, eu sabia que tinha alguma coisa errada.

-Eu...já volto -eu digo a Scott e Kira saindo do ancoradouro. Eu não sabia o que tava acontecendo ou ia acontecer, mas sabia que era ruim. Então eu me deixo levar, não luto com o que tava acontecendo, subo pra casa correndo, entro correndo. Passo pelas pessoas sem me importar de esbarrar nos outros. Eu vou até o descanso de chaves e puxo a chave do jipe, sai da casa e pego o carro. Nos primeiros quilômetros eu não sabia aonde estava indo, mas quando entrei na cidade e reconheci o caminho percebi que estava indo direto pra escola, estaciono o jipe de qualquer jeito na entrada. Mas quando passo pela porta, eu arregalei os olhos ao ver Peter em cima de uma pessoa, ele cortava com suas garras, sangue espirrava pra todo lado. Vi Derek e meu pai a alguns passos a frente.

-Mais que merda é essa? -eu perguntei chamando a atenção pra mim, Peter para de destroçar o cara e se levanta, pega um paninho do bolso pra limpar suas mãos e garras. Meu pai se levanta do chão e aponta a arma pra Peter que nem parece se importar.

-Nós aprendemos um jeito melhor -Derek diz a ele 

-Eu sou uma criatura de hábitos -Peter responde e passa por mim indo embora.


Notas Finais


Mil desculpas pela demora, eu tava desanimada por um tempo e depois fiquei em terminar a fanfic de The Walking Dead, e começar a nova fanfic de The Walking Dead.
Demorei mais tá aqui, comentem oque acharam e eu vejo vocês no próximo capítulo.
Beijos


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...