História Mystery of love. - Capítulo 1


Escrita por:

Postado
Categorias Stray Kids
Visualizações 9
Palavras 789
Terminada Sim
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: LGBT, Musical (Songfic), Shoujo (Romântico), Yaoi (Gay)
Avisos: Homossexualidade
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas do Autor


foi inspirada totalmente na música “mystery of love” trilha sonora de call me by your. escutem a música dele sufjan Stevensnkk bjs

Capítulo 1 - Do you love me?


Fanfic / Fanfiction Mystery of love. - Capítulo 1 - Do you love me?

Jeongin queria conhecer os mistérios do amor e Hyunjin queria saber o gosto dos lábios delicados, que de certo modo ficavam mais convidativos quando yang passava aquele gloss.





Eram férias de inverno, os dois jovens decidiram por apenas sair por aí como sempre faziam em todas suas férias, mas dessa vez seria diferente. Jeongin queria que seu Hyung segurasse sua mão como os casais que passavam por eles naquela ponte. Hwang prontamente atendeu ao seu pedido entrelaçou suas mãos. Claro, que nem pensou em hesitar.


Yang andava todo melancólico esses últimos dias em que passavam naquela ponte. Vinha com o “papo de querer ser amado, de querer provar o gostinho do amor, de se apaixonar profundamente por alguém. Hwang ouvia tudo que o baixinho falava, o olhava com carinho, sorrindo fracamente. gostava de saber que seu baixinho tinha o coração tão doce e gentil, mas tinha tanto medo de ver esse coração tão doce e gentil em pedacinhos. Yang podia crescer mas Hyunjin não deixaria que seu garotinho conhecesse todos os mistérios do amor.






Já Hwang, conhecia todos. E Yang não estava pronto pra amar.




— você quer amar? — Hwang falou baixinho, não precisava de um tom alto já que estava perto de yang.


— muito.— o baixinho acabou por responder num tom animado. A palavra "amar" mexia com jeongin de algum jeito. talvez amasse mas não sabia se era aquele tipo de amor.


— você me ama? me ama como aquele tipo de amor? — apesar de dizer calmamente, Hyunjin sentia um nó se formar em sua garganta, não queria se precipitar logo de uma vez e dizer que, da sua parte amava jeongin daquele jeito, mas não queria que yang o correspondesse para não deixá-lo triste, queria que fosse sincero, e isso era tudo que jeongin não conseguia ser se caso sua sinceridade fosse machucar alguém.


— bem..eu não sei, depende — yang torceu os lábios, sabia mas e, se também estivesse sendo precipitado?


— sabe, existem os mistérios do amor, acredito que você está louco para descobri-los, posso te ajudar a descobrir eles. Porém, o primeiro passo era você amar alguém daquele jeitinho, uh? — O polegar de Hwang passou a depositar um afeto na mão em que segurava, entretanto, o nó em sua garganta só aumentou ao ouvir a resposta do menor, por que não havia mentido? Não seria mais fácil levar a mentira em consideração? Aguentar levar mentiras e mentir, todo mundo aguenta e sabe. Mas mentir sobre os seus sentimentos é algo que ninguém consegue levar, não por muito tempo.


 — eu amo alguém desse jeitinho. acredito eu que esse alguém também me ama como eu o amo, portanto, acho que não teria problema de beija-lo ou contar meus sentimentos, não? e se eu disse que apenas o amo? — aah beijar. Beijar é fácil, ao ponto de vista de Hwang ele poderia beijar qualquer um sem ao menos o amar, era só um beijo, por que beijar iria ser um modo de resumir os sentimentos?


Beijar é o maior gesto de demonstração, de amor, afeto e paixão. Então pra Yang jeongin um beijo dizia tudo que sentia. 


Naquele dia em específico, quarta-feira por volta das quatro horas e meia da tarde, yang beijou hyunjin, ou seu amado. O beijo foi prontamente correspondido. o contato de suas bocas era com sutileza e delicadeza, porém transbordava sentimentos. Hwang podia sentir a intensidade em que o coração do baixinho batia quando acariciava  o seu rosto e intensificava o beijo. Se dependente do seu gosto.


Hyunjin se sentia amado.


Podia se dizer que o gosto dos lábios do pequeno era mais doce que seu coração. Bendito seja o mistério do amor.


Naquele dia em específico, era uma quarta-feira por volta das quatro e meia da tarde, foi quando Hwang Hyunjin partiu da mesma ponte em que recebeu o tão sonhado beijo e, em que Yang jeongin disse que lhe amava daquele jeitinho. A primeira vez que lhe beijou, construiu as paredes de Jeongin ao seu redor. A primeira vez que lhe tocou, as maravilhas cessarão? Bendito seja o mistério do amor. O mistério no qual se arrependeu armagamente em ter feito yang descobrir e, por fim ver o pequenino propenso a um coração quebrado? 


Jeongin era grato pra dizer que estava com o coração quebrado. Tão grato que estava disposto a continuar amando Hwang mesmo que o mais velho tivesse que partir e certamente não iria o ver mais. Se sentia amado mesmo Hyunjin dizendo que o amor acabou.


O amor não acabou, o amor não acaba.  Se afogando nas águas vivas, almadiçoado pelo amor que recebeu, não encontrá outro?


Até que respirasse seu último suspirou, iria ama-lo mesmo se para ele o amor houvesse acabado.


Notas Finais


Não revisei beijos.


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...